03 outubro 2011

Corrupção: Portugal na 32.ª posição entre 178 países _2010

Transparência Internacional (TI) é uma organização não-governamental que tem como principal objectivo a luta contra a corrupção Foi fundada em março de 1993 e encontra-se sediada em Berlim. É conhecida pela produção anual de um relatório no qual se analisam os índices de percepção de corrupção dos países do mundo. O Índice de Percepção da Corrupção é hoje a mais conhecida e utilizada medição da corrupção em pesquisas científicas. Para formar o índice, empresários e analistas de diversos países são convidados a dar sua opinião sobre o grau de corrupção em cada país. Desta forma, o índice não mede objetivamente a corrupção, mas sim como o conjunto da sociedade percebe subjetivamente a corrupção em cada país.

O índice, que de início abrangia algumas dezenas de países, avaliou, em 2006, 159 nações, que recebem notas de zero a dez. As notas próximas a zero indicam elevados níveis de corrupção e as próximas a dez apontam para baixos níveis de percepção da corrupção.

O índice é criticado por duas razões principais. Primeiro, pela influência que a corrupção passada ou o destaque dado pela imprensa a casos isolados pode exercer nas pessoas pesquisadas. Segundo, a forma de cálculo dificulta que se projetem os índices em séries estatísticas.

Outro índice divulgado pela TI é o índice de países corruptores. Com base em questionário dirigido a milhares de pessoas de diversos países em negócios internacionais, a TI elabora uma lista em que países exportadores são ordenados de acordo com a maior ou menor alegada propensão de empresas neles sediadas de pagarem propinas na hora de fazerem negócios no exterior.

Este índice poderá ser criticado pelo fato de as pessoas pesquisadas terem que dar sua opinião sobre mais de 20 países, já que é possível que os inquiridos não tenham tido experiência com empresas oriundas de todos os países referidos, e que tenham respondido de acordo com uma opinião pessoal subjectiva.

32º Portugal, ( muito lisonjeiro ) clique na imagem para aumentar
  (fonte:  Wikipédia )

         Vem este texto a propósito da classificação de Portugal em 32º do Ranking de 2010, aguardo o de 2011 que julgo vir uns pontos mais de acordo com a realidade. É que este 32º lugar é mesmo muito lisonjeiro, aqui não estão contabilizados os dividendos retirados por políticos nos ultimos anos, casos do Freeport, derrapagens nas obras públicas, adjudicações de negócios aos amigos, com prejuízo do estado,   privatizações ao desbarato, os negócios das sucatas e mesmo as Parcerias Público Privadas em que nenhuma destas empresas acrescentou valor ou melhorou a gestão de recursos, apenas sugaram mais as finanças portuguesas, alimentando alguns boys ligados aos partidos políticos... e muitos outros do conhecimento geral. Este índice não espelha a realidade e peca por defeito, esperemos pois que continue a ser melhorado!
          Na altura da divulgação do ranking de 2010, o responsável da TI em Portugal, Paulo Morais classificou o Conselho Português para a Prevenção da Corrupção como um "organismo governamentalizado" e a Comissão Parlamentar Contra a Corrupção como "uma inutilidade absoluta", com "resultados práticos praticamente nulos".
"Os próprios parlamentares mais relevantes nessa Comissão eram eles próprios muito ligados a grandes grupos empresariais, o que obviamente não ajuda no combate à corrupção", argumentou.

"(...) Obviamente, quando a percepção da corrupção ao longo dos anos indica que os valores da corrupção estão a aumentar e a qualidade da democracia por essa via está a diminuir, isso corresponde a um aumento real da corrupção"

Aceda aos relatórios desde:  publications/annual_report

3 comentários:

Maria Valadas disse...

"Momentos que recordo e não esqueço…
Pagaria qualquer resgate, qualquer preço!
Para te ter eternamente, a meu lado!

Ah Mário... o amor que arde e dói no peito!

Maravilha de poema, meu querido amigo.

Beijos da

Maria Valadas


PS: Continuo a não conseguir comentar no Palavras ao Vento.

Mário Margaride disse...

Olá, querida amiga Maria.

Obrigado, pelo teu comentário ao meu poema postado no "PALAVRAS AO VENTO"

Não sei o motivo porque não consegues comentar lá. É um pouco esquisito. Emfim...

Beijinhos carinhosos.

Mário

Mário Margaride disse...

Amigo Victor: de facto Portugal, é um antro de corrupção para mal dos nossos pecados...

É por estas razões, e por políticas desastradas, que estamos a bater no fundo.

Abraço forte meu amigo!

Mário Margaride

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas