03 maio 2007

LUZ NA ESCURIDÃO



Quando sorrimos…
O nosso sorriso se espalha no ar
Contagiando a atmosfera
Dando-lhe alegria, e cor
Quando choramos…
O Mundo também chora
O nosso coração entristece
Há neblina dentro de nós
O Mundo…
Precisa de alegria e cor
De sorrisos abertos
Temos que fazer sorrir a tristeza
Dar luz à escuridão
Ser o oásis, neste deserto árido
Em putrefacção
Temos que ser a voz do silêncio
A aurora da esperança
Temos que ser a luz…
Na escuridão.

5 comentários:

A. João Soares disse...

Um lindo poema, com optimismo e estímulo à boa disposição, sempre contagiosa, que aumentará a felicidade do próprio e de quem o circunda.
Em época de crise, é de bom augúrio trazer aqui uma ideia luminosa que nos ajude a suportar as coisas menos boas da vida.
Parabéns

Naty disse...

Olá bom dia.
Que bonito poema para quem anda com a mente na escuridão ao lê-lo fez-se um pouco de luz.Obrigado
bjs naty

Entre linhas disse...

Espectacular este poema,com grandes sintomas de felicidade...

bjs Zita

Ludovicus Rex disse...

Um belo poema caro amigo. Gostaria que no mundo a luz iluminasse sempre a escuridão... Será que nos deixam?
Um Abraço

david santos disse...

Sim. Luz, muita luz!
Obrigado.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas