24 setembro 2012

A verdade do roubo bancário na Islândia e os Ladrões dos Deputados Portugueses


Podemos correr com os cabrões dos políticos Portugueses.
Reduzir os ladrões deputados de 230 para 81, mais do que suficiente para o que produzem.
Parasitas dos contribuintes.
Reformas iguais as da Suissa, de 1700 euros/ mês, no máximo, e só uma.
Cortar as mamas de gentálha como:
•Jorge Sampaio = 600 mil euros por ano

•Mira Amaral = 350 mil mil euros por ano

•Mário Soares = 400 mil euros por ano

•Celeste Cardona = 350 mil euros por ano

•Cavaco Silva = 182 mil euros por ano

•Dias Loureiro/ Valentim Loureiro / Isaltinos / Fátimas Felgueiras / etc, etc , etc ...........................................

Reajam ao roubo do BPN que nos custa 10 mil milhões de euros !!!
Somos um País rico, damos todos os anos 500 milhões de euros aos corruptos países africanos e a Timor.

Temos os OTÁRIOS dos contribuintes portugueses a sustentar os Ladrões Africanos e Timorenses, 500 milhões de euros, Portugal é um país rico.

Não há problema, aumenta-se o IVA para 35%, e voalá ........... estamos cá nós contribuintes para sustentar esta CORJA DE MAMÕES PORTUGUESES E DE ALHURES !!!!!!!!!!!!!

Reajam, todos na Assembleia da República das Bananas no dia 5 de outubro, mostremos a estes ladrões o caminho da rua.

Vejam este filme, é revelador, um abraço.

Ramiro Lopes Andrade

==============================================================

http://www.youtube.com/watch?v=lNt7zc6ouco&feature=youtu.be

A negativa do povo da Islândia a pagar a dívida que as elites abastadas tinham adquirido com a Grã Bretanha e a Holanda gerou muito medo no seio da União Europeia.

Prova deste temor foi o absoluto silêncio na mídia sobre o que aconteceu.

Nesta pequena nação de 320.000 habitantes a voz da classe política burguesa tem sido substituída pela do povo indignado perante tanto abuso de poder e roubo do dinheiro da classe trabalhadora.

O mais admirável é que esta guinada na política sócio-económica islandesa aconteceu de um jeito pacífico e irrevogável. Uma autêntica revolução contra o poder que conduziu tantos outros países maiores até a crise atual.

Este processo de democratização da vida política que já dura dois anos é um claro exemplo de como é possível que o povo não pague a crise gerada pelos ricos.





Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas