01 junho 2008

SÓ TU DOCE CRIANÇA


NESTE DIA MUNDIAL DA CRIANÇA
DEDICO ESTE POEMA A TODAS AS CRIANÇAS DO MUNDO

SÓ TU DOCE CRIANÇA

Nas tuas mãos um papel
Pode ser de mil cores
Um soldado sem quartel
Ou um jardim com flores

Um avião que não pousa
Uma bala que não mata
Um cavalo sem arreata
Que não conhece senhor

Um irmão com quem tu brincas
À apanha, e ao pião
Um pão quente que tu trincas
Como só se trinca o pão

Pai que te faz companhia
Nos teus sonhos sempre belos
Uma mãe quente e macia
E que te afaga os cabelos

Tudo quanto a vista alcança
E possas imaginar
Que só tu doce criança
Consegues reinventar.

Mário Margaride

2 comentários:

victor simoes disse...

Viva Mário.
É nas crianças de hoje, que reside o futuro de amanhã. Que neste dia sejam lembradas,não só aos olhos de nós, mas também aonde aínda grassa a fome, a miséria, a guerra, a exploração do trabalho infantil, em toda a parte aonde aínda coloquem os direitos universais da criança em causa.

Um abraço

A. João Soares disse...

Lindo poema que faz renascer em nós a convicção de que todos os adultos deveriam, mesmo que por poucos instantes, ser crianças para praticarem o amor e esquecerem ódios, invejas e ambições destrutivas.
A inocência das crianças é um espelho em que nos deveríamos rever. Deveriam crescer com ideais puros para tornar o mundo melhor, mas, infelizmente, os exemplos dos crescidos não as incitam ao bem.
É nossa responsabilidade ajudá-las a tornar-se adultos responsáveis respeitadores e defensores dos Direitos Universais do Homem.
Cumprimentos
A. João Soares

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas