27 agosto 2011

ESTRADA SINUOSA



Caminho numa estrada sinuosa

Num chão escorregadio

de muros estreitos

onde as paredes se apertam á nossa volta
Sentimo-nos asfixiar!


Um cheiro nauseabundo se impregnou

É insuportável viajar nesta estrada

Onde o cheiro a hipocrisia e a falsidade
se instalaram nas bermas
Os buracos povoam o asfalto acidentado

onde o perigo espreita a cada momento.


A escuridão aumenta

A insegurança se instala
fazendo emergir os nossos sentidos
as nossas emoções.


Nesta estrada sinuosa

onde a incerteza é uma constante
caminhamos ás cegas

neste imenso mar de trevas
onde esta estrada...
nos conduz.

Mário Margaride

24 agosto 2011

Telemóvel usado em exagero

A notícia Factura com telemóvel dos gestores públicos aumentou 20% em 2010 demonstra o espírito dos políticos e seus protegidos, sugadores das energias nacionais com mentalidade de «fartar vilanagem».

Quem paga é o contribuinte mais pobre, como acontece no aumento do IVA e no Imposto extraordinário sobre o 13º mês que não obedecem a escalões.

Será desejável que o Governo raciocine na forma de gerir com lealdade os interesses nacionais, dos portugueses, meditando na posição definida por Warren Buffett e pelos os 16 super-ricos franceses que mostraram visivelmente uma perfeita noção de justiça social razão com racionalidade e moralidade perante a sabujice e ambição pessoal dos políticos e seus protegidos.

Foto de Warren Buffett do Google

23 agosto 2011

Corrupção como factor da crise

A corrupção é um dos males da sociedade actual em que o dinheiro foi elevado ao lugar de Deus único a adorar com todas as forças e com a exclusão de todos os valores tradicionais, que passaram a ser considerados ídolos de infiéis, lunáticos e utópicos.

Na sequência de tal adoração, desenvolveu-se a ambição, desmedida, descontrolada, insaciável que deitou mão de todos os truques possíveis e nunca antes imaginados, de empresas públicas e autárquicas, de fundações, de criação de instituições inúteis e que apenas servem para transferir dinheiro público para a conta bancária dos protegidos, para pagar votos e favores, de nomeações por amiguismo e compadrio, de aumento da quantidade de assessores ou «especialistas», de consultorias a gabinetes que nada ou pouco mais fazem, etc.

Os grandes investimentos, mesmo que para além da possibilidade de suporte pelo erário, eram lançados, segundo se diz, por efeito das comissões e da promiscuidade entre público e privado. A condizer com essa dúvida, não deixa de ser expressiva a mudança de vida de muitos ex-políticos.

Por isso, cada pessoa sensata deve lutar contra os males que, por esse caminho de corrupção e de má gestão da causa pública, destroem a humanidade e aquilo que nela distingue o Homem dos outros animais. Ninguém deve abster-se dessa luta e de apoiar quem a trava. É preciso apreciar os exemplos referidos em:

Anticorrupção.Todos com Anna Hazare,
Warren Buffett. Justiça Social deve ser o objective principal,
Steve Jobs. Dinheiro não é o essencial,
Karl Rabeder. Dinheiro não dá felicidade,
Mark Boyle. Há um ano sem dinheiro,
Bill Gates e Warren Buffett doam parte da sua fortuna
Moussa Agassarid. Lição de um tuareg

E outros exemplos, modelos de luta contra os malefícios sociais do vil metal podem ser encontrados nos links inseridos nos textos atrás referidos.

Imagem do Google

GOVERNO RATIFICA ACORDO DO PS PARA FORNECER DADOS DOS PORTUGUESES À CIA


Victor Simões
 O que ontem era verdade, hoje é mentira... assim funcionam os nossos estimados políticos. Afinal não foi preciso deixar passar muito tempo para confirmarmos o que aqui já tantas vezes foi afirmado, entre o partido Socialista e Social Democrata, não existem diferenças, nem de política, nem dos agentes que nos governam, é só mais uma referência para listar no role das semelhanças. 

 "Sociais-democratas mudam de ideias e 'ratificam' acordo que foi chumbado pela protecção de dados por ser "abusivo". O Governo desenterrou o acordo para troca de dados pessoais entre Portugal e os EUA e, ao contrário do que o PSD admitia na oposição, vai avançar para a sua ratificação. Da reunião de ontem do Conselho de Ministros saiu uma resolução para o Parlamento aprovar o acordo bilateral assinado entre o Governo de José Sócrates e a Administração de Barack Obama. O documento que permite a partilha de perfis de ADN e de impressões digitais tem data de Junho de 2009, mas não chegou a sair da gaveta com os socialistas. Agora o documento levará a assinatura de Miguel Macedo e Passos Coelho, que na altura criticaram duramente a proposta. Por aqui vemos como se faz política em Portugal. Apenas teatro, e de má qualidade." 
 in blogue Máfia Portuguesa

          Este país só poderá mudar, quando o Povo abrir os olhos e deixar de alimentar a podridão que reina entre estes autenticos "Vendilhões do Templo".


20 agosto 2011

Anticorrupção.Todos com o indiano Anna Hazare

O Indiano Anna Hazare (verdadeiro nome Kisab Baburao), de 74 anos, está em greve de fome em defesa de uma lei eficaz contra a corrupção. A Índia, principalmente os jovens, já há muitas décadas que não saía à rua em massa em apoio de uma causa de valores éticos, como agora.

Estudantes, agricultores, funcionários públicos, gente de todos os sectores da vida nacional gritam contra o flagelo que lesa os interesses da maior parte da humanidade.

Anna Hazare já em Abril fez uma greve de fome que levou o Governo a prometer criar uma agência contra a corrupção. O projecto de lei foi apresentado no início do mês e está agora a ser analisado por uma comissão parlamentar. A pressão, agora, é para que a lei seja geral e não fiquem imunes os juízes e os elementos dos gabinetes do Governo.

E por cá? Onde estão as propostas do engenheiro João Cravinho datadas de há meia dúzia de anos??? Quando se retoma, a sério, essa medida adiada?

Imagem do Google

A solução para os problemas de Portugal





.


Meu querido Primeiro-ministro de Portugal, Exmo Sr. Passos do Coelho.

Venho aqui, mui respeitosamente fazer algumas sugestões á Vossa Excelência.

Para resolver de vez estes inconvenientes de " dívidas externas " e " deficis excessivos ", vou enumerar algumas soluções mui eficazes:

  • aumento imediato do iva para 35%, acabando com os escalões, só uma taxa.
  • os preços dos combustiveis terão uma componente de imposto único de 110%, o zé povinho quer ter carro, paga e não mia.
  • o preço da garrafa de gas passa a ser de 100 euros, sendo de impostos 85 euros
  • criar um imposto para os homossexuais poderem mudar o sexo. A taxa seria de 2000 euros. Como são muitos maricas em Portugal, terás uma fonte de receitas enorme.
  • colocar um chip RFID no rabo de cada Portugues homem / mulher / criança e maricas ( os maricas vão adorar ), e cobrar via satélite os quilometros percorridos diariamente, com a conta indo directamente aos bancos, em poucos anos temos a divida externa paga.
  • cobrar as entradas em todas as cidades portuguesas com portagens eletronicas para todas as viaturas ( carros / motas / camiões / carros de bebe / bicicletas / etc ........) a imaginação é o limite.
  • e o must - cobrar uma taxa para o ar que respiramos, quem não pagar ..................... põe-se uma rolha na boca, no nariz e no meio do cú. Contribuinte que não tem recursos é só despesa, mais vale estar morto para o glorioso Estado de Portugal.

Como ves, é facil resolver os problemas de Portugal, meu querido Passos do Coelho, conta comigo nesta travessia perigosa, não te intimides com a turba, da-lhes porrada com a policia de choque, com a GNR, com o GOI, com o exercito, com os submarinos da tua querida Paulo Portas.


PORRADA NO ZÉ POVINHO QUE ELES GOSTAM.
HÁ !!!!! NÃO TE ESQUEÇAS DE MANDAR O PAPA VIR A PORTUGAL ESTE ANO DE 2011 UMAS CINCO VEZES, E LHE PROMETE PAGAR TODAS AS DESPESAS DE DESLOCAÇÃO, OK.



CUMPRIMENTOS DE TEU MAIOR E MAIS CALOROSO ADMIRADOR.


RAMIRO LOPES ANDRADE


17 agosto 2011

Justiça social deve ser o objectivo principal

Depois do post Justiça Social ???, publicado há quase um ano, tem sido aqui referido, várias vezes, defendendo que deve ser dada mais atenção a este tema, como objectivo principal do acto de governar. Se ainda havia a mania doentia e míope de que tal preocupação é característica da esquerda, agora, o multi-milionário americano aparece espectacularmente a defender a mesma ideia.

Transcreve-se, sem comentários , o seguinte artigo do Jornal de Negócios:


"Parem de acarinhar os super-ricos", pede o milionário Warren Buffett
Jornal de Negócios. 15 Agosto 2011. Diogo Cavaleiro - diogocavaleiro@negocios.pt

O norte-americano escreve no "New York Times" um artigo em que indica que é altura de subirem as taxas de impostos sobre os milionários. "Enquanto a maior parte dos americanos luta para fazer face às despesas, nós os mega-ricos continuamos a ter isenções fiscais extraordinárias".

“Os nossos líderes têm pedido ‘sacrifícios partilhados’. Mas quando fazem o pedido, têm misericórdia de mim. Verifiquei com os meus amigos mega-ricos para saber que sacrifícios estavam à espera. Tal como eu, também eles ficaram intactos”.

É assim que Warren Buffett começa um artigo no “New York Times” intitulado “Parem de acarinhar os super-ricos”. No artigo, o conhecido milionário analisa as distintas formas de tratamento fiscal a quem consegue o dinheiro através do capital e a quem consegue através do trabalho.

“Enquanto as classes baixas e médias lutam por nós no Afeganistão, e enquanto a maior parte dos americanos luta para fazer face às despesas, nós os mega-ricos continuamos a ter isenções fiscais extraordinárias”, continua o presidente da Berkshire Hathaway.

No artigo no jornal norte-americano, Buffett escreve vários exemplos de taxas de imposto brandas sobre os que ganham milhões só num dia. “É bom ter amigos em lugares altos”, ironiza o norte-americano.

E dá o seu próprio exemplo. “No último ano, a minha conta fiscal – o imposto sobre rendimento que paguei, tal como os impostos sobre salários pagos por mim e por aqueles sobre o meu cuidado – era de 6.938.744 dólares. Parece muito dinheiro. Mas foi apenas 17,4% dos meus rendimentos tributáveis”, confessa. Além disso, salienta que representa uma diferença face às 20 pessoas que trabalham consigo. “As suas taxas de impostos iam de 33% a 41%”.

“Se fazem dinheiro com dinheiro, como muitos dos meus amigos super-ricos, a vossa percentagem pode ser ainda mais baixa do que a minha. Mas se fazem dinheiro através do emprego, a vossa taxa vai certamente superar a minha – muito provavelmente por muito”, avisa o milionário.

"Eu e os meus amigos temos sido acarinhados durante muito tempo"

Buffett insurge-se contra a teoria que indica que elevados impostos afastam os investidores. “As pessoas investem para ganhar dinheiro, e os possíveis impostos não os assustam”. “E para aqueles que defendem que as taxas mais altas impedem a criação de empregos, eu digo apenas que foram criados 40 milhões de postos entre 1980 e 2000. Sabem o que tem acontecido desde aí: impostos muito mais baixos e muito menor criação de emprego”, acrescenta num artigo bastante crítico à política fiscal de Washington.

Por essa razão, um dos homens mais ricos do mundo conhecido também por participar em várias acções de caridade, salienta que é altura de subir impostos aos milionários, ou seja, a quem tem um rendimento tributável acima de um milhão de dólares, incluindo “é claro”, dividendos e mais-valias.

E conclui: “Eu e os meus amigos temos sido acarinhados durante muito tempo pelos amigos dos milionários no Congresso. Já é tempo de o nosso Governo assumir seriedade no que diz respeito à partilha de sacrifícios”.

07 agosto 2011

OS PARASITAS QUE MAMAM NAS TETAS INESGOTÁVEIS DE TODOS OS CONTRIBUINTES PORTUGUESES - PARTE I



.
Bom dia a todos.

Esperei cerca de 50 dias de nova governação em Portugal, para ver se ao mudarem as moscas o cheiro poderia ser diferente ................

No entanto o cheiro é o mesmo !!!!!!!!!!!!!!

A primeira atitude do Sr. primeiro ministro Passos do Coelho foi nomear mais quatro administradores para a Caixa Geral de Depósitos.

Começou muito mal este novo governo, portanto Sr. Passos do Coelho, venho informar-lo que iniciarei aqui neste blooge a fiscalização de seu governo e suas companheiras de poder, como sua ministra dos negócios estrangeiros, a Sra. Paulo Portas !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vendo tambem como trata os assuntos ruinosos do governo anterior do Zé Socrates, como o BPN, vejo que tu Passos do Coelho, não passas de um pau mandado dos mesmos de sempre:

- A MAÇONARIA
- OS BANQUEIROS
- OS BILDERBERGS
- E TODAS AS MERDAS AFINS QUE EXISTEM EM PORTUGAL .......................

Se fosses homem de verdade, acabavas com os tachos e mamas de existirem em Portugal, com gente que tem tres e quatro reformas ao mesmo tempo, tais como os seguintes meninos:

  • MÁRIO SOARES
  • CAVACO SILVA
  • MIRA AMARAL
  • DIAS LOUREIRO
  • JOSÉ SOCRATES
  • MOTA AMARAL
  • JAIME GAMA
  • CELESTE CARDONA
  • FARIA DE OLIVEIRA
  • E MUITOS E MUITOS OUTROS, A LISTA É LONGA DEMAIS ...................
E limitava todas as reformas máximas a somente uma, com valor tecto de 3500 euros mensais.


Tú não tens tomates para mudar nada do que é importante para o beneficio de todos, em Portugal.

Não passas de um pau mandado Passos do Coelho !!!!!!!

Irei te infernizar a vida enquanto estiveres no poder !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu juro !!!!!!!!!!!!!!!!!

I´M BACK .........................................


Ramiro Lopes Andrade

01 agosto 2011

Subsídio de Natal e espírito de Natal

A notícia «Louçã diz que portugueses poderão não ter subsídio de Natal durante 12 anos», embora sendo uma conjectura algo profética, não é de todo inesperada.

Mas merece alguma reflexão sobre este denominado «subsídio» que, tal como o «imposto extraordinário», sem escalões, não está imbuído do espírito de Natal.

Realmente, será mais justo acabar com este subsídio – nada para ninguém – do que, tal como está, dar umas migalhas a quem mais precisa e milhares de euros aos que mais ganham. Continuando assim, é uma injustiça social, que alarga o fosso entre os mais ricos e os mais pobres, o que é contrário ao espírito do Natal.

Quando terminar a crise e o subsídio puder regressar, que seja igual para todos. Para não haver prejuízo para o Estado, as empresas e as instituições, a folha salarial de Novembro deve, como é costume, ter o dobro do valor total dos meses normais, mas o total do subsídio deve ser dividido igualmente por todos os elementos da folha. Se tivesse de haver diferenças deveria ser em benefício daqueles que menos ganham e mais precisam. Parece ser este o espírito de Natal.

Devemos procurar contrariar a ideia que Rousseau expressou pelas palavras: «todo o homem nasce livre e, por toda a parte, encontra-se acorrentado».

Imagem do Google

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas