26 abril 2011

Os quatro cavaleiros do apocalipse - O fim de Portugal

.

Nestes 37 anos após o 25 de abril de 1974, fomos governados pelos quatro cavaleiros do apocalipse !!!!!!!!


Nos trouxeram ignorâcia. fanatismo religioso e político, e emigração.


Estes meninos ( EANES, SOARES,SAMPAIO,CAVACO ) são apenas o rosto visivel de nossa ignorância em termos estes tipos a nos governar.

Podem ficar certos de uma coisa ............... " eles " sabem bem se governar em proveito próprio, como por exemplo:


  • o SOARES com o " Fax de Macau " no caso Emaudio, quanto milhões de contos ?????

  • o CAVACO, no caso do BPN em que ganhou 140% de lucro na compra de ações, em conjunto com a filha ( só 300.000,00 euros ) trezentos mil euros

  • o SAMPAIO, que um certo dia disse; " Há mais vida para além do defict ", ve-se bem onde nos levou com estas palavras. Então ?????? já gastou a esmolinha de 90.000,00 euros do Rei de Espanha ??????

  • tambem temos o EANES, que com seu silêncio de ostra todos estes anos, foi, e é cumplice da ruína em que está Portugal

  • há, é claro, temos o nosso ilustre primeiro-ministro Zé Socrates, que dispensa qualquer apresentação. O caso já vem de longe quando este era ministro de Guterres ( o do pantano ), com as lixeiras da Cova da Beira, deve ser por isto que o país esta com um cheiro nauseabundo !!!!!!!!

Meus parabens meus senhores ( SOARES / EANES / CAVACO / SAMPAIO / SOCRATES /DURÃO BARROSO / SANTANA LOPES / GUTERRES / PINTO BALSEMÃO / PAULO PORTAS / ALMEIDA SANTOS / JAIME GAMA / ALVARO CUNHAL / ETC ................................................... )
Os senhores conseguiram enterrar Portugal de vez ............ Não é qualquer um que consegue o que fizeram !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Um país com mais de 800 anos de história, e conseguiram arruiná-lo, parabéns.


Aos portugueses que neste momento tem entre 20 e 35 anos, aconselho vivamente que deixem Portugal, e não olhem para trás, qualquer lugar em que estejam, será melhor do que estar a dar de mamar a estes parasitas de nossos impostos, neste mar de lama que é Portugal.


Fujam enquanto podem, e vão trabalhar em países que valorizam vosso suor e valor.


Deixem Portugal para os politicos que o arruinaram, e os que não querem outra vida, que não seja estarem a mamar nas tetas do estado e de nossos impostos, mais a merda do futebol.


Boa sorte.


RAMIRO LOPES ANDRADE

24 abril 2011

AS SOLUÇÕES PARA PORTUGAL




  1. AUMENTAR O IMPOSTO SOBRE OS COMBUSTIVEIS PARA 200%, O GASOLEO TEM QUE IR PARA 50 EUROS O LITRO

  2. ACABAR COM AS REFORMAS, TRABALHEM SE QUISEREM COMER

  3. AUMENTAR OS SALÁRIOS DOS ILUSTRES DEPUTADOS DA DIGNÍSSIMA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PARA CINQUENTA MIL EUROS POR MÊS

  4. AUMENTAR O SALÁRIO DE CAVACO SILVA PARA CEM MIL EUROS POR MES

  5. NOSSO PRIMEIRO MINISTRO MERECE DUZENTOS MIL EUROS POR MES

  6. AUMENTAR O IVA PARA 60%

  7. REDUZIR O IRC PARA 0%

  8. AUMENTAR O IRS PARA 90%, O ZÉ POVINHO NÃO PODE TER DINHEIRO

  9. AUMENTAR O IMI PARA 10%, AS CASAS ESTÃO MUITO BARATAS

  10. AUMENTAR A GARRAFA DE GÁS PARA DUZENTOS EUROS CADA

  11. ACABAR COM AS MAMAS DAS IPSS, QUEREM DINHEIRO ? VÃO PEDIR ESMOLAS !!!!

  12. FECHAR OS HOSPITAIS, O ZÉ POVINHO TEM MUITA SAÚDE, O FUTEBOL LHES CHEGA.

  13. COBRAR ENTRADAS EM FÁTIMA, OS PADRES TEM MUITO OURO

  14. ACABAR COM O RENDIMENTO MINIMO, HÁ MUITOS A MAMAR

  15. VENDER OS DOIS SUBMARINHOS, E OS 40 CAÇAS F-16 EM LEILÃO DE ANTIGUIDADES

  16. COLOCAR OS TANQUES LEOPARD NAS RUAS, E FAZER COMO NA SÍRIA, FUZILAR QUEM PIAR

COMO VEEM, É FACIL CORRIGIR O QUE ESTÁ MAL EM PORTUGAL ..............
UM ABRAÇO A TODOS, E PENSEM NISTO, É A SERIO O QUE ESCREVI.

RAMIRO LOPES ANDRADE

22 abril 2011

Risco de «retrocesso civilizacional»


A notícia que se transcreve vem ao encontro de muito que aqui tem sido escrito acerca da má herança que se deixa aos descendentes, devido a sucessivos erros de governação desde o 26 de Abril.


O 25 de Abril foi um golpe com sucesso pontual mas, no dia seguinte, foi totalmente descontrolado e desvirtuado, em que liberdade foi substituída por libertinagem, e por conceitos irracionais e impraticáveis, nasceu a obsessão de direitos sem pensar em deveres que com eles devem sempre estar equilibrados, e surgiu a exigência de igualdade na mediocridade, eliminando o que havia de melhor e desmotivando o valor e o mérito.

Numa queda sistemática, de que se aproveitaram os clãs governamentais, resultou a degradação da sociedade normal e o enriquecimento dos políticos conluiados com os donos do capital, chegando-se a uma situação dificilmente sanável, em que tudo pode acontecer, em que o Risco de motim não deve ser negligenciado.

Pela análise, mesmo muito superficial que se faça destes 37 anos, não se pode esperar que os nascidos neste período venham a erigir estátuas ou elogiar os da geração de seus pais pela forma como fizeram «evoluir» o Pais que outrora foi grande e prestigiado.

É, pois, com agrado que se vê sobressair, destes jovens, organização e vontade de restaurar Portugal retirando-o do fosso em que em vindo a ser enterrado.

PÚBLICO. 22-04-2011 Por Lusa


Indignados com o Portugal de hoje, nascidos no pós-25 de Abril de 1974 juntaram-se num manifesto contra o risco de "retrocesso civilizacional" no País, perante a "precariedade no trabalho" e o "desinvestimento" em direitos adquiridos com a Revolução.

A poucos dias das comemorações dos 37 anos da Revolução dos Cravos, mais de 60 subscritores do documento consideram que muitas das conquistas, com as quais se identificam enquanto "filhos de Abril", estão a diluir-se.

"O Inevitável é Inviável", assim se designa o manifesto, é assinado, nomeadamente, por artistas, estudantes, desempregados, activistas de direitos das mulheres e dos imigrantes e organizadores do protesto "Geração à Rasca".

O escritor José Luís Peixoto, a compositora Celina Piedade, a jurista Marta Rebelo ou o humorista Jel, dos Homens da Luta, e Tiago Gillot, do movimento Precários Inflexíveis, são alguns dos nomes que dão voz ao manifesto.

Um "grito de alerta" contra a ideia de que "só há uma saída" possível, a das políticas de austeridade, para os problemas que Portugal enfrenta, assinala à agência Lusa Lídia Fernandes, desempregada, uma das subscritoras do documento.

E que problemas Portugal enfrenta? "Tendência para 'precarizar' as relações de trabalho, diminuir o investimento no emprego, enfraquecer e desmantelar o Estado social, com cortes na saúde, educação e protecção social", enumera.

Os subscritores do manifesto reclamam alternativas, que, para a activista dos direitos das mulheres e dos imigrantes, "não podem ser no sentido de um retrocesso civilizacional e democrático" em que o País está "em risco".

É que, segundo Lídia Fernandes, existe em Portugal o perigo, "dificilmente reversível", de "um recuo grande" em termos de direitos económicos, cívicos e sociais.

Uma opinião partilhada por Miguel Cardina, outro dos subscritores do "grito de revolta" contra a situação actual do País, onde "as pessoas vivem mal".

O historiador, que integra o movimento anti-austeridade Portugal Uncut, fala num "ataque constante, muitas vezes subliminar", a "conquistas de Abril" como o emprego, a escola pública e o Serviço Nacional de Saúde e teme o "agravamento das desigualdades sociais", o "perigo de alterações constitucionais", o "desmantelamento" da saúde gratuita para todos.

Por isso, defende uma "mudança política e social", que envolva toda a sociedade, porque "a democracia não é compatível com a inevitabilidade" da crise e da intervenção externa do Fundo Monetário Internacional.

João Labrincha, um dos organizadores da manifestação "Geração à Rasca", que juntou em Março milhares de portugueses nas ruas, advoga "uma renovação do espírito do 25 de Abril", até porque "muitas das coisas pelas quais as pessoas lutavam na altura continuam a ter muita actualidade" e, nalguns casos, ressalva, "tem havido alguns retrocessos", dando como exemplo a "precariedade laboral".

Licenciado em Relações Internacionais mas desempregado, Labrincha sustenta que a democracia alcançada em 1974 só ficará "completa" com "uma participação cívica mais activa". E isso, critica, tem faltado ao longo de 37 anos.


Imagem do Google

21 abril 2011

COLAPSO DO SISTEMA FINANCEIRO PORTUGUES IMINENTE - É HORA DE RETIRAR SEU DINHEIRO JÁ



.

CAROS AMIGOS

CHEGOU A HORA DE RETIRAR SEU DINHEIRO DA BANCA PORTUGUESA JÁ.

NOTICIAS DA NET INFORMAM A RUPTURA IMINENTE DO SISTEMA FINANCEIRO PORTUGUES.

JÁ HÁ BANCOS EM QUE AS RETIRADAS DE DINHEIRO SÃO MACIÇAS.

ALGUNS BANCOS VÃO COLAPSAR EM BREVE, HAJAM JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O FMI IRÁ LIMITAR OS SAQUES DE SUAS CONTAS BANCARIAS.

O GOVERNO PORTUGUES PREPARA A SAÍDA DO EURO, E A IMPRESSÃO DE NOVA MOEDA. AS CONSEQUENCIAS DESTA MEDIDA, SERÁ A PERDA REAL DO VALOR DE SEU DINHEIRO.

LEIAM:


http://ramirolopesandrade.blogspot.com/2010/12/portugal-ira-sair-da-zona-euro-ate-ao.html







http://www.realidadeoculta.com/hackers.html




UM ABRAÇO A TODOS, E REAJAM JÁ.

RAMIRO LOPES ANDRADE

17 abril 2011

Acordem Portugueses, vamos sair do euro em breve !!!!!!!!!!!!!!





Tenho assistido aos acontecimentos desta semana, que só me confirmam o que há muito já suspeitava ………….. está em marcha os preparativos para Portugal sair da zona euro.



O objectivo é fazer o Zé Povinho ( e a defunta classe média incluída, ou o que resta dela ) pagar forte e feio a Dívida Externa Portuguesa, de pelo menos 160 mil milhões de euros líquidos, ou 500 mil milhões de euros brutos.



Eu pessoalmente, acredito que nossa dívida líquida deve ser muito superior que os 160 mil milhões de euros ( o FMI vai confirmar isso ).



Não é surpresa nenhuma estarmos nesta situação !!!!!!!!!!!!!!!!



Continuamos a pagar reformas milionárias e opcenas a tipos como Mira Amaral, por este ter “ trabalhado “ 18 meses na Caixa Geral de Depósitos como administrador ( um trabalho deveras tão estafante, que merecia uma reforma imediata ) no valor de 18.000,00 euros por mês, mais o tacho da reforma de deputado e ministro de Cavaquinho Silva.



Temos a Celeste Cardona no lugar de Mira Amaral na CGD com 17.000,00 euros por mês, mais os tachos restantes de reforma como deputada e ministra da justiça.



Temos nosso Presidente da República das Bananas Portuguesa “ Aníbal Cavaco Silva “, com três reformas acumuladas no valor de 140.000,00 euros anuais.



Continuamos a “ doar “ milhões de euros aos países corruptos africanos.



São muitos a mamar em nós Portugueses !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E não gozamos nada ………………………..



Temos que sustentar toda esta mama, e muitas outras mais ……………………… as tetas do Zé Povinho são inesgotáveis !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Merecemos o que aí vem, se fosse em um país a sério como na Alemanha, estes “ senhores “ já tinham levado com o pontapé no meio do cú, e tinham caído com as fuças no meio da merda, que era o que bem mereciam ………………………..



Mas salvação das salvações, temos três times de futebol português na Liga Europa.



Estamos salvos, já não há mais crise !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Como vêem, ainda não sofremos o que realmente merecemos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Imagino que o golpe final será quando nosso querido líder “ José Sócrates “, vier em horário nobre, de braço dado a “ Cavaco Silva “, dizer-nos que temos que sair do euro, e que vamos voltar ao escudo novo, ou coisa lá parecida.



É claro que quem tem PPR´s, vai levar uma trancada que vai até sangrar na alma.



Como dizia António Guterres, É A VIDA …………………….

16 abril 2011

Parceiros sociais e a troica FMI, BCE e UE


Os especialistas da troica - FMI, BCE e EU - não conhecem Portugal e os meandros da vida nacional, cada vez mais complexos, devido às instituições inúteis, desnecessárias, que têm vindo a ser criadas para albergar luxuosamente os amigos e apoiantes do «querido líder».


Na reunião que com ela irão ter na terça-feira, os parceiros sociais não podem nem devem perder a oportunidade de elucidar os técnicos, a fim de os dotar de elementos clarificadores que lhes permitam ajudar Portugal a reestruturar a máquina administrativa a fim de reduzir as despesas, equilibrar os balanços e criar superavit, com aumento das exportações e redução da necessidade de importar produtos que passarão a ser criados internamente, do que resulte desenvolvimento e bem-estar para os portugueses.

Tais esclarecimentos não se espera que surjam dos partidos com mais probabilidade de virem a ser governo porque, tal como o actual, têm a tentação de criar benefícios para manter a fidelidade dos seus apoiantes. Cabe, por isso, aos parceiros sociais aproveitar bem esta oportunidade, imbuídos de sentido de Estado e de defesa dos interesses nacionais, principalmente os que terão mais em vista a população mais necessitada.

Acerca do que ficou dito do papel dos partidos, é de salientar a notícia de que o BE quer uma auditoria às contas públicas, exigência com que certamente não concordarão abertamente os partidos com esperanças de serem governo .



O País espera uma posição patriótica dos representantes dos parceiros sociais, no sentido de contribuir para ultrapassar a crise da forma mais adequada e justa e para as convenientes reformas que criem um desenvolvimento sustentado de Portugal, com a melhor justiça social.

Imagem do Google

09 abril 2011

RAMALHO EANES + MÁRIO SOARES + JORGE SAMPAIO --- CARAS DE PAU , É PRECISO TER MUITA LATA ..........................

ENTÃO ESTES E OUTROS MENINOS DO CORO FAZEM PETIÇÕES COM O NOME ( UM COMPROMISSO NACIONAL ).

MAS ESTES " SENHORES " TEM MUITA CARA DE PAU MESMO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!O QUE QUEREM ???? QUE PAGEMOS MAIS IMPOSTOS PARA OS SENHORES TEREM REFORMAS DE LUXO ??

TENHAM VERGONHA NA CARA: EANES / SOARES E SAMPAIO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

CADA UM DE VOCES TEM AS SEGUINTES TETAS PAGAS PELOS NOSSOS IMPOSTOS:


SUBVENÇÃO VITALÍCIA QUE QUE TODOS OS EX-PRESIDENTES RECEBEM, NO VALOR DE 150000 EUROS ( CENTO E CINQUENTA MIL EUROS ANUAIS VITÁLICIOS )


CARRO TOPO DE GAMA ( BMW OU AUDI ), COM MOTORISTA PAGO PELOS CABRÕES DOS CONTRIBUINTES, COM TODAS AS DESPESAS PAGAS ( GASOLEO / REVISÕES / E TROCA DE CARRO A CADA TRES ANOS


UM ESCRITÓRIO ALUGADO EM PORTUGAL, EM LOCAL A SUA ESCOLHA, TOTALMENTE MOBILADO + SECRETÁRIA, E TODAS AS DESPESAS PAGAS ( AGUA / ELETRICIDADE / CONDOMINIO / ALUGUER / ORDENADO DA SECRETÁRIA / TELEFONE / NET / TELEMOVEL / GAS / ETC , ETC , ETC )


É CLARO QUE TAMBEM TEMOS O CUSTO DE UM POLÍCIA 24 HS / 24 HS, PARA PROTEGER TÃO ILUSTRES CIDADÃO


PORQUE NÃO DÃO O EXEMPLO, E ABDICAM DAS MULTIPLAS REFORMAS QUE TEM DIREITO ???


PORQUE NÃO ABDICAM DA SUBVENÇÃO VITALÍCIA DE 150 MIL EUROS ANUAIS EM FAVOR DOS CIDADÃOS ??


HÁ JÁ SEI, SÃO DIREITOS ADQUIRIDOS NÃO É ?????? ISSO NÃO PODE !!!!!!!!!!!!!!!! SEI, ME ENGANA QUE EU GOSTO ........................


VÃO É MAIS CONTAR ESTÓRIAS DA CAROCHINHA, QUE A MIM NÃO ENGANAM MAIS.


VÃO ENGANAR O ZÉ POVINHO QUE ANDA DISTRAÍDO COM NOVELAS E FUTEBOL, CAMBADA DE SAFADOS ...........................


UM ABRAÇO AOS PORTUGUESES DE VERDADE, QUE SE PREOCUPAM COM PORTUGAL


RAMIRO LOPES ANDRADE


08 abril 2011

Um Abril Novo



SE ABRIL FICAR DISTANTE,
DESTA TERRA E DESTE POVO,
A NOSSA FORÇA É BASTANTE
PRA FAZER UM ABRIL NOVO!

E NÃO HÁ COISA MAIS PURA
DO QUE DIZER A VERDADE

Recebido por e-mail

07 abril 2011

olha-me sem dor…


Desenha-me no fundo da chávena


onde as borras do café


se esbarram no meu rosto.


Ainda me resta a cafeína


na cor da minha pele



[Naquela cor reproduzida


no pincel da chibata]



[Desenha-me de qualquer cor


pouco me importa]



Rasguei a carta de alforria,


a sentença, a liberdade condicional.


Retalhei-me por dentro e por fora


com o mesmo olhar negro,


com que retalharam a pele branca


da minha mãe…



Conceição Bernardino

06 abril 2011

ONU criou na Líbia um precedente grave

A utilização de poderosos meios militares na Líbia, numa nítida ingerência na política interna de um Estado independente, com o pretexto de resolver um problema de direitos humanos, criou um precedente de alto grau de gravidade que pode trazer, por arrastamento, situações demasiado confusas e contraditórias.

Pode analisar-se por oposição aos casos que a ONU prometeu resolver com referendos na Caxemira (1947) e no Saraui (1987), com a não entrega do Poder ao Novo Presidente eleito na Birmânia (Myanmar) (1990), com caso semelhante mais recente na Costa do Marfim (28-11-2010), etc

Compreende-se que alguns chefes de Estado com alguma representatividade internacional não gostem da personalidade de Muammar al Kadhafi, poderá discordar-se frontalmente da violência com que reprimiu a revolta popular, mas isso não legaliza a ingerência bélica em assunto interno. Há outros meios diplomáticos para situações semelhantes. Por exemplo, no diferendo recente entre as Coreias, enquanto os EUA avançaram para a área com porta-aviões para exercícios militares com a Coreia do Sul, em atitude ameaçadora de aviso a Pyongyang, a China tomou uma iniciativa diferente, enviando embaixadores a cada uma das Coreias para apaziguar os ânimos pela via do diálogo, objectivo que conseguiu. Também, quanto à Líbia, para garantir a sua neutralidade no caso da invasão do Iraque, a França e a Grã-Bretanha, pela via diplomática, conseguiram que Kadhafi se integrasse na política ocidental e deixasse de apoiar o terrorismo, sendo colocada uma pedra sobre o abate de avião comercial sobre Lockerbie.

Há dias, num grupo de amigos levantou-se conversa sobre este antecedente criado pela ONU. E, curiosamente, houve quem afirmasse que tudo o que a ONU decide é legal pois não há nada superior ao seu poder, que a possa condenar. E, mais adiante, a mesma pessoa defendeu que em política internacional não há regras, nem moral, e são os interesses dos intervenientes que ditam os procedimentos e os comportamentos. Fiquei espantado, porque não esperava ouvir isto de tal pessoa. Se na prática é um pouco assim, em teoria, e no campo dos conceitos, isso não deve ser defendido e usado como argumento.

Prefiro optar pela opinião do conselheiro de Estado, economista Vítor Bento exposta no artigo Políticos foram os maiores culpados da crise, diz conselheiro Vítor Bento em que defende que a moral não deve estar ausente das decisões políticas, o que foi publicado no post Economia, moral e política. Parece que o maior cancro da sociedade actual, desde os Estados e à humanidade global, é a ausência de ética, de respeito pelas pessoas, pelos outros, pela lógica, sendo tudo suplantado pelo dinheiro, os bens materiais que sirvam para a ostentação de poder, em todas as suas formas, as matérias primas estratégicas que garantam poder e domínio sobre os mais fracos, etc.

É preciso fazer um esforço persistente e bem participado para restaurar os valores que permitam um melhor relacionamento entre os seres humanos e as suas instituições de forma a que não voltem a repetir-se violências assassinas como a que a ONU desencadeou contra o povo Líbio, que já estava e continua a estar bastante sacrificado. A Paz deve ser um objectivo desejado a todos os níveis e ela não se adquire, de forma duradoura, com agressões violentas.

Imagem do Google

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas