30 julho 2007

ESPANTE-SE INDIGNE-SE

Espante-se, indigne-se e passe a informação:



Em Portugal a interrupção voluntária da gravidez dá direito a 30 dias de
licença com 100% do ordenado!

Mas uma mulher que esteja grávida e que se veja forçada a ficar de baixa
antes do parto, sem este ser de risco, recebe um subsídio de 65% do seu
ordenado

Uma mãe que tenha de assistir na doença um seu filho menor recebe 65% do seu
ordenado ... extraordinário não é?

7 comentários:

avelaneiraflorida disse...

ou um filho que tenha uma mãe a seu cargo, por razões de saúde, perde a possibilidade de faltar para assistência à familia!!!!

País brilhante!!!!!Ainda querem que se promova a natalidade....

Zé Povinho disse...

Assim se fomenta a natalidade neste país que definha, devido aos seus líderes idiotas e sem pingo de bom senso.
Hoje ter mais do que um filho já pode serconsiderado um luxo...
Abraço

A. João Soares disse...

Cara Nati,
Somos um povo degenerado que aceita e acata políticos com acentuada insanidade mental.
Dizem que é preciso aumentar a natalidade, mas as medidas que estão a tomar com a maior insensatez representam incentivo e o convite ao aborto injustificado (apenas porque a mulher quer). E trata-se de mulheres incapazes de sentido maternal, ignorantes, desleixadas e moralmente descontroladas que não se deram ao cuidado de tomar as inúmeras medidas para evitar engravidar. São essas mulheres que merecem ao Estado todas as prioridades, com a passagem à frente de listas de espera de pessoas doentes, que não pagam taxas moderadoras e que espantosamente recebem subsídios.
Conclusão: mulheres jovens, copulem à farta, sem o mínimo cuidado e depois abortem, para que Portugal seja o maior entre os maiores na pouca vergonha.
Pergunto: que respeito nos merecem os políticos que temos???
Abraço
Do Miradouro

A. João Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia Ribeiro disse...

Não fazia a menor ideia... Fazer com que as mulheres tenham direitos SIM! Cometer injustiças destas? NÃO! :S

RB disse...

Há coisas fantásticas. Eu concordo com a legalização da IGV, mas num país com problemas de natalidade este encorajamento do aborto é constrangedor.

Beezzblogger disse...

Não fazia amínima ideia, que estupidez, isto vai lindo vai...

Abraços do Beezz

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas