08 fevereiro 2009

Abolição das taxas moderadoras na saúde

As taxas moderadoras de consultas, urgências e actos médicos em hospitais e centros de saúde estão mais caras desde o dia 1 de Fevereiro. A actualização da tabela foi feita através de uma portaria publicada no passado dia 15 em Diário da República, por se considerar que as taxas moderadoras estavam “desactualizadas, quer quanto ao valor, quer quanto à tipologia doas actos”. E assim, desta forma burocrática, simplex, através de mera portaria, se vai mexer no bolso dos contribuintes!

Como anarquista, não posso deixar de exigir o fim de todas as taxas moderadoras na saúde, tanto mais que vivemos em tempos de crise. Que total insensibilidade perante a situação económica actual das famílias permite um aumento das taxas moderadoras na saúde? Passamos todos a pagar mais, por automática e insensível portaria. Chegou o momento de dizer basta. O poder continua a exigir sacrifícios dos cidadãos, sem que estes se possam pronunciar, chegando desta forma aos balcões das secretarias e desembolsando mais e mais dinheiro para o Estado. Os figurões do Estado e do governo, esses, beneficiam de mordomias que não lhes tocam minimamente no seu dinheiro, enquanto o povo, este, empobrece. Chegou o momento de acabar com todas, repito, todas, as taxas moderadoras na saúde. Para bem da saúde da sociedade democrática.

2 comentários:

Savonarola disse...

Venho aqui seguir atentamente os vossos comentários.

victor simoes disse...

Caro Savonarola, concordo perfeitamente com o exposto, o nosso país, cada vez vai pior, para o povo em geral.
Quem menos posses tem é que sofre na pele, esta gestão de neo-liberais que se dizem socialistas!
E há mais, muito mais para continuar a exploração do povo.
Agora, para pouparem uns cobres, retiraram às crianças que estão a cargo das amas da segurança social, o subsídio de alimentação, de hora em diante,os pais tem que levar a alimentação das crianças confeccionada já em casa em marmitas! E prometem-se apoios à paternidade e maternidade... é para rir, de um governo que financia o grande capital, mas deixa afundar e aínda estrangula mais os pobres.

Um abraço

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas