19 janeiro 2009

amordaçam-me as cordas vocais



Amordaçam-me
as cordas vocais
os gritos
que se espalham
pela terra.

Amordaçam-vos
em latidos de cães
despidos por bacanais
nesta orgia,
a que chamam guerra.

Entrelaçam nós,
fissuras franzidas
no cordão umbilical
dos vómitos
despejados pela ira,
nesta guerra santa
do pau oco…
…oco de fome,
sedenta, nativa.

Levem os corpos
para o lagar!
Já lhes mamamos o sangue
os restos são
para incinerar.

Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas