19 outubro 2009

Cancro do pulmão é muito mortífero

O cancro do pulmão é um dos mais fatais em Portugal, tendo, em 2006, causado a morte de 3599 pessoas. De acordo com os dados do Observatório Nacional das Doenças Respiratórias houve 31013 internamentos, embora só em 6870 casos o cancro do pulmão foi causa exclusiva.

Em cinco anos, houve uma subida de 21,9%, o que leva a concluir haver necessidade de parar o crescimento e reduzir as ocorrências, evitando o tabaco e a poluição atmosférica, nomeadamente nos locais de trabalho, a fim de se evitar inalar partículas perigosas, como as de teor cancerígeno.

Para saber mais sobre o assunto, ver o artigo de hoje do Diário de Notícias Cancro do pulmão matou 3599 e provocou mais de 30 mil internamentos.

2 comentários:

david santos disse...

Boa chamada de atenção para nós, que nem sempre demos ou damos importância a estas causas que nos levam até ao cancro do pulmão. Uma causa, ainda que a muitos custe, é fácil de eliminar: o tabaco. Não fumem, por favor. É terrível sofrer por nossa própria causa.


Abraços.

alfacinha disse...

Dá nas vistas as pessoas que fumar em Portugal, fazem a maioria nas ruas. Há tantas razões para acabar com este vício. Porque seja uma morte feia.
cumprimentos

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas