22 setembro 2011

CUIDADO COM O QUE FAZEIS!




O Mundo treme de angústia
Anda à deriva, sem norte
A guerra, a fome, a miséria
Arrasta os povos para morte

Senhores do Mundo e de todos
Cuidado com o que fazeis!
Se o medo ganhar coragem
Ireis andar aos “papéis”

As lágrimas que o Mundo chora
De dor, miséria, e morte…
Um dia darão as mãos
Para dar ao Mundo…outra sorte.

Mário Margaride

5 comentários:

Luís Coelho disse...

Um poema cheio de verdade e de actualidade.
Os povos irão acordar e mandar estes burlões aos papeis ou emparedá-los no julgamento do tempo.

Mário Margaride disse...

Esperemos que sim, caro amigo.
É tempo do povo acordar desta enorme letargia em que se encontra.

Grato pelo comentário.

Linda Simões disse...

Mário,

O povo precisa ser consciente para votar,escolher, participar das decisões que afetam toda a gente. Mas se encolhe,se omite, se engana e assiste a atos de miséria, de violência e falta de humanidade esperando na platéia pelo próximo ato,deixando nas mãos de alguns a tarefa de decidir destinos,de manipular opiniões, de centralizar o poder. Se soubesse a força que tem, o povo mudaria o que aí está...


Parabéns pelo post e pela partilha.



Linda Simões

victor simoes disse...

Estimado Mário, gostei deste seu poema, gosto desta linha de intervenção e contestação, é uma forma de luta. Depois de Portugal perder a independência, resta-nos a luta pela dignidade, que também nos querem tirar.

Um abraço

Mário Margaride disse...

É verdade meus amigos, Victor e Linda Simões. Resta-nos lutar pela dignidade que também nos querem tirar.

Grato, pelos vossos comentários.

Abraço fraterno.

PS: obrigado, Victor, por ter colocado o link do "Palavras ao Vento"

Abraço!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas