06 outubro 2007

Como reconhecer um AVC e actuar

Isto é muito importante e pode salvar a vida de uma pessoa !
Isto pode ser útil:

Durante um churrasco uma amiga tropeçou e caiu no chão suavemente.
Ela garantiu aos presentes que estava bem (aos que se ofereceram para chamar por socorro) e que havia tropeçado no ladrilho por causa dos seus sapatos novos.
Os seus amigos ajudaram-na a levantar-se e trouxeram-lhe um novo prato de comida, enquanto ela parecia um pouco aturdida, tentando desfrutar da festa durante o resto da tarde.
Mais tarde o marido ligou para os seus amigos informando-os que a sua mulher havia sido levada ao hospital onde veio a falecer. Havia sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral) durante o churrasco.
Se o seu esposo e amigos soubessem como reconhecer um AVC, talvez hoje ela estivesse viva.

Reconhecer um AVC
Um neurologista afirma que se o chamarem dentro das primeiras 3 horas, os efeitos de um AVC podem ser revertidos totalmente. Afirma que é crucial diagnosticá-lo e prestar assistência ao paciente nas três horas subsequentes.

Lembre-se dos "3" Passos. Leia e aprenda!
Actualmente os médicos estabeleceram uma regra para reconhecê-lo mediante três simples perguntas:
1. Peça que a pessoa SORRIA.
2. Peça que a pessoa LEVANTE AMBOS OS BRAÇOS.
3. Peça que a pessoa PRONUNCIE UMA FRASE SIMPLES (Coerente)
(por exemplo . . . Hoje está um dia ensolarado)
Se ele ou ela apresentar dificuldades numa destas três questões, chame imediatamente o SOCORRO e descreva os sintomas.

Depois de descobrir que um grupo de voluntários que não são médicos podem identificar a debilidade facial, a debilidade motora dos braços e a debilidade na fala, os investigadores apelam ao público em geral para que aprenda estas três perguntas. Uma maior divulgação deste teste pode facilitar um rápido diagnóstico e tratamento do AVC e evitar danos cerebrais.
Um neurologista disse que se cada um de nós reenviar esta informação a 10 pessoas, pelo menos uma vida pode ser salva.

Seja amigo e compartilhe este artigo com o máximo de amigos possível, poderá salvar vidas.

Foi recebido por e-mail. Autor desconhecido

6 comentários:

avelaneiraflorida disse...

A divulgação de informação é um dever de todos nós!!!

BRIGADOS, por este post!

BOM FIM DE SEMANA!!!

A. João Soares disse...

Há pequenas informações que devem estar sempre na montra da nossa memória. Não devem ser guardadas em gavetas. Quando menos se espera, elas são necessárias para nós, para os familiares ou para quem se encontra próximo. Muitas vezes uma palavra, um gesto, uma ligação telefónica, podem salvar uma vida, um tesouro, uma preciosidade.
Abraço
Do Miradouro

Mário disse...

Éimportante, mas não devemos esquecer o onkectivo deste blog!

Abraço do Mário

Joana Dalila Santos disse...

Também recebi... é importante divulgar, mas prefiro nem pensar nisso...

A. João Soares disse...

Mário,
Faz, no seu comentário, referência ao «objectivo deste blog» (creio que é isso!). Fazendo uma pesquisa rápida aos posts aqui colocados desde Agosto de 2006, não encontro nada que conduza a uma obrigação de obediência a um objectivo que, aliás, não está definido.

Existe, isso sim, o lema «SEM AMARRAS» escolhido com a colaboração de todos os colaboradores. Este lema tem sido respeitado, com algumas excepções de intolerância, arrogância e vaidade que estão subentendidas no post de Beezzblogger de 3 de Outubro com o título ALGUMAS QUEZÍLIAS.

Para ser estabelecido um objectivo e obrigar todos os posts a inscreverem-se nesses limites, seria necessária uma comissão de censura prévia!!! O que não seria o agrado de ninguém.

Mesmo, sem tais restrições, o blog parece estar moribundo: Em Outubro até à hora em que escrevo este comentário, no dia 10, foram publicados apenas 10 (dez) posts, sendo 6 (seis) de um colaborador, 3 (três) de outro e 1 (um) de outro, apesar de na lista de colaboradores constarem 28 nomes!!! Imagine o que será este blog se se impuserem restrições tais que inibam a publicação de posts como este, que tem a utilidade de alertar para a reacção rápida a um AVC, por forma a evitar as suas más consequências.

Talvez eu não tenha compreendido a sua intenção, e se assim é, peço que seja mais claro.

A. João Soares disse...

Cara Joana Dalila,
Compreendo a sua sensibilidade. Mas o saber não ocupa lugar e não estamos livres de assistir a algo parecido com um início de AVC e, se soubermos ajudar, podemos salvar uma vida.
Dicas como a deste post devem ser largamente divulgadas.
Abraço

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas