29 junho 2010

O Estado Portugues se prepara para taxar ainda mais as poupanças de todos

Bom dia a todos os sacrificados escravos contribuintes de Portugal

Em meio ao mundial de futebol, quando todos os portugueses estão muito distraidos com a bola, nosso governo anuncia sutilmente a seguinte medida.

Todo o sistema bancário será obrigado a divulgar as Finanças, o montante de rendimentos de aplicações em depositos a prazo, e outras aplicações.

Anteriormente, somente era descontado os 20% de IRS directamente as aplicações, sem identificar os contribuintes, com a banca a cativar, e a enviar ao estado este montante.

O que se vai passar agora, possivelmente esta é uma primeira manobra, para num futuro próximo ( ainda neste ano de 2010 ), o estado, através das finanças, englobar o rendimento das eventuais rendas de depositos a prazo no rendimento global das declarações anuais de IRS.

Qual o impacto desta medida ???

Se for por adiante, ao invés de pagarmos a cabeça os 20% de IRS nos depositos a prazo, teremos o aumento de escalão em sede de IRS, e seremos tributados em cerca de 30%.

São notáveis os nossos governantes, muito inteligentes mesmo, e nós os CONTRIBUINTES BOVINOS AMESTRADOS, como estamos muito distraidos com o Mundial de Futebol, vamos alegremente para o matadouro, e engolimos tudo.

Bem, irei tomar medidas imediatas, como por exemplo retirar todo o meu dinheiro de bancos portugueses, e possivelmente gasta-lo em vinho verde.

E os contribuintes, o que vão fazer ???

Abaixo segue o texto do jornal Público, que já não está mais disponivel na internet, já que foi bloqueado, como convem neste estado policial de chips, e ditadorezinhos de merda portugueses.

ACORDEM CONTRIBUINTES PORTUGUESES, ACORDEM ..........

Um abraço a todos.

Ramiro Lopes Andrade



=======================================================

JORNAL PÚBLICO

http://economia.publico.pt/Nhttp://economia.publico.pt/Noticia/secretario-de-estado-lei-nao-obriga-a-divulgar-activhttp://economia.publico.pt/Noticia/secretario-de-estado-lei-nao-obriga-a-divulgar-activos-mas-sim-rendimentos-pagos-e-retencoes_1444213os-mas-sim-rendimentos-pagos-e-retencoes_1444213oticia/secretario-de-estado-lei-nao-obriga-a-divHHA0OI

Juros de poupanças

Secretário de Estado: Lei não obriga a divulgar activos mas sim rendimentos pagos e retenções

28.06.2010 - 13:46 Por Lusa


O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Sérgio Vasques, garante que os bancos não vão ser obrigados a declarar a administração fiscal os activos dos contribuintes mas apenas os rendimentos pagos e as retenções na fonte.

“A lei não vem obrigar as instituições financeiras a comunicar o valor dos activos, dos depósitos, que os contribuintes tenham junto destas entidades”, disse Sérgio Vasques. O que a lei “vem obrigar é que as intuições financeiras comuniquem à administração fiscal o valor dos rendimentos pagos, das retenções na fonte, que elas próprias façam”, acrescentou o responsável.

O secretário de Estado faz uma comparação com o que se passa no mercado laboral para afirmar que o mesmo se passa quando a entidade patronal envia à administração fiscal o valor do rendimento pago e a retenção na fonte. “É isso que as instituições financeiras têm de fazer. Em momento algum revelam o valor do saldo da conta ou dos activos que um contribuinte tenha no banco”, garantiu.

Sérgio Vasques negou ainda que haja retroactividade nesta medida pois não estão em causa novos impostos ou agravamento dos actuais mas “o alargamento de deveres de comunicação que, em 2010, vão dizer respeito a rendimento e retenções na fonte em 2009”. “É evidente que aqui não se coloca a questão constitucional da retroactividade porque não se fala aqui de normas de tributação mas de deveres de comunicação”, afirmou.

As declarações do secretário de Estado seguem-se à notícia de hoje no Jornal de Negócios, que avança que o fisco vai passar a saber quanto é que cada cidadão recebe por ano em juros de poupanças.

De acordo com o jornal, o acesso a esta informação vai dar-se através das instituições financeiras que, a partir deste ano, estão obrigados a enviar às Finanças uma lista com o nome de cada cliente e os respectivos rendimentos que receberam.

A medida consta do decreto-lei de execução orçamental, através de uma alteração ao artigo 119º do Código do IRS.


COMENTARIO

1. Anónimo , Faro. 28.06.2010 14:09

E depois, englobam os rendimentos?

Será que com essa informação vão englobar os juros com os restantes rendimentos, incluindo o ordenado, como fazem com as rendas, e passamos a pagar ainda mais imposto sobre esses juros?Neste momento, para os privados já quase não compensa ter rendimentos através de arrendamento, pois as rendas são englobadas com os restantes rendimentos e o imposto pode chegar a ser superior a um terço do valor da renda!Se fazem o mesmo com os depósitos a prazo, se estes já rendem pouco, então é que não vale mesmo a pena tê-los. O melhor é gastar ao "desbarato".

28 junho 2010

Há solução mas falta vontade

A crise continua sem esperanças de conclusão, apresar de os contribuintes serem esbulhados de tudo, porque o cancro não é extirpado pela raiz. Têm surgido muitos diagnósticos mas, agora, um médico aponta a terapia. Assim haja capacidade, honestidade e dedicação a Portugal por parte dos políticos eventualmente válidos que deitem a mão ao leme.

De Fernando Nobre foi dito por Mário Soares:

“Fernando Nobre é uma pessoa que admiro e que todos nós admiramos porque dedicou toda a sua vida aos outros sem pedir nada em troca e isso não tem paralelo”. “É uma figura que tem um grande relevo nacional” porque “não é só de política que vive o homem”. “Para um político que se preze o mais importante de tudo é respeitar os outros”.

Transcrevo parte do artigo que refere o discurso que fez em Arcos de Valdevez sobre a situação de Portugal e aponta algumas soluções para sair da crise:

Público. 27.06.2010. Por Lusa

O candidato presidencial Fernando Nobre comparou hoje a situação de Portugal a “uma hérnia estrangulada”, que precisa de ser operada antes que surja “a terrível peritonite e a irremediável morte”.

“Portugal precisa de trabalho e de acção, só com retórica não vamos lá”, referiu, em Arcos de Valdevez, Fernando Nobre, numa conferência integrada numa homenagem a Mário Soares. Para o também presidente da Assistência Médica Internacional, o país “está na iminência de uma gravíssima crise” e, por isso, precisa de “um plano de emergência”, que passe, desde logo, pelo “encerramento imediato de centenas ou até milhares de institutos e fundações públicos inúteis, salvo para os seus gestores”.

O fim de “certas” parcerias público privadas, a definição de medidas “moralizadoras nos salários, mordomias e reformas dos servidores de topo do Estado” e a racionalização dos meios utilizados na Função Pública são outras medidas que Nobre preconiza para o plano de emergência”. Defende ainda o congelamento de “todos os mega-projetos”, apostando os investimentos públicos para o apoio às pequenas e médias empresas, e a discriminação positiva do IVA e IRS.

“Já não há volta a dar, chegou a hora de encarar a realidade. É tempo de marcharmos todos contra os canhões que nos atingem: o fatalismo, o Chico-espertismo, a paralisante e sufocante partidarite aguda, a corrupção, a irresponsabilidade, a incompetência e o laxismo”, alertou. Nobre lembrou que Portugal “já viveu outros momentos semelhantes ou até piores” do que o actual, mas sempre teve “arte e engenho” para os ultrapassar. “Este dado histórico acalentador deve obstar ao pessimismo e ao fatalismo lusitano do momento”, disse ainda. (...)

25 junho 2010

O QUE EU SEI...

O que eu sei,
É da tez descuidada
Que esconde a maciez do sonho,
Do olhar fecundo
Que não entende e é surdo,
Da esperança calcorreada
Que segundo a segundo
Se dilui entre o nada
Perante o olhar do mundo.

O que eu sei,
É da vida e sobre a vida
Que no limiar da pobreza
Adormece cativa
Da dignidade que alberga.
E da parte da história
Que vejo não consigo
Alterar-lhe a trajectória...
Desenhar-lhe o sentido!



24/06/2010

24 junho 2010

A saúde mental dos portugueses

Transcrição do artigo do médico psiquiatra Pedro Afonso, publicado no Público, 2010-06-21 e recebido por e-mail do amigo ARS

Alguns dedicam-se obsessivamente aos números e às estatísticas esquecendo que a sociedade é feita de pessoas.

Recentemente, ficámos a saber, através do primeiro estudo epidemiológico nacional de Saúde Mental, que Portugal é o país da Europa com a maior prevalência de doenças mentais na população. No último ano, um em cada cinco portugueses sofreu de uma doença psiquiátrica (23%) e quase metade (43%) já teve uma destas perturbações durante a vida.

Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque assisto com impotência a uma sociedade perturbada e doente em que violência, urdida nos jogos e na televisão, faz parte da ração diária das crianças e adolescentes. Neste redil de insanidade, vejo jovens infantilizados incapazes de construírem um projecto de vida, escravos dos seus insaciáveis desejos e adulados por pais que satisfazem todos os seus caprichos, expiando uma culpa muitas vezes imaginária. Na escola, estes jovens adquiriram um estatuto de semideus, pois todos terão de fazer um esforço sobrenatural para lhes imprimirem a vontade de adquirir conhecimentos, ainda que estes não o desejem. É natural que assim seja, dado que a actual sociedade os inebria de direitos, criando-lhes a ilusão absurda de que podem ser mestres de si próprios.

Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque, nos últimos quinze anos, o divórcio quintuplicou, alcançando 60 divórcios por cada 100 casamentos (dados de 2008). As crises conjugais são também um reflexo das crises sociais. Se não houver vínculos estáveis entre seres humanos não existe uma sociedade forte, capaz de criar empresas sólidas e fomentar a prosperidade. Enquanto o legislador se entretém maquinalmente a produzir leis que entronizam o divórcio sem culpa, deparo-me com mulheres compungidas, reféns do estado de alma dos ex-cônjuges para lhes garantirem o pagamento da miserável pensão de alimentos.

Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque se torna cada vez mais difícil, para quem tem filhos, conciliar o trabalho e a família. Nas empresas, os directores insanos consideram que a presença prolongada no trabalho é sinónimo de maior compromisso e produtividade. Portanto é fácil perceber que, para quem perde cerca de três horas nas deslocações diárias entre o trabalho, a escola e a casa, seja difícil ter tempo para os filhos. Recordo o rosto de uma mãe marejado de lágrimas e com o coração dilacerado por andar tão cansada que quase se tornou impossível brincar com o seu filho de três anos.

Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque a taxa de desemprego em Portugal afecta mais de meio milhão de cidadãos. Tenho presenciado muitos casos de homens e mulheres que, humilhados pela falta de trabalho, se sentem rendidos e impotentes perante a maldição da pobreza. Observo as suas mãos, calejadas pelo trabalho manual, tornadas inúteis, segurando um papel encardido da Segurança Social.

Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque é difícil aceitar que alguém sobreviva dignamente com pouco mais de 600 euros por mês, enquanto outros, sem mérito e trabalho, se dedicam impunemente à actividade da pilhagem do erário público. Fito com assombro e complacência os olhos de revolta daqueles que estão cansados de escutar repetidamente que é necessário fazer mais sacrifícios quando já há muito foram dizimados pela praga da miséria.

Finalmente, interessa-me a saúde mental de alguns portugueses com responsabilidades governativas porque se dedicam obsessivamente aos números e às estatísticas esquecendo que a sociedade é feita de pessoas. Entretanto, com a sua displicência e inépcia, construíram um mecanismo oleado que vai inexoravelmente triturando as mentes sãs de um povo, criando condições sociais que favorecem uma decadência neuronal colectiva, multiplicando, deste modo, as doenças mentais.

E hesito em prescrever antidepressivos e ansiolíticos a quem tem o estômago vazio e a cabeça cheia de promessas de uma justiça que se há-de concretizar; e luto contra o demónio do desespero, mas sinto uma inquietação culposa diante destes rostos que me visitam diariamente.

Pedro Afonso
Médico psiquiatra

Imagem da Internet

22 junho 2010

O amiguismo alargado

Há indícios que chegam quase por acaso, escondidos em textos que parecem inocentes. Na notícia Fundação Alter Real está a ser investigada por denúncia de uma directora que merece ser lida com atenção, além das dificuldades que o título sugere, encontramos elementos dos «currículos de três pessoas «chave» da fundação, que nada representam para o desempenho das responsabilidades que era suposto terem assumido.

Porquê chamarem fundação a esta instituição? Faz lembrar uma fundação para a segurança rodoviária que foi extinta pouco tempo depois de ter sido criada tal o escândalo que representava e que se traduzia em arranjar tachos para boys sem capacidade para enriquecer sem ser à custa do orçamento .

Vejamos o que se extrai agora desta notícia, acerca dos «gestores» desta instituição agro-pecuária e de arte equestre:

Vitor Barros, presidente da Fundação, exerceu as funções de secretário de Estado do Desenvolvimento Rural nos Governos de António Guterres e foi o candidato derrotado do PS às eleições de 2005 para a Câmara de São Pedro do Sul.

Rui Simplício era assessor parlamentar do Partido Socialista, líder distrital do PS em Portalegre e antigo presidente da Câmara local, foi nomeado em Março deste ano, por proposta de Vítor Barros administrador-delegado da fundação.

Maria Leal Monteiro, directora da coudelaria dirigiu até há poucos meses a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e foi, no ano passado, a candidata derrotada do PS à Câmara de Alter do Chão. É também um alto quadro do PS mas isso não a impede de manter graves divergências com Vítor Barros e é apontada como uma das autoras das denúncias.

Não é preciso dizer mais nada sobre as intenções das nomeações destas figuras, para os respectivos cargos.

E o resultado é: a situação financeira da FAR, que deveria sustentar-se a si própria com os lucros da produção agro-pecuária, nomeadamente com a venda de cavalos de alta qualidade, vive quase exclusivamente das contribuições do Ministério da Agricultura (700.000 euros em 2010), e tem-se deteriorado significativamente, acumulando-se as dívidas a fornecedores.

20 junho 2010

ATÉ SEMPRE SARAMAGO!



José de Sousa Saramago (Azinhaga, Golegã, 16 de Novembro de 1922 — Tías, Lanzarote, 18 de Junho de 2010) foi um escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português.
Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago foi considerado o responsável pelo efectivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.[1]
O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Fiel Jardineiro e Cidade de Deus). Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha.
Nasceu no distrito de Santarém, na extinta província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

Com a minha sinceridade e o meu corpo, porque mais nada sei nem mais nada tenho; cá estou eu a prestar homenagem à Literatura.

David Santos

19 junho 2010

Maestrina Joana Carneiro distinguida nos EUA

É sempre com prazer poder aqui publicar casos excepcionais que deixam bem vista a imagem de Portugal no Mundo. Esta notícia aparece de forma a realçar a excepcionalidade desta nossa artista.

Público. 19.06.2010. Por Lusa

Prémio Helen M. Thompson pelo seu "talento excepcional".

A maestrina Joana Carneiro, directora musical da Berkeley Simphony, nos Estados Unidos, recebeu o prémio Helen M. Thompson, pelo seu “talento excepcional”, mostrando-se “muito comovida” com a distinção, por ter sido atribuída “ao fim de tão pouco tempo”.

Em comunicado, a Liga das Orquestras Americanas, que atribuiu esta distinção, refere que o prémio “reconhece o empenho de Joana Carneiro em alargar a comunidade base da Berkeley Simphony e a tradição da orquestra, ao apresentar trabalhos de compositores do nosso tempo”.

Contactada pela Lusa, Joana Carneiro mostrou-se comovida com a distinção e empenhada em continuar o trabalho que tem desenvolvido: “É um prémio que me comove muito porque foi atribuído ao fim de muito pouco tempo à frente de uma orquestra americana e é um grande incentivo para nós continuarmos e continuarmos a sonhar muito alto em Berkeley.” (...)

Para ler a notícia completa faça clic no título da mesma. Se quiser saber mais acerca da nossa exímia maestrina, consulte os seguintes links:

CONTAMINAÇÃO DOS PLASTICOS NA SAÚDE PÚBLICA / BISFENOL A

.


CAROS AMIGOS DA VOZ DO POVO

HOJE ESTAVA A VER NOTÍCIAS DE INFORMAÇÃO CIENTIFICA QUE GUARDO, E DEPAREI COM ESTES REGISTOS.

AS GARRAFAS DE AGUA QUE TODOS TOMAMOS DIÁRIAMENTE TEM ( BISFENOL A ), UM COMPOSTO QUIMICO, ALTAMENTE TÓXICO E NOCIVO AO SER HUMANO.

NA ALTURA QUE LI ESTES ARTIGOS NÃO DEI MUITA IMPORTANCIA, MAS PASSADOS ESTES QUASE DOIS ANOS, E DEPOIS DE SABER QUE SOU HIPERTENSO, E DIABÉTICO DO TIPO II ( NÃO INSULINO DEPENDENTE ), RELACIONEI SOMENTE AGORA ESTES PROBLEMAS.

ACHO QUE É MEU DEVER DIVULGAR OUTRA VEZ ESTA NOTÍCIA.

O MAIS INTERESSANTE É QUE ESTE BISFENOL A, ESTÁ RELACIONADO COM DIVERSAS PATOLOGIAS:




  • DIABETES
  • CARDIOPATIAS
  • DOENÇAS HEPÁTICAS
  • OBESIDADE

MAS O MAIS SURREALISTA, SÃO OS INTERESSES DA INDUSTRIA DE AGUA ENGARRAFADA EM NÃO DIVULGAR ESTES TEXTOS, E A MÁFIA MÉDICA, QUE ADORAM TER-NOS COMO PACIENTES CRÔNICOS, E CONSUMIDORES COMPULSIVOS DE MEDICAMENTOS E CONSULTAS MÉDICAS.


SERÁ QUE O MINISTÉRIO DA SAÚDE, E NOSSOS GOVERNANTES NÃO FAZEM NADA ??


SERÁ QUE É VERDADE ESTES ESTUDOS DA CONTAMINAÇÃO DOS SERES HUMANOS COM BISFENOL A ???


ESTAS NOTÍCIAS SAÍRAM EM SETEMBRO DE 2008, ESTAMOS EM JUNHO 2010, QUANTO TEMPO MAIS TEREMOS QUE ESPERAR PARA UMA MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DE NOSSA SAÚDE PÚBLICA ????


EU JÁ ESTOU A TOMAR MEDIDAS, IREI COLOCAR UM FILTRO ( DOIS FILTROS: UM DE FELTRO + UM DE CARVÃO ACTIVADO ) EM CASA PARA BEBER AGUA DA DISTRIBUIÇÃO, E TAMBEM IREI RECORRER DAS TRADICIONAIS FONTES DE AGUA POTÁVEL, ONDE EXISTIREM.


TAMBEM DEIXAREI DE UTILIZAR GARRAFAS DE AGUA PLASTICAS, SOMENTE AS DE VIDRO SERÃO UTILIZADAS.


E VOCES QUE ESTÃO A LER ESTE TEXTO ? O QUE IRÃO FAZER ???


SOMENTE COM TOMADA DE CONSCIÊNCIA DE TODOS NÓS CIDADÃOS, PODEREMOS DAR RESPOSTA A ESTES SERES IGNÓBEIS QUE DESGOVERNAM NOSSAS VIDAS.


UM ABRAÇO A TODOS.


RAMIRO LOPES ANDRADE


OBS: EU SEI QUE NÃO IA ESCREVER MAIS DURANTE O MUNDIAL DE FUTEBOL, MAS ACHEI QUE O ASSUNTO ERA DEMASIADO IMPORTANTE PARA PASSAR AO LADO.


____________________________________________________

DIÁRIO DE NOTÍCIAS 18-09-2008


OS RISCOS PARA A SAÚDE DO PLASTICO DAS GARRAFAS

Estudo.

Cientistas britânicos analisaram as concentrações de bisfenol A na urina de 1455 adultos americanos, descobrindo que os maiores níveis deste químico estavam ligados a um aumento de 39% no risco de desenvolver diabetes, problemas cardíacos e anormalidades nas enzimas hepáticas

Autoridades dos EUA mantêm confiança neste químico

O bisfenol A (BPA), um químico usado no fabrico de muitas embalagens, garrafas de plástico e latas de comida, pode estar ligado ao aumento da prevalência de problemas cardíacos, de diabetes e de anormalidades nas enzimas hepáticas. Esta é a conclusão de um estudo publicado esta semana no Journal of the American Medical Association (JAMA), mas as autoridades dos EUA mantêm a confiança neste composto, detectado no corpo de 90% dos americanos.

"Confiamos nos estudos que analisámos para dizer que a margem de segurança é adequada", disse Laura Tarantino, da Food and Drug Administration (FDA), o organismo encarregado de regulamentar que produtos podem ou não ser usados nos EUA. "Não recomendamos a ninguém que mude os seus hábitos ou mude a forma como usa estes produtos porque, neste momento, não temos provas que sugiram a necessidade de o fazerem", acrescentou. As autoridades europeias tinham chegado à mesma conclusão em Julho.

Os cientistas da Universidade de Exter, no Reino Unido, analisaram as concentrações de BPA na urina de 1455 adultos norte-americanos. Os resultados mostram que os maiores níveis de concentração estavam ligados a um aumento de 39% no risco de desenvolver diabetes e problemas cardíacos. Quando o grupo era dividido em quatro, segundo os níveis de BPA, verificava-se que aquele com a taxa mais elevada tinha um risco três vezes maior de doenças cardiovasculares que os que apresentavam menos concentração do químico. No caso da diabetes, o risco era 2,4 vezes superior.

O BPA é utilizado na produção de plástico policarbonato, um material transparente e resistente ao impacto. Mais de dois milhões de toneladas métricas deste químico, que imita a forma como o estrogéneo actua no corpo humano, foram fabricadas em 2003, havendo anualmente um aumento de seis a dez por cento na procura.

Apesar de reconhecer não haver problemas com esta substância, Tarantino deixou algumas sugestões para os consumidores que queiram limitar as quantidades de BPA que ingerem: evitem aquecer a comida nas embalagens de plástico, uma vez que o calor ajuda a libertar esta substância.

Mas a FDA é acusada, por parte de cientistas e grupos de protecção dos consumidores, de ignorar estudos feitos em animais. Alguns mostram que este químico, mesmo em doses reduzidas, pode provocar alterações no cérebro dos fetos e recém-nascidos, na próstata, nas glândulas mamárias e modificar a idade de puberdade das fêmeas.

_________________________________________________

www.gazetanews.com/arte_cultura.php?cd_noticia=8194

19 de agosto 2008

Cientistas alertam para o risco dos plásticos para a saúde

O Programa Nacional de Toxicologia, uma agência federal norte-americana, reconheceu, pela primeira vez, em abril deste ano, que um componente químico encontrado em milhares de produtos plásticos, incluindo garrafas de água, são alvo de “alguma preocupação”.

A substância química bisfenol A (BPA) é conhecida por ser um “disruptor endócrino”. Este componente tem efeitos semelhantes a um hormônio, com potencial de aumentar o risco de câncer de mama e de próstata. Estudos indicam que o BPA também pode estar relacionado à puberdade precoce em meninas e deformações de fetos.

Patrícia Hunt, uma PhD especializada em biologia reprodutiva e genética, da Universidade Estadual de Washington, esclarece alguns aspectos importantes em relação aos efeitos do plástico em alimentos e bebidas:

- Tipos de produtos que contêm BPA
O BPA, ou outros componentes químicos que podem ter os mesmos efeitos, tal como o phthalates, são encontrados em algumas garrafas esportivas, assim como em algumas mamadeiras, embalagens de alimentos e contêineres para comida. O BPA também é utilizado nas resinas que fazem a proteção interna de muitas latas de bebidas e de alimentos. Além disso, ele está é uma grande variedade de produtos plásticos, tais como CDs e lentes de óculos.

- Riscos do BPA à saúde
Tradicionalmente, o potencial de risco dos componentes químicos tem sido avaliado em estudos científicos, de acordo com a dose utilizada, o que leva à conclusão que quanto maior a dose, maior o risco. Portanto, a conclusão é que pequenas deveriam ser motivo de alarme.

No caso do BPA, no entanto, explica a cientista, a situação é diferente porque ele apresenta poderosos efeitos semelhantes aos hormônios. “Entramos nesta área de pesquisa por acidente. Estávamos estudando os ovários de ratazanas quando, de repente, percebemos um grande aumento de casos anormais. Concluímos que nossos ratos de laboratório estavam sendo expostos ao BPA – porque suas gaiolas de plástico e garrafas de água haviam sido, inadvertidamente, danificadas quando foram lavadas com um detergente inadequado. Cerca de 10% das espécies apresentavam cromossomos anormais. Naqueles ratos que não haviam sido expostos ao BPA, apenas 1% tinham anormalidade.

- Ainda não é sabido se os humanos expostos ao BPA enfrentam os mesmos riscos. Suspeitamos que sim. O que sabemos é que o phthalates, um componente químico que torna os plásticos mais maleáveis e macios, tem sido relacionado a defeitos genitais em meninos recém-nascidos – afirma a pesquisadora.

A exposição a componentes químicos tais como o BPA e o phthalates, segundo a pesquisadora, ainda não deu provas conclusivas de que poderia ser responsável por provocar câncer. “A evidência, no entanto, está se tornando mais forte, de que poderia causar uma variedade de tipos de câncer ou anormalidades no sistema reprodutivo, incluindo a doença conhecida como ovário policístico”, explica. Bebês e fetos, segundo Hunt, são os mais vulneráveis aos riscos porque seus cérebros e aparelhos reprodutivos ainda estão em desenvolvimento. Um projeto de lei foi apresentado ao Senado federal propondo que o BPA seja banido de todos os produtos para bebês

- Margem de segurança
Até agora, segundo Hunt, ainda não se sabe qual é a margem de segurança do BPA. A Agência de Proteção ao Meio Ambiente dos EUA estima que uma exposição de até 50 microgramas (mcg) de BPA por Kg de peso de um ser humano, por dia, seria uma margem segura. O cálculo, no entanto, foi feito com base em antigos estudos realizados com animais. Estudos mais recentes sugerem que níveis muito inferiores tais como 0,025 mcg por quilo de peso, levaram a uma variedade de efeitos colaterais em ratos.

Pesquisadores do Centro para Controle de Prevenção de Doenças analisaram amostras de urina de 2.517 pacientes, com idades a partir de 6 anos, e encontraram vestígios de BPA em quase 93% dos pesquisados.

Produtos que contêm BPA
- É difícil saber – diz a pesquisadora. Segundo ela, alguns contêineres de plástico que apresentam etiquetas de material reciclável, indicam o tipo de plástico utilizado, mas as etiquetas com a indicação “reciclável” são consideradas um guia apenas parcial, neste caso. Por exemplo, plásticos policarbonetos, que contêm BPA, não têm um código específico de reciclagem. Se o produto for codificado, explica Hunt, ele apresentará o número “7”, mas esse é o código para “mixed plastics” (plásticos mesclados). Portanto, o código “7” não é uma indicação segura de que o produto contenha BPA. Alguns plásticos são considerados mais seguros do que outros, porque não apresentam reação ao aquecimento ou à abrasão. Isso inclui polietileno de alta densidade (high-density polyethylene), utilizado em embalagens de leite e água, e marcados com o código “2”, polietinleno de baixa densidade (low-density polyethylene), utilizados em sacolas e alguns contêineres para guardar alimentos, marcados com o código “4”, e o poplipropileno (polypropylene), utilizado em embalagens de iogurtes e alguns contêineres para guardar comida, codificados com o número “5”.

- Não estou segura sobre o que dizer quanto ao polyethylene terephthalate (comumente conhecido como PET, das garrafas de água), marcados com o código “1” – diz Hunt.

O que fazer?
Algumas pessoas já pararam de utilizar garrafas plásticas descartáveis. A própria pesquisadora afirma já ter passado a usar garrafas de aço inoxidável. “Se você quer levar sua garrafinha de água, e prefere a leveza das de plástico, procure por aquelas feitas com polietileno ou polipropileno, que são as que têm a etiqueta de BPA free (livres de BPA).

Microondas
- Não acho que alguém possa afirmar que é seguro ou não colocar alimentos em contêineres ou embalanges de plástico no microondas. O que posso dizer é que eu não faço isso – diz a pesquisadora. A elevação de temperatura é um convite para que os elementos químicos migrem do plástico para o alimento.

Obesidade
Outro estudo realizado por pesquisadores do Instituto nacional de Ciências de Saúde Pública dos Estados Unidos mostra que a exposição do feto a produtos químicos comuns no dia-a-dia - como garrafas plásticas e canos de água - pode levar o futuro adulto à obesidade. Pesquisas realizadas com ratos mostraram que animais expostos a quantidades mínimas de substâncias químicas durante a gestação se tornaram mais obesos do que os que não tiveram contato com elas. A pesquisa foi apresentada no Congresso Europeu sobre Obesidade. “Estamos falando de uma exposição em níveis muito baixos e por um tempo limitado da gestação”, alertou Jerry Heindel, do Instituto Nacional de Ciências de Saúde Pública dos Estados Unidos.

A Organização Mundial da Saúde estima que cerca de 400 milhões de pessoas são obesas - um problema que aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 2 e doenças cardíacas. Estudos anteriores já haviam relacionado essas substâncias químicas ao câncer e a problemas reprodutivos, levando diversos países, incluindo os Estados Unidos, a considerar a proibição ou limitação do uso desses produtos, segundo os pesquisadores.

Um dos componentes chama-se Bisfenol A, encontrado em plásticos de policarbonato. O contato se daria por recipientes plásticos de comida e bebida, sugeriu uma pesquisa anterior. Uma equipe da Universidade Tufts mostrou que fêmeas de ratos cujas mães foram expostas a essas substâncias durante a gestação ganharam mais peso na fase adulta, apesar de terem as mesmas atividades e dieta de outros espécimes femininos.

Um efeito similar foi registrado com ácido perfluorooctanóide, um agente resistente à gordura usado em sacos de pipocas para microondas. “Um dos problemas que estamos enfrentando é que não sabemos onde todas essas químicas estão”, afirma Suzanne Fenton, bióloga da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos. Segundo Bruce Blumberg, biólogo da Universidade da Califórnia, as substâncias parecem prejudicar o sistema endócrino por meio da alteração de genes e funções metabólicas relacionadas ao ganho de peso.

Em abril, o Canadá proibiu a comercialização de mamadeiras feitas de plástico que contenham Bisfenol A, um composto químico muito usado na fabricação de plásticos. Ele é usado também no revestimento interno de latas de bebidas e de alimentos enlatados.


Europa
As autoridades européias já anunciaram que vão avaliar o risco. Nos EUA a questão ainda está em discussão. A indústria de plásticos sempre disse que esses produtos eram inofensivos, mas estudos recentes indicam que eles, assim como os plásticos ftalatos, usados nas garrafas PET, podem apresentar riscos para a saúde.












18 junho 2010

José e Pilar - Trailler do filme, Retrato de uma relação

In:Renascensa on line

Faleceu, José Saramago!

Saramago dizia que não sabia como chegou onde chegou. No lançamento do seu livro de memórias, na terra natal – Azinhaga do Ribatejo –, o escritor traçou a sua história familiar de criança nascida no seio de uma família de quase analfabetos e cujo destino previsível seria o trabalho no campo de enxada na mão. Em 1998, tornou-se no primeiro português distinguido com o Nobel da Literatura. Morreu às 12H30 de hoje em Lanzarote, aos 87 anos, na sequência de uma múltipla falha orgânica.


Foi o Ribatejo que o viu nascer a 16 de Novembro de 1922, embora o registo oficial diga que foi a 18. "Já não existe a casa em que nasci", escreveu nas suas memórias, "mas esse facto é-me indiferente porque não guardo qualquer lembrança de ter vivido nela", disse.

Escritor autodidacta, José Saramago começou a vida como serralheiro mecânico. Só aos 25 anos publicou o primeiro romance, "Terra de Pecado". Foi jornalista do "Diário de Lisboa", entre 1972 e 1973, e director do "Diário de Notícias" (1975). A sua passagem pela direcção do DN, no auge do período gonçalvista, foi marcada por fortes críticas e pela acusação de ter promovido ou dado cobertura a afastamentos e despedimentos por delito de opinião. Casou com a artista Ilda Reis, de quem teve a filha Violante Saramago. Só em 1976 passa a viver da escrita. Em 1980 publica "Levantado do chão", considerado o seu primeiro grande romance. Ateu, membro do partido comunista, José Saramago lança em 1982 "Memorial do convento", o seu livro mais editado de sempre e que foi mais tarde adaptado a ópera, estreada no La Scalla de Milão. Mas é em 1991 que publica uma das mais polémicas obras. "O Evangelho segundo Jesus Cristo" deixou Saramago de costas voltadas para a igreja. Com uma escrita com pontuação pouco convencional, Saramago passa em 1993 a viver na ilha espanhola de Lanzarote, depois de ver o seu livro ser retirado de uma candidatura a um prémio europeu pelo então sub-secretário de Estado da Cultura, Sousa Lara. O escritor recebeu 35 doutoramentos "honoris causa" e, em 1998, foi distinguido com o Nobel da Literatura. O galardão obriga-o a um ano de conferências intensas por todo o mundo. Regressa à escrita em 2000 com "A Caverna", a que se seguem "O Homem Duplicado", "Ensaio Sobre a Lucidez" ou "As Intermitências da Morte", livro em que a Morte se apaixona e se cansa de matar. Publicada em 53 países, a obra de Saramago já foi adaptada ao cinema. "Jangada de Pedra", romance em que a península se separa da Europa, e o "Ensaio sobre a Cegueira",alegoria sobre os homens que não vêem, chegaram ao grande ecrã. Estava actualmente casado com jornalista espanhola Pilar del Rio. Morreu hoje em Lanzarote.

16 junho 2010

POR FALAR EM "Patriotismo"...

Não posso conceber, nem aceitar, que alguém me venha com a história do "Patriotismo", por da cá aquela palha. Eu, que jurei Bandeira, defender a pátria, nem que fosse com o sacrifício da própria vida, a mim, não.

Sua Excelência, o Prof. Aníbal Cavaco Silva, Presidente da Republica Portuguesa, numa visita, à bem pouco tempo, ao Algarve, dizia e apelava ao "Patriotismo" dos Portugueses, em passarem férias cá dentro, pois dando o exemplo, de que as férias passadas fora do país seriam consideradas "Importações", que bela aula de economia, parecia um professor que tive nos tempos de liceu, dando exemplos concretos da vida cotidiana das pessoas, para explicar essa tão afamada "Economia", outra coisa não era de esperar, vindo de um Professor catedrático na matéria.

Mas, eu pergunto-me, se não são consideradas "importações", os productos hortícolas que compramos forçosamente à UE, se não são "Importações" o pescado que compramos à UE, se não são também "Importações", todos os bens essenciais, como medicamentos e produtos farmacêuticos, que somos obrigados a comprar aos lobbies Europeus dos Farmacêuticos?

Patriotismo, para mim, é defender o que é Português, com unhas e dentes, é defender as pescas, o tecido insdustrial (arrasado pelas sucessivas políticas de desinvestimento), o sector das pescas, onde se pagram fortunas para abater froats de Pesca, na Agricultura onde fortunas também foram gastas para não se cultivar, etc, etc e tal...

Ser Patriota, cmo faz questão o senhor PR, é dar estes problemas como factor principal para a saída da crise, e ter em conta, que em casa, mandamos nós, não ter medos dos lobbies europeus e dos magnatas do capitalismo, olhar de frente para os problemas do país, e resolvê-los, e deixar-se de lamechisses folclóricas, para mostrar que anda preocupado, só porque temos eleições presidenciais daqui a um ano.

Para mim, Cavaco está já em adiantado estado de campanha, e como apanágio do que os políticos nos tem habituado, com promessas falsas e mentiras pegadas.
Haja coragem de levar Portugal para a frente, mas com esta gente, os medrosos da UE, só teremos mais fome e mais miséria.
Carlos Rocha
@Beezz

10 junho 2010

10 de Junho

Estou a ouvir o toque de silêncio nas cerimónias do 10 de Junho presididas por Sua Excelência o Presidente da República e medito no que seria esta cerimónia no próximo ano se fosse presidente o locutor da Rádio de Argel a quem se deve a morte de alguns daqueles falecidos em combate a quem neste momento se presta homenagem.

Valerá a pena meditar neste pormenor nacional da história recente e no momento futuro próximo de que nestes dias se fala.

09 junho 2010

PORTUGAL PAGA CONSTRUCÇÃO DE ALDEIA OLIMPICA EM MOÇAMBIQUE POR 114 MILHÕES DE EUROS


OLHA LÁ CAVACO, O QUE ME DIZES DESTE ESTOURO E ROUBO A NÓS CONTRIBUINTES, DESTE FINANCIAMENTE EM 114 MILHÕES DE EUROS A MOÇAMBIQUE ???

DEVEMOS ESTAR A NADAR EM DINHEIRO NÃO É ????

http://economico.sapo.pt/noticias/arrancam-hoje-as-obras-da-aldeia-olimpica-financiadas-por-portugal_90907.htm

ENTÃO NOS PEDEM SACRIFICIOS, E VÃO GASTAR NOSSO DINHEIRO DOS IMPOSTOS A FAZER VILAS OLIMPICAS EM MOÇAMBIQUE ? MAS ANDA TUDO PARVO ????

AMANHÃ SERÁ O DIA DE PORTUGAL, JÁ AGORA FAÇAM OBRAS EM ANGOLA PARA CONSTRUIR UM FOGUETÃO PARA IR A MARTE, E DE BOLEIA PODIAS IR TU E TEU AMIGUINHO O ZEZINHO SOCRATES, MAIS O CASAMENTO GAY E O RAIO QUE OS PARTA, E FAZER UM VIAGEM SÓ DE IDA, DE PREFERENCIA SEM OXIGENIO SUFICIENTE, PARA QUE CHEGUEM A MARTE JÁ MORTOS, QUE NÃO FAZIAM CÁ FALTA A NÓS CONTRIBUINTES PORTUGUESES.

SEUS SEM VERGONHA, A PEDIREM MAIS SACRIFICIOS, SÓ SE FOREM PARA OS OTÁRIOS DOS CONTRIBUINTES.

SAFADOS !!!!!!!!!!!

SEM VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!

PARASITAS DE MEUS IMPOSTOS !!!!!!!!!!!!!!!!

ATÉ QUANDO OS PORTUGUESES VÃO TOLERAR ISTO ?????

ACORDEM DA ANESTESIA DO FUTEBOL ZÉ POVINHO !!!!!!!!!!!!

POR AGORA É TUDO.

RAMIRO LOPES ANDRADE

08 junho 2010

Escândalo na UE !!! ( Parte II ) Documento no seguimento do post do João Soares

Etude Hauts Fonctionnaires Europeens

Estimados amigos e leitores de A Voz do Povo, no seguimento do post anterior e como tinha dito ao João Soares que iria disponibilizar o documento que gerou toda a indignação popular em torno deste escândalo, que só o é, porque efectivamente demonstra o quanto desiguais somos, relativamente a estes seres de primeiríssima classe - uns tem tudo, outros não tem nada!
Toda esta crise monetária, económica e financeira, foi gerada e alimentada por senhores como estes, pagos a peso de ouro para nos governarem, mas que acobertam a corrupção e são os guardiões e produtores de todas as regalias que tentam a todo o custo manter e defender na perpectuação do domínio da classe de pertença! Só querem mesmo é saber de garantir e salvaguardar o seu próprio futuro e o dos seus!

A título de exemplo: Quem rebentou com a nossa indústria de pescas? Quem beneficia ou beneficiou com a destruição do nosso sector das pescas? Agora importamos mais peixe, que o que preduzimos.

PS: Aproveito para agradecer à minha madrinha de blogue e cunhada a Ana Martins do blogue AVE SEM ASAS e também participante de A Voz do Povo, e ao meu marido, Victor Simões, toda a ajuda que me têm dado no andamento do meu blogue, pois sinceramente eu não percebia nada de nada disto, mas estou a entusiasmar-me... 

Uma  boa semana para todos os amigos, colaboradores e leitores de A Voz do Povo.

Beijinhos

Escândalo na UE! ! !

transcrição

(foi traduzido de um original em francês, recebido por e-mail)

Você já reparou que os políticos europeus estão a lutar como loucos para entrar na administração da UE ? E por quê?

Leia o que segue, pense bem e converse com os amigos. Envie isto para os europeus que conheça! É escandaloso.

Foi aprovada a aposentadoria aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da UE!!!. Este ano, 340 agentes partem para a reforma antecipada aos 50 anos com uma pensão de 9.000 euros por mês.

Sim, você leu correctamente!

Para facilitar a integração de novos funcionários dos novos Estados-Membros da UE (Polónia, Malta, países da Europa Oriental ...), os funcionários dos países membros antigos (Bélgica, França, Alemanha ..) receberão da Europa uma prenda de ouro para se aposentar.

Porquê e quem paga isto?

Você e eu estamos a trabalhar ou trabalhámos para uma pensão de miséria, enquanto que aqueles que votam as leis se atribuem presentes de ouro. A diferença tornou-se muito grande entre o povo e os "Deuses do Olimpo!" Devemos reagir por todos os meios começando por divulgar esta mensagem para todos os europeus.
É uma verdadeira Mafia a destes Altos Funcionários da União Europeia ....

Os tecnocratas europeus usufruem de verdadeiras reformas de nababos ...
Mesmo os deputados nacionais que, no entanto, beneficiam do "Rolls" dos regimes especiais, não recebem um terço daquilo que eles embolsam.

Vejamos! Giovanni Buttarelli, que ocupa o cargo de Supervisor Adjunto da Protecção de Dados, adquire depois de apenas 1 ano e 11 meses de serviço (em Novembro 2010), uma reforma de 1 515 € / mês. O equivalente daquilo que recebe em média, um assalariado francês do sector privado após uma carreira completa (40 anos)..

O seu colega, Peter Hustinx, acaba de ver o seu contrato de cinco anos renovado. Após 10 anos, ele terá direito a cerca de € 9 000 de pensão por mês.

É simples, ninguém lhes pede contas e eles decidiram aproveitar ao máximo. É como se para a sua reforma, lhes fosse passado um cheque em branco.
Além disso, muitos outros tecnocratas gozam desse privilégio:
1. Roger Grass, Secretário do Tribunal Europeu de Justiça, receberá € 12 500 por mês de pensão.
2. Pernilla Lindh, o juiz do Tribunal de Primeira Instância, € 12 900 por mês.
3. Damaso Ruiz-Jarabo Colomer, advogado-geral, 14 000 € / mês.

Consulte a lista em:

Para eles, é o jackpot. No cargo desde meados dos anos 1990, têm a certeza de validar uma carreira completa e, portanto, de obter o máximo: 70% do último salário. É difícil de acreditar ... Não só as suas pensões atingem os limites, mas basta-lhes apenas 15 anos e meio para validar uma carreira completa, enquanto para você, como para mim, é preciso matar-se com trabalho durante 40 anos, e em breve 41 anos.
Confrontados com o colapso dos nossos sistemas de pensões, os tecnocratas de Bruxelas recomendam o alongamento das carreiras: 37,5 anos, 40 anos, 41 anos (em 2012), 42 anos (em 2020), etc. Mas para eles, não há problema, a taxa plena é 15,5 anos...
De quem estamos falando?

Originalmente, estas reformas de nababos eram reservadas para os membros da Comissão Europeia e, ao longo dos anos, têm também sido concedida a outros funcionários. Agora eles já são um exército inteiro a beneficiar delas: juízes, magistrados, secretários, supervisores, mediadores, etc.

Mas o pior ainda, neste caso, é que eles nem sequer descontam para a sua grande reforma. Nem um cêntimo de euro, tudo é à custa do contribuinte ...
Nós, contribuímos toda a nossa vida e, ao menor atraso no pagamento, é a sanção: avisos, multas, etc.
Sem a mínima piedade. Eles, isentaram-se totalmente disso. Parece que se está a delirar!

Esteja ciente, que até mesmo os juízes do Tribunal de Contas Europeu que, portanto, é suposto «verificarem se as despesas da UE são legais, feitas pelo menor custo e para o fim a que são destinadas», beneficiam do sistema e não pagam as quotas.
E que dizer de todos os tecnocratas que não perdem nenhuma oportunidade de armarem em «gendarmes de Bruxelas» e continuam a dar lições de ortodoxia fiscal, quando têm ambas as mãos, até os cotovelos, no pote da compota?

Numa altura em que o futuro das nossas pensões está seriamente comprometido pela violência da crise económica e da brutalidade do choque demográfico, os funcionários europeus beneficiam, à nossa custa, da pensão de 12 500 a 14 000 € / mês após somente 15 anos de carreira, mesmo sem pagarem quotizações... É uma pura provocação!
O meu objectivo é alertar todos os cidadãos dos Estados-Membros da União Europeia. Juntos, podemos criar uma verdadeira onda de pressão.

Não há dúvida de que os tecnocratas europeus continuam a gozar à nossa custa e com total impunidade, essas pensões. Nós temos que levá-los a colocar os pés na terra.

«Sauvegarde Retraites» realizou um estudo rigoroso e muito documentado que prova por "A + B" a dimensão do escândalo. Já foi aproveitado pelos mídia.


Divulgue e distribua amplamente entre todos os relés de vinte e sete países da União Europeia, e disso resultará algo de bom!

06 junho 2010

CAVACO SILVA APELA AO PATRIOTISMO DOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES

.
CARO ANIBAL, PERMITA-ME TRATA-LO NA PRIMEIRA PESSOA, DETESTO ESTES TÍTULOS DE PRESIDENTE, TANTO MAIS QUE O CONSIDERO UM PRESIDENTE MEDIUCRE E INCOMPETENTE.

LI SEU COMENTÁRIO DE HOJE NO JORNAL PÚBLICO, APELANDO QUE OS PORTUGUESES FAÇAM FÉRIAS EM PORTUGAL, E SEJAM PATRIOTAS.

http://www.publico.pt/Economia/cavaco-silva-apela-aos-portugueses-para-que-facam-ferias-ca-dentro_1440684

TENHO IMPRESSÃO QUE DEVO VIVER EM ALGUM PAÍS NÓRDICO TIPO SUÉCIA OU NORUEGA. MAS O ANIBAL CAVACO SILVA É ALGUM PARVO ??????

ONDE NÓS PORTUGUESES, COM UMA MÉDIA SALARIAL DAS MAIS BAIXAS DA EUROPA PODEMOS TIRAR FÉRIAS ( 850 EUROS/ MÊS, INFERIOR ATÉ A DA GRÉCIA 1300 EUROS ), E ISTO PARA AQUELES QUE ESTÃO A TRABALHAR ................ POIS OS RESTANTES + DE 700.000 DESEMPREGADOS, NEM SE FALA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


TU ANIBAL VENS FALAR DE PATRIOTISMO, DEVIAS LAVAR A BOCA COM PIMENTA MALAGUETA, DAQUELAS BEM PICANTES .............................

PORQUE NÃO DAS O EXEMPLO ??????

PORQUE NÃO CORTAS AS TRES REFORMAS DOURADAS QUE RECEBES EM CONJUNTO COM TEU SALÁRIO DE PRESIDENTE DA REPUBLICA ( 7100 EUROS POR MES DE SALARIO PRESIDENCIAL ).

4152 euros pelo Banco de Portugal;
2328 euros pela Universidade Nova de Lisboa
2876 euros por ter sido Primeiro-Ministro, pensão vitalícia

ISTO TOTALIZA 9356 EUROS MENSAIS SÓ EM REFORMAS + OS 7100 EUROS DE SEU " SALÁRIO " DE PRESIDENTE . TENHA VERGONHA NA CARA PARASITA DOS CONTRIBUINTES.


DÊ O EXEMPLO, MOSTRE AOS PORTUGUESES O CAMINHO, NÃO FIQUE A FALAR AO VENTO COMO UM IDIOTA .............................

PORQUE TU, E OS RESTANTES POLITICOS DE PORTUGAL TEM O DIREITO DE RECEBER DUAS / TRES / E QUATRO REFORMAS AO MESMO TEMPO, QUANDO 99 % DOS CIDADÃOS SÓ TEM DIREITO A APENAS UMA REFORMA QUANDO COMPLETAM 65 ANOS.


PORQUE RAZÃO TEMOS QUE ATURAR A TI, E A TODOS OS PARASITAS QUE INFESTAM A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, COM REFORMAS MULTIPLAS E OPCENAS, E INSULTUOSAS CONTRA TODOS OS CIDADÃOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES ???????

TU NÃO TENS MORAL PARA PEDIR SEJA O QUE SEJA A NÓS, CONTRIBUINTES PORTUGUESES !!!!!!!!

TENHA VERGONHA NA CARA ANIBAL CAVACO SILVA.

TERMINO POR AQUI.

RAMIRO LOPES ANDRADE, o argelino

03 junho 2010

Crime Israelita - Assassinato de 19 pessoas que participavam em transporte de ajuda humanitária.


         No passado dia 31 de Maio dezanove inocentes que iam levar socorro à população sitiada de Gaza foram assassinados este é mais um crime do estado sionista. O Exército Israelita usou a força contra um grupo de ajuda humanitária, incluindo "idosos, mulheres e crianças". Saiba mais em...Público on line 
A bordo dos navios que transportavam ajuda humanitária para Gaza, que já está isolada há mais de 4 anos, seguiam deputados, políticos, intelectuais, músicos, homens de letras, jornalistas e outros, totalizando 40 nacionalidades.
 O que é de espantar é que os mesmos que aínda hoje sofrem com as memórias dos crimes praticados pelos nazis aquando da altura da 2ª guerra mundial, pratiquem eles mesmos também crimes sobre os palestinianos.
          Não venham com os argumentos de que é diferente e em nome da segurança de Israel, porque não tem cabimento, nos assassinatos de inocentes.
          O regime do apartheid imposto pelo estado judeu ao martirizado povo palestino é um crime continuado no tempo. A impunidade com que o estado judeu comete as suas infâmias só acontece devido ao beneplácito dos governos ocidentais. Estes crimes só são possíveis com a conivência das superpotências ocidentais, que fazem ouvidos moucos e olhos cegos a todas as tropelias cometidas pelo Estado Judeu.
         Sendo certo que o sofrimento do povo Judeu no passado, não é justificativa nem apologia para que inflijam aos Palestinianos o mesmo sofrimento, o mesmo só pode ser observado como praticado por neo-nazis Israelitas.
         É um dever de todos os cidadãos do mundo levantar um grito de protesto contra tais atentados de lesa humanidade.
         "Gaza é o inferno, sofremos o terror da guerra e, agora, vivemos como escravos de Israel, o povo vive como os animais", diz Manuel Mussulam, apelidado pelos palestinianos de "padre resistente".


02 junho 2010

Ironias da sociedade moderna


Pela GNR de Alfena (Valongo) foi detido após 41 anos a guiar sem carta, um homem, residente em Santo Tirso que, desde os 18 anos, guiava sem estar legalmente habilitado, sem nunca ter sido fiscalizado e sem ter tido acidentes.

Sem dúvida a detenção justifica-se por se tratar de uma infracção grave.

Mas, olhando o caso por outra óptica, ele merecia que lhe fosse dada já a carta e um prémio, por nunca ter tido acidentes, coisa de que muitos encartados não podem gabar-se. Afinal a carta nunca lhe fez falta, a não ser agora para mostrar à autoridade a fim de não ser detido!!!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas