29 dezembro 2008

Brasil: Polícia brasileira mata e escapa impunemente

Caríssimos o post que se segue, é o extrato de um texto publicado no Global Voices, no qual também participo, e é da autoria da Paula Goés, e em solidariedade com a revolta dos Bloggers Brasileiros e todos os que se juntam a este protesto blogger, a nossa VOZ DO POVO, solidariza-se em memória do menino JOÃO ROBERTO, contra a impunidade de crimes como este, que assolam o Brasil.
É certo que já ninguém pode devolver a vida ao João Roberto, mas a bem dos Direitos Humanos, e Pela Justiça. Que a memória deste crime, sirva para corrigir o que vai mal, e termine de vez, com os abusos de autoridade e com a impunidade dos polícias militares, ninguém deve estar a cima da Lei.



No momento em que o mundo celebrava o Dia dos Direitos Humanos, os blogueiros brasileiros protestavam contra mais uma morte causada por uma abordagem desastrada da polícia acabando em impunidade no Rio de Janeiro.
Em julho passado, um garoto de 3 anos foi morto por dois policiais militares que confundiram o carro que a mãe dele dirigia pelo carro roubado que eles estavam perseguindo. O carro da família foi alvo de 17 disparos, três dos quais atingiram João Roberto. Nessa quinta-feira, William de Paula, um dos policiais envolvidos no caso, foi absolvido em júri popular da acusação de assassinato duplamente qualificado, por 4 votos a 3.

Ele foi sentenciado a sete meses de trabalhos comunitários por ter causado lesões leves na mãe de João, Alessandra Amorim Soares e no irmão Vinicius Amorim, na ocasião com apenas 9 meses de idade.
A absolvição do policial, assim como o fato de que o júri entendeu que ele teria agido de acordo com o que se esperava dele, chocou não apenas a família do garoto: a maioria dos blogueiros também considerou a sentença leve demais, um sinal de impunidade. Eles juntam-se à família ao clamar por justiça.

noticias.uol.com.br


2 comentários:

Ana Martins disse...

Olá Victor,
esta é o tipo de actuação de bradar aos céus, persegue-se assim um carro que nem sequer se tem a certeza que é o carro roubado e atira-se sobre quem vai dentro.
Totalmente condenável!
Este menino perdeu a vida, por causa da incompetência de policias mal formados, e como se não bastasse são ilibados, ( estavam no cumprimento do dever ), mas que raio de justiça é esta que não vê a irresponsabilidade e degradante actuação na intervenção da segurança do seu povo, por parte das forças policiais que tem ao serviço do país?
A vida do João Roberto, como aliás diz no texto já ninguém a devolve, mas há que tomar medidas para que casos como este não se voltem a repetir.

Beijinhos.

Beezzblogger disse...

Olá Victor. Um crime horrendo, ponto final, parágrafo. Mas, se não se pode devolver a vida ao pequeno menino, também é verdade, que o Brasil, é um país extremamente violento. Os assaltos nas ruas, em que te cortam os dedos para te levar os anéis, e te rasgam as orelhas para te levar os brincos, onde em qualquer esquina, aparece um bandido armado, convenhamos...

Aqui, quando se fala de criminalidade violenta, logo se procura culpar a Polícia, e os tribunais de brandos demais, lá, chega-se a este ponto. O pequeno menino, foi vítima de um país e de uma sociedade, VIOLENTA!

Há que repensar todo uma sociedade, e não só culpar a polícia, mas também todos os criminosos e malfeitores daquela terra maravilhosa.

OBS: Eu tenho, familiares directos a viver no Rio, e sei do que lá se passa, e este foi um caso insólito, mas que decorre da acção policial que é e tem de ser desenvolvida no combate ao crime violento.

Abraços do Beezz

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas