30 maio 2007

GREVE GERAL



A pedido do administrador do blog, Victor Simões.

"(...)agradecia que me colocasse a imagem da adesão à greve do movimento blogger. Agradeço a atenção dispensada."

Um abraço

Best Regards / Atentamente

Victor Simões

DIAS ÚTEIS



Dias úteis...

São aqueles que soubermos aproveitar
Sem desperdiçar
Que soubermos amar
Sem ferir
Que soubermos ser amigos
Sem nos pedir

Que soubermos falar
Sem mentir
Ajudando o próximo
E repartir
Dar um pouco de calor
A quem frio tem
Criar multidão...
Onde não há ninguém.

Esses…serão talvez...os verdadeiros dias úteis.

28 maio 2007

A zona deserta do governo

Tenho procurado seguir neste blogue uma linha editorial, segundo a qual dou principal destaque a factos e situações políticas menos conhecidas da opinião pública, precisamente porque essa é uma das formas através da qual o poder prefere actuar: pela calada, em suma. O que não retira, evidentemente, que ache importantíssimo, na minha acção anarquista, comentar os factos óbvios, os que são praticados descaradamente, com a convicção arrogante típica do governante instalado.

E foi o que aconteceu desta vez. O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações – pasta certamente muito pesada, dada a sua extensa designação salazarenta – o Mário Lino, considerou “faraónica” a construção do novo aeroporto de Lisboa na margem Sul do Tejo porque, segundo disse, se trata de uma zona deserta. Uma opção em relação à qual, mais uma vez, o Lino foi categórico e afirmou, em francês, Jamais! Sugiro que leiam esta notícia que publiquei no meu Contracorrente sobre esta verdadeira anedota.

Ainda hoje, passados dois dias, e certamente nos tempos que se avizinham, os comentários do Lino ecoam e ecoarão ressentida e repetidamente na cabeça de muita gente, desde os líderes e deputados de todos os partidos com e sem representação parlamentar, passando pela maior variedade de comentadores políticos (entre os quais modestamente me conto), de académicos e autarcas, até ao homem e à mulher mais simples do povo, entre os quais também me conto. Todos justamente indignadíssimos com uma das maiores bujardas que um homem de Estado poderia atirar aos sete ventos. Suplantando, inclusivamente, os delírios tremendos do da Economia, o Manuel Pinho! Como anarquista regozijo-me prazenteiramente, pensando nos extremos auto-destrutivos a que a posse e o exercício do poder podem conduzir, não só um homem, como todo um governo.

(Publicado originalmente n'O Anarquista a 25 de Maio de 2007)

24 maio 2007

O INVERNO!

A terra é um sítio onde o amor não pode viver,
Onde a morte e a maldade paira, a cada momento,
Nem a bondade, nem as crianças podem crescer,
Onde só vive quem tem poder ou pode causar sofrimento

David Santos

23 maio 2007

HOJE RECEBI FLORES!...





Não é o meu aniversário ou nenhum outro dia especial; tivemos a nossa primeira discussão ontem à noite e ele me disse muitas coisas cruéis que me ofenderam de verdade. Mas sei que está arrependido e não as disse a sério, porque ele me enviou flores hoje. E não é o nosso aniversário ou nenhum outro dia especial.

Ontem ele atirou-me contra a parede e começou a asfixiar-me. Parecia um pesadelo, mas dos pesadelos acordamos e sabemos que não são reais. Hoje acordei cheia de dores e com golpes em todos lados. Mas eu sei que ele está arrependido, porque me enviou flores hoje. E não é Dia dos Namorados ou nenhum outro dia especial.

Ontem à noite bateu-me e ameaçou matar-me. Nem a maquiagem ou as mangas compridas poderiam ocultar os cortes e golpes que me ocasionou desta vez. Não pude ir ao emprego hoje porque não queria que percebessem. Mas eu sei que está arrependido porque ele me enviou flores hoje. E não era Dia das Mães ou nenhum outro dia especial.

Ontem à noite ele voltou a bater-me, mas desta vez foi muito pior. Se conseguir deixá-lo, o que é que eu vou fazer? Como poderia eu sozinha manter os meus filhos? O que acontecerá se faltar o dinheiro? Tenho tanto medo dele! Mas dependo tanto dele que tenho medo de o deixar. Mas eu sei que está arrependido, porque ele me enviou flores hoje.

Hoje é um dia muito especial: O dia do meu funeral. Ontem finalmente conseguiu matar-me. Bateu-me até eu morrer.

Se ao menos eu tivesse tido a coragem e a força para o deixar... Se tivesse pedido ajuda profissional... Hoje não teria recebido flores!


Por uma vida sem violência!!! Partilhem essa mensagem para criar consciência..


PARA QUE SE TENHA RESPEITO PARA COM A MULHER, COM AS CRIANÇAS, COM O IDOSO, ENFIM QUERIDOS AMIGOS... QUE SE TENHA RESPEITO COM O PRÓXIMO, SEJA QUEM FOR!!! DENUNCIEM A VIOLÊNCIA... !!!

22 maio 2007

Um despacho contra o direito à greve

Na actual fase deste campeonato político em que – mistério!... - todos os clubes ganham, embora só o governo some mais vitórias, ainda há situações que, pelo seu incrível, me continuam a espantar, não só como anarquista que me prezo de ser, mas também como cidadão de um “suposto” Estado democrático de tipo ocidental. Para que melhor possam compreender aquilo a que me refiro, sugiro que leiam esta notícia, que acabo de publicar hoje no meu Contracorrente.

O Teixeira dos Santos, sim, o ministro das Finanças, publicou um despacho na página de internet da Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) que cria junto deste organismo uma base de dados, na qual os serviços da administração directa e indirecta do Estado – ou seja, todos os serviços do Estado – têm de passar a inscrever “dados sobre o número total de trabalhadores e o número total de trabalhadores ausentes por motivo de greve”. Espantoso, não é?

Nem vale a pena mencionar a indignação que esta medida arbitrária causou junto dos sindicatos e organizações sindicais. Directamente e sem qualquer vergonha democrática, o governo faz passar por “via administrativa”, aquilo que eu qualificaria da mais fascizante tentativa de controlo sobre o direito à greve a que assisti nestes últimos 33 anos de democracia! Vendo aproximar-se o dia 30 de Junho, para o qual está prevista a greve geral da Administração Pública - que contará com a adesão da esmagadora maioria dos sindicatos e organizações sindicais do sector - o governo pensa, desta forma, assustar, desmobilizar, acobardar, os trabalhadores através de um despacho. Um despacho, como aqueles que o Salazar adorava assinar.

(Publicado originalmente em O Anarquista, a 18 de Maio de 2007)

21 maio 2007

Affascinante

Affascinante

Che splendide!
Che belle!
Nel infinito del cielo
Le affascinanti stelle
Guardo loro
Loro guardano a me
Che splendide!
Che belle!
Nell’infinito del cielo
Le affascinanti stelle
Ma... è giorno...
M'ingannavo...Ah, lo so già!
Dormivo...
Forse, sognavo...Ma… quelle stelle
Tanto splendenti
Tanto belle
Che vidi nell’infinito dei cieli
Posso ancora vederle
Amore mio… anche tu se vuoi
Nell’infinito
Degli occhi tuoi!

Autrice: Conceição Bernardino (Testo originale in portoghese

O TERRORISMO NORTE AMERICANO VISTO POR UM AMERICANO

RECORTE DE UM JORNAL

"Lamentável. Leal, cego, aparentemente servil", disse, em Londres, o antigo presidente norte-americano Jimmy Carter, a propósito do apoio britânico ao (terrotista) () não faz parte da citação, Bush na guerra do Iraque. Disse-o, justamente, quando Tony Blair foi a Bagdade e a Bassorá fazer uma última visita às tropas, antes de deixar o cargo de primeiro-ministro, aproveitando para dizer que viu no terreno" sinais de mudança e de progresso".
Ao falar em progresso, o chefe do Governo britânico (o bandido) () Tony Blair não estava, naturalmente, a falar dos morteiros sobre a altamente fortificada "zona verde" da capital iraquiana, pouco antes de ele chegar. Blair, no Iraque pela sétima vez desde a invasão, considerou "brilhante" o papel dos militares em Bassorá, apesar do recente crescendo de violência no Sul do país, que é controlado pelas tropas britânicas. "Por vezes, as pessoas têm a impressão de que tudo é completamente negativo, nos últimos meses, é absolutamente notável, disse aos soldados.
Para Jimmy Carter, "o apoio quase nunca desmentido da Grã-Bretanha às políticas mal aconselhadas do (terrorista) () Bush foi uma tragédia enorme para o mundo". Isto porque o antigo presidente considera que se trata de uma guerra "injustificada", que causou "grandes cismas" no Mundo.
Foi numa aldeia a norte de Bagdade, povoada por sunitas, que se deu o mais notório episódio de violência ontem registado, com homens armados, vestindo uniformes do Exército iraquiano, chegaram em carrinhas e dispararam a sangue frio sobre a população, matando 15 pessoas.

Crater, não é um americano qualquer.

20 maio 2007

ANTES DE PARTIR

ANTES DE PARTIR

Antes de partir
Encherei os meus olhos, a minha memória
Do verde (verde, verde!) do meu País
Para que quando tomado pela saudade
Verde seja a esperança
Do regresso breve

Antes de partir
Encherei os meus ouvidos, a minha memória
Do palpitar que esmorece, enquanto a noite
Cresce sobre a cidade e no campo
Feito o silêncio dos homens e dos rádis...

José Carlos Schwarz, Guiné-Bissau

AMIGOS


Amigos são flores...•
São flores plantadas ao longo do nosso caminho para que saibamos encontrar primavera o ano todo.
Quando o Outono chega, cheio de beleza e melancolia, os amigos estão presentes nos trazendo alegria.
E, quando o Inverno vem frio e escuro, trazendo saudades e noites longas, os amigos nos trazem calor e luz com o brilho da sua presença.
Essas flores belas perfumam nossa existência e nos fazem ver que não estamos sozinhos.
Se os amigos são flores que duram um ano ou um dia não faz diferença, porque o importante é as marcas que deixam nas nossas vidas.
São as horas compartilhadas, horas de carinho, horas de amor e cuidado.
Um amigo que se doa sem esperar um retorno, que se entrega pelo prazer de ver a felicidade do outro, é uma flor que merece cuidados especiais; um ser grande e importante que nos emociona só pelo fato de existir.
É alguém que consegue chegar até nossa alma... É um presente de Deus.
Se todo o mundo nos virar as costas e, no meio desse mundo, uma flor, nem que seja uma única flor de amizade nascer em nosso jardim, então toda a vida já terá valido a pena.
Amigos são poemas…•
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida. Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos, e nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Eles nos mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar, e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de embalar nas noites solitárias e vazias.
Um amigo é alguém que nunca nos deixa só, mesmo quando não pode estar presente, pois sabemos que um pedacinho do seu coração está connosco.
Um amigo é alguém que pensa em nós mesmo estando separado por mil mares...
É alguém por quem nós sabemos que vale a pena viver...
Um amigo nem sempre diz sim, quando dizemos sim, e não, quando dizemos não.
Mas ele vai nos fazer entender com mais clareza aquilo que não conseguimos entender sozinhos.
Um amigo é um bem precioso que não devemos deixar guardado numa caixinha de jóias, para usá-lo quando precisamos, mas tê-lo sempre presente junto a nós, mostrando ao mundo que a riqueza é mesmo ter um verdadeiro amigo
Amigos são flores...
Amigos são poemas...
Como flores, devem ser cultivadas com carinho e dedicação, para que as tempestades da vida não esfacelem suas pétalas e para que possamos ter seu perfume em todas as estações.
Como poemas, devem ser sentidos nas fibras mais subtis da alma, com respeito e gratidão, para que sejam a melodia risonha a embalar nossas horas em todos os períodos do ano.

SÁTIRA...

Olá a todos, venho aqui colocar, um Post, depois de alguma ausência, mas depois de saber que as águas estão mais calmas, e depois de ver esta sátira, que encontrei por acaso num blog, peço a todos, compreensão, pois está escrito noutro idioma, mas como achei piada ás fotos resolvi aqui colocá-lo, e partilhar convosco, aqui vai:









Όταν ήρθε κι ο τελευταίος συνεργός κλείδωσαν οι πόρτες, μαζεύτηκαν οι καφέδες στο νεροχύτη και άνοιξαν χώρο. Κλείσαν τη μουσική, κλείσαν και τα παράθυρα να μην ενοχλούνται από τα αεροπλάνα που έρχονταν και φεύγαν ασταμάτητα από το αεροδρόμιο Funchal, στην αρχή μιας ακόμη high season για τη Μαδέρα. Ήταν πολλοί.Πήρε ο καθένας από ένα laptop στα πόδια και αρχίσαν να μοιράζουν τα σχόλια και τις χώρες. Ο καθένας είχε αναλάβει τα blogs ενός μικρού κράτους ή μιας πολιτείας, κάποιοι ασχολούνταν με τα email και οι τρεις αρχηγοί οργάνωναν την επιχείρηση της ερχόμενης εβδομάδας. Οι ψυχολόγοι δούλευαν με βάρδιες. Από μέρα σε μέρα περίμεναν τα καινούρια λεξικά, παραγγελία από Λονδίνο με αραβικά, ινδικά και καντονέζικα. Δεν έμενε πολύς χρόνος ακόμα για να τελειώσουν τη δουλειά τους. Αρκετοί στόχοι είχαν εντοπιστεί και ήταν θέμα χρόνου να τους προσεγγίσουν οι "a.vi.an.to.", το παρακλάδι της ομάδας με τους ειδικούς διαφωτιστές και στρατολόγους με δικό τους όνομα: Anarchic VIcarious ANtifouling TOrches.Οι στόχοι:Οι πιο πολλοί από τους διανοούμενους χρήστες ιστολογίων και πιθανοί θιασώτες και ακόλουθοι του έργου των DdSs εντοπίζονταν στη Νότια Ευρώπη, κάποιοι στη Σκανδιναβία και ένας σωρός στις ΗΠΑ. Έμενε να ανακαλυφθούν δεσμοί και στην αχανή Ασία, που θα ήταν εξαιρετικά σημαντικοί. Αυτός ήταν ο λόγος της καθυστέρησης. Υπήρχαν επίσης και Άραβες που θα μπορούσαν να συνδεθούν με το δόγμα αλλά ο "κρίκος" δεν τους εμπιστεύοταν για τέτοια δουλειά γιατί δεν μπορούσε κανείς να βασιστεί σε τόσο βαθιά θρησκευόμενους ανθρώπους. Το project DdSs πήγαινε ομαλά.Ο Raul που ήταν η ψυχή της ομάδας, θυμόταν το χωριό που μεγάλωσε στα σύνορα με την Ισπανία. Ο ιερέας τους τότε, κρυφά τιμωρούσε τους κλέφτες και τους απατεώνες χωρίς κανείς να καταλάβει τίποτα. Μόνο ο αυτός είχε δει κάποτε τον πατέρα David Santos να δέρνει έναν κλεφτοκοτά, μέσα στη νύχτα. Οι τιμωρημένοι χωριάτες κρατούσαν το στόμα τους κλειστό φοβούμενοι την οργή του Θεού, καθώς ο πατέρας David, μετά το βασανιστήριο, τους έπειθε για το θείο καθήκον του. Ο Raul θαύμασε το θάρρος του παπά και δεν το μαρτύρησε πουθενά. Κι ο θεόσταλτος ραββίνος το εκτίμησε πολύ. Έμεινε μέσα στον πιτσιρίκο θαυμαστή η ύπαρξη του ιερέα τιμωρού, από το μυστηριώδη θάνατό του λίγα χρόνια μετά, μέχρι τώρα, που ο ίδιος μάχονταν με αυτό το όνομα για σημαία..................................Μήνες αργότερα οι στόχοι που διάλεξαν να ακολουθήσουν τους Santos μεταφέρθηκαν μυστικά στη Μαδέρα και ξεκίνησε η στρατολόγησή τους. Όσοι αρνήθηκαν στους ειδικούς της avianto απλά εξαφανίστηκαν χωρίς ίχνη. Χωρίς οίκτο. Κανείς δεν τους είπε ότι δεν μπορούσαν να αρνηθούν, απλά τους εξαφάνισαν.Ο καιρός πλησίαζε, τα Dd έρχονταν όλο και πιο κοντά στα Ss για την τελική ένωση. Οι Dread και οι Sinisters ετοιμάζονταν μέρα με τη μέρα για τη μεγάλη κηδεία του καπιταλισμού, των πολυεθνικών και των πολέμων.


E o Outro:

Υπ'αριθμόν 1 Εικασία περί της μυστηριώδους υπάρξεως κάποιου κυρίου David Santos



" Υou are doing a great job, have a nice weekend! "Εγραψε ένα ακόμη σχόλιο και έπεσε για ύπνο. Σε δυο ώρες σηκώθηκε αναστατωμένος και ξανακάθισε στον υπολογιστή. Αυτός δεν κλείνει ποτέ και για κανένα λόγο. Κι όταν χρειάζεται συντήρηση έρχεται στο σπίτι ο ειδικός κι ο Santos είναι πάντα ΠΑΡΩΝ."Ο ΥΠΟΛΟΓΙΣΤΗΣ ΔΕΝ ΠΡΕΠΕΙ ΝΑ ΚΛΕΙΣΕΙ ΓΙΑ ΚΑΝΕΝΑ ΛΟΓΟ ΑΚΟΥΣ;",ούρλιαξε σε έναν που πήγε να τον κλείσει κάποτε για να αλλάξει ένα καλωδιάκι. "Κάνε ό,τι είναι να κάνεις με ανοιχτό τον υπολογιστή αλλιώς μην το κάνεις καθόλου"Αυτή την εντολή όποιος πήγαινε να την παραβεί δεν ξαναδούλευε εκεί. Παραδόξως, δεν ξαναδούλευε πουθενά.Ο David ξανάνοιγει μανιωδώς τον browser και γράφει άλλα 30 σχόλια από δω κι από κει. "Πάμε καλά, πάμε πολύ καλά...λίγος χρόνος χρειάζεται ακόμα....". Ξαφνικά ιδρώνει, "ΟΧΙ ΓΑΜΩΤΟ.....ΟΧΙ....". Αρχίσει ένα τρέμουλο που αυξάνει. Κρυώνει. Προσπαθεί με τη σκέψη να το απωθήσει...... "ΝΟ....ΝΟΟΟΟΟΟ......"Έχασε τον έλεγχο.Τρέμει, όλο και πιο έντονα, πέφτει κάτω και σπαρταράει....ο αφρός ξεχύνεται απ' τις άκρες των χειλιών, τα άκρα του λυγίζουν και αγκυλώνουν ανεξέλεγκτα, κιτρινίζει στα μάτια του το φως του πορτατίφ και κάπου εκεί τελειώνει η νύχτα του. ....................Το πρωί ξυπνάει μέσα στη γνωστή μυρωδιά των αφρών και των γαστρικών υγρών, ρίχνει λίγο νερό στα μαλλιά γύρω απ' τη φαλάκρα που έχουν μακρύνει υπερβολικά. Αυτό τον βοηθάει να νιώσει λίγο καλύτερα. Είναι κουρασμένος από τη μάχη με την επιληψία. Παίρνει μια άγευστη μπάρα συμπιεσμένων δημητριακών με γλυκόζη απο το ψυγείο και ξανακάθεται στον υπολογιστή. Το στόμα του βρωμάει από τον ύπνο και την κρίση. Προχτές έχασε κι άλλο δόντι. Την μασάει βιαστικά, ενώ τα υπόλοιπα δόντια του ματώνουν, την κρατάει στο δεξί και με το άλλο γράφει ακόμα ένα comment. Μήνες τώρα καταναλώνει μόνο τέτοιες μπάρες, τις παίρνει από τους καταδρομείς του Πορτογαλικού στρατού. Έχει έναν φίλο που δουλεύει εκεί, ο οποίος είναι κρυφός αντιμιλιταριστής blogger και του τις αφήνει τα μεσάνυχτα μέσα στο γραμματοκιβώτιο. Έχουν το μέγεθος ενός κινητού τηλεφώνου και θερμίδες όσες ένα γεύμα. Όταν τις τρως, αυτές ενεργοποιούνται από τα οξέα και τα υγρά του στομάχου και φουσκώνουν δίνοντάς σου την αίσθηση κορεσμού. Και κλέβεις χρόνο από το φαγητό. Έτσι κι αλλιώς δεν υπάρχουν απολαύσεις πια για το David Santos. Μόνο όταν γράφει κάποιο σχόλιο, έχει ένα μικρό ανεπαίσθητο οργασμό. Η λέξη φαγητό δεν του λέει τίποτα. Η λέξη έρωτας είναι μόνο για τα δήθεν ποιήματά του. Ανοίγει έναν φάκελο που έχει μέσα όλα τα πρότυπα των σχολίων που γράφει. Με τη σειρά, όπως το έχει μελετήσει. Ποτέ δε θα τα διαβάσει με τον τρόπο που θέλει να κάνει τον υπόλοιπο κόσμο να τα διαβάσει. Ξέρει πόσο επικίνδυνο είναι. Ανοίγει και το βιβλίο με την κωδικοποιημένη ασφαλή σειρά ανάγνωσής τους, για πιο σίγουρα. Αντιγράφει μερικά και τα επικολλάει. Νευριασμένος πληκτρολογει ταχύτατα σα μηχανή τα word verification και συνεχίζει.....Που και που κοιτάει και τη φωτογραφία στο προφίλ του. Ήταν η τελευταία φορά που θυμάται το δέρμα του να έχει χρώμα ανθρώπινο. Στο φωτογραφείο που την έβγαλε με τη μαύρη ζιβάγκο και το μαύρο παλτό ο φωτογράφος τον ρώτησε αν ήταν ιερέας. Τη χλευάζει. Είναι ευτυχισμένος που δε μοιάζει με το πιθηκοειδές γένος του πια.Πού και πού φοβάται και για την επιληψία του. Δε φοβάται το θάνατο, είναι αστείος ο θάνατος γι'αυτόν. Τρέμει μόνο τη μη εκπλήρωση της αποστολής του που θα τον καταδικάσει σε αιώνια κόλαση. Δεν τον έχει δει ποτέ γιατρός από τότε που άρχισε να αφρίζει ξαφνικά. Δε μισεί ωστόσο τον εαυτό του που αγνόησε τις προειδοποιήσεις της εταιρίας οθονών για τις πιθανές συνέπειες κατάχρησης των συσκευών της. Ο σκοπός του είναι πιο σοβαρός από μερικές μικρές ασήμαντες επιληπτικές κρίσεις.Διαβάζει στο χειρόγραφο αγαπημένο ημερολόγιό του, την προχτεσινή τελευταία του προσθήκη."Μερικοί μήνες ακόμα, ίσως δέκα, ίσως ένας χρόνος....ο νέος "Angels' phrenitis virus" θα 'χει διασπαρεί από το διαδίκτυο σ' όλο τον κόσμο. Δε θα τον πιάνουν τα αντιβιοτικά των υπολογιστών γιατί θα μπαίνει κατευθείαν από τις προτάσεις των οθονών στα μυαλά των ανθρώπων. Οι πρώτοι που θα προσβληθούν, θα΄ναι σύμφωνα με τους υπολογισμούς μου οι αναγνώστες που θα διαβάσουν με τη σωστή σειρά τα σχόλιά μου. Μετά η αρρώστεια θα σκορπίσει με άλλον τρόπο. Με το φιλί, την ανάσα, τη σκέψη. Θα αρκεί φέρεις κάποιον στο μυαλό σου κι αυτός αμέσως θα γίνεται φορέας. Και μόλις ο δύστυχος νιώσει κάτι δυνατό, ένα συναίσθημα, μια λαχτάρα ή μια απόλαυση αμέσως θα ασθενεί. Δε μπορεί κανείς να γλιτώσει.Θεέ μου!Είναι όλα μελετημένα τόσο τέλεια! ΝΑΙ ΝΑΙ ΝΑΙ ΤΕΛΕΙΑ!!!Ο αλγόριθμος δεν κάνει ποτέ λάθος. Τα μαθηματικά ήταν από πάντα καλώς ορισμένα! Η αρρώστεια που θα πάρει το όνομα του Δαβίδ του Αγίου θα "τελειώσει" αυτό το γένος. O Θεός, όρισε πως ένας άνθρωπος θα εξαφανίσει το ντροπιαστικό δημιούργημά Του, τον άνθρωπο. Άνθρωπος ήμουν κι εγώ όταν ξεκίνησα το θέλημά Του. Τώρα είμαι μόνο ύπαρξη στις υπηρεσίες Του. Όταν όλα θα ΄ναι εντάξει, τότε θα καθίσω κι εγώ ήσυχα και θα διαβάσω με τη σωστή θανατηφόρα σειρά τα σχόλιά μου ξανά και ξανά....Θεέ μου.....δώσε μου τη δύναμή Σου...."Διάβαζε εκστασιασμένος και αφροί άρχισαν πάλι να πέφτουν από το στόμα του πάνω στη σελίδα.....δεν τον ένοιαζε....γύρισε στον υπολογιστή και συνέχισε λυσασμένος να πληκτρολογεί:"Thank you for your comment, greetings from Lisbon"........θα έμενε ζωντανός πάση θυσία μέχρι το ΤΕΛΟΣ."Aυτός θα είναι μεγάλος, και Yιός του Yψίστου θα ονομαστεί. Kαι θα του δώσει ο Kύριος ο Θεός το θρόνο του Δαβίδ του προπάτορά του" (Λουκάς 1:32)

Posto isto, não há mais nada a dizer.

Há, há, o nome do Blog é "nahames nakanamoko"

19 maio 2007

Fumadores, atenção às multas!

Venho, desde já, avisar os meus amigos e visitantes não-fumadores de que este post poderá ferir sensibilidades mais apuradas... No entanto, desafio-vos a lê-lo e a dizerem de vossa justiça, doa a quem doer! Como devem calcular, pela imagem que escolhi para o meu perfil de anarquista, sou fumador: não de cachimbo, mas de cigarros. E devo confessar que, dada a minha provecta idade para estas andanças (45 anitos que já cá cantam), devia mas era ter juizinho...

Vem esta introdução a propósito da proposta de lei sobre o tabaco que o ministro da Saúde – essa figura governamental tão simpática aos portugueses – o Correia de Campos, apresentou na Assembleia da República. Segundo poderão constatar através desta notícia que publiquei no Contracorrente, de acordo com esta “brilhante” proposta, as multas aplicadas aos fumadores de tabaco serão mais pesadas do que as que estão em vigor para os consumidores de drogas ilícitas, como a cocaína ou a heroína!

Segundo esta original lei – tão ao gosto da Europa comunitária e dos States, refira-se – fumar em lugares proibidos obriga a uma multa que vai de 50 a 1000 euros. Por seu lado, a multa aplicada aos consumidores de drogas proibidíssimas, situa-se entre os 25 e os 403 euros. Grande diferença, não acham? Por acaso, não tenciono consumir heroína nem cocaína, mas até parece que compensa, sob o ponto de vista económico... Em suma, mais uma lei fascizante de um governo democrático-ditatorial.

(Publicado originalmente em O Anarquista, a 9 de Maio de 2007)

16 maio 2007

CANSAÇO


Estou cansada...

O dia acordou lindo, lindo demais para o significado que tem... Mas hoje, estou cansada e deixei a tristeza prender meu coração. E, apesar do sol brilhar, não encontro um sorriso que me alegre e me faça feliz.

Os pensamentos voam para quem eu amo mas que não mais está aqui... As memorias ficam mas vivas, mais sofridas, neste dia que não deveria ser dia! Afinal aqui dentro do
peito, as memorias são lágrimas, mesmo quando elas são bonitas...

Aqui deixo uma rosa para quem me deixou apenas a dor e a saudade...

Estou cansada... Por isso não vou escrever muito...

Apenas deixo aqui um beijo doce a quem me atura e tenta colocar um sorriso em meus lábios... Obrigada

12 maio 2007

SOLIDÃO


Tempo de Solidão
Eu tentei, querido, mas simplesmente não consegui Acabou. Não fui capaz de ser o teu amor, Com toda a minha alma e vontade procurei mudar e mostrar-te como te amava. Falhei por completo.

Cheguei ao fim. Vivi e amei como podia, e no entanto só conheço a solidão. Nunca conhecia outra coisa. Estou só, estou magoada, estou ferida de tanto amor. Estou exactamente como comecei, mas com o peso na minha alma de todos os dias que passei contigo e te aprendi a amar cada vez mais. Estou igual a mim própria. Aquela que estará sempre só.

Continuarei a amar-te. De cada vez que pensar em ti o meu coração encher-se-á de alegria imensa e de insondável tristeza, pois há muito que me esqueci da diferença entre esses dois lindos sentimentos. Invocar a tua memória e relembrar o teu carinho será amar-te mais um pouco. Nunca te deixarei. Nunca te magoarei. Nunca me esquecerei de ti. Nunca deixarei de ser a pessoa que sempre fui. E assim, nunca serei o teu amor. Nunca serei feliz.

Porque terei de sofrer assim? Estarei a pedir demais? Talvez tenha de me conformar à minha cinzenta vida e perceber aquilo que tenho de precioso. A felicidade não é senão uma medida de contentamento face a um oposto. Terei de me resignar em ser esse oposto e oferecer felicidade ao mundo por comparação.•
Oh, querido, meu amor, minha razão de vida, perdoa-me por todas as palavras nunca ditas, pela pessoa que tentei ser e não consegui, por toda a felicidade e amor que não te consigo dar. Sou demasiado pequena junto de ti e pensei que a minha desmesura de amor que por ti sinto poderia um dia vir a colmatar essa brecha de sentimentos. Querido, perdoa-me por aquilo que sou e nunca descobriste, pela ignorância em que vivi.

Isto é uma assunção de derrota. Não vou ser feliz.

Tempo de solidão, tempo de exílio.

Boa noite.

09 maio 2007

ACABEM!



Acabem as mordaças em seres calados
Até perante a ofensa,
Qual animal que não pensa
Por isso, são tão regrados.

Acabem as vendas em olhos fechados,
Cegos para o que os rodeia,
Envoltos na cega teia
Por isso, são tão regrados.

Acabem as amarras em condenados,
Serviçais de corpo e alma,
A quem a chicote acalma
Por isso, são tão regrados.

Acabem os tiques, inúteis, estéreis,
Curros e guias de débeis
Que nunca ousarão ir além.

Acabem! Pois castram a nossa essência
E numa afronta à decência,
Reduzem-nos a ninguém.

06 maio 2007

EXPERIMENTEM!



Não me peçam que fique sossegado,
Se em redor, nada convida à quietude.
Quem pensar que estou quieto só se ilude.
Já estarei morto. Só não fui enterrado.

Quando me virem quieto e já calado,
Se antes não disse, ou fiz tudo o que pude...
Cuidado!... Não vão ter uma atitude
Que me torne, sem querer, ressuscitado.

É que esta indignação que em mim habita
Dá-me força e poderes de mago ou bruxo
Que mesmo morto, ainda vive e levita.

E, com um pouco mais de sapiência,
Ainda invectiva, reage e estrebucha
Experimentem exceder-me a paciência!

05 maio 2007

MULHER


Mulher…
Que carregas no ventre o teu fruto
Que lhe dás o teu pão, o teu amor
A tua vida…
Que lutas, que sofres, que amas…
Que te maltratam, que te escorraçam
Que te matam!
Mulher…
Que és mãe, esposa, amante
Companheira…
Que labutas, que choras, que ris
Que não tens pão, não tens dinheiro
Mas tens dor, sofrimento, angústia
Desilusão…
Mulher…
Que queres vencer, queres amar
Queres aos filhos tudo dar…
Mas não tens casa
Não tens pão
Mas tens amargura, dor…
E frustração
Mulher pobre
Pobre mulher…
Que angustias por não teres
O pão para aos teus filhos dares!
Sofres a dor…de os ver morrer.

04 maio 2007

A VIDA



A vida passa por nós como uma aragem doce e carinhosa que nos vai fazendo crescer e ver que a vida foi feita para viver, com alegria, com amor, com paz!
Há dias em que tudo parece estar contra nós, há dias em que nos achamos perdidos outros em que nos encontramos, mas nesses momentos só precisamos de nos apoiar nas coisas boas e pensar que tudo não passa de uma fase!
Durante a minha caminhada no palco, na estrada da vida, encontrei obstáculos, encontrei dilemas, mas fui tentando ultrapassar, por vezes com ajuda, com pessoas que me amavam e de quem muito gostava de receber conselhos e apoio…ao longo da vida encontrei pessoas magnificas, a quem me dei, mas também recebi em troca o carinho de uma amizade, carinhos de uma vida que nunca o tempo vai apagar!
Hoje sou assim mais feliz, a minha vida transformou-se, encontrei quem me compreende e por quem me apaixonei, encontrei a vida que esperava e apaixonei-me por ela, pelas minhas coisas, pelas minhas palavras e sobretudo pela pessoa que amo neste momento e que quero para o resto da minha vida, tu meu cavaleiro andante que apareceste na minha vida como por magia e espero que envolto nessa magia continues meu e eu tua…
Em ti amor, encontrei a minha fase boa, o meu refúgio, nos teus braços me perdi em abraços, na tua pele me senti enfim, tua, nos teus beijos me senti achada e matei minha sede de amor…tu a minha fonte de alegria, a fonte onde vou matar a sede de amor, de carinho, de beijos e de tudo o que há de bom no amor entre duas pessoas…
De ti recebo, a ti me dou, contigo partilho o meu amor, e sinto que és tu quem me completa, és tu que em noites como esta me relembra a memória e sinto o cheiro, as recordações dos dias inesquecíveis e das noites mágicas vividas à luz da lua

Povo inocente

Derrubem os muros, mostrem a realidade, a corrupção, a vergonha,
não conheço palavra para definir esta liberdade.
Chega de fachadas, de escrever e falarem por meias palavras.
Tentam distrair-nos com novelas sem fim: A independente, a moderna, a casa pia, o apito dourada...quem afinal sai condenado?
Nós que pagamos impostos, para sustentar processos onde os réus, são todos inocentes, até que se prove o contrário...
Os anos vão-se arrastando, mas tudo fica na mesma, o que importa é entreter o povinho inocente...
Que ainda é crente, em agarrar o fio à meada de toda esta trapalhada.
A crise vai aumentando, enquanto isso, arranja-se mais um estratagema para mais um capítulo mal contado.
Assim o fardo fica menos pesado!




Conceição Bernardino

03 maio 2007

PRECISA_SE AMIGO


Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor… Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira-mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objectivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.”

Vinicius de Moraes

LUZ NA ESCURIDÃO



Quando sorrimos…
O nosso sorriso se espalha no ar
Contagiando a atmosfera
Dando-lhe alegria, e cor
Quando choramos…
O Mundo também chora
O nosso coração entristece
Há neblina dentro de nós
O Mundo…
Precisa de alegria e cor
De sorrisos abertos
Temos que fazer sorrir a tristeza
Dar luz à escuridão
Ser o oásis, neste deserto árido
Em putrefacção
Temos que ser a voz do silêncio
A aurora da esperança
Temos que ser a luz…
Na escuridão.

01 maio 2007

'Por Uma Europa Cultural'

Europa

Um dos maiores historiadores de sempre fala ao JL(nº 954) sobre o seu novo livro. A Idade Média Para Principiantes, uma síntese clara e concisa de um dos períodos mais importantes da Humanidade. Aos 83 anos, Jacques Le Goff continua lúcido, atento e interventivo.
E a defender uma Europa unida, não pela economia, mas pela Cultura.

'Deploro que a maioria dos políticos, homens e mulheres, ou não se interessem pela História e esta não seja contemplada nas suas ideias e acções, ou apenas retenham dela uma deformação de tipo nacionalista que é extremamente perigosa'

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas