27 agosto 2007

COMO A VAIDADE SE ENGANA!

Sim, a experiência tem-nos nos vindo a mostrar, ao longo dos anos, que a vaidade é traiçoeira. Traiçoeira para os próprios vaidosos. Claro que isto é coisa que eles não entendem, mas quem tem olhos e vê, facilmente tira conclusões.
Este mês, de Agosto, é um mês especial para a Voz do Povo. Foi neste mês, há um ano atrás, que a maioria dos colaboradores que vieram a fazer parte desta Instituição fora convidada para participar nesta iniciativa.
A iniciativa foi louvável, sem dúvida. Pois deu a possibilidade a muitas pessoas que gostam de escrever de pôr os seus pontos de vista num espaço onde outros podiam ver e criticar o que cada um escrevia. Claro que nem todos sabiam escrever bem nem todos escreviam mal. Contudo, os leitores percebiam e, quantas vezes, ajudavam na correcção de alguns textos com deficiências e colaboravam com as suas críticas. No fundo, a Voz do Povo, tornou-se, dentro deste âmbito, um espaço de referência. A verdade, ainda que esta seja sempre dura, houve no seio dos colaboradores quem quisesse merecer destaque, a tal vaidade, ao ponto de se tornarem inimigos, não só deles próprios, como da própria Instituição.
Eu fui dos que sempre disse que a Voz do Povo era uma “casa” feita. Jamais, por muito vaidoso ou ambicioso que algum dos seus colaboradores fosse, chegaria, alguma vez, a ter um blogue com a projecção e aceitação igual; ou parecida, com a Voz do Povo.
E assim é. Neste momento, a Voz do Povo, está com 7 presenças a ler os seus textos. Neste vaso, da Naty. Com cerca de 80 presenças, já garantidas. Atenção, isto acontece no contador que não aceita duplicidades de visitas. Não é um contador qualquer. Uma pessoa pode visitar 100 vezes o blogue por dia, mas apenas uma vez fica registada. Não é um contador para pontuar sempre que se movimenta ou se faz deslocações para outros blogues ou leituras de comentários. Disto, há por aí muitos a fazer milhares, mas nós sabemos que não são milhares, são unidades e, muitas vezes dos próprios administradores do blogue.
Agora, com o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, a Voz do Povo é ainda melhor, de facto. Alguma coisa do que não prestava tomou o seu verdadeiro rumo e seguiu a sua vaidade, ficando pelo caminho, sem que ninguém saiba, senão algum mal que vieram fazer a outras pessoas, da sua existência. Tal eram os atributos que essas pessoas tinham. Muitos, sem dúvida!
Agora, não será muito dizer, que nesta fase em que uns, de férias, outros, com afazeres que não lhes podem propiciar uma dedicação mais concreta à Voz do Povo, que a Naty, como pessoa que pôde dar a sua colaboração nesta fase, mostrou muito bem que a vaidade e a maldade, podem tardar, mas sempre perdem.
Parabéns Naty e parabéns Voz do Povo.

David Santos

5 comentários:

avelaneiraflorida disse...

O mundo é uma feira de vaidades!!!!
cada vez mais!!!!

Gostei da frontalidade deste post! Eu penso que quando se faz um cantinho destes é para partilhar, não para competir...
Para isso já basta a vida " lá fora" que tanta desumanidade e injustiça cria...
O que faço na net , no meu cantinho, ou nos dos outros é deixar as minhas opiniões... o que sinto, o que gosto de partilhar...~
Assim continuarei a ser!!!!
"Brigados" por este post!
UM BOM DIA!

Beezzblogger disse...

E Parabéns ao meu amigo David Santos, que agora aos vaidosos deu uma bofetada de luva branca.

À Naty, espero que continue, pois os seus textos são sempre curiosos.

Muitas vezes não consigo ter tempo para os comentar, mas leio-os todos.

Parabéns e abraços do Beezz

O pensador disse...

A humildade é a maior das virtudes.
Quando a fama nos sobe a cabeça,deixamos de ser quem somos e perdemos todo o encanto que nos celebrizou.
Eu só cheguei agora e desconheço para quem foi esse "recado",mas seja como for,isso já não tem qualquer interesse.

Mas a Voz do Povo,é seguro que vai continuar a ter..

Anónimo disse...

Querido David

Como sabes, não sou blogger e por isso, a identificação poderá aparecer como «anónimo». Espero que não fiques desconfiado e leias com atenção isto que foi escrito com amizade.

Esta tua bofetada nos vaidosos é de mestre, fantástica. Coisa linda este post.

Realmente, nas muitas vezes que aqui vim de visita, encontrei posts de indiscutível vaidade que só desmerecem os seus autores de que não me recordo o nome, e não tenho tempo nem paciência para ir ao arquivo indagar. É verdade o que dizes «como a vaidade se engana!»

Lembro-me de repetidos e extensos posts sobre a religião islâmica sem indicação da origem nem do autor. Depois aconteceu o mesmo sobre o judaísmo, uma série de extensos posts, também sem indicação do autor nem da origem. Era um apoderamento vaidoso desrespeitando os direitos de autor, para lustre da vaidade pessoal, um plágio indecente. Também outro vaidoso teve o desplante de mostrar vaidade insensata ao dizer que fala com Deus. Um outro disse vaidosamente que consegue comunicar em qualquer língua do mundo. Ainda outro, gabou-se de o seu perfil ser o mais visitado entre todos os contribuidores do blog. Outro gabou-se de ter mais comentários do que qualquer dos outros contribuidores. Tudo isto evidencia uma vaidade asquerosa. Isto é uma preocupação doentia de estar sempre em competição com os outros. Horrível vaidade!


A saída destes colaboradores da Voz Do Povo, nada prejudica este óptimo blog, antes pelo contrário, fica limpo de vaidosos detentores únicos da verdade, só a verdade, que gostam de olhar para o umbigo, em adoração da deusa vaidade. Vazios de valores e saber

Mas, querido David, tem cuidado e não vivas de ilusões. Este post também não vai dar para lavar e durar, como se vê pelo número de comentários. Pensa no teu canto do cisne. Age com sensatez. Digo-te isto como prova de toda a minha amizade e muito apreço e consideração.

Beijinhos para ti e para a D. Conceição tua dedicada esposa

Da sempre amiga
Alzira Lopes

Anónimo disse...

Ói Alzira
Passei por aqui casualmente e achei muita graça a tudo isto.
E reparei que a tua memória está muito fraca, rapariga! eh eh eh !!!!!
Então não sabes que o autor de todas as vaidades que referes é o próprio nosso comum amigo DAVID SANTOS? Eh eh eh !!!!!
Além desses casos que contas, fez ostentação do título por ele criado de «Os três mosqueteiros» da Voz do Povo em que ele era um, o principal.
Foi ele que publicitou na Voz a publicação de um livro em que teve a colaboração de seus admiradores estrangeiros.
Também deu a saber que em Março passado participou numa reunião de intelectuais na Universidade de Lisboa.
Em vaidade e presunção ninguém o bate e, nem se lhe pode comparar!!!

Ai a tua memória, querida Alzira !!!!! Está muito por baixo. Tens de tomar vitamina E.
Ele é um génio de criatividade e de imaginação. Só que, sendo o maior vaidoso do mundo não devia ter a lata de chamar vaidosos aos outros. Ao pé dele ninguém pode se considerado vaidoso, porque leva os prémios todos do concurso da vaidade.

Gostava de o ajudar tratar do seu estado de saúde mental, mas ele é tão arrogante e teimoso que não dá aso a ser ajudado.

Beijinhos para ti Alzira e para o David se ele os quiser aceitar,
Da vossa

Amélia Freitas

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas