02 outubro 2012

BASTA!




A cada dia que passa, vivemos e sentimos com angústia o cerco que nos aperta, nos asfixia, por parte de quem nos governa, não nos deixando respirar. Qual polvo tentacular, que nos aperta o pescoço, e nos atira para o abismo, de onde dificilmente sairemos, se nada fizermos para nos livrarmos deste polvo gigantesco que nos vai matando lentamente. 

É tempo de dizer basta! Basta de mentiras! De sermos enganados com falinhas mansas, com falsas promessas.  De que agora as coisas vão melhorar. É tempo de virarmos a página deste livro, escrito com desemprego, miséria e desespero, onde somos atirados para um poço sem fundo. 

Chega de sermos condescendentes com tanta hipocrisia. Não basta fazermos barulho. Temos que agir contra esta corja que nos manipula em nome do interesse de Portugal. Chega! De sermos um povo de brandos costumes, de sermos bem comportados. Temos que virar o rumo deste país. Temos o direito de dizer basta!

Mário Margaride

2 comentários:

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Mario Margaride

O que propoes ?????
Uma guerra civil com muitas mortes???
Quem seram os mortos?
CAVACO ?
SOCRATES ?
PASSOS ?
RELVAS ?
OU SÓ O ZE POVINHO VAI LEVAR BALÁSIOS ????

Me diga qual a solução ..........

Cumprimentos.

Ramiro Lopes Andrade

menvp disse...

ESSES GAJOS (leia-se políticos) TÊM DE SER CONTROLADOS!
-> Na minha opinião, a filosofia a seguir deve ser: trabalhar no sentido de analisar a 'coisa'... e não... ficar à espera que os políticos sejam uns paizinhos!!!
-> Nacionalização de negócios 'maddofianos', privatização de empresas estratégicas (e que dão lucro!) para a soberania, PPP's, etc... SALTA À VISTA que os políticos têm de passar a ser muito controlados por quem paga (vulgo contribuinte)!
.
Uma sugestão: blog «fim-da-cidadania-infantil» (Direito ao veto de quem paga, vulgo contribuinte).
.
Uma outra sugestão: Islândia: a revolução censurada pelos Media, mas vitoriosa! -> nota: dever-se-ia consultar o know-how islandês.
Resumo (tudo pacificamente):
- Renegociação da dívida;
- Referendo, de modo a que o povo se pronuncie sobre as decisões económicas fundamentais;
- Prisão de responsáveis pela crise;
- Reescrita da Constituição pelos cidadãos (e os partidos políticos têm de se aguentar a um muito maior controlo por parte dos cidadãos).

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas