19 maio 2007

Fumadores, atenção às multas!

Venho, desde já, avisar os meus amigos e visitantes não-fumadores de que este post poderá ferir sensibilidades mais apuradas... No entanto, desafio-vos a lê-lo e a dizerem de vossa justiça, doa a quem doer! Como devem calcular, pela imagem que escolhi para o meu perfil de anarquista, sou fumador: não de cachimbo, mas de cigarros. E devo confessar que, dada a minha provecta idade para estas andanças (45 anitos que já cá cantam), devia mas era ter juizinho...

Vem esta introdução a propósito da proposta de lei sobre o tabaco que o ministro da Saúde – essa figura governamental tão simpática aos portugueses – o Correia de Campos, apresentou na Assembleia da República. Segundo poderão constatar através desta notícia que publiquei no Contracorrente, de acordo com esta “brilhante” proposta, as multas aplicadas aos fumadores de tabaco serão mais pesadas do que as que estão em vigor para os consumidores de drogas ilícitas, como a cocaína ou a heroína!

Segundo esta original lei – tão ao gosto da Europa comunitária e dos States, refira-se – fumar em lugares proibidos obriga a uma multa que vai de 50 a 1000 euros. Por seu lado, a multa aplicada aos consumidores de drogas proibidíssimas, situa-se entre os 25 e os 403 euros. Grande diferença, não acham? Por acaso, não tenciono consumir heroína nem cocaína, mas até parece que compensa, sob o ponto de vista económico... Em suma, mais uma lei fascizante de um governo democrático-ditatorial.

(Publicado originalmente em O Anarquista, a 9 de Maio de 2007)

5 comentários:

A. João Soares disse...

Esta reflexão já me tinha passado pelo bestunto. Mas, como não fumo, também não vou agora começar. Tenho que optar por outros vícios!
Caro Savonarola, que esperava do doutor que tem tomado tantas medidas e feito tantos recuos que já é difícil contabilizar? Deve ter olhado muito pouco para a «competência» dos seus múltiplos assessores antes de os empossar!!! Mas, já é sabido que são nomeados não pela competência e sim pela confiança política para evitar que ficassem desempregados toda a vida.
Para alguma coisa serve ter um parente ou amigo no Poder! Mas, para Portugal e para a boa imagem dos ministros, seria mais prático não lhes dar qualquer tarefa e enviar-lhes o ordenado a casa no fim do mês. Dessa forma não faziam asneiras e não obrigavam o padrinho a ter de fazer recuos. Pobre ministro!!!
Um abraço

azurara disse...

Verdadeiramente, a culpa, pese embora eles sejam uma cambada de camelos relapsos, não é do governo. É deste politicamentecorrecto ESTADOdatreta.

(ando a pensar em trocar o tabaco pela coca. o preço já deve regular, não)

Beezzblogger disse...

Bom, eu, infelizmente, sou fumador, e como diz o amigo Savonarola, devia era ter juizo e deixar de fumar. Mas, agora vir um mentecapto, de um ministro aplicar multas aos fumadores, muito superiores aos que se drogam por esse país fora, sinceramente, vou começar a fumar erva, ou haxe, pois a multa é muito mais barata, e além disso se calhar com jeitinho, ainda apanho um agente da autoridade, que também goste de dar umas passitas...

É o país da treta, é o faz de conta, é o desvario...

Abraços, com amizade do beezz

david santos disse...

Um charro, pois então! Uma liambazinha, bem bom... Deixa andar... ou vai dar tacho ou panela. Cada um tenta provar ser pior que o outro. Será por isto que eles chegam a ministros?
Parabéns.

nela disse...

Deixei de fumar, mas já
estou arrependida, pois assim contribuia com mais uns cobres
(pois o imposto do tabaco não chega)para comprarem livros para os ensinarem a roubar mais ou para
lhes comprarem mais diplomas,
se é que têm alguns!
eh!eh!eh!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas