01 julho 2010

E o povo, senhor, porque padece assim?

Transcrição de seguida de NOTA:

Jornal de Notícias 01-07-2010. Por Manuel António Pina

A partir de hoje, tudo custará mais 1% (porque ou há moralidade ou tudo paga o mesmo, o pão como as trufas e o champanhe francês).

Mas não aumenta apenas o IVA, aumenta também, para quem não tiver trabalho, o tempo de descontos necessário para ter direito a subsídio de desemprego.

Ao menos nesse campeonato, o da destruição do Estado Social, não só ganhamos à Espanha como lhe estamos a dar uma abada pois, a partir de hoje, além de ser preciso descontar mais tempo para se ter subsídio, este será mais reduzido e os desempregados serão obrigados a trabalhar por menos dinheiro.

E - já que, como diria o outro, isto de destruir direitos sociais é como o "ketchup" - quem, acabado o subsídio, não tiver como sobreviver não sobrevive pois acaba também o prolongamento extraordinário do subsídio social de desemprego.

E é com um subsídio mais baixo e durante menos tempo, ou sem subsídio nenhum, que milhares e milhares de portugueses terão que pagar, a partir de hoje, mais 1% pelo pão nosso de cada dia.

É justo, alguém tinha que pagar o descontrolo orçamental e o preço do champanhe já está pela hora da morte.

NOTA: O pão, em muitas mesas, já não é sempre de cada dia, mas os donos do quintal à beira-mar plantado não se privam do «champamhe», nem de outras mordomias e regalias ostensivas, como se viu na notícia transcrita em Isto não é honesto!!!

7 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia João
Gosto de ler os teus resumos e ver as tuas e as nossas preocupações de todos os dias.
Estamos acordados e todos sabiam que eles eram assim. Não o esconderam mas conseguiram mostrar com arte que eles é que sabiam.
Está mais do que provada tanta sabedoria e capacidade.
Ainda assim em vez de recuarem e emendarem os erros continuam a destruir o quase nada que temos.
Quando não houver nada para taxar nem como cobrar impostos então quero ver o que é que ele - SÓCRATES - vai dar, a quem e o quê.

L.O.L. disse...

Este país entristece-me cada vez mail. Qualquer mudo o perfil do meu blog de :-) para :-(
Abraços

A. João Soares disse...

O povo precisa de se organizar para defender com eficácia, os seus direitos que lhe estão a ser escamoteados. A organização mais eficiente são os sindicatos, mas até esses se mostram pouco sensíveis para os casos mais graves e entretêm-se com coisas menores.
Parece que tudo o que mexe está contaminado pelos vícios da política.

Abraços
João

Saozita disse...

Boa tarde estimados amigos, João Soares, Luís e L.O.L, já me começa sériamente a cançar, ouvir estes politicos de trazer por casa a falarem, nas soluções para a crise e para os problemas do país!
O problema são eles mesmos os políticos e enquanto o povo português não lhes der um abanão, dar-se-ão ao luxo de enganar toda a gente em proveito próprio e aínda se riem nas nossas caras a ostentar charutos cubanos, carros de luxo, champanhe francês e por aí além!
É questão para meditar e começar já a pensar, qual vai ser o castigo a impor a esta gente sem um pingo de honra na cara, para as próximas eleições.

Tenham uma boa semana.
Bj

Beezzblogger disse...

Só nos resta uma coisa, REVOLTA!!! Mas desta feita que meta sangue.

Eu sei Por onde começar, mas só direi a quem quiser avançar comigo.

Será uma vassourada e pêras. Limpeza geral. Se estaria pronto a morrer. Porque não? Desde que com isso deixa-se um mundo e um país melhor, não morreria pela pátria que eles querem, a da corrupção, a do clientelismo, a do enriquecimento ilícito, a do compadrio, a dos destruidores do estado social...

Morreria sim, pela Pátria mãe, esta pequena palavra, quer dizer tudo o que uma verdadeira Mãe simboliza, e que eu esperava que se preconiza-se na minha pátria.

Estamos dispostos? Eu estou, mas muitos preferem o sofá e a resignação, de que se queixam?

Nota: Estas palavras, não são dirigidas a ninguém, mas a todos ao mesmo tempo. Penso que, vivemos da maneira que queremos, votamos em quem queremos e temos o país que merecemos. O PS não chega ao fim do ano no governo, deixem ir para lá o PSD e teremos mais do mesmo, então, porque nos queixamos nós?

Querem dar a volta a isto?

Nas Próximas eleições terão vossa oportunidade, se querem que seja radical, vamos à BOMBA, à Revolução...

Abraços do Beezz

A. João Soares disse...

Sãozita e Beezz,

Compreendo a vossa posição, mas as minhas condições físicas já não me permitem esforços intensos e continuados. Só por isso!
«Eles» são causa e efeito do problema pelo que não devem ser parte da solução, a não ser por omissão ou ausência forçada. Precisa-se de gente jovem ainda com ideais sem vícios e manhas dos actuais políticos, que esteja decidida a construir o mundo em que vai passar a maior parte da vida. Esses vão ser os beneficiados pela mudança e, por isso, devem ser os seus autores e agentes. O diagnóstico da doença do regime português está feito por pensadores de variada origem e ideologia. Falta coragem para avançar com as medidas sugeridas por muito boa gente.
Falo em coragem porque os beneficiados das actuais anomalias, vão ser prejudicados nos seus planos de exploração do dinheiro público. É preciso contar com a resistência deles e neutralizá-los desde o primeiro gesto.

Abraços
João Soares

O Guardião disse...

Mais impostos desde Junho e mais ainda a partir de 1 de Janeiro de 2011, com as retenções na fonte do IRS. Isto é uma festa para alguns à custa da maioria.
Cumps

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas