24 junho 2007

A "CHULICE" O GAMANSO, CONTINUA...


Vou iniciar aqui, uma saga, dos "Boys & Girls", que vão sendo nomeados, só porque possuem o tal cartãozinho de militante do PS, ou pura e simplesmente, porque são filhos e afilhados dos nossos corruptos políticos da treta. Deviam ser nomeados pelo mérito e pelo saber, é isso que se pede a um governo que queira levar o país para a frente, não para levar os filhos e afilhados, para a frente.

1. Sabem em que consiste a "manutenção" do site do ministério da justiça? Não? Ok! Eu esclareço: trata-se de actualizar conteúdos, um trabalho que provavelmente muitos dos v/filhos fazem lá na escola ou em casa "com uma perna às costas". Por falar em "costas" acham que o ministro Costa recorreu ao ATL e pediu um puto qualquer para tratar do assunto? Não! Trata-se de uma tarefa altamente técnica que justifica uma remuneração de 3.254,00 euros.....mais o subsídio de almoço, claro!!!

2. E sabem quem tem o perfil adequado a essa extremamente especializada função? Não? Ok! Eu esclareço. Trata-se de Susana Isabel Costa Dutra. Susana Isabel Costa Dutra, é (por um simples acaso!!) filha do ministro Alberto Costa.

Et OUI, VOILÁ! POUCA VERGONHA A QUANTO OBRIGAS, MAS A MIM NINGUÉM ME CALA!!!

8 comentários:

david santos disse...

Esses (...) ainda andam à solta?

Deixa lá! É à vontade do povo...

É pena, essas e outras serem a causa de tanta miséria.
É que para esses terem uma barriga de pão alheio tão cheia, há quem já não tenha barriga.

Contudo, continuo a ser politicamente incorreto. O povo, mesmo o mais miserável, é quem escolhe.
O povo, não tem tido os governos que lhe interessa. Tem tido os governos que lhe serve.
Por isso, ainda que pareça mentira, está tudo bem.
Os vontantes deste País nunca escolheram um governo que soubesse governar e que governasse para todos. Tem, isso sim, escolhido um governo que lhe sirva.
Para um bom entendedor, meia palavra basta...
É que se escolher um governo que governe para todos, talvez o que está acontecer com o fundo de desemprego, não possa acontecer. Por isso, os votantes escolhem conforme os (vícios) que tem. É que se escolherem outros, talvez a corrupção que eles vão praticando também se acabe. Por isso, cá para nós que ninguém nos ouve, os lamentos são milhões, mas os votos dos lamentadores em partidos que querem um Portugal sem corrupção, são dezenas.
Já não acredito em lamentações. É que eu conto os votos...

Boa Bezz. Não devemos parar. Mas devemos acusar quem nos anda a enganar. E os votantes andam.

Pelo menos até agora tem sido o que eles têm escolhido. Por isso, é por que lhes serve.

Abraços.

Ontem não houve tempo para te encontrares connosco, mas estar toda a tarde a carregar-nos de Mails, já houve tempo com fartura!
Até sempre.
Pega nesta e vai para o São João!

lucia duarte disse...

isto é uma vergonha para um país onde ainda existe tanta miséria.
mas penso exactamente como o david - foi o povo que os escolheu e, provavelmente, voltará a fazê-lo!

Joana Dalila Santos disse...

Não, a culpa não é do povo. O povo não sabe o que realmente se passa. Há toda uma máquina propagandística que mente, esconde e disfarça muitos aspectos importantes. O povo é levado a agir de determinada forma, sem sequer perceber. As diferenças com o "antigamente2 nem são assim tantas. Talvez a única diferença seja mesmo a subtileza perigosa com que as coisas agora são feitas.

david santos disse...

Não retiro uma vírgula ao que acabas de dizer, Joana. Estou totalmente de acordo contigo. Mas vou-me deixar de chamar aos votantes incautos. Eles sabem o que querem.
A pequena corrupção reina por todo o lado. Não vou mais em "balões".
Eles sabem que se alterarem o voto noutro sentido, pode aparecer quem acabe com todo o tipo de corrupção.
Por isso, eles sabem o que estão a fazer. Estão a votar em quem lhes interessa. Claro que o que dizes também é verdade. Mas na altura de ir votar, eles dizem-te o que são. Os votantes, para mal dos nossos "pecados", já torneiam a legalidade como os grandes corruptos, em números inferiores, mas já sabem dar as mesmas voltas. Nem todos, claro, mas muitos. Por isso, eu estar de acordo contigo.
Sou como a Lúcia. Eles não alteram. Por quê? São estas coisas que já me andam a criar confusões há muito tempo. Os desempregados e outros que deviam estar do lado da verdade, não saem para a rua constestar as leis que os prejudicam. Calam-se, bem calados, como a grande burguesia, e tentam tornear as leis. Vou-te dar um exemplo, esta dos desempregados estarem a pedir baixa para não procurarem as ditas justificações, é uma aberração. Eles deviam era andar na rua a constestar a lei, mas não, escondem-se. Outro exemplo, bem esta é de bradar aos céus, é só para veres o quanta maldade há no seio daqueles por quem muitas vezes lutamos. Um casal de viúvos, para não perder o direito ao subsídio de viuvez, foi casar a Espanha. O que é isto!? Sabem muito... não sabem é seguir uma vida de boa conduta. Isto é que eles não sabem. Nós estamos sempre a ter aprender.
Parabéns.

greentea disse...

et voilà...simplex, so easy....

para eu ganhar 3500 euros tenho que me esfolar a valer e é preciso que mos paguem e é incerto que receba a dobrar em Junho e Novembro...
assim vai o País...

disse...

Antes de mais parabéns pelo blog!
Continue com o bom trabalho!
Convido-o agora a visitar:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Futebol e política num só!
Actualizações diárias!
Já agora se quiser adicionar à sua barra de links laterais esteja à vontade para o fazer!
Obrigado!

formigapreta disse...

Eis um indício do novo "sucialismo":quem tem unhas, transforme-as em garras e enfie-as no herário público.


Bem haja pela denúncia.

David (DeltaFox) disse...

Epá, assim se explica a razão do aumento dos impostos...

Têm de ir buscar o dinheiro a algum lado, que seria da senhora sem subsidio de almoço ??

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas