14 abril 2012

Acção colectiva europeia contra o MEE (Mecanismo Europeu de Estabilidade)

 Caríssimos, A Voz do Povo, associa-se a esta luta que é de todos nós Europeus na medida em que afecta todos os países e povos da União Europeia. Só conjugando esforços e sinergias, só o Povo unido poderá evitar a catástrofe social que se avizinha e para a qual estamos a ser empurrados por líderes europeus sem quaisquer escrúpulos a soldo de interesses do grande Capital e Corporativos que de modo nenhum defendem os interesses das Nações e dos seus cidadãos.

A BEM DA VERDADEIRA DEMOCRACIA E CONTRA A DITADURA QUE NOS QUEREM IMPOR!

Original em: courtfool.info/




Acção colectiva europeia contra o MEE ( Mecanismo Europeu de Estabilidade)
O Tratado de Estabilidade Europeia foi assinado a 2 de Fevereiro de 2012 e Bruxelas deseja que ele entre em vigor a 1 de Julho de 2012. Entretanto, antes disso os Parlamentos e os Senados dos 17 países da zona euro devem ratificar este perigoso tratado. Os procedimentos para isso já começaram!
O MEE ( Mecanismo Europeu de Estabilidade ) resumido muito brevemente:

O MEE aparenta ser um fundo de emergência. Trata-se de um fundo permanente, destinado a substituir o FESF e o MESF estabelecidos em 2010. Dotado de um capital de 700 mil milhões de euros (ver repartição das acções na parte de baixo desta página) dos quais 80 no arranque, o MEE pode decidir de modo autónomo o momento do pedido de fundos e aumentar seu capital de modo ilimitado em detrimento da União Europeia e dos contribuintes. O MEE dita. Ele é o nosso novo ditador. O MEE age sem nenhum controle democrático, desfruta de imunidade completa e decide de maneira autónoma os empréstimos que concede e o dinheiro que gasta.

O seu objectivo oficial é ajudar os países que têm dificuldades financeiras. De facto, ele sobrecarrega com ainda mais dívidas os países já endividados. Os empréstimos destes fundos de emergência são concedidos com condições que põem os países sob tutela, substituindo dirigentes democraticamente eleitos por banqueiros, o que limita o poder dos parlamentos, o que implica cortes nas administrações públicas e a imposição de medidas de austeridade que provocaram deliberadamente uma grave crise económica e um desemprego maciço. É a doutrina de choque, tal como a descreve Naomi Klein.



Para travar o MEE ( Mecanismo Europeu de Estabilidade ) todos os europeus têm interesse em que este tratado obtenha o menor número de ratificações possível. Todos os europeus deveriam escrever uma carta a cada um dos parlamentares que votam este tratado de traição. É exactamente isso o que pode fazer assinando a carta abaixo. (Se toda a gente der uma pequena ajuda para encontrar os endereços e dados necessários, prometo enviar estas cartas assinadas por europeus que são contra o MEE).
Carta a todos os parlamentares
Senhor Deputado (ou Senhora Deputada):

Sob a avalanche das informações acerca do MEE houve uma informação essencial que vos foi ocultada.

O euro tem um problema insolúvel. Não é preciso ser perito para compreender. Basta um minuto de reflexão.

Nada impede os consumidores dos países de produtividade fraca de preferirem produtores melhores e mais baratos dos países com produtividade mais forte. Isso implica um fluxo permanente de euros dos países fracos para os países fortes. Segue-se que aos países fracos faltam euros permanentemente e devem tomar emprestado sempre mais para poderem dispor de euros.

(Antes do euro, estes países podiam desvalorizar a sua moeda de modo a tornar mais caros para os seus habitantes os produtos de importação e tornar os produtos de exportação mais baratos para os compradores estrangeiros. Isso travava as importações, aumentava as exportações e restabelecia a produtividade do país).

Na zona euro há diferenças de produtividade muitos grandes, causadas pelas diferenças de clima, de fertilidade do solo, de água doce disponível, das distâncias a percorrer, das dificuldades de transporte, da presença ou não de fontes de energia, etc. Estas condições determinam em grande medida o fracasso ou o êxito de actividades económicas. A Grécia, Itália, Espanha, Portugal nunca se assemelharão à Alemanha.

Além disso, o Banco Central Europeu não dispõe senão de uma única taxa de juro para 17 economias diferentes. Uma mudança desta taxa, de que sempre se afirmou ser importante para influenciar a economia, não pode senão beneficiar certos países, ao passo que os outros deverão sofrer as consequências. Monetariamente esta zona não é administrável.

O MEE e os tratados associados são lutas contra os sintomas dos desequilíbrios na zona euro. Nenhuma das medidas poderá anular as diferenças que causam estes desequilíbrios. Introduzir uma moeda única numa zona economicamente tão heterogénea foi um erro.

Por favor, não cometa o erro ainda mais grave de mergulhar a Europa numa crise estilo 1930. Esta foi, também causada por políticos convencidos do seu pretenso saber. Poderá repetir este erro ou votar contra o MEE.

Como não houve referendo sobre a transferência dos poderes para Bruxelas, nem debates públicos sobre o fundo do problema, a vossa responsabilidade pessoal é enorme. Estamos conscientes das pressões de toda parte exercidas sobre si.

Temos a intenção de tornar público o voto de cada deputado, para que os eleitores possam levar em conta nas próximas legislativas.

Respeitosas saudações,














Para assinar a Petição preencha e clique:


Nome                   Cidade

1. A CIDADE não será mostrada na página web, apenas aos parlamentares. 2. Deixe a janela CIDADE vazia se não quiser que o seu Nome apareça na página.
3. O número que aparece é o número total em todos os sítios.
4. Pressione F5 para actualizar as assinaturas visíveis nesta página.

Ler tudo

1 comentário:

Anónimo disse...

Wow, wonderful blog layout! How long have you been blogging for?
you made blogging look easy. The overall look of your site is wonderful, as well as the content!


Take a look at my site chennai delhi packers and movers

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas