29 abril 2008

RAFAELA - O SIGNIFICADO CUBANO DA PALAVRA MILAGRE!

O significado cubano da palavra milagre.
Mal abre a porta e o mundo gira num barril de esponja, anos de vida para o ver cair ao canto da sala. Pediu dinheiro em latas. Nas lojas. Deu o que tinha. Fez-se luz e não há-de parar. “Vocês viram.”

Os olhos de mãe brilham mas o médico pede calma. Sorri. Rafaela não é um peso morto, o corpo mole que nem sustinha a cabeça. “Há-de ser independente”. E vale por tudo. Da luz do dia à comida que Tânia quase não vê. “Abdiquei. Como restos de pão, cá me arranjo. Mas olhem que ela não fazia isto”, a filha de três anos que já se agarra e levanta. “Talvez no fim se equilibre. Que orgulho.” Um ano depois de Cuba e 30 mil euros em esperança. Partiram de São João da Madeira “sem diagnóstico mas com suspeitas de tudo”. Doença metabólica ou muscular. Nada. Foi bebé apático e bolsava de jacto. Não retinha comida e só perdia peso. “Pequeno atraso”, diziam no Porto. Rafaela tem lesão estática no sistema nervoso central e aposta tudo no país da neurociência.
A primeira fase de tratamento em Cuba foi de tal forma positiva que permitiu - logo na primeira semana - estabelecer um diagnóstico da doença e fazer com que a menina regressasse a Portugal com alguns sinais de melhoria bastante significativos.
O programa de Neurodegenerações consiste numa estratégia terapêutica que combina métodos farmacológicos, cirúrgicos e de neuro-reabilitação, que, com base nas propriedades de recuperação do Sistema Nervoso, permite compensar as alterações existentes e estimular a restauração estrutural e funcional da actividade nervosa danificada, quer em doentes afectados por sequelas de lesões agudas, quer pelos portadores de doenças crónicas do Sistema Nervoso, sendo as mais frequentes:

Transtornos do Movimento e Neurodegenerações;
Doenças Neuromusculares e Escleroses Múltiplas;
Lesões Raquimedulares;
Lesões Estáticas Encefálicas;
Neurologia Infantil

Divulgado em : forum.autohoje.com

Testemunho de Tânia, mãe da Rafaela no Regional on line

Testemunho Tânia Cordeiro - mãe da Rafaela O meu nome é Tânia Cordeiro, tenho 34 anos, vivo na cidade de São João da Madeira e sou mãe da doce e simpática Rafaela, de 4 anos de idade.
A minha filha sofre de uma Lesão Estática a Nível do Sistema Nervoso Central, onde se observa um atraso do desenvolvimento psicomotor em todas as esferas, tanto na área da motricidade fina, motricidade grossa, como linguagem e locomoção.Verifica-se também alterações de conduta, devido à hiperactividade e ao défice de atenção.
Resumindo, a Rafaela não caminha, não fala e as suas brincadeiras são muito limitadas.Em Julho de 2006, surgiu a esperança de melhorar a qualidade de vida da minha filha, na Clínica CIREN, em Cuba, onde foi descoberto o seu actual diagnóstico.
Regressei novamente a Cuba, com a Rafaela, em Maio (3 ciclos) e Outubro (2 ciclos) de 2007.Voltarei a Cuba, sempre que se proporcione essa oportunidade, uma vez que a continuação destes tratamentos depende unicamente da solidariedade de todos os portugueses, pois eu não reúno condições financeiras para estes tratamentos intensivos.Deposito muita confiança no CIREN, pois aqueles médicos e terapeutas cubanos fizeram nascer dentro de mim uma nova esperança, ao dizerem- -me que a Rafaela tem todas as hipóteses de se tornar uma menina autónoma.
Dou o meu testemunho em como a minha filha melhorou imenso ao ser submetida a um tratamento neuro-restaurativo multifactorial intensivo – ciclos de 28 dias contínuos – 7 horas diárias, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, 3½ horas, durante a manhã.Acrescento que não é fácil ausentar-me por um determinado período de tempo, ficando longe do meu país, da família, do trabalho e dos amigos, mas... em prol dos filhos todos estes sacrifícios são poucos.
Ficarei eternamente grata àquela equipa fantástica de médicos, terapeutas e enfermeiras, que sempre trataram a minha filha com muito amor, carinho, paciência e muito profissionalismo.Para comigo, há e haverá sempre uma palavra amiga, um conforto numa hora menos boa, uma amizade para sempre, um carinho, que fazem com que não me sinta a km’s de distância da minha família.
São simplesmente pessoas maravilhosas!!!CIREN – um mundo que eu desconhecia.E porquê?Porque no CIREN descobri que não sou a única mãe a lutar por uma melhor qualidade de vida para a minha filha. Lá existem muitas mães como eu. Não me considero uma SUPER-MÃE, mas, sim, uma mãe especial, como todas as que passam por esta clínica.
-ESPECIAL?Sim! Porque somos mães de crianças especiais, maravilhosas, lutadoras e isso dá-nos o estatuto de mãe e pai especiais.
Confesso-vos que, com o nascimento da minha filha, toda a minha vida mudou, vivo em função do seu bem-estar. Abdiquei de muita coisa na minha vida pessoal e profissional e não me arrependo de nada, pelo contrário, passava por tudo novamente, se necessário.Sou uma mãe feliz!
O encanto pela minha filha fez-me crescer, coisas que me passavam ao lado agora não passam despercebidas, a determinados assuntos e situações dava demasiada importância, agora... são banais.
No lugar das lágrimas e dos porquês constantes, ofereço agora à minha filha, sorrisos , beijos e abraços.Ofereço simplesmente amor!
Para finalizar, queria deixar claro que, quando algumas pessoas dizem ou pensam que a Rafaela é para mim uma cruz... enganam-se.Considero que foi uma missão que me foi entregue.E se Deus me destinou esta missão, é porque achou que eu, como mãe, era capaz. Capaz de cuidar da minha filha, capaz de transformar a história de esperança da Rafaela numa simples história de encantar.Um especial obrigado, ao Infantário Santa Filomena.
Como ajudar?

Caixa Geral de Depósitos:
NIB: 003507350005352890063
IBAN: PT50003507350005352890063
BIC: CGDIPTPL

Tânia Cordeiro

Estou ao dispor para qualquer esclarecimento: 912433738

e-mail pessoal: taniaraq@gmail.com


Dep. Técnico de Qualidade_ Laboratório
Sinflex - Ind. Molas Técnicas, Lda
Telf. 256 880 370
Fax 256 880 379
E-mail: tania.cordeiro@sinflex.pt

15 comentários:

david santos disse...

Desculpa, minha querida Rafaela.
Mas logo pela manhã eu retiro aquele aviso que está a fazer destoar a tua importãncia e valor.
Sim. Porque tu para nós tens muito valor. Por isso, não me tomes a mal. Retirar aquele aviso é a primeira coisa que vou fazer mal ligue o computador, ok? Podes confiar, porque eu sou um homem em quem se pode confiar, garanto.
David Santos

Isabel-F. disse...

Bom dia a todos:

Conforme havia prometido, o meu Post sobre a Rafaela acaba de ser colocado.

Bjs

Beezzblogger disse...

Olá eu também já coloquei na minha humilde casa.

Abraços e as melhoras para a RAFAELA.


Beezz

C Valente disse...

Pena é que a medicina é tão cara, mas vamos ajudar a Rafaela
Saudações amigas
Nota vim por indicação da amiga Isabel Filipa

Mac Adriano disse...

Se não fosse Cuba, o que seria de muitos em Portugal? E ainda há quem só fale mal daquilo...

victor simoes disse...

Mais uma vez, obrigado a todos os Bloggers que se solidariezaram e colaboram na campanha da Rafaela. Até a Rafaela conseguir voltar aos tratamentos a Cuba, serão passados post's aqui na Voz do Povo, de forma a dar conta da evolução desta campanha.

Um abraço a todos, os amigos e leitores

Isabel-F. disse...

Bom dia Vitor,

Como os posts ao fim de algum tempo deixam de estar visiveis no nosso blog, coloquei um link permanente na minha barra lateral ...

é um modo do assunto nunca "sair do ar"...

só pedia que não alterasses os links deste post, pois a minha imagem está direccionada para este teu post que contém todas as informações necessárias ...

se alguém entender usar a minha imagem ... está à vontade para o fazer ...

bjs

O Micróbio II disse...

Fiquei com os dados...

amigona avó e a neta princesa disse...

Já divulguei tal como prometi...também já me solidarizei...um abraço...

victor simoes disse...

Isabel, os links deste post irão ficar como estão. A ideia do link permanente, é óptima!
Agradeço-te a participação e disponibilização, nesta campanha da Rafaela.

Bjs

Auréola Branca disse...

Acredito sim, no destino. O destino que guiou-me até aqui hoje para lhe falar, emocionada.
Tenho uma irmã gêmea que tem problemas psico-motores também. Minha mãe conta que, ao nascer, nós duas fomos comparadas para mostrá-la a deficiência de minha irmã. Cada ação que eu tinha, como caminhar, falar minha irmã fez muito tempo depois.
Hoje, devido às deficiências dela, estuda em uma escola especial, e aos poucos aprende a ler e escrever.
Temos 26 anos, e nunca conseguimos descobrir a verdadeira causa. Mas, confesso, choro ao lembrar das limitações de minha irmã.
Sempre que posso, tento pesquisar alguns assuntos relacionados, pra conseguir entender melhor.
Achar-te aqui, pra mim foi um presente. Mas ainda busco entender...
Abraços.

ANTONIO DELGADO disse...

só hoje tive oportunidade de vir aqui e brevemente vou fazer uma postagem Rafaela.

Um abraço
António Delgado

Curiosa disse...

Tomei conhecimento desta campanha nos Blogs da Isabel e da Amigona, e não podia deixar de me solidarizar.

No CC&Cª também remeto para A VOZ DO POVO.

Bem-hajam pela iniciativa e que a Rafaela consiga plena recuperação.

Um abraço.

mitro disse...

Viva Cuba!

(Viva a Rafaela uma vida feliz!)

Isabel-F. disse...

Olá Victor,

Qual o desenvolvimento deste assunto?

Eu continuo com po link directo para aqui ... mas nunca mais soube nada da situação ...

a Rafaela já conseguiu o valor que necessita para poder ir a Cuba?

beijinhos e bom fim de semana

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas