21 agosto 2013

O PIB português está a crescer? Políticos mentirosos!

          Não consigo vislumbrar o motivo do regozijo dos políticos que nos governam, relativamente ao produto interno bruto ( PIB ) verificado no nosso país.
         Vejo sim mais uma forma de tentarem ludibriar o Povo, que não entende a linguagem técnica, trata-se da famigerada retórica enganadora que costuma anteceder as eleições! E com ela tentam enganar os portugueses. Na verdade o Produto Interno Bruto continuou a diminuir, só que o tombo foi -2% relativamente ao trimestre anterior. Verifiquem pois os dados do Instituto Nacional de Estatística ( INE ).
          Mas também não admira, pois, quem é capaz de mascarar as contas da Nação, com SWAPS e outras artimanhas de engenharia financeira, para fazer querer que está tudo bem, é  capaz de tudo, até de vender a mãe, só para manter o poder e os privilégios de uma elite podre, em quem não podemos confiar.
      

 "O PIB português continuou a diminuir no 2º trimestre de 2013, segundo o INE . Entre os media e os políticos deles reina grande regozijo porque desta vez a queda trimestral foi "apenas" de 2%. Mas será isso motivo de grande alegria? Depois de 10 (dez) trimestres consecutivos em queda constante, o PIB português continua a cair. Como agora diminuiu menos do que antes essa gente já embandeira em arco... Eles já nem sequer falam em estancar a queda. Com os serviçais da Troika que desmandam neste governo, o crescimento do PIB é e será uma miragem. "
In resistir.info

"De acordo com o INE, o consumo privado e o investimento apresentaram em junho reduções menos intensas e as exportações nominais aceleraram e as importações subiram.
Segundo a estimativa rápida do INE, o produto interno bruto (PIB) português registou um recuo homólogo em volume de 2,0% no segundo trimestre (-4,1% no trimestre anterior) e uma variação de 1,1% face a trimestre anterior.
"A evolução do PIB no trimestre de referência traduziu, sobretudo, a redução menos acentuada do investimento e a aceleração expressiva das exportações de bens e serviços, em parte associada ao efeito de calendário relativo ao período da Páscoa", aponta o INE.
No comércio internacional de bens, em termos nominais, as vendas ao exterior e importações subiram 6,3% e 2,1% em junho, face igual mês de 2012, respetivamente.
"Contudo, não recorrendo à utilização de médias móveis de três meses, as exportações nominais de bens diminuíram 1,2% em termos homólogos em junho (variação de 5,1% em maio)".
In sicnoticias.sapo.pt/

 

Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas