31 maio 2009

31 de maio - Dia mundial de Combate ao Fumo


Atualmente, cerca de metade da população mundial tem contato direto com o tabaco. Seja pelos 1.200.000 de fumantes ativos, seja pelos 2.000.000 de fumantes passivos ou involuntários, que inalam a fumaça do tabaco em seus lares, trabalho ou até no lazer.Sabe-se que a epidemia tabágica provoca a morte de mais de 5 milhões de pessoas por ano, sendo a principal causa evitável de morte. Nos países desenvolvidos, o cigarro mata mais que a soma das mortes causadas por cocaína, heroína, álcool, incêndios, suicídios e AIDS.A inalação da fumaça do tabaco é causa de aproximadamente 50 doenças, e entre as 6 maiores causas de morte no mundo, 4 são relacionadas ao consumo de tabaco: infarto do miocárdio, derrame cerebral (AVC), doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e bronquite crônica) e câncer, principalmente o de pulmão. Algumas outras doenças tabaco-relacionadas são: câncer de boca, garganta, esôfago, estômago, pâncreas, cólon, reto, fígado, vias biliares, rins, bexiga, mama e colo de útero. Impotência sexual, infertilidade, úlcera de estômago, osteoporose, insuficiência arterial, gangrena, etc. Isto sem falar nas complicações e riscos para a mãe e feto no tabagismo durante a gravidez.O tabaco, quando queimado e inalado, libera mais de 4700 substâncias químicas, sendo 60 delas cancerígenas, dezenas de substâncias irritantes, venenos poderosos e uma que causa prazer e dependência química, a nicotina. Ao chegar aos pulmões, a nicotina leva poucos segundos para chegar ao cérebro, causando liberação de vários neurotransmissores, sendo a dopamina a mais importante.Qualquer forma de se inalar a fumaça do tabaco, seja através de cigarros, charuto, cachimbo, cigarros de cravo, de palha, narguile, etc acarreta a absorção das substâncias nocivas acima descritas.E os cigarros de “baixos teores” de nicotina e alcatrão são menos prejudiciais? Este conceito foi colocado pela indústria do tabaco, sempre procurando uma forma de esconder os malefícios de seu produto. A principal modificação feita na elaboração dos cigarros de “baixos teores” foi na ventilação do filtro.Os dispositivos de ventilação dos filtros, geralmente, correspondem a um ou mais anéis de orifícios, que servem para diluir a fumaça como ar, e assim reduzir a concentração das emissões de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono.Porém, como o fumante é dependente de nicotina, e precisa receber as dosagens que estão habituadas, este compensa a redução da emissão de nicotina dando tragadas mais profundas, mantendo a fumaça mais tempo nos pulmões, fechando os poros do filtro com os dedos ou ainda fumando mais cigarros que antes.Uma das mais importantes revisões feitas pelo National Institute of Health dos Estados Unidos sobre riscos associados como uso de cigarros de “baixos teores” apresentou, entre outras, a seguinte conclusão a respeito:“Estudos epidemiológicos e outras evidências científicas não indicam benefícios para a saúde pública no que se refere às alterações no desenho ou manufatura de cigarros nos últimos 50 anos. Estas alterações não causaram diminuição importante de adoecimentos devido ao consumo de cigarros, tanto para o fumante ativo, como para a população em geral”.O próprio posicionamento da indústria do cigarro, em seus documentos internos, revela: “Sem dúvida, é possível que o efeito de mudar para cigarros com baixos teores de alcatrão seja aumentar e não diminuir os riscos de se fumar. Devido à grande variedade de carcinógenos produzidos durante o processo de pirólise (reação química produzida pela queima de substâncias orgânicas) é pouco provável que se possa chegar a uma forma completamente segura de se fumar tabaco”Um dos aspectos mais graves dessa questão é que o marketing dos cigarros de “baixos teores” os coloca como uma alternativa “inteligente” à cessação do tabagismo. Oferece uma falsa garantia de proteção e passa a impressão de um produto menos prejudicial. A única forma comprovada de proteção contra as doenças tabaco-relacionadas é não fumar e não permitir a poluição tabágica.

Por tudo isso, vamos nos unir contra o fumo:

- Evite a primeira tragada;- Não fume na frente de crianças;

- Evite pessoas e situações que o façam fumar. Resista aos que lhe oferecem cigarro, diga sempre "EU NÃO FUMO";

- Para quem deseja parar é bom saber que os sintomas ruins após a parada são piores na primeira semana, mas são temporários, devendo desaparecer no máximo em 3 semanas;

29 maio 2009

Tejo Internacional coberto de verde

O Tejo internacional está completamente coberto de verde, devido à poluição vinda de Espanha. A situação este ano é a pior de sempre, alerta a associação ambientalista Quercus. Segundo Samuel Infante, dirigente local da Quercus, o tapete verde agora é contínuo e estende-se por cerca de 50 quilómetros, cobrindo toda a extensão em que o Tejo faz fronteira entre Portugal e Espanha. “O problema está-se a agravar”, afirma.

Fotografia: DR. Público 090529

25 maio 2009

Memórias de um PS desconhecido

Frequentámos o mesmo liceu (onde ele se destacou pelo brilhantismo) e recebeu-me de braços abertos no exílio em Paris, pouco antes da queda da ditadura. Mas o dever de informar obriga-me a evocar os eventos em que o actual ministro da Justiça se envolveu em 1988 em Macau, os quais, até ao fecho desta edição da GR, não vi relembrados. Costa dirigia o Gabinete dos Assuntos de Justiça do território, por nomeação de António Vitorino, secretário-adjunto para a Justiça, entretanto substituído por José António Barreiros. Cavaco Silva dominava Portugal, e Macau, sob tutela do Presidente Mário Soares e tendo como governador Carlos Melancia, era a única parcela não-autárquica onde o PS tinha poder executivo. De súbito, o presidente da TdM (Teledifusão de Macau, empresa pública da rádio e TV), o socialista António Ribeiro, foi detido sob suspeita de graves irregularidades financeiras. O caso prejudicaria as negociatas tentadas em Macau por um grupo de socialistas amigos de Soares, com o seu patrocínio e a cumplicidade de Melancia (como narra o livro «Contos Proibidos - Memórias de um PS Desconhecido», de Rui Mateus, membro do grupo). Pouco após a detenção, o juiz instrutor do processo queixou-se ao governador de que Costa o pressionara para atenuar a medida preventiva contra Ribeiro. Escândalo dentro do escândalo: o inquérito judicial local propõe que a conduta de Costa, apesar da «impropriedade», não sofra sanção, mas Barreiros, alegando que o subordinado actuou à sua revelia, exonera-o, para ser ele próprio afastado a seguir por Soares, sob proposta de Melancia.
O titular da Justiça «natural» de Sócrates era António Costa, só que as suas ingerências no processo Casa Pia, há dois anos, tê-lo-ão empurrado para a Administração Interna. Mas será que o outro Costa, sob fortes suspeitas de intervenção no curso da justiça em Macau, dá as garantias de isenção a que está obrigado? Teremos pelo menos de ter um pé atrás, à espanhola: «Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!»

Joaquim Vieira


Publicado em: Pulseira eletrónica

19 maio 2009

Lançamento do Livro de Poesia Social "Linhas Incertas" de Conceição Bernardino



A autora Conceição Bernardino e a Editora Mosaico de Palavras, têm a honra de convidar V.Exas. a estar presente na sessão de lançamento do livro “Linhas Incertas”, que terá lugar no próximo dia 30 de Maio, pelas 15.00 horas, na Casa Museu Teixeira Lopes, na Rua Teixeira Lopes, 32 – V.N.G (perto da Câmara de Gaia).


Prefaciado pela Doutora Goreti Dias

Os textos de Conceição Bernardino não escapam à descoberta de um determinado ponto de vista, ou seja, ao inevitável pressuposto de um sujeito, já que não existe uma análise absolutamente neutra, sem indivíduo. Cada poema é uma situação de comunicação em que a subjectividade dá lugar à apresentação claramente incisiva de alguém que gira nas esferas de valores observadas e colhidas na sociedade, ciência, moral e arte, a reflexão de um acto de conhecimento da autora em contacto com o mundo real, as suas injustiças, guerras e desamores. (…)A poesia de “Linhas incertas” tem uma força imagética que nos roça a pele e penetra a carne, uma magnitude que, poesia dentro, se faz a cada verso mais crua, mais real. A presença de predadores na esquina dos desprevenidos, dos simples e dos desprotegidos! Da passividade à actividade, o sujeito da enunciação instiga “Crentes do nada, do vazio, levantai a cruz,/que a morte cala todos os dias...” em “ Sexta-feira Santa”; as palavras oferecem-se à partilha da dor: “Sou um pedaço de carne/que atiram aos cães”, em “Retirem-me estes cadeados”.


A apresentação da obra será feita pela escritora Rosa Maria Anselmo


Desculpem a minha ousadia mas gostaria de ter presente a meu lado, A Voz do Povo

Muito obrigada

16 maio 2009

A EDP DEVIA INFORMAR...


A maior parte dos clientes nem faz ideia, mas o fornecimento da electricidade em nossas casas que deveria ser feita a 220v, na maior parte dos casos nem chega a 170v. Muitos interrogaram-se já porque é que aquela impressora às vezes não imprime, porque é que o microondas demora tanto a aquecer, porque é que as máquinas estão sempre a avariar, enfim, montes de problemas que julgamos ser avarias de mau funcionamento dos aparelhos e… lá vai a televisão para arranjar, a varinha mágica para o lixo, etc.

Na maior parte dos casos deve-se a esse problema, e não só a EDP é obrigada por lei a colocar um aparelho medidor da tensão da corrente, como a indemnizar os clientes pelos prejuízos causados. Telefone para 800 506 506 e peça para verificarem a tensão da corrente de vossa casa. A EDP É OBRIGADA E NÃO PODE COBRAR NADA POR ISSO.
No caso dos aparelhos avariados junte as facturas das reparações ou substituições e envie cópias para COMPANHIA DE SEGUROS FIDELIDADE – MUNDIAL, S.A. com sede no Largo do Calhariz, 30 – 5º, 1249-001 Lisboa através da apólice nº 8.311.332, exigindo a respectiva indemnização. A EDP é obrigada por lei a pagar os prejuízos.

Muitos clientes já pediram a verificação e depois de constatar que nalguns casos a corrente era muito inferior a 220v foram reembolsados de todos os prejuízos.

A EDP NÃO INFORMA OS CLIENTES PORQUE NÃO INTERESSA. E À MAIOR PARTE DOS CLIENTES NEM LHES PASSA PELA CABEÇA. JÁ NÃO CHEGAM OS LUCROS CHORUDOS À NOSSA CUSTA E O AUMENTO DA ELECTRICIDADE SEM JUSTIFICAÇÃO, AINDA FORNECEM ENERGIA DE FORMA ILEGAL. RECLAMEM…

11 maio 2009

Vitória parcial pelos direitos dos cidadãos na internet

Caríssimos, aqui está uma boa notícia para todos quantos prezam a liberdade, embora seja apenas uma vitória parcial, o Parlamento Europeu não aprovou o Pacote Legislativo para as Telecomunicações, aonde está inserida a proposta de limitação e controlo da Internet pelos fornecedores do serviço, convém aqui alertar que esta vitória parcial é devida e graças à intervenção da Deputada Sueca, Eva-Britt Svensson , que propôs a alteração seguinte:
"as limitações ao acesso à Internet deve ser decidida em tribunal, e só pode ser executada se a limitação é fundada no direito nacional" .
Todos quantos se empenharam nesta luta, que aqui também foi divulgada devem continuar a fazê-lo, nomeadamente escrevendo aos deputados europeus.
Poderão ver os e-mails dos deputados europeus portugueses em Movimento Internacional Lusófono .



Leia mais opiniões em outros espaços de luta: Distribuição da Música e Liberdade na Internet por BRUNO

06 maio 2009

A GRIPE (A) - h1n1, OU DE ORIGEM SUÍNA...

Ninguém sabe ainda se a gripe suína vai se tornar uma pandemia mundial, mas está ficando cada vez mais claro de onde ela veio: muito provavelmente de uma gigantesca fazenda industrial de criação de suínos mantida por uma corporação multinacional americana em Veracruz, México.

Essas fazendas industriais são repulsivas e perigosas e se multiplicam rapidamente. Milhares de porcos são brutalmente comprimidos para dentro de celeiros imundos e recebem um jato com um coquetel de drogas, pondo em risco sanitário mais do que simplesmente nossa alimentação. Esses animais e suas lagoas de estrume criam as condições ideais para gerar novos e perigosos vírus como o da gripe suína. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) precisam investigar e criar mecanismos de controle para essas fazendas a fim de proteger a saúde do mundo.

Grandes empresas de agronegócio tentarão obstruir qualquer tentativa de reforma, então precisamos de um protesto em massa que as autoridades de saúde não possam ignorar. Inclua seu nome neste abaixo-assinado pedindo uma investigação e controle de fazendas industriais e divulgue-o entre seus amigos e familiares, que nós o entregaremos aos órgãos da ONU. Se conseguirmos 200.000 assinaturas, entregaremos o abaixo-assinado à OMS, em Genebra, juntamente com um rebanho de porcos de papelão. Para cada 1000 assinaturas, acrescentaremos um porco ao rebanho:

Na semana passada, a gripe era o único assunto: o México tem estado quase em paralisia e em todo o mundo as autoridades suspenderam o tráfego aéreo, baniram as importações de carne de porco e iniciaram drásticas medidas de controle para atenuar a propagação do vírus. Enquanto a ameaça mostra sinais de apaziguamento, a questão se desloca para a origem e o modo de conter outro surto.

A Smithfield Corporation, maior produtor de suínos do mundo, cuja fazenda está sendo apontada como fonte do surto do vírus H1N1, nega qualquer ligação entre seus porcos e a gripe, enquanto grandes empresas de agronegócio em todo o mundo gastam enormes quantias de dinheiro em pesquisas para comprovar que a biossegurança é garantida na produção industrial de suínos. Porém, há anos a OMS tem dito que “uma nova pandemia é inevitável” e os especialistas da Comissão Europeia e da FAO têm alertado que a rápida transformação de pequenas propriedades em locais de produção industrial de porcos aumenta o risco de geração e transmissão de epidemias de doenças. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA alertam que os cientistas ainda não conhecem todos os efeitos que os compostos contagiosos produzidos em fazendas industriais têm sobre a saúde humana.

Há inúmeros estudos sobre as condições atrozes em que vivem os porcos nesses ambientes de produção concentrada e de grande escala, e sobre o devastador impacto econômico da produção excessiva e de grande escala sobre as comunidades de pequenos agricultores. A própria Smithfield já foi multada em $12,6 milhões e atualmente é alvo de uma investigação do governo americano devido a danos tóxicos causados por lagos de excrementos de porcos ao meio ambiente.

Porém, mesmo com todos esses indícios de danos, a combinação do aumento do consumo mundial de carne e de uma indústria poderosa motivada pelo lucro às custas da saúde humana significa que em vez de serem encerradas, as operações nocivas dessas fazendas industriais estão se multiplicando em todo o mundo, subsidiadas por nós mesmos. No rastro dessa ameaça da gripe suína, vamos fazer com que os produtores industriais de suínos assumam sua responsabilidade. Inclua seu nome no abaixo-assinado para pedir investigação e controle:


Se dermos fim a essa crise sanitária mundial com coragem reavaliando nosso padrão de consumo e produção de alimentos e pedindo urgentemente um estudo sobre o impacto de fazendas industriais sobre a saúde humana, poderíamos criar regras severas de controle dessas fazendas que salvarão a população mundial de uma futura pandemia mortal de origem animal.

OTAN DESAFIA RÚSSIA E INICIA EXERCÍCIOS MILITARES NA GEÓRGIA

Da EFE

Tbilisi, 6 mai (EFE).- A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) iniciou hoje na Geórgia manobras conjuntas com participação de vários países não aliados e que geraram a rejeição frontal da Rússia e das separatistas Ossétia do Sul e Abkházia.
"A inauguração oficial acontecerá na próxima segunda-feira, mas os hóspedes estrangeiros já chegaram e a fase preparatória das manobras começou", informou à Agência Efe um porta-voz do Ministério da Defesa da Geórgia.
A primeira etapa dos exercícios militares "Cooperative Longbow 09/Cooperative Lancer 09", que acontece dentro do programa "Otan Associação para a Paz", será realizada em nível de Estado-Maior e vai até 19 de maio.
Em 21 de maio, começará a etapa, que durará até 3 de junho com a participação de 1.100 soldados de 16 países, incluindo, além de membros da Otan, integrantes do programa aliado, que não usarão armamento pesado.
No comando das manobras está o chefe do quartel-general aliado em Madri, tenente-general Cayetano Miró Valls, enquanto sua supervisão in loco será responsabilidade do brigadeiro-general italiano Giovanni Savarese.
Os exercícios de Estado-Maior, que acontecem na base militar de Viazani, nos arredores de Tbilisi, buscam elevar o grau de preparação dos países-membros em nível de brigadas multinacionais em situações de crise.
O roteiro das manobras não poderia ter sido melhor escolhido. Na véspera, o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, enfrentou um motim militar, que conseguiu ser contido sem recorrer à violência.
O motim aconteceu pouco depois de o Governo georgiano anunciar que tinha desarticulado um complô para um golpe de Estado organizado por ex-chefes militares, que seriam "vinculados aos serviços secretos da Rússia".
Em mensagem à nação, Saakashvili fez uma chamada à Rússia para "que deixe as ações provocadoras", após denunciar que o país concentra tropas nas regiões separatistas georgianas, cuja independência foi reconhecida por Moscou após o conflito de agosto.
As manobras foram tachadas de "aberta provocação" pela Rússia, que considera que, dessa forma, a Otan premia a Geórgia apesar deste país ter iniciado em agosto de 2008 uma guerra para assumir o controle da Ossétia do Sul.
Moscou exigiu reiteradamente à aliança e aos países participantes que cancelem esses exercícios. Porém, conseguiu apenas que não participassem pelo menos quatro Estados que são aliados: Armênia, Moldávia, Cazaquistão e Sérvia.
O presidente russo, Dmitri Medvedev, afirmou que o plano aliado de efetuar essas manobras "é míope e que não contribui para o reatamento dos contatos entre Rússia e Otan", que rompeu sua cooperação com Moscou após a invasão do Exército russo à Geórgia, no ano passado.
Aos protestos da Rússia se uniu hoje a Ossétia do Sul, que denunciou que os exercícios representam uma "aberta demonstração" de apoio por parte da Otan à "máquina de guerra" georgiana.
"As manobras são uma ameaça direta para a segurança no Cáucaso", assegurou Murat Dzhióyev, chefe da diplomacia da Ossétia do Sul, que enfatizou que "não há garantias de que Geórgia não utilizará a situação e o apoio da Otan para suas intenções agressivas".
As autoridades da Abkházia declararam, por sua vez, que os exercícios "podem encorajar a Geórgia a empreender novas aventuras militares e provocações contra seu território e a Ossétia do Sul, países independentes cujos povos rejeitam a coexistência com a Geórgia dentro de um só Estado".
No entanto, tanto a Otan como as autoridades georgianas insistiram que os exercícios, um simulacro de missão humanitária sob mandato da ONU e outro de defesa a um ataque terrorista, acontecerão segundo o que foi planejado há mais de um ano.
Porém, o secretário-geral da aliança, Jaap de Hoop Scheffer, criticou Saakashvili por falar de "manobras da Otan" e ressaltou que são "exercícios conjuntos de países aliados e de seus parceiros que a Geórgia recebe em seu território".
"Ninguém deve interpretar mal os exercícios que começam na Geórgia e que não têm nada a ver nem com as relações entre a Otan e Geórgia, nem com os vínculos entre a Otan e Rússia", destacou Scheffer. EFE

NOTÍCIAS GOOGLE

Para quem pense que a "OTAN ou NATO" não é uma seita de provocadores e assassinos, aqui está a resposta.

01 maio 2009

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas