30 maio 2010

CONSIDERAÇÕES EDITORIAIS...

Este Blog, destina-se ao exercício da cidadania, do respeito pelas opiniões e pelo individuo. Não chega a ser usado o veto editorial, nem haveria tempo para isso.

Denotou-se, ao longo das últimas semanas, que eram colocados aqui neste espaço, links para outros espaços, onde o autor queria deliberadamente fazer os nossos leitores irem ao encontro dos textos ou outra coisa electrónica qualquer. Não que os textos em questão fossem de má qualidade, ou não tivessem interesse, visto este espaço ser livre, e todos os temas são livres, para isso se chama "A Voz do Povo", mas colocar só link's parece-me desajustado ao nosso teor reivindicativo e de informação, que nos queremos pautar.

Como disse, enquanto moderador editorial e de comentários, quero alertar os mais incautos a colocarem aqui, livremente, os seus textos, opiniões e desabafos de maneira ordeira e de maneira completa, para que todos nós possamos prestar a devida atenção e a comentar se assim o entendermos, sob pena de quem não cumprir estas regras básicas editoriais, poder ver os seus post's serem retirados do "ar", pois não sendo eu o único a pensar assim, há mais colaboradores deste espaço que o assim entendem.

Por último, apelo a todos os colaboradores destes espaço, o favor de serem mais pro-activos com este, a fim de começarmos a dar novo fôlego ao nosso espaço interactivo.

Relembro, que me encontro sempre ao inteiro dispor, para troca de ideias e sugestões, que em consenso editorial se poderão sempre ajustar.

Carlos Rocha
@Beezz
Moderador

Petição Pública

Verifique se está de acordo com algumas das Petições apresentadas, subscreva e informe possiveis interessados. Chegou a hora de fazer a diferença. Diga o que tem a dizer. Participe. Divulgue.



Petição Parem esta Lei










Perguntas e Respostas


Qual a utilidade do Serviço Petição Pública?

Antes demais gostariamos de salientar que o serviço Petição Pública fornece alojamento gratuito para Petições online e o mesmo pretende constituir um serviço público de qualidade a todos os cidadãos portugueses. Fornecemos um dos mais antigos métodos da democracia, combinado com a última e mais moderna tecnologia digital de comunicação, disponível gratuitamente 24 horas por dia.

Constituição da República Portuguesa: Artigo 52.º - Direito de petição e direito de acção popular

1. Todos os cidadãos têm o direito de apresentar, individual ou colectivamente, aos órgãos de soberania, aos órgãos de governo próprio das regiões autónomas ou a quaisquer autoridades petições, representações, reclamações ou queixas para defesa dos seus direitos, da Constituição, das leis ou do interesse geral e, bem assim, o direito de serem informados, em prazo razoável, sobre o resultado da respectiva apreciação.

2. A lei fixa as condições em que as petições apresentadas colectivamente à Assembleia da República e às Assembleias Legislativas das regiões autónomas são apreciadas em reunião plenária.

3. É conferido a todos, pessoalmente ou através de associações de defesa dos interesses em causa, o direito de acção popular nos casos e termos previstos na lei, incluindo o direito de requerer para o lesado ou lesados a correspondente indemnização, nomeadamente para:

a) Promover a prevenção, a cessação ou a perseguição judicial das infracções contra a saúde pública, os direitos dos consumidores, a qualidade de vida, a preservação do ambiente e do património cultural;

b) Assegurar a defesa dos bens do Estado, das regiões autónomas e das autarquias locais
 
in Newsletter de Maio de 2010 por e-mail aos subscritores de Petição Pública.

( C ) Petição Pública 2010. Todos os direitos reservados;
Política de privacidade ; Contactos ( comentários e sugestões )

29 maio 2010

E a crise continuará...

Não estava a ser fácil compreender as medidas restritivas e sacrificantes, principalmente para a maior parte dos portugueses, que têm de contar os cêntimos para que os meses não tenham dias a mais.

Mas além das vozes que chegam a falar dos carros da AR e de outras sumptuosidades que não conhecem cortes, surgiu agora a notícia «Gabinetes ministeriais custam mais de 30 milhões em 2010» cujo título fala por si, mas que conduz à notícia completa se nele for feito clic.

Desta forma a crise continuará e o aperto do cinto não tem fim à vista.

28 maio 2010

Corrupção sim ou não ???!!!

Depois da notícia «PGR diz que "Portugal não é um país de corruptos"» surge o artigo de opinião que se transcreve e que nos faz pensar num problema que, enriquecendo alguns portugueses, acaba por lesar os interesses do Estado e de todos nós.

Correio da Manhã. 28 de Maio de 2010. Por Eduardo Dâmaso, Director-Adjunto

Podemos dormir mais descansados. O procurador-geral da República garantiu ontem que Portugal "não é um País de corruptos". Vamos, por isso, recuperar mais depressa da crise económica porque não há evasão de capitais, não há apropriação de recursos públicos nem desperdício do dinheiro de todos nós. Ironia à parte, e respeitando a opinião de Pinto Monteiro, Portugal precisa de tudo menos destas visões suaves da realidade.

É óbvio que Portugal não é um País de corruptos mas está abundantemente demonstrado que é um País com gravíssimos problemas de corrupção. Já nada adianta meter a cabeça na areia para não ver o que se passa. Não adianta roubar gravadores ou câmaras de filmar para evitar que certas realidades se descrevam.

A realidade é o que é e mais tarde ou mais cedo acaba por se impor. Se Portugal não tivesse gente corrupta
- não se tinham perdido oitenta por cento dos fundos comunitários da formação profissional.
- Não havia uma derrapagem média nas obras públicas superior a cem por cento.
- Os milhões que Bruxelas deu à agricultura portuguesa teriam sido aplicados de outra maneira.
- Nem as cidades teriam tantos problemas de urbanismo.

Agora, conceda-se, em matéria de corrupção cada um vê o que lhe interessa. E se preferimos ficar pela ‘verdade’ formal das estatísticas, então a realidade resplandecerá.

NOTA: Das quatro alíneas que o autor apresenta, verifica-se haver graves prejuízos para Portugal e, portanto, para todos os portugueses. A gestação e desenvolvimento da crise (que está a ser paga, com mais sacrifício, pelos mais carentes de recursos) passou por estes aspectos.

29 DE MAIO, MANIFESTAÇÃO NACIONAL_LISBOA ÀS 15 HORAS

  
Caríssimos, porque estou perfeitamente de acordo, este Governo já excedeu as marcas! Aínda que considerando todas as nuances e cenários da crise global, não consigo conceber e muito menos aceitar, que se tomem medidas desproporcionadas para pagamento da má governação constante a que temos sido sujeitos desde o fim da ditadura. Desde os oportunistas políticos, corruptos e aldrabões, que têm passado pelos sucessivos governos, individuos que estão para se servir e não para servirem o país. Aos malfadados políticos, um empresariado sem capacidade de criar riqueza para o bem geral, apenas interessado em ajudar a delapidar o património nacional, e a aumentar as suas fortunas pessoais. A estes políticos de meia tigela e corruptos, juntam-se os empresários sem escrúpulos e os analfabetos políticos que tão pouco exercem o seu direito e dever de cidadania acabando por compactuar e contribuir para a perpectuação e agravamento da pobreza e da exclusão social. O aumento do desemprego é constante, por arrastamento o aumento da criminalidade, a propria classe média está em vias de extinção - no fundo em lugar de defender os que menos têm, este Governo está interessado em defender os interesses do grande capital.
É uma vergonha, o estado miserabilista em que se encontram já mais de 2 milhões de portugueses, é uma vergonha que se permita continuar com uma política de atirar "areia para os olhos ".
Como inicialmente referi e porque concordo perfeitamente com todas as acções de rua, que venham a ser encetadas no sentido de travar a arrogância política de José Sócrates e todas as suas veleidades e teimosias, a bem da defesa da classe trabalhadora e dos portugueses. Recebi dos meus amigos do FERVE ( Fartos destes recibos Verdes ), o apelo à participação na grande manifestação de 29 de Maio, que passo a trancrever:

"O FERVE estará presente na Grande Manifestação Nacional do próximo sábado, convocada pela CGTP, pugnando contra o desemprego, pelo emprego com direitos e por melhores salários, para todas/os.


Porque somos trabalhadoras/es;


Porque somos mais de dois milhões de precárias/os;


Porque somos 900 mil falsos recibos verdes;


Porque somos bolseiras/os de investigação científica;


Porque somos intermitentes do espectáculo e do audiovisual;


Porque trabalhamos com contratos a prazo;


Porque trabalhamos para Empresas de Trabalho Temporário (ETT's);


Porque somos estagiárias/os;


Porque somos obrigadas/os a trabalhar gratuitamente através dos Contratos Emprego Inserção;


Porque somos mais de 600 mil desempregadas/os.


-PORQUE SABEMOS QUE NÃO TEM DE SER ASSIM


-PORQUE SABEMOS QUE A LUTA VALE A PENA


No dia 29 de Maio, vamos sair à rua e seremos milhares a fazer ouvir a força da nossa voz.


JUNTA-TE A NÓS
29 de Maio::14h30::Lisboa


(saída de Metro de Picoas; junto ao edifício da PT)


Pelo FERVE;


Cristina Andrade


P.S.: para transportes, por favor, contacta-nos (grupoferve@gmail.com)



FERVE


Fartos/as d'Estes Recibos Verdes


www.fartosdestesrecibosverdes.blogspot.com


PETIÇÃO: ANTES DA DÍVIDA TEMOS DIREITOS


http://www.antesdadividatemosdireitos.org/

1 MAIO - O PRECARIADO SAI À RUA!

MayDay Porto


www.maydayporto.blogspot.com

MayDay Lisboa "


www.maydaylisboa.net

27 maio 2010

Redução do número de deputados

Por vezes saem ideias realistas da mente dos políticos! Mas talvez só apareçam após repetidas sugestões dos cidadãos mais atentos aos indícios e mais activos no exercício dos deveres de cidadania, isto é, na sua possível, embora modesta, capacidade de ajudar a construir um futuro melhor para os portugueses de amanhã.

É interessante o título em notícia do Público de hoje «Mota Amaral defende redução do número de deputados». Esta notícia vem dar consistência à racionalidade e ao patriotismo realista e prático dos posts aqui publicados ao longo dos últimos tempos de que se destacam os seguintes:

Transporte da gente do Parlamento

video

Não devemos ver estes casos com mentalidade miserabilista. As funções que desempenham, como todos sabem, obrigam a frequentes e longas viagens por estradas más!!! E a sua provecta idade exige comodidade para poderem exercer capazmente as funções em benefício do nosso País!!!!

Também, como todos se aproveitam impunemente do descontrolo do dinheiro público eles não querem ser considerados anginhos inocentes. Por outro lado, segundo a arrogância dos nossos políticos, temos de nos convencer de que Portugal não é um país atrasado e pobre como a Grã-Bretanha onde (como se vê em A Tulha do Atílio):

Os deputados do Reino Unido, na "Mãe dos Parlamentos",
1 . não têm lugar certo onde sentar-se, na Câmara dos Comuns;
2 . não têm escritórios, nem secretários, nem automóveis;
3 . não têm residência (pagam pela sua casa em Londres ou nas províncias);
detalhe: e pagam, por todas as suas despesas, normalmente, como todo e qualquer trabalhador;
4 . não têm passagens de avião gratuitas, salvo quando ao serviço do próprio Parlamento.
E o seu salário equipara-se ao de um Chefe de Secção de qualquer repartição pública.

O futuro de Portugal está em boas mãos!!! E digo isto desta forma mais ou menos irónica porque a minha educação me obriga a evitar usar a linguagem que eles merecem.

26 maio 2010

UM PAÍS POBRE, MAS DE ESPÍRITO...

O texto não é meu, mas faz todo o sentido se olharmos aos números e notícias com que somos constantemente bombardeados. Vale a pena pensar nisto, e reflectir. Se gostou, divulgue como eu o fiz.

"O povo saiu à rua para festejar a vitória do Benfica e eu, apesar de ser do FC Porto, não achei mal. As pessoas têm o direito de ficar alegres.

O povo saiu à rua para ver o Papa e eu, apesar de ser agnóstico, não acho mal. As pessoas têm direito à sua fé.
O povo vai à Covilhã espreitar a selecção e eu, apesar de não ligar nenhuma, não acho mal. As pessoas têm direito ao patriotismo.
O governo escolhido pelo povo impõe medidas de austeridade umas atrás das outras, aumentando os impostos e não abdicando dos mega investimentos. O povo não reage. Não sai à rua. Reclama à boca pequena e cria grupos zangados no Facebook. É triste que este povo, que descobriu meio mundo, não imprima à reivindicação dos seus direitos a mesma força que imprime à manifestação das suas paixões."

Pobreza do Dias úteis

"Um país onde se admite a possibilidade de taxar o subsídio de Natal, ou mesmo acabar com ele, mas que gasta de dinheiros públicos para TGV, altares, estádios de Futebol, frotas milionárias para gestores públicos, reformas obscenas a quem trabalha meia dúzia de anos ou nem tanto, etc... é um país pobre, de facto. "
Mas de espírito, antes de mais.

@Beezz
Carlos Rocha

PERGUNTEI AO VENTO!...

Perguntei ao vento
Porquê tanta pressa, q
ual o destino,
Porque sua força atravessa
E rasga caminhos.
Respondeu-me na sua mudez
E sem lamento,
Que a natureza precisa
De si como vento!

Perguntei ao vento
A que horas chegas...
Um silencio rasgado
Foi a resposta.
Observo inquieta a calma alameda,
Que em tempos de outrora
Já foi encosta!

Perguntei ao vento
Porque destroí tudo à sua volta,
Se o verde esperança já foi
O cinza que carrega agora...
Respondeu-me já com ar zangado,
Que o Planeta se sente
Pelo Homem violado...

Perguntei ao vento
Que tipo de alento no ultraje à vida
Se liberta no tempo...
Respondeu-me que inocentes são
Os que não viveram
Até então!

24 maio 2010

No Livro da Vida






No Livro da Vida é o novo blogue da nossa Saozita,  "A Voz do Povo", deseja-lhe um bom trabalho e que o novo blogue seja um sucesso, sobretudo uma mais valia no contexto blogger. Felicidades.

23 maio 2010

Morreu, Alberto de Castro Guedes ( BETO )


Morreu cantor português Beto


15h00m

O cantor português Beto, de 43 anos, morreu hoje, domingo, em Torres Vedras, vítima de um acidente vascular cerebral, disseram à Lusa fontes da editora Farol.

Nascido em Peniche em 1967, Beto fundou, em 1992, o grupo Tanimaria, que actuava habitualmente no bar Xafarix, em Lisboa.

O cantor chegou a representar Portugal no Festival da OTI em 1998, na Costa Rica, com o tema "Quem Espera (Desespera)", tendo alcançado o 3.º lugar.

Em 2000 foi convidado a gravar um disco com a cantora Rita Guerra, que deu origem ao álbum "Desencontros", apresentado por ambos em tournée por todo o país.

Só em 2003 lançou o seu primeiro álbum a solo - "Olhar em Frente" - que a Associação Fonográfica Portuguesa certificou com Disco de Prata, e que chegou a disco de platina, segundo o site da Rádio Romântica FM, que apoiou o álbum de compilação de temas do cantor.

As suas interpretações ficaram conhecidas através de músicas que gravou para algumas telenovelas, como "Nunca Digas Adeus" ou "Tudo por Amor".

Em 2005 lançou o álbum "Influências", que, em seis meses, foi disco de platina com mais de 30 mil cópias vendidas.

Nos anos seguintes lançou "Porto de Abrigo" e "Por minha conta e risco". No ano passado, a Farol editou o seu disco "O Melhor de Beto".

in: Jornal de Notícias on line, edição de 23 de Maio de 2010

A Voz do Povo e todos os nossoa amigos, leitores e colaboradores desde já apresentam as nossas sentidas condolências à família. É sem dúvida uma grande perda para a música portuguesa e no panorama cultural!

16 maio 2010

Bissau Digital

Bissau Digital

CRIANÇA NÃO É UM ADULTO PEQUENO...

CRIANÇA NÃO É UM ADULTO PEQUENO...

As Farpas ( Uma Campanha Alegre )

A Acrópole na imagem ao lado, acordou com este apelo de União aos Povos Europeus!

As Farpas são crónicas publicadas mensalmente da autoria de Eça de Queirós e Ramalho Ortigão. Porém, a nomeação de Eça como Cônsul de Havana ( Eça de Queirós fez carreira diplomática ) obrigam-no a abandonar o projecto.

A parte escrita por Eça foi publicada em 1890, em dois volumes com o título Uma Campanha Alegre.

As Farpas são, assim, uma admirável caricatura da sociedade da época. Altamente críticos e irónicos, estes artigos satirizam, com muito humor à mistura, a imprensa e o jornalismo partidário ou banal; a Regeneração, e todas as suas repercussões, não só a nível político mas também económico, cultural, social e até moral; a religião e a fé católica; a mentalidade vigente, com a segregação do papel social da mulher; a literatura romântica, falsa e hipócrita.

As Farpas são, assim, um novo e inovador conceito de jornalismo - o jornalismo de ideias, de crítica social e cultural.

"Eça não se limita, todavia, a galhofar. As suas Farpas constituem um sistemático e quase que completo curso de sociologia do Portugal da Regeneração, observado de alto a baixo, nas câmaras e nas ruas, nos mercados e nas prisões, nos gabinetes da administração e nas praias onde labutam e naufragam pescadores, nas salas domésticas onde se entendiam pescadores e tomam chá com torradas as famílias, nas igrejas onde rezam beatas ou se realizam eleições, nos teatros onde se representam peças pífias e mal traduzidas, nas redacções onde se panteia em péssimo jornalismo, o que sucede tanto em matéria de política como em casos mais triviais do dia a dia do país."*

*In Dicionário de Eça de Queirós, pág. 264.

"Nós estamos num estado comparável somente à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesma trapalhada económica, mesmo abaixamento dos caracteres, mesma decadência de espírito. Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se quer falar de um país caótico que pela sua decadência progressiva poderá vir a ser riscado do mapa da Europa - citam-se, a par, a Grécia e Portugal. Nós, porém, não possuímos como a Grécia, além de uma história gloriosa, a honra de ter criado uma religião, uma literatura de modelo universal e o museu humano da beleza da Arte. Apenas nos ufamos do Sr. Lisboa, barítono, e do Sr. Vidal, lírico."

 

Eça de Queiroz escreveu esta reflexão em Janeiro de 1872.  Rele-las, hoje, passados 138 anos é uma aterradora constatação, uma mostra da nossa incapacidade para aprendermos com a História e dela tirarmos ilações e proveito de forma a não repetirmos os erros. Passado mais de um Século, aínda não fomos capazes de nos regenerarmos.
Eu diria que agora nos ufamos de Lisboa - a capital, das redes viárias, do Oceanário, de sermos ( por enquanto) os maiores exportadores de cortiça do mundo ( pena que os sobreiros estão envelhecidos e não se repõem novas plantações), de mantermos o exército no Afeganistão, de termos 3 capitalistas na listagem da Forbes, os mais bem pagos gestores públicos do mundo, empresas com grande expressão internacional e mais algumas vaidades, como os Estádios do Euro etc.
No entanto temos 2 milhões de pobres, mais os subsidio dependentes ( que já não são pobres ), desempregados muito bem remunerados ( que é necessário baixar o subsídio ) e muito trabalho, o problema é dos malandros dos desempregados, que não querem trabalhar!
 
Na lista dos países com maior fosso entre ricos e pobres Portugal vem em 5º lugar. A classificação é feita pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Do ponto de vista da desigualdade só Hong Kong (1º), Singapura (2º), EUA (3º) e Israel (4º) estão em situação pior do que Portugal.

O coeficiente de Gini que o PNUD atribuiu a Portugal foi de 38,5 (numa escala em que zero representa a igualdade absoluta e 100 a desigualdade absoluta). O PNUD afirma que os 10% mais pobres da população portuguêsa detêm apenas 2% do rendimento nacional, ao passo que os 10% mais ricos detêm 29,8% do mesmo.
Esta informação encontra-se em Yahoo FINANCE

Eça de Queiroz, in "Uma Campanha Alegre", (1872) pág. 235, edição Livros do Brasil

O GOVERNO DE PORTUGAL QUER AUMENTAR O PREÇO DA AGUA PARA 4,70 EUROS O METRO CÚBICO

.
AMIGOS QUE VISITAM ESTE BLOOGE, ESTA NOTÍCIA É SURREALISTA !!!!!!!!!!!!!

EU TRABALHO AQUI NA ARGÉLIA, NA CONSTRUCÇÃO DE UMA DESSALINIZADORA, QUE RETIRA AGUA DO MAR, E A TRANSFORMA EM AGUA POTAVEL.

O CUSTO DA CONSTRUCÇÃO DESTA FABRICA É DE 300 MILHÕES DE DOLARES.

QUANDO ESTIVER PRONTA EM 2011, PRODUZIRÁ 200 MIL METROS CÚBICOS DE AGUA POTÁVEL POR DIA.

O PREÇO QUE SERÁ COBRADO AOS CONSUMIDORES SERÁ DE 0,83 DOLARES POR METRO CÚBICO, CERCA DE 64 CÊNTIMOS DE EURO/ M3.

AGORA VEM ESTA MINISTRA DO " SR. ENG. TROCASTE ", A DAR PALESTRAS NO ROTARY CLUB, QUE NÃO PASSA DE UMA DAS INSTITUIÇÕES MAIS SINISTRAS QUE EXISTEM, LIGADA AO GRUPO BILDERBERG, PARA NOS DIZER QUE A AGUA ESTÁ MUITO BARATA ???

http://aeiou.expersso.pt/o-aumento-do-preco-da-agua-e-inevitavel=f583073

QUE TEMOS QUE PAGAR 4,70 EUROS / M3 ??????

O QUE NÓS PORTUGUESES VAMOS FAZER EM RELAÇÃO A ESTES ATAQUES AOS NOSSOS BOLSOS ????????

VER MAIS FUTEBOL ???????

IR A FÁTIMA DE JOELHOS POR 300 KM ??????

NOSSO GOVERNO ESTÁ A NOS ASSALTAR A MÃO ARMADA, E SE PREPARAM PARA DAR O GOLPE DE MISERICORDIA, E NOS SUBJUGAREM INDEFINIDAMENTE ......................

ELES ESTÃO A ESTICAR A CORDA ATÉ ARREBENTA-LA, OLHEM QUE VÃO CONSEGUIR !!!!!!!!!!!!!

COMO PODEM DIZER-NOS QUE O CUSTO DA AGUA É POUCO, E TEM QUE SUBIR ATÉ AOS 4,70 EUROS/ M3 ?????

NOS APENAS CAPTAMOS AGUA DA CHUVA, E A BOMBEAMOS PARA NOSSAS CASAS, APÓS SE COLOCAR CLORO E FLUOR, APÓS O QUAL FAZEM A DISTRIBUIÇÃO EM REDES QUE ESTÃO CONSTRUIDAS A ANOS.

ESTA HISTÓRIA DO FLUOR, EU LHES CONTO OUTRO DIA .................

AQUI NA ARGÉLIA, RETIRANDO AGUA DO MAR, QUE É UM TRABALHO IMENSO, NOS CUSTARÁ 64 CENTIMOS/ M3, JÁ COM TODO O LUCRO DA EMPRESA EMBUTIDO NESTE VALOR.

O NOME QUE ESTAS PESSOAS TEM É MUITO SIMPLES, """""""""" LADRÕES """"""""""".

CONTINUEMOS ALHEADOS DA REALIDADE, QUE UM DIA VÃO NOS COBRAR O AR QUE RESPIRAMOS ................


UM ABRAÇO.

RAMIRO LOPES ANDRADE

14 maio 2010

COMO SOMOS MANIPULADOS PELOS GRANDES GRUPOS ECONOMICOS

.
HÁ ALGUNS ANOS ( 2003 ) TRABALHEI PARA O GRUPO SONAE, A FISCALIZAR A CONSTRUÇÃO DO SUPERMERCADO MODELO NA LAGOA, NA ILHA DE SÃO MIGUEL / AÇORES.

EM CONVERSA COM UM GESTOR DO GRUPO SONAE DOS AÇORES, FOI-ME CONFIDENCIADO QUAIS AS MARGENS DE LUCRO QUE SÃO PRATICADAS.

EM PRODUTOS ALIMENTARES A MARGEM É DE 100%, ISTO É, DE CADA 1 EURO GASTO EM AQUISIÇÃO DO PRODUTO, ESTE É VENDIDO A 2 EUROS.

NOS PRODUTOS NÃO ALIMENTARES ( ROUPA/ FERRAMENTAS/ LOUÇA/ LAMPADAS/ ETC ...), A MARGEM DE LUCRO ATINGE OS 300%, ISTO É, DE CADA 1 EURO GASTO EM AQUISIÇÃO DO PRODUTO, ESTE É VENDIDO A 3 EUROS.

A ISTO, DEVE-SE JUNTAR QUE OS PRAZOS DE PAGAMENTOS DOS FORNECEDORES GERALMENTE É DE 120 A 180 DIAS.

COMO SE NÃO BASTASSE, O FORNECEDORES SÃO OBRIGADOS NA PRIMEIRA CARGA DAS PRATELEIRAS, A PREENCHE-LAS TOTALMENTE A CUSTO ZERO, PARA A INAUGURAÇÃO DO SHOPPING.

NA INAUGURAÇÃO DO MODELO DA LAGOA - AÇORES EM 2003, O GRUPO SONAE TEVE CUSTO ZERO NA PRIMEIRA VENDA, SUPORTADA PELOS DESGRAÇADOS DOS INDUSTRIAIS E FORNCEDORES.

PARA ALÉM DISSO, SÃO EXPOLIADOS EM PROMOÇÕES DE: NATAL / PÁSCOA / DIA DOS PAIS / DIAS DAS MÃES / DIA DO CÃO / DO GATO / ETC ...... , EM QUE DE CADA DOIS OU TRES FORNECIMENTOS, UM TEM QUE SER GRATUITO PARA O GRUPO SONAE, CASO CONTRÁRIO, NÃO MAIS PODERÃO VENDER EM NENHUMA LOJA DO GRUPO NO PAÍS INTEIRO.

PARA COMPLEMENTAR O QUADRO, OS INDUSTRIAIS QUE FORNECEM AO GRUPO SONAE, SÃO " OBRIGADOS " A DIMINUIREM SUAS MARGENS, QUE JÁ SÃO MINIMAS, COM PRESSÕES PARA REDUZIREM AINDA MAIS O VALOR DE SEUS PRODUTOS, E COM A CONTRAPARTIDA DE NÃO MAIS VENDEREM, SE NÃO REDUZIREM O VALOR DESTES, PARA OS PREÇOS INDICADOS PELA SONAE DISTRIBUIÇÃO.

FALO ISTO PORQUE LI ONTEM, QUE O GRUPO SONAE FOI A ÚNICA EMPRESA EM PORTUGAL QUE ASSINOU UM JURAMENTO DE ÉTICA, CORRECÇÃO E DIGNIDADE EMPRESARIAL, PROMETENDO UM CAPITALISMO JUSTO, E RESPEITADOR PARA COM A SOCIEDADE.

NÃO ME FAÇAM RIR .................... VÃO É MAIS CATAR PIOLHOS !!!!!!!!!!!!!!

http://economico.sapo.pt/noticias/sonae-e-a-primeira-empresa-do-psi-20-a-assinar-juramento-etico_89246.html

É ASSIM QUE TEMOS NOSSOS BOLSOS ASSALTADOS DIÁRIAMENTE, POR ESTES SENHORES, QUE ASSOCIADOS AOS POLITICOS QUE TEMOS, DEU NO QUE DEU ..............

DEVO AINDA ACRESCENTAR, QUE O GRUPO SONAE NÃO É O ÚNICO QUE AGE ASSIM ......... A TOTALIDADE DO EMPRESARIADO PORTUGUES TRABALHA DA MESMA MANEIRA.

SERÁ QUE ESTES DITOS " EMPRESÁRIOS ÉTICOS ", NÃO PODERIAM TER UMA MARGEM DE LUCRO DE 35% ???

COM UM LUCRO DE 35%, QUE SERIA MUITÍSSIMO RAZOAVEL, ELES GANHARIAM MUITO DINHEIRO, E NÓS CONSUMIDORES TERÍAMOS UMA QUALIDADE DE VIDA SUPERIOR, E CONSEQUENTEMENTE, PODERIAMOS CONSUMIR MAIS E MELHOR.



MAS NÃO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ESTES DITOS " EMPRESÁRIOS ÉTICOS ", TEM QUE ESFOLAR OS CONSUMIDORES COM MARGENS OPCENAS DE 100 A 300%, E AINDA DIZEM QUE NÃO CHEGA ............. VIVA O NEOLIBERALISMO E A ORGIA DO CRÉDITO.

TENHAM VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


É POR ESTAS, E OUTRAS, QUE OS MELHORES ESTÃO A SAIR DO PAÍS, OS QUE TEM MAIS TALENTO, DINAMISMO, HONESTIDADE, FORMAÇÃO, E INTERESSE PELO BEM ESTAR DE PORTUGAL, JÁ SE FORAM, OU ESTÃO PARA SE IR EMBORA .......................

SERÁ TRÁGICO PARA TODOS NÓS O QUE VAI ACONTECER..........................

TODOS NÓS CONTRIBUINTES, PAGAREMOS MUITO CARO OS ANOS VINDOUROS .....................

A DIFERENÇA ENTRE O PESSIMISTA E O OTIMISTA, É QUE O PESSIMISTA SEMPRE ESTÁ MAIS BEM INFORMADO QUE O OTIMISTA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!
POR HOJE TERMINO.

UM ABRAÇO.

RAMIRO LOPES ANDRADE

11 maio 2010

ÁREAS TEMÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO

ÁREAS TEMÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO

ESTAMOS A POUCOS SEGUNDOS DE EMBATER NO MURO DE BETÃO DA REALIDADE

.
FINALMENTE ESTAMOS PRÓXIMOS DO FIM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

VAMOS BATER ALEGREMENTE NO MURO DE BETÃO !!!!!!!!!!!!!

JÁ NÃO ERA SEM TEMPO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

VAMOS TER UM AUMENTO BRUTAL DE IMPOSTOS, A SABER:

  • O IVA SOBE PARA 23%
  • O 13º MÊS SERÃ CATIVADO PARA O ESTADO ( CATIVAR AGORA É O NOME QUE DÃO, DEVIA SER É ROUBO )
  • OS COMBUSTIVEIS TERÃO AINDA MAIS IMPOSTOS

PORQUE AO INVÉS DE AUMENTAR IMPOSTOS, NÃO CORTAM AS MAMAS QUE TEM ????

TER DUAS, TRES, E QUATRO REFORMAS COMOS OS CABRÕES DOS POLITICOS TEM, DEVERIAM SER CORTADAS.

SÓ UMA REFORMA AO FIM DE TEREM 65 ANOS, E COM LIMITE MÁXIMO DE 2500 EUROS, COMO QUALQUER RELES MORTAL CONTRIBUINTE TEM ................

GARANTO QUE SOMENTE ESTA MEDIDA, TERIAM GRANDE IMPACTO SOBRE A ECONOMIA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

MAS NADA DISSO ACONTECERÁ, PORQUE OS CABRÕES DOS POLITICOS PORTUGUESES NÃO VÃO LARGAR A MAMA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PAGA ZÉ POVINHO, PAGA !!!!!!!

TEMOS O PAPA AQUI EM PORTUGAL PARA REZAR MUITO ....

TEMOS O MUNDIAL DE FUTEBOL NA AFRICA DO SUL PARA ATIRAR AREIA AO ZÉ POVINHO ..................

TEMOS AS FÉRIAS DE VERÃO A APROXIMAREM .............

BEM MERECEMOS O QUE AI VEM !!!!!!!!!!!!!!!

UM PAÍS DE ADORMECIDOS E IGNORANTES!!!!!!!!!!!!!

UM PAÍS QUE NÃO HONRA SUA HISTÓRIA, E SEU PASSADO DE GLORIA.

NÃO HÁ ESTADISTAS !!!!!!!!!!!

NÃO HÁ PATRIOTAS !!!!!!!!!!

SOMOS UMA DEMOCRACIA DE BANANAS, AO MELHOR ESTILO DOS PAÍSES DE TERCEIRO MUNDO, TIPO: ( VENEZUELA , BRASIL, ANGOLA, ZIMBABUE, ETC ............................. ).

FINALMENTE O MURO DE BETÃO ESTÁ A CHEGAR, JÁ NÃO ERA SEM TEMPO !!!!!!!!!!!!!!!!

A REALIDADE SEMPRE NOS ALCANÇA ...........

RAMIRO LOPES ANDRADE

FOI HÁ SETE ANOS!

FOI HÁ SETE ANOS!

INCIDENTE OU HUMILHAÇÃO

INCIDENTE OU HUMILHAÇÃO

10 maio 2010

O "Analfabeto Político"

O " Analfabeto Político" - Bertolt Brecht

NOSSOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA SÃO TODOS UNS PARASITAS DE NOSSOS IMPOSTOS

.
ESSA QUE É A VERDADE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

SABIAM QUE O SR. PRESIDENTE DA REPÚBLICA ANIBAL CAVACO SILVA TEM TRES REFORMAS ?

  1. COMO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO
  2. COMO DEPUTADO DA ASSEMBLÉIA DA REPUBLICA DAS BANANAS
  3. COMO PRIMEIRO MINISTRO DE PORTUGAL

E CAMINHA ALEGREMENTE PARA TER A QUARTA REFORMA ( A DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA DAS BANANAS ), PAGA PELOS OTÁRIOS DOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES.

ALEM DESTAS REFORMAS PAGAS POR NÓS " CONTRIBUINTES " ........... AINDA TERÁ, QUANDO DEIXAR DE EXERCER FUNÇÕES DE PRESIDENTE AS SEGUINTES REGALIAS, PAGAS POR NÓS.

  • UMA VERBA ANUAL DE 150.000 EUROS ( CENTO E CINQUENTA MIL EUROS ) PARA GASTAR EM QUE QUISER
  • UM ESCRITÓRIO ALUGADO EM QUALQUER PARTE DE PORTUGAL ATÉ AO FIM DE SEUS DIAS, COM TODAS AS DESPESAS PAGAS
  • UMA SECRETÁRIA PAGA POR NÓS, OTÁRIOS DOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES
  • UM AUTOMOVEL TOPO DE GAMA, COM TODAS AS DESPESAS PAGAS ( IMPOSTOS / MANUTENÇÃO / GASÓLEO / ETC ............ ) PELOS OTÁRIOS DOS CONTRIBUINTES
  • UM MOTORISTA PRIVADO ATÉ AO FIM DE SEUS DIAS
  • UM SEGURANÇA PRIVADO ATÉ AO FIM DE SEUS DIAS

DEVO DIZER TAMBEM QUE TODOS OS EX-PRESIDENTES TEM A MESMA MAMA, A SABER.

- JORGE SAMPAIO

- MÁRIO SOARES

- RAMALHO EANES

TODOS COM MAMAS DOURADAS A CUSTA DE NÓS CONTRIBUINTES PORTUGUESES.

PORQUE ESTES MAMÕES NÃO DÃO O EXEMPLO, E ABDICAM DESTAS BENESSES ???

NÃO PODEM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PORQUE SÃO SERES DIVINOS ACIMA DOS RELES MORTAIS CONTRIBUINTES PORTUGUESES, " DIRÃO ELES "......................

NÃO PODEM ....... SÃO DIREITOS ADQUIRIDOS, DIRÃO ESTES SENHORES !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PESSOAS SEM CARÁCTER !!!!!!!!!!!!!!!!!

O SR. MÁRIO SOARES TEM O SEU ESCRITÓRIO DENTRO DE SUA FUNDAÇÃO ( FUNDAÇÃO MÁRIO SOARES ), E DEBITA A NÓS CONTRIBUINTES 4000 EUROS ( QUATRO MIL EUROS ) POR MÊS.

O SR. JORGE SAMPAIO, JÁ DEVE TER GASTO OS NOVENTA MIL EUROS DOADOS PELO REI DE ESPANHA EM 2004 ............... HAHAHAHAHAHA / COITADO!!!!!!!!!!!!!!!!

TENHAM VERGONHA PARASITAS DA SOCIEDADE !!!!!!!!!!!! QUANTAS REFORMAS TEM ESTES MAMÕES TODOS ? DUAS / TRES / QUATRO ?????

TODOS QUEREM IMITAR O SR. MIRA AMARAL, QUE TRABALHOU 18 MESES, E SAIU DA CAIXA GERAL DE DEPOSITOS COM UMA REFORMA DE 18000 EUROS ( DEZOITO MIL EUROS POR MÊS DE REFORMA ) + A REFORMA COMO DEPUTADO + O CARGO " MAMA " DA EDP.

EXISTEM MUITOS A MAMAR NAS TETAS INESGOTÁVEIS DE NOSSOS IMPOSTOS, E ENQUANTO TIVERMOS UM POVO IGNORANTE, QUE SE DEDICA APENAS A:

  • VER A ( XXXXX ) DO FUTEBOL
  • IR AO FADO
  • Á IR A FÁTIMA
  • E VER A ( XXXXX ) DAS NOVELAS

ESTAREMOS NAS MÃOS DESTA GENTE ..................... A CAMBADA QUE DESGOVERNA NOSSAS VIDAS.

CUMPRIMENTOS A TODOS.

RAMIRO LOPES ANDRADE

08 maio 2010

Governo despreza recursos nacionais

Transcreve-se o seguinte artigo, que evidencia, uma aparente falta de senso e de sentido de Estado que merece ser ponderado e dar lugar a uma revisão da situação referida.

Mercado livre
Jornal de Notícias 8 de Maio de 2010, por Paulo Baldaia

Esta semana ouvi do professor José Reis a seguinte questão: "Se o Estado precisa de financiamento porque teima em pedir dinheiro lá fora com juros altos e oferece juros baixíssimos nos certificados de aforro?". A questão poderá não ter sido formulada exactamente assim, mas o que deixava José Reis perplexo é o mesmo que nos deve deixar a cada um de nós, cidadãos a quem pedem poupança e exigem que paguem o que já foi pedido emprestado.

Sabendo que Portugal está a pagar lá fora juros a rondar os 6%, fui ao site do Instituto de Gestão de Tesouraria e do Crédito Público saber quanto é o que o Estado me estava disposto a pagar se eu lhe emprestasse as minhas poupanças para ajudar a saldar as contas com o estrangeiro. Está lá, no topo da página do IGCP: "A taxa de juro bruta para novas subscrições de Certificados de Aforro, Série C, em Maio de 2010 foi fixada em 0,797%".

Admito que os especuladores internacionais andem a atacar Portugal para receberem mais uns cobres, aceito que em defesa do dólar queiram atacar o euro, mas não percebo a razão pela qual o meu país e quem o governa prefere apostar tudo nas mãos desses senhores em vez de pagar aos portugueses que compram certificados de aforro 3% - metade do que paga aos estrangeiros. Haveria muito mais gente a comprá-los.

Bem sei, e tenho-o defendido incessantemente, que é preciso trabalhar mais e melhor. Bem sei que é preciso viver com o que se ganha e poupar para os infortúnios. Mas também sei que esta crise não é só culpa dos malandros dos especuladores sem rosto, é também dos políticos que por esse mundo fora alimentam o famoso mercado.

07 maio 2010

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, ENTRE O DISCURSO E A ACÇÃO

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, ENTRE O DISCURSO E A ACÇÃO

GUINÉ-BISSAU, O SUPOSTO NARCO-ESTADO

GUINÉ-BISSAU, O SUPOSTO NARCO-ESTADO

Injustiça Social e Imoralidade

Transcrição do blog «Povo»

Buraco Moral
João César das Neves

Perante o ataque especulativo contra a dívida portuguesa, Governo e oposição perceberam finalmente que a situação é grave. Pode-se criticar a lentidão, mas mais vale tarde que nunca. Quais foram então as medidas tomadas para provar ao mundo a nossa seriedade no combate ao défice? Especulou-se sobre muito mas na reacção inicial foram tocadas apenas duas áreas: o subsídio de desemprego para descer e as grandes obras públicas para manter.

O que mais espanta é a naturalidade com que se tomou esta atitude. Um Governo do Partido Socialista não encontra nada para cortar, num Orçamento de Estado que ocupa metade do produto nacional, a não ser os pagamentos aos desempregados?! Os responsáveis explicaram que as condições de atribuição dos apoios eram demasiado generosas, desincentivando a procura de emprego.

Mas se é assim então deviam ter sido alteradas logo, não quando os mercados duvidaram das contas. Afinal, o desemprego não começou a subir ontem.

Há várias explicações para este comportamento insólito, mas a mais assustadora é a mais plausível. A nossa classe política (e a oposição não se pode pôr fora) está tão estrangulada pelos interesses instalados que, perante a emergência financeira, vai atingir os mais fracos para não beliscar os poderes superiores.

Esta reacção, muito mais que a instabilidade nos mercados, revela a gravidade da nossa situação. Quando os socialistas não encontram ninguém para prejudicar senão desempregados, o país está mesmo num grande buraco. Não económico-financeiro, mas político-moral.

Furto directo premiado


Não gosto de mexericos, mas por outro lado, há coisas de tal modo significativas e indiciadoras do estado da Nação, que não devem ser deixadas à margem mas merecem profunda reflexão. O «furto directo», muito diferente da «acção directa», como bem explica Pedro Coimbra em «Novo conceito de acção directa, ou nova figura jurídica?» onde sugere que Ricardo Rodrigues poderá ser considerado precursor deste conceito ao furtar dois gravadores a jornalistas que o entrevistavam, caso filmado e divulgado em vídeo, veio esclarecer melhor a «virtualidade dos deputados», como refere Pedro Ivo Carvalho.>

Mas apesar da atitude escandalosa, inqualificável, mais do âmbito dos políticos de Hitler do que de uma «democracia» ocidental, «Ricardo Rodrigues não tem intenção de demitir-se» ou afastar-se da ribalta e teve o privilégio de ter o apoio pessoal de «Francisco Assis» e de a bancada do PS lhe ter manifestado solidariedade.

E além do apoio pessoal de Francisco Assis e da manifestação da bancada do partido, foi condecorado com uma promoção adequada ao seu mérito musculado, como é publicado sob o título «Deputado do furto eleito conselheiro» no Conselho Superior de Segurança Interna.

Em «O caso dos gravadores» são apontados outros méritos deste «distinto» deputado a quem segundo o artigo, se deve muito do estado em que se encontra actualmente a Justiça depois dos quatro anos do anterior Governo em que teve cargo com poder. Também devem ser referidos os posts «Fugiu-lhe a mão para a verdade...» e «Poupando trabalho ao Procurador» e os textos neles linkados.

Mas, para encerrar este acervo de elementos informativos, é justo e dignificante que se refira que dentro do partido do homem da acção directa, surgiu uma voz de bom senso, a do professor VITAL MOREIRA que considera o acto "injustificável". Certamente que o professor com esta e outras atitudes anteriores se deve ter arrependido de entrar num fosso em que se encontra desambientado, no meio de companhias que não primam pela moral como demonstra o mais alto «defensor» da ética, agora metido na acção de «furto directo».

05 maio 2010

CRIANÇAS-SOLDADO, CRIANÇAS-FOME, CRIANÇAS...

CRIANÇAS-SOLDADO, CRIANÇAS-FOME, CRIANÇAS...

CARTA ABERTA AO BANCO DA ÁFRICA OCIDENTAL

CARTA ABERTA AO BANCO DA ÁFRICA OCIDENTAL

ECO da Voz di Paz Nº1

ECO da Voz di Paz Nº1

A GERAÇÃO DO FUTURO QUASE GOLPEADA!

A GERAÇÃO DO FUTURO QUASE GOLPEADA!

O STRESS PÓS-TRAUMÁTICO

O STRESS PÓS-TRAUMÁTICO

EDITORIAL DE MAIO

EDITORIAL DE MAIO

Associação Guiné-Bissau - CONTRIBUTO

Associação Guiné-Bissau - CONTRIBUTO

02 maio 2010

1º de Maio: A história e o seu impacto nas relações laborais

 Nunca é demais relembrar a história, sobretudo porque até à bem pouco tempo era desconhecida pelos trabalhadores, para os quais a data apenas assinalava  mais um feriado no calendário. Vale a pena relembrar que, para nós hoje termos melhores condições sociais, outros perderam a vida lutando por esses direitos. Pela memória dos nossos antepassados, e para que a mesma não se apague nas gerações futuras de forma a que os trabalhadores de todo o mundo, estejam atentos ao crescente capitalismo desenfreado e globalizado, que neste momento arrasta para o desemprego, a miséria, a escravidão milhões de seres humanos. Para o capitalismo cego, sem nacionalidade, sem escrúpulos e manipulador que com objectivos de controlo de massas pretende engrossar as fileiras de desempregados e prosseguir com as políticas de exploração do homem pelo homem... relembremos um pouco a história!

texto publicado em Mundo Português em 02 de Maio de 2008

A história conta-nos que a 1 de Maio de 1886, em Chicago, nos Estados Unidos da América, quinhentos mil trabalhadores saíram às ruas numa manifestação pacífica para exigir um limite de oito horas por dia de trabalho. A polícia reprimiu e dispersou a manifestação, mas não sem antes ferir e matar dezenas de trabalhadores. A luta não parou por aí e, quatro dias depois, os operários saíram novamente à rua. Destes protestos resultaram, segundo dados da época, 8 líderes presos, 4 trabalhadores executados, 3 condenados a prisão perpétua. E um exemplo para todo o mundo...

É costume ouvir dizer-se, em política, que as conquistas sociais têm sempre um preço a pagar.No final do século XVIII e ao longo do século XIX, os baixos salários e as jornadas de trabalho que se estendiam até às 17 horas diárias eram comuns nas indústrias da Europa e dos Estados Unidos da América. Férias, descanso semanal e aposentação não existiam. Para se prote-gerem em situações mais difíceis, os trabalhadores inventaram vários tipos de or-ganização, como as caixas de auxílio mútuo, precursoras dos primeiros sindicatos.

No final do século XIX, o auge da Re-volução Industrial sujeitava os trabalhado-res a condições desumanas de laboração, obrigando-os a produzir o máximo ao mais baixo custo. O trabalho não respeitava a idade ou o género, e as organizações sin-dicais eram perseguidas pelas autoridades policiais, tornado-se incipientes.

Sem esquecer as lutas de outros trabalhadores, noutros países e noutras épo-cas, a ‘conquista' do dia 1 de Maio para ‘Dia do Trabalhador' deve ser atribuída aos trabalhadores de Chicago. Mais precisamente àqueles que se manifestaram nas ruas daquela cidade do Estado norte-americano do Illinois, no dia 1 de Maio do ano de 1886.

Um dia para a História

Nesse dia, 500 mil trabalhadores marcharam pacificamente por uma jornada de trabalho com oito horas diárias e foram re-primidos pela polícia. Quatro dias mais tarde, os trabalhadores voltaram a marchar e foram novamente travados pela polícia. Como resultado dos confrontos, alguns operários morreram e alguns líde-res foram presos.

Os jornais da época fizeram as seguin-tes manchetes: "a prisão e os trabalhos forçados são a única solução adequada para a questão social", escreveu o ‘Chicago Tribune'; "estes brutos só compreendem a força, uma força que possam recordar por várias gerações", escreveu o New York Tribune.

Ora, mesmo assim a luta não parou. Quando três dos manifestantes presos fo-ram a julgamento, a comunidade internacional pressionou o Governo dos Estados Unidos da América a substituir o júri. Os membros que acabaram por formar o júri definitivo reconheceram a inocência dos trabalhadores, ordenaram a sua libertação e culparam o Estado norte-americano. Es-távamos em 1888.

Os presos que não beneficiaram desta atenção mundial ficaram conhecidos como os "Mártires de Chicago". Mártires será, provavelmente, o termo mais adequado. A verdade é que, em 1889, a Segunda Internacional Socialista decidiu, num congresso realizado em Paris, proclamar o dia 1 de Maio como o Dia do Trabalhador, em memória desses "mártires". Em 1890, o Congresso norte-americano votou a lei que estabeleceu a jornada de oito horas de trabalho.

Um exemplo para o mundo

Um ano mais tarde, no norte de Fran-ça, uma manifestação realizada a 1 de Maio foi dispersada pela polícia. Dez ma-nifestantes morreram. Este novo drama acabou por servir para reforçar o Dia como um dia de luta dos trabalhadores. Meses mais tarde, a Internacional Socialista de Bruxelas proclamou o dia 1 de Maio como dia internacional de reivindicação de con-dições laborais.

Quase duas décadas depois, a 23 de Abril de 1919, o Senado francês ratificou o dia de 8 horas de trabalho e proclamou o 1 de Maio desse ano como dia feriado. Em 1920, a Rússia também adoptou o 1º de Maio como feriado nacional. Este exem-plo foi, entretanto, seguido por muitos ou-tros países. Curiosamente, nos Estados Unidos da América, o dia do trabalhador (Labour Day) é comemorado na primeira segunda-feira de Setembro.
Em Portugal

O historiador José Mattoso revela que houve um reforço da luta do movimento operário português, no final do século XIX. Entre 1852 e 1910, ter-se-ão realizado cerca de 550 greves em Portugal. A subi-da dos salários, a diminuição da jornada de trabalho e a melhoria das condições eram as principais exigências dos operários.

Durante a Iª República, festejou-se o Dia do Trabalhador. Mas, com a instituição da Ditadura, um dos primeiros diplomas aprovados dizia respeito ao estabelecimento dos feriados nacionais e destes não constava o Dia do Trabalhador. Em 1933 foi decretada a "unicidade sindical" e o "controle governamental dos sindicatos". Durante o Estado Novo, as manifestações no Dia do Trabalho  e não do Trabalhador  eram organizadas e controladas pelo Estado.
Com o derrubar da ditadura, o primeiro 1 de Maio celebrado em Portugal depois do 25 de Abril foi a maior manifestação alguma vez organizada no país. Só na cidade de Lisboa juntaram-se mais de meio milhão de pessoas. Para muitos, esta foi a forma que encontraram de demonstra-rem a sua adesão à revolução, que uma semana antes restituíra a democracia ao país.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas