30 dezembro 2009

Doentes recambiados

Esta notícia do Jornal de Notícias de que aqui deixo o título faz-me lembrar que o bastonário da Ordem dos Médicos não quer que sejam formados muito mais médicos.

Mas, apesar de já haver por cá muitos médicos estrangeiros a suprir a falta de nacionais, acontece isto «Doentes recambiados por falta de clínicos gerais».

Por mais que me esforce, não consigo compreender a teimosia corporativa de quem só olha para os médicos e ignora a situação da população e dos apoios de saúde que carece. Qual é o objectivo altruísta e patriótico? Ou apenas pensam no dinheiro que podem cobrar com a falta de concorrência? Expliquem com clareza o que se passa.

MENSAGEM DE FIM DE ANO

Um novo ano começa,
Uma década termina
E na azáfama da pressa
A terra definha.
A vida lentamente
Embriaga e conduz
Como quem sonha e sente
Na esperança a luz.
Eu sou o principio
De um Novo Ano
Trava o delito,
Emenda o engano...
Pensa e repara
Na tua linda terra,
Respeita o planeta,
Abomina a guerra!
Somos todos irmãos
Porquê tanto ódio,
Melhor é dar as mãos
E alcançarmos o pódio!

Ana Martins
Escrito a 28 de Dezembro de 2009

24 dezembro 2009

Viajar com segurança

Antes de viajar tome precauções. Veja este vídeo até ao fim. Procure não ensombrar a festa de natal. Tenha um Feliz Natal e um Ano Novo com tudo o que houver de melhor.

video

A notícia deste link Mais de 400 acidentes no primeiro dia da Operação de Natal mostra bem que os bons conselhos para a segurança na estrada nunca são demais. Falta de consciência do perigo causa danos a terceiros inocentes.

É indispensável ter a noção das condições do piso da estrada, das capacidades da máquina, dos conhecimentos e experiência do condutor bem como do seu estado psíquico e físico no início e durante a viagem.

Não estraguem o espírito festivo da vossa família e dos outros utentes da estrada.

23 dezembro 2009

ENTÃO É NATAL!!!!!

Imagem da net


Dobram os sinos
Que linda Estrela
De Paz e Luz
Nasceu o menino
Que zela por nós
E se chama Jesus.

Então é Natal
Haja alegria, Paz
E Amor profundo,
Nasceu o menino
E o seu esplendor
Abraça o mundo.

Então é Natal
Cantemos unidos
A uma só voz:
-Nasceu o menino
Que abraça o mundo
E zela por nós.

Ana Martins
Escrito a 22 de Dezembro de 2009

20 dezembro 2009

10 dicas para diminuir a quantidade de gordura ingerida


Cada nutriente libera uma determinada quantidade de calorias por grama. Os carboidratos, assim como as proteínas, liberam 4 cal, já a gordura libera 9 cal! Assim dá para perceber quem é o vilão na hora de pensarmos em emagrecer.Siga estas dicas e diminua a quantidade de gordura que você ingere diariamente:
1. Substitua o leite integral pelo desnatado, se não conseguir tente o semidesnatado. Faça o mesmo com os iogurtes.

2. Evite o chocolate, achocolatados e doces elaborados cuja preparação depende de creme de leite e leite condensado. Quer uma sobremesa, tente a gelatina.

3. Substitua queijos amarelos pelos brancos. Opte pelo requeijão light.

4. Evite alimentos embutidos como salsicha, linguiça, mortadela, salame, salaminho, presunto, apresuntado.

5. Retire a gordura aparente das carnes e a pele das aves.

6. Prefira salgados assados aos fritos, mas cuidado: croissant é assado e muito gorduroso!

7. Na hora do lanche dê preferência pelo pão integral e bolos simples, sem cobertura ou recheio.

8. Cuidado ao escolher o tempero usado na salada.

9. Se for preparar linguiça, hamburger ou nugget, utilize o forno. Algumas marcas podem ser feitas no micro-ondas.

10. Reduza ao mínimo o óleo utilizado para refogar os vegetais.
Fonte: IDMED

17 dezembro 2009

Em caso de sismo


Tenha em atenção que o comportamento das pessoas em situações de grande emergência é significativamente diferente do seu comportamento em situações normais. Assim conte que, durante uma catástrofe, por cada 100 pessoas: 1 a 3 ficam totalmente descontroladas (têm comportamentos irracionais e potencialmente perigosos); 50 ficam apáticas e necessitam de ordens; 22 a 24 ficam paralisadas (não se movem e precisam ser ajudadas); 25 não entram em pânico e podem tomar decisões pelo que podem tomar iniciativas de liderança e ajudar os outros.

No interior do edifício:

- Normalmente é melhor não tentar sair de casa a fim de evitar o risco de ser atingido, na fuga, pela queda de objectos.

- Permaneça calmo e preste atenção ao estuque, tijolos, prateleiras ou outras estruturas ou objectos que possam cair.

- Afaste-se de janelas, vidros, varandas ou chaminés.

- Abrigue-se rapidamente num local seguro, por exemplo, no vão de uma porta interior firmemente alicerçada, debaixo de uma mesa pesada ou de uma secretária; se não existir mobiliário sólido, encoste-se a uma parede interior ou a um canto e proteja a cabeça e o pescoço.

- Se estiver num edifício alto, não procure sair imediatamente pois as escadas podem estar cheias de pessoas em pânico e/ou haver troços de escada que ruíram;

- Não utilize o elevador pois a electricidade pode faltar e provocar a sua paragem;

- Se estiver num local amplo com muitas pessoas ou numa sala de espectáculos não se dirija para a saída pois muitas outras pessoas podem ter tido essa ideia.

- Abrigue-se debaixo de uma mesa, de uma secretária ou no vão de uma porta.

- Se tiver que abandonar o edifício faça-o cuidadosamente prestando atenção à possível queda de objectos. Procure com serenidade refúgio numa área aberta, longe dos edifícios, sobretudo dos velhos, altos ou isolados que possam ruir a uma distância de, pelo menos, metade da sua altura.

- Afaste-se de torres, postes, candeeiros de iluminação pública, cabos de electricidade ou de estruturas que possam desabar, como muros ou taludes; não corra nem vagueie pelas ruas.Se for a conduzir um automóvel, pare no lugar mais seguro possível, de preferência numa área aberta, afastada de edifícios, muros, taludes, torres ou postes. Não pare nem vá para pontes, viadutos ou passagens subterrâneas.

- Permaneça dentro da viatura até que o sismo termine. (Texto Adaptado)

16 dezembro 2009

A CAPACIDADE DE NEGOCIAÇÃO...

Muito se tem falado, estes últimos dias, do aumento, ou não no salário mínimo Nacional, para 475€ mensais, quanto a mim uma vergonha, mas isso é a minha opinião, estando já o patronato a delinear estratégias de combater este aumento, inclusive com ameaças de mais despedimentos. Somos um país do 3º mundo, que temos o privilégio de estar metidos na Europa, e dela sermos o seu caixote do lixo. Aqui ao lado, em Espanha, com a crise bem patente como em todo o mundo em geral, os salários na mesma qualificação, são 3 vezes mais do que os praticados aqui, e dou um exemplo:

A minha empresa, irá ser integrada a partir de Janeiro de 2010, numa economia de escala, criando-se assim a empresa IBÉRICA, que em conjunto com a mesma representante Espanhola, darão cobertura aos seus clientes da mesma forma até aqui, nada mudando para estes, mas aligeirando processos, e juntando recursos, quanto a isto nada a dizer. Em Outubro último, por causa da dita reestruturação, a empresa levou a cabo aqui e em Espanha, despedimentos colectivos, no seu total cá foram 41 trabalhadores, e em Espanha 180. É certo e sabido, que Espanha, regista cerca de 19% de desemprego, e Portugal cerca de 10,2%, compare-se no entanto a população activa de um e de outro. Compare-se ainda, o nível de vida e o custo deste, em que os bens essenciais são bem mais baratos do que cá, e os salários, como disse à pouco, bem mais superiores, na casa dos 1000€ mensais, na minha categoria (Vendedor), mas nas outras, chega a ser bem mais gritante a disparidade. Mas lá, em Espanha, os administradores da minha empresa, ganham menos do que os de cá, querendo dizer, que a riqueza é melhor redistribuída. O que fazer então, quando à 5 anos a esta parte, não tem havido aumentos na empresa, e o poder de compra tem-se vindo a degradar? Vamos então negociar.

O processo de negociação, passa por várias etapas, e é isso que quero aqui explicar, para se ser bem sucedido, ou pelo menos, se tirar maior rentabilidade de um negócio. “Um negócio só é bom, se for bom para ambas as partes“. Toda a gente sabe, que os sindicatos e as comissões de trabalhadores, são quem normalmente negoceia estas questões, e nesse campo não há nada a dizer. Mas os sindicatos e comissões de trabalhadores, são hoje reféns das empresas, e eu digo isto com conhecimento de causa, pois já fui delegado sindical, e este assunto é que levou ao meu abandono do dito sindicato.

1ª Etapa – Tentar perceber se existe vontade da administração em mexer nos pontos que queremos propor, ou ouvir a proposta da empresa para esse assunto. Ouvir os colegas, definir estratégias, negociar-mos entre nós o que queremos levar para a mesa das negociações, criar consenso, eleger a pessoa que irá representar o grupo e elaborar a dita proposta a apresentar (foi o que fizemos).

2ª Etapa – Esperar a oportunidade de apresentar a proposta, ou criar dentro da legalidade essa oportunidade, nomeadamente, convocando uma reunião com a administração da empresa (foi o que fizemos, numa reunião em que se tocou no assunto dos vencimentos)

3ª Etapa – Apresentar, de forma ordeira e sucinta, distribuindo à administração, cópia da mesma proposta, para que saibam bem do que propomos e as razões (foi o que fizemos).

4ª Etapa – Acompanhar de perto a evolução do desenrolar dos acontecimentos e movimentações, tentando perceber, se existe ou não, vontade de irem ao encontro das nossas pretensões.

Não esquecer, que um elemento importante deve ser tido em conta, nomeadamente, que se queremos alcançar os 10, teremos de pedir 20, para eles oferecerem os ditos 10 que pretendemos, claro que numa lógica sempre de negociação e conscientes de que o que se pede é perfeitamente aceitável, e razoável.

Na nossa negociação, a administração, não ficou muito satisfeita com esta forma de que nós adoptamos por negociar, pois no ano anterior, impuseram eles a forma e os aumentos que quiseram , e nós perdemos 44% face ao antigo sistema de comissionamento, e ficamos uns a falar para os outros, criando uma balbúrdia total, em que a empresa depois foi negociar individualmente com cada filial e seus respectivos vendedores, numa clara alusão ao “dividir para reinar” impondo assim o seu sistema. Mas desta vez, antevendo que se passaria o mesmo, antecipamos-nos e organizamo-nos, de forma a que não nos comam por lorpas mais uma vez. Ouvimos de tudo, desde que “Não pensava-mos que estávamos perante um sindicato de vendedores“, dizia um, outro ia mais longe, afirmando que tinha acabado a URSS, e o comunismo, e que não estávamos no tempo do PREC, e no 25 de Abril, todos estes, claro para espanto dos Espanhóis na sala, que são quem vai ficar a mandar nesta empresa nova IBÉRICA, boquiabertos com tamanha organização da nossa parte, não fazendo a mínima ideia dos salários e comissões aqui praticadas. Lamentáveis afirmações, as proferidas por alguns “Ratos Gordos”, que se pavoneiam com altas máquinas e salários “chorudos”, e o nosso parque automóvel, automóveis que servem para as nossas deslocações nas vendas, vendas essas que rendem milhares de euros para a empresa, está a degradar-se dia após dia.

Numa apresentação feita antes dessa reunião, foi-nos transmitido, que a “Limpeza”, referindo-se aos despedimentos colectivos anteriores, tinha mesmo assim, com indemnizações pagas, dado um resultado positivo para a empresa de 1,2 milhões de Euros, numa clara falta de respeito para com os colegas que foram dispensados, a sua grande maioria, numa idade em que são velhos para o trabalho e novos para a reforma. Mas como a mim ninguém me cala, coube-me a mim falar por todos, e assim, dar algumas chapadas de luva branca nos senhores administradores, que irão agora, pressionados pelo administrador geral Espanhol, rever todas as folhas salariais em vigor na empresa, resta-nos esperar para ver.

@Beezz
Carlos Rocha

09 dezembro 2009

Os Extra-terrestres e nós

Convido-o a puxar pelo cérebro num exercício de fantasia e de lógica futurista, lendo o post

ET. Um desafio e congeminações

http://domirante.blogspot.com/2009/12/et-um-desafio-e-congeminacoes.html

e depois escrevendo as suas fantasias, ou em comentário ou num post no seu blogue. O resultado poderá ser uma antologia com as nossas ignorâncias e as nossas congeminações, ou talvez visões que poderão vir a concretizar-se !!!

08 dezembro 2009

DÚVIDAS SOBRE O AÇÚCAR

POR QUE O AÇÚCAR É UM VILÃO?
R. O Açúcar branco, refinado, usado para adoçar os alimentos, é sim um vilão. Os prejuízos que ele causa no organismo são inúmeros. Primeiro, porque ele é uma substância extremamente concentrada. Para você ter uma idéia, uma colher de açúcar equivale a 90 cm de cana (quase 1m!), e todo produto concentrado desgasta e sobrecarrega o organismo. Além disso, durante o processo de refinamento, a cana perde todos os seus nutrientes, se tornando apenas fonte de calorias. Dessa forma, para ser assimilado, o açúcar “rouba” do organismo importantes vitaminas e minerais como o Cálcio, que é importante na fase de crescimento e na prevenção da osteoporose e a Vitamina B1, que é importante para a integridade do sistema nervoso. Sua deficiência causa alterações nervosas como irritabilidade, cansaço e perda de memória. O açúcar enfraquece o sistema imunológico, reduzindo a resistência do organismo à vírus e bactérias nocivas, deixando a pessoa mais propensa a gripes, rinite, cistite, cáries e desequilíbrio da flora intestinal. O açúcar também está relacionado ao aparecimento de Obesidade, Hipertensão, Diabetes e alguns tipos de Câncer como intestinos, mama, ovários, útero, próstata e rins.

• O CONSUMO DE AÇÚCAR CAUSA AUTOMATICAMENTE AUMENTO DE GLICOSE NO SANGUE?

R. Ao contrário dos açucares naturais, o açúcar refinado é absorvido muito depressa, causando um brusco aumento da glicose no sangue. O pâncreas é obrigado a produzir uma quantidade extra de insulina para baixar a glicemia. Essa reação é acompanhada de depressão e cansaço e a pessoa sente necessidade de um novo estimulante e acaba acorrendo um ciclo vicioso. Essas alterações na taxa de açúcar no sangue deterioram os mecanismos que regulam o metabolismo e esgotam o sistema nervoso.
• TODOS OS ALIMENTOS QUE CONTÊM AÇÚCAR ELEVAM OS NÍVEIS DE GLICOSE NA MESMA PROPORÇÃO?

R. Não, o corpo não absorve todos os tipos de açúcar na mesma velocidade. Por exemplo, os alimentos que contém açúcar refinado, como os doces em geral e as bebidas adoçadas com açúcar, elevam rapidamente a glicose no sangue, aumentando também rapidamente a produção de insulina, o que causa mal estar, dores de cabeça e fome poucas horas após sua ingestão. Por outro lado, os açúcares naturais contidos nos alimentos e a presença de fibras contribuirão para que a glicose vá para o sangue lentamente, contribuindo para maior saciedade e controle de peso. É o caso dos pães integrais, aveia, arroz integral, feijões, frutas, verduras e legumes.Todos esses alimentos contêm algum tipo de Carboidrato, que é o açúcar natural desse alimento.

• O AÇÚCAR CAUSA DIABETES?

R. O elevado consumo de açúcar aliado a uma alimentação pobre em fibras, provoca uma rápida elevação dos níveis de glicose no sangue e otimiza o depósito de gordura nas células, o que aumenta a resistência à insulina, obrigando o pâncreas a trabalhar mais e mais até que a insulina que ele produz deixa de ser suficiente e o Diabetes é instalado. Quando a alimentação for pobre em fibras, haverá uma maior propensão ao Diabetes.

• É INDICADO REDUZIR A INGESTÃO DE ALIMENTOS RICOS EM CARBOIDRATOS?

R. O Carboidrato é um nutriente essencial para o organismo, pois ele fornece glicose que é o combustível para todas as células, indispensável para a integridade do sistema nervoso. Por isso, ele deve representar 50 a 60% da alimentação diária.É necessário, portanto, escolher os Carboidratos que são absorvidos mais lentamente pelo organismo, presentes nos cereais integrais, sementes, grãos, feijões, frutas e hortaliças.

• QUAIS SÃO OS MELHORES SUBSTITUTOS DO AÇÚCAR REFINADO ?

R. O ideal seria reeducarmos o nosso paladar para apreciar o sabor natural dos alimentos, sem adição de açúcar. Algumas alternativas mais saudáveis são o mel, o melado e o açúcar mascavo ou demerara. Eles também têm uma rápida absorção, não podendo ser usados por pessoas que tem diabetes, mas sua vantagem está no fato de conterem vitaminas e minerais importantes que o açúcar refinado perdeu e por isso “rouba” cálcio e vitamina B1 do organismo
O AÇÚCAR VICIA? R. O açúcar aumenta os níveis de hormônios como a dopamina e a serotonina o que causa uma momentânea sensação de bem estar, mas com a liberação da insulina, esse estado de excitação passa, e a pessoa sente vontade de comer mais açúcar, portanto, o açúcar pode viciar.

• POR QUE GOSTAMOS TANTO DE DOCES?

R. A introdução do açúcar ocorre bem precocemente, já na mamadeira dos bebês, o que é totalmente inapropriado, uma vez que a criança, desconhecendo o açúcar, não sente sua falta.O uso do açúcar pelos bebês predispõe à diversas infecções e reações alérgicas como problemas respiratórios, infecções intestinais, cárie de mamadeira, além de deficiências nutricionais e atraso no desenvolvimento.Portanto, desde pequenos somos induzidos à dependência do açúcar.
FONTE: IDMD

07 dezembro 2009

Menino de 7 anos com ADL - Adrenoleucodistrofia


Gabriel Pollaco com 7 anos e é portador de ADL - Adrenoleucodistrofia - diagnosticado em 12/08/09 - doença esta pouco conhecida.

Diz a mãe que só conhecemos quando acontece em nossa família». A mãe criou o blog «Gabriel Pollaco - mais um caso de ALD no Brasil» «afim de entrar em contacto com outras pessoas que tiveram esta experiência de vida dolorosa, trocar informações e como forma de desabafo também, com muita Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo vamos vivendo cada dia.»

Para quem estiver perto, ou mesmo de longe, e desejar conhecer mais pormenores e, se possível, enviar ajuda adequada, eis alguns endereços, além do link do blog atrás citado: Jackeline Depp, Novidades sobre o nosso amiguinho Gabriel, A Tulha do Atilio.

05 dezembro 2009

NÃO É A CRISE QUE NOS DESTRÓI. É O DINHEIRO...

Na sua forma peculiar de escrever, mordaz, inteligente e séria, Mário Crespo, mais uma vez, coloca o dedo na ferida, e diz-nos como vai este nosso cantinho à beira-mar plantado.







Nesta fase nada no mundo me faria revelar o nome de quem relatou este episódio. É oportuno divulgá-lo agora porque o parlamento abriu as comportas do dinheiro vivo para o financiamento dos partidos. O que vou descrever foi-me contado na primeira pessoa. Passou-se na década de oitenta. Estando a haver grande dificuldade na aprovação de um projecto, foi sugerido a uma empresária que um donativo partidário resolveria a situação. O que a surpreendeu foi a frontalidade da proposta e o montante pedido. Ela tinha tentado mover influências entre os seus conhecimentos para desbloquear uma tramitação emperrada num labirinto burocrático e foi-lhe dito sem rodeios que se desse um donativo de cem mil Contos "ao partido" o projecto seria aprovado. O proponente desta troca de favores tinha enorme influência na vida nacional. Seguiu-se uma fase de regateio que durou alguns dias. Sem avançar nenhuma contraproposta, a empresária disse que por esse dinheiro o projecto deixaria de ser rentável e ela seria forçada a desistir. Aí o montante exigido começou a baixar muito rapidamente. Chegou aos quinze mil Contos, com uma irritada referência de que era "pegar ou largar". Para apressar as coisas e numa manifestação de poder, nas últimas fases da negociação o político facilitador surpreendeu novamente a empresária trazendo consigo aos encontros um colega de partido, pessoa muito conhecida e bem colocada no aparelho do Estado. Este segundo elemento mostrou estar a par de tudo. Acertado o preço foram dadas à empresária instruções muito específicas. O donativo para o partido seria feito em dinheiro vivo com os quinze mil Contos em notas de mil Escudos divididos em três lotes de cinco mil. Tudo numa pasta. A entrega foi feita dentro do carro da empresária. Um dos políticos estava sentado no banco do passageiro, o outro no banco de trás. O da frente recebeu a pasta, abriu-a, tirou um dos maços de cinco mil Contos e passou-a para trás dizendo que cinco mil seriam para cada um deles e cinco mil seriam entregues ao partido. O projecto foi aprovado nessa semana. Cumpria-se a velha tradição de extorsão que se tornou norma em Portugal e que nesses idos de oitenta abrangia todo o aparelho de Estado.
Rui Mateus no seu livro, Memórias de um PS desconhecido (D. Quixote 1996), descreve extensivamente os mecanismos de financiamento partidário, incluindo o uso de contas em off shore (por exemplo na Compagnie Financière Espírito Santo da Suíça - pags. 276, 277) para onde eram remetidas avultadas entregas em dinheiro vivo. Estamos portanto face a uma cultura de impunidade que se entranhou na nossa vida pública e que o aparelho político não está interessado em extirpar. Pelo contrario. Sub-repticiamente, no meio do Freeport e do BPN, sem debate parlamentar, através de um mero entendimento à porta fechada entre representantes de todos os partidos, o país político deu cobertura legal a estes dinheiros vivos elevados a quantitativos sem precedentes. Face ao clamor público e à coragem do voto contra de António José Seguro do PS, o bloco central de interesses afirma-se agora disposto a rever a legislação que aprovou. É tarde. Com esta lei do financiamento partidário, o parlamento, todo, leiloou o que restava de ética num convite aberto à troca de favores por dinheiro. Em fase pré eleitoral e com falta de dinheiro, o parlamento decidiu pura e simplesmente privatizar a democracia.

@Beezz
Carlos Rocha

03 dezembro 2009

MEDIDAS ANTI CORRUPÇÃO, EXCESSIVAS!?!

O Governo, pela voz de Jorge Lacão, entende que a proposta de medidas anti-corrupção, são excessivas. Realmente, faz-me lembrar uma história hilariante, dos nossos tão bem conhecidos gatos, que podem ver aqui no vídeo abaixo:



E eu atrevo-me a mudar a letra do "Sketch", que quando eles perguntam onde é a TVI, eu colocava "Assembleia da Republica", quando eles chamam pelo Júlio Magalhães, eu colocaria "Governo e deputados do PS".

Só pode ser brincadeira, devem julgar estes senhores que irão ficar impunes toda a vida, só brincando com esta situação, e levando a coisa a rir, é que se consegue andar aqui e ir trabalhar, sustentar a família, e levar o nosso dia-a-dia, porque se for para levar a sério...

@Beezz
Carlos Rocha

01 dezembro 2009

A ARROGÂNCIA DOS JOVENS DE HOJE...

Eu, considero-me um jovem, mas a dado momento, questiono a "nossa" arrogância face à maneiro como encaramos este nosso mundo, e para demonstrar uma das muitas formas de arrogância, escrevo as seguintes linhas com exemplo concreto.

Um jovem muito arrogante, que estava a assistir a um jogo de futebol, tomou para si a responsabilidade de explicar a um senhor já maduro, próximo dele, porque era impossível a alguém da velha geração entender esta geração.
-Vocês cresceram num mundo diferente, um mundo quase primitivo! - o estudante disse alto e claro de modo que todos em volta pudessem ouvi-lo. - Nós, os jovens de hoje, crescemos com Internet, Telemóvel, televisão, aviões a jacto, viagens espaciais, homens a cominhar na Lua. Nós temos energia nuclear, carros eléctricos e a hidrogénio, computadores com grande capacidade de processamento e...," - fez uma pausa para beber outro gole de cerveja. O senhor aproveitou-se do intervalo do gole para interromper a liturgia do estudante na sua ladainha e disse:
- Você está certo, filho. Nós não tivemos essas coisas quando éramos jovens por que estávamos ocupados em inventa-las. E você, um arrogante dos dias de hoje, o que está a fazer, e a inventar para a próxima geração?
Foi aplaudido ruidosamente, de pé!


Quero com isto salientar, que devemos todos, e quando digo todos, digo novos e velhos, e homens, mulheres, crianças, todos temos a aprender uns com os outros, eu aprendo todos os dias com o meu filho de 9 anos, aprendo com o meu pai, aprendia com o meu avô, e irei com certeza aprender até morrer. Nada na vida é um dado adquirido, nada é eterno, devemos de nos compreender e de nos aceitarmos como somos, fincar pés na arrogância, só leva à estupidez, e à ignorância.


OBS: "A VOZ DO POVO" JÁ ESTÁ NO FACEBOOK, NO MEU PERFIL, VAMOS REVITALIZÁ-LA
Bom feriado

@Beezz
Carlos Rocha

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas