23 setembro 2010

Olhem por Portugal !!!

Todos concordamos que estamos em grave crise, que é preciso recuperar da grande queda da economia e do poder de compra da maioria dos cidadãos, que a pobreza tem alastrado de forma alarmante, que é indispensável um orçamento para que a estrutura do Estado possa funcionar em 2011, que para o OE ser aprovado é preciso haver entendimento entre os principais partidos políticos.

Já ninguém duvida da necessidade de tal entendimento, o PR pede que cheguem a acordo, o ex-PR Mário Soares pede entendimento pessoal entre dois líderes. Com efeito, para haver entendimento, não podem os dois continuar a fazer força, irredutíveis, mas, pelo contrário procurar pontos de entendimento e fazer cedências nos pontos em que estiverem afastados, para bem dos portugueses, para o futuro de Portugal.

Deixem de pensar nas suas posições nas sondagens e assumam as suas responsabilidades perante o eleitorado de colocar o interesse nacional acima de tudo o mais.

Se não se sobrepuserem às tricas partidárias, para melhor defender Potugal, só resta aos portugueses patriotas passar a votar em BRANCO, por não termos políticos interessados em Portugal mas apenas nos seus interesses pessoais e partidários.

Imagem da Net

4 comentários:

Luís Coelho disse...

A minha opinião é que não deve haver acordo.
O PS apresenta o orçamento e sujeita-se aos resultados. Se não passar deverá ver o que a oposição quer rectificado e voltar a nova votação.

rouxinol de Bernardim disse...

A coisa começa a estar preta. Afundar, afundar é fácil... o pior é depois...

Já é tempo de a Responsabilidade ser a imagem de marca de todos os partidos.

Saozita disse...

Caro e estimado João Soares. Nesta hora Portugal precisa de políticos responsáveis e patriotas, não de quezílias e luta pelo poder, em que cada qual puxa a brasa para a sua sardinha. Os portugueses estão fartos da irresponsabilidade política e sobretudo de oportunistas que almejam o poder para se servirem.
Os políticos deveriam ser responsabilizados pela má gestão dos dinheiros públicos e se fosse caso disso julgados e condenados, quando as suas acções não visam o bem geral, e são em favor do corporativismo e da corrupção que grassa neste país.

Bj

Sãozita

A. João Soares disse...

Amiga Sãozita,

São isso e mais outra coisa grave: obedecem a poderes financeiros que depois lhes fornecem os tachos. A mistura de políticos e outros interesses é altamente lesiva para os contribuintes. Da troca de favores entre eles, quem sai prejudicado é Portugal, os portugueses.

N
ão é fácil dar a volta a estes males, porque quem pode fazer alguma coisa não vai agir contra os seus próprios interesses, Não matam a galinha dos ovos de ouro. Em Moçambique o povo manifestou-se contra a subida dos preços e o poder acabou por lhes satisfazer os desejos. Por cá, a PSP ameaçou com greve durante a reunião da NATO em princípio de Novembro e começou por se manifestar, em resultado da suspensão do presidente do sindicato. O Ministro acabou por lhes satisfazer as reivindicações.
Nestes dois casos, fica demonstrado que o povo é soberano e tem que usar o seu poder para resolver os seus problemas. Não se pode esperar que sejam os partidos, pois apenas defendem o poder ou procuram obtê-lo. Não se interessam primariamente por Portugal.


Beijos
João
Do Miradouro

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas