22 outubro 2010

Amizade à custa do orçamento

A Super Jurista



Mafalda Coelho Moreira nasceu em 20 de Janeiro de 1983, é licenciada em Direito, de fresca data – tem de ser! - e,
segundo o Correio da Manhã, no ano passado auferiu rendimentos pouco superiores a 1.000 euros mensais.


Mas as dificuldades acabaram, pelo menos por agora: em 6 de Maio, foi nomeada para o gabinete do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Sérgio Tavares Vasques, a fim de realizar consultas e estudos de natureza técnico-jurídica, pelo período de um ano, renovável sucessiva e automaticamente por iguais períodos de tempo, com a remuneração mensal de 4.088 euros, à qual acresce o IVA à taxa em vigor. Segundo o jornal i, é mais do dobro do vencimento de muitos juristas do Ministério mas - diz o governante - justifica-se, dada a necessidade de “dar resposta atempada ao elevado volume de trabalho”. A jovem licenciada deve ser uma verdadeira locomotiva jurídica!
Já teve página no Facebook, mas eclipsou-se. Porque terá sido?

In C.M. - Numa altura em que o Governo pede contenção, esta nomeação está a gerar desconforto entre os funcionários das Finanças, em particular entre os juristas que auferem um salário médio de dois mil euros. Relativamente a Mafalda Coelho Moreira, o CM sabe que, em 2008, apresentou um rendimento de 18 mil euros (cerca de 1300 euros por mês). Em 2009, a advogada trabalhou para a empresa KPMG & Associados, onde recebeu cerca de nove mil euros. Trabalhou ainda para a sociedade Telles de Abreu e Associados, por um rendimento anual de perto de seis mil euros. No total, em 2009, Mafalda Coelho Moreira auferiu quase 15 mil euros (pouco acima de mil euros por mês).

A senhora é sobrinha de Rui Moreira, da AIP
PAI: Luis Miguel Carvalho de Araújo Moreira1 n. 27 Fev 1962
MAE: Sofia Teresa Roussin Salazar Coelho1 n. 14 Mai 1963

Parece não ter havido concurso público. O currículo não parece ser brilhante. Apesar da crise e de se falar na necessidade do corte das despesas, continua a protecção das amigos do bando. Admissões por mera amizade, com salários de alto nível, superiores aos de muitos altos funcionários em fim de carreira!!! Algo está muito errado neste rectângulo.

Recebido por e-mail de remetente identificado

3 comentários:

Zé Povinho disse...

Infelizmente são tantos os que entram para o Estado por processos desta natureza, que depois somos todos metidos no mesmo saco.
Abraço do Zé

victor simoes disse...

É uma vergonha, já aqui foram denunciados casos similiares e no entanto a prática mantem-se, com a agravante de estarmos em plena altura do PEC II e III, que tentam fazer passar no Orçamento.
Era preciso reponsabilizar criminalmente estes senhores!
É por isso que muitos funcionários públicos, são o que são, a admissão não é feita por mérito de currículum, mas pela D.Cunha.


Um abraço.

A. João Soares disse...

Caro Zé Povinho,

É certo que a cunha, a corrupção está generalizada a todos os níveis a todos os preços, o ROBALO não se paga sempre pelo mesmo preço!!!
Mas a este nível é muitas vezes escandaloso. A menina, além de mordomias próprias da «função» recebe cerca de 5 (cinco) vezes mais do que recebeu no ano anterior. Será que aumentou as suas habilidades em tal proporção??? Como se melhora o currículo em tão pouco tempo? Não haverá no País pessoas com iguais capacidades para a função, disposto a receber menos? Como descobriu nela tanto saber e competência o seu novo chefe? Não foi por CONCURSO PÚBLICO!!!

Caro Zé Povinho. De que estamos à espera para pormos em prática a lição do caso do Berlusconi ou da Indira Gandhi? O povo tem direito à legítima defesa.

Um abraço
João
Do Miradouro

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas