30 dezembro 2009

Doentes recambiados

Esta notícia do Jornal de Notícias de que aqui deixo o título faz-me lembrar que o bastonário da Ordem dos Médicos não quer que sejam formados muito mais médicos.

Mas, apesar de já haver por cá muitos médicos estrangeiros a suprir a falta de nacionais, acontece isto «Doentes recambiados por falta de clínicos gerais».

Por mais que me esforce, não consigo compreender a teimosia corporativa de quem só olha para os médicos e ignora a situação da população e dos apoios de saúde que carece. Qual é o objectivo altruísta e patriótico? Ou apenas pensam no dinheiro que podem cobrar com a falta de concorrência? Expliquem com clareza o que se passa.

7 comentários:

direitinho disse...

Amigo este tema não o consigo entender por mais que me esforce.
A classe médica poderia abrir mais vagas mas penso que é o poder político que não quer fazer nada por isso. Para haver bons Médicos tem de haver boas escolas e repare que a política está virada para o TGV e muitas vias rápidas.
Parece-me que é melhor ficar por aqui
e não dizer mais nada.

direitinho disse...

Bom dia
Escrevi um comentário e estava quase a enviá-lo quando a Net falhou com a chuva e a trovoada.
Aquilo que tinha escrito era mais ou menos isto:
A culpa não é só da ordem dos Médicos.
É principalmente política.
Para que haja mais médicos tem de haver mais Universidades e isso acarreta despesas.
Este governo e também os outros só vêem o TGV e as Grandes estradas.
Palavras e mais palavras que nada dizem mas muito enganam...........

A. João Soares disse...

Caro Direitinho,

Parece que a Ordem dos Médicos não está isenta de culpas neste problema. Há universidades como a de Aveiro que querem formar médicos e a ordem opõe-se. Já há muitos anos que o número de alunos inscritos em medicina é muito limitado, com o números clausus, a exigir classificações muito altas, a fim de reduzir os concorrentes dos médicos já instalados. É uma medida de interesse corporativo que não tem beneficiado o País.

Um abraço e bom ano 2010
João

A. João Soares disse...

Aos colaboradores deste espaço confortável e a todos visitantes,

A blogosfera não se resume a troca de ideias e de opiniões, mas também é um veículo de comunicação e de troca de afectos e votos amigos de um futuro melhor, de bons auspícios para 2010. Não se pode passar esta fronteira entre os dois anos sem manifestarmos o nosso desejo, a nossa esperança que a área em que entramos nos traga mais felicidade, para o nosso pequeno grupo, para os nossos compatriotas e para todos os seres viventes. Felicidades para todo o Mundo, depois desta migração para 2010.
Abraços
João

YO disse...

feliz año 2010 besito

Madalena disse...

enfim...

bom 2010 :) com mudanças, deste género, por exemplo!*

joaovrs disse...

Leio aqui comentários como "A Universidade de Aveiro quer formar médicos e a ordem opõe-se". Conhecem as razões plas quais a ordem se opõe?
Sabem que neste momento para formar um clinico geral são necessários 9 anos e que a UA que faze-lo em 4? como pode a ordem não se opor?
Falta de médicos? Portugal é o 2º país na UE que está a formar mais médicos (isto comparando o nº de médicos com o nº de habitantes).
O que falta é uma estrutura competente no que ao nosso sistema de saúde diz respeito, isso sim.

Cumprimentos,
João Simões

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas