01 agosto 2008

Os computadores Magalhães podem ser pedidos a partir de Setembro, através da Internet, depois de recebidos os códigos emitidos com base nas matrículas

O Magalhães, o primeiro computador portátil feito em Portugal, quer entrar nos lares de cerca de 500 mil crianças do ensino básico, mas a ambição dos seus fabricantes vai mais além. O objectivo do consórcio JP Sá Couto e Prológica, que, em parceria com a norte-americana Intel, vai produzir os primeiros portáteis nacionais a partir de uma fábrica em Matosinhos, é exportar a tecnologia e os equipamentos para o mundo.
Em Setembro, vão começar já a sair os primeiros computadores portáteis portugueses da fábrica de Matosinhos directamente para as mãos de alunos entre os seis e os 11 anos. Segundo anunciou ontem o primeiro-ministro, José Sócrates, na apresentação do Magalhães, cerca de 500 mil computadores vão ser distribuídos aos alunos do primeiro ciclo ao longo do próximo ano lectivo.
Fonte do Ministério da Educação explicou à Lusa que os códigos serão entregues às famílias pelas escolas e que a requisição do computador é feita através de um formulário preenchido na Internet.
O computador portátil com acesso à Internet terá um custo máximo de 50 euros e será distribuído no âmbito do programa "e.escolinha".
O computador será gratuito para os alunos do primeiro escalão da acção social escolar e custará 20 euros para as crianças do segundo escalão da acção social escolar.
Para os alunos que não são abrangidos pela acção social escolar, o computador Magalhães custará 50 euros.
http://www.educare.pt/educare/Educare.aspx
Aqui está uma boa noticia, das raras, e também sem dúvida um mérito a atribuir a este Governo, que também é coisa rara. Tarda mas avança, e estamos de facto a colocar em marcha, um projecto ambicioso e com toda a certeza, trará muito de bom! No aspecto do bom e imediato, a criação de mais empregos, e aí a cidade de Matosinhos, verá o numero de desempregados diminuir. Outro aspecto positivo será de que não teremos de importar, como poderemos exportar os nossos computadores Magalhães.
O único lado nebuloso desta história, é que nós portugueses, não tivemos conhecimento de qualquer concurso público, com vista a adjudicar esta empreitada... suponho que o motivo, seria o da surpresa, que o sr. Primeiro Ministro queria fazer a todos nós portugueses. Não esquecendo que o segredo é a alma do negócio e os Chineses já andavam a anunciar, vender computadores portáteis a 100 Euros, para rebentar com o mercado na Europa.
Agora também não percebi bem as mentiritas, em anunciar como um projecto português, que irá incorporar 99% made in Portugal.


"Tirando o nome, o logótipo e a capa exterior, tudo o resto é idêntico ao produto que a Intel tem estado a vender em várias partes do mundo desde 2006. Aliás, esta é já a segunda versão do produto.
Este computador ultraportátil já está à venda em vários países, inclusivamente o Brasil, mas nem sempre é conhecido pelo mesmo nome.

A ideia não é portuguesa, mas irá dar postos de trabalho na montagem dos componentes. Também permitirá manter bem viva a acção das empresas de comunicações, que irão fazer mais alguns milhares de contratos de acesso a Internet.
Na Indonésia o «Magalhães» é conhecido pelo nome de «Anoa», na Índia é o Mileap-X series, na Itália é o Jumpc e o no Brasil é conhecido por Mobo Kids. O Governo do Vietname percebeu o sucesso da oferta e já o colocou nas escolas a preço reduzido. Uma ideia agora adoptada por José Sócrates.
Intel como conselheira tecnológica
Aliás, ao contrário da pompa e circunstância difundida pelo Governo, a notícia teve um outro impacto a nível internacional, sendo considerado um grande negócio para a Intel na guerra pela liderança no mercado dos Netbooks com a rival OLPC (One Laptop Per Child ¿ Um Computador Por Criança).
Segundo a porta-voz da empresa, Agnes Kwan, para além da maior venda de sempre destes computadores, a Intel passará a ter direito de conselheira tecnológica do Ministro Mário Lino, que está a liderar o programa. A mesma porta-voz diz que estes computadores (Classmate PC) já estão presentes em mais de 30 países, relata a agência Associated Press.

Exportação?
José Sócrates pretende exportar este produto, se possível para a América Latina, África ou Europa, mas isso só será possível depois da concepção para Portugal. Segundo Craig Barrett, presidente do Conselho de Administração da Intel, em declarações à SIC, existem outros países interessados em montar o Classmate PC no seu país, como acontece no México e no Brasil. Isto sabendo que a Intel já tem uma fábrica na Irlanda.
Quanto a investimento, não há dúvida: «A Intel não gastou nada, contribuirá com o conhecimento». O dinheiro saiu todo do lado português, com a intenção de vir a potenciar a fábrica de Matosinhos, sendo que no início apenas 30 por cento da tecnologia incorporada é nacional mas até final do ano será 100%, tirando o microprocessador da Intel.
" in diario iol.pt
Bem, lá que é um grande negócio é.....!!!!!!!!!!
"São 500 mil portáteis disponíveis para as crianças dos seis aos dez anos. Um agrado para os mais novos, que com certeza também satisfará os pais."


9 comentários:

victor simoes disse...

Caros amigos, alguem me sabe dizer porque será que não estou a conseguir abrir a Voz do Povo, com o internet explorer? Só consigo abrir com o Mozilla Firefox!
Nunca tal me tinha acontecido.

Um abraço

A. João Soares disse...

Caro Victor Simões,
Tem me acontecido nos meus blogs coisas semelhantes, devido a conflito entre o código de texto extensível e outros códigos de formatação. Aqui não se trata desse código, porque o texto é integral. Mas há sem dúvida um conflito entre códigos.
Como e o administrador, pode resolver da seguinte forma sem estragar os posts: Estando no Mozilla Firefox, comece pelo mais recente, vá ao blogger em (Editar) modo REDIGIR copie o conteúdo do texto, passe para EDITAR HTML, seleccione tudo, cole. Depois passe para REDIGIR e introduza as formatações que desejar, e publique.
Se o problema ficar resolvido (verificar no Internet Explorer), o mal estava nesse post.
Se não ficou resolvido, faça o mesmo para o post seguinte e, assim para os outros até deixar de haver problema.
Depois por e-mail conte-me o que se passou.
Abraço
A. João Soares

A. João Soares disse...

Caro Victor Simões,
Depois do comentário anterior fui ver o que se passa com os meus blogs onde tenho o mesmo post «Magalhães , negócio pouco claro» e está a acontecer o mesmo. Talvez seja a Internet a querer que não se fale neste caso!!!
Abraço
A. João Soares

A. João Soares disse...

Caro Victor Simões, Isto acontece em cinco dos sete blogs em que faço postagens, e não encontro um factor comum.
Há outros blogs em que acontece. Portanto, não vale a pena matar a cabeça a tentar resolver dentro dos blogs, pois deve ser uma causa externa. O que será? censura?, Restrições ao direito de opinião e de expressão?
Sugiro que se vão espalhando comentários pelos blogs a alertar para este facto e sugerindo que se utiliza o Mozilla Firefox.
Abraço
A. João Soares

david santos disse...

Comigo aconteceu o mesmo de manhã. Agora está tudo bem. Mas não sei o que se passou.

Quanto ao post, eu estou muito contente. Pois gosto de ver as crianças a desenvolver as suas capacidades.

Já é a segunda vez, nestes dias, que concordo com o Sócrates. Vamos ver daqui em diante.

David Santos

victor simoes disse...

Desde já muito obrigado pelas dicas. Mas aínda não sei o que se passou, não era só na Voz do Povo o problema,mas em alguns blogues!
Com o Firefox, não se passava nada.
Neste momento estátudo OK, pena que alguns leitores não conseguiram abrir o blogue... já está resolvido.

victor simoes disse...

O caso do Magalhaes ( Computador ), é nitidamente uma situação de aproveitamento político. A quem vai encher os bolsos, a gente aínda não sabe, mas saber-se-á! As operadoras de redes móveis, são as mais beneficiadas, a Intel agradeçe, a Sá Couto também... e os politicos somam pontos, em especial Sócrates.
Em minha opinião, o Sr. Primeiro Ministro José Sócrates desta vez, merece os parabéns vendeu bem o produto e a ideia, mostrou que entende de marketing de massas.
Está de parabéns, porque apesar dos contornos pouco claros desta negociata, está a levar por diante um projecto que fazia falta a Portugal. A aposta neste plano tecnológico,e a sua implementação tem mérito!
Mas que é um grande negócio é! Como aqui os ganhos são repartidos, os miúdos poderão ter computador, e beneficiará Portugal com este combate à info-exclusão! O que se traduzirá num futuro próximo a mais e melhor acesso à informação.
Parabéns, José Sócrates.

A. João Soares disse...

Blogs bloquedados pelo Internet Explorer

Desde as últimas horas de 1 até à tarde de 2, os utilizadores do «Internet Explorer» não tiverem possibilidade de acesso a muitos blogues. Como utilizo, normalmente o «Mozilla Firefox» de maior superioridade e fiabilidade, e obtém-se gratuitamente, raras vezes me apercebo destas debilidades do IE.

Recomendo a todos a instalação deste browser, para o que basta escrever Mozilla Firefox no Google, pedir para pesquisar e depois seguir as indicações para instalar o browser. As pessoas devem defender-se e optar pelas melhores soluções.

Cheira-me a que esta interrupção do acesso aos blogs pode ter sido um treino de submissão à política para quando receberem uma ordem semelhante à que agora foi dada na China, consigam bloquear todos os blogues de que não gostem.

As chamadas liberdades de opinião e de expressão não são para confiar incondicionalmente. Toda a propaganda que anda a ser feita contra a violência, a criminalidade, etc, serve apenas para as pessoas acabarem por aceitar cerceamentos de liberdade e aumentos da videovigilância e de outros sistemas de controlo, isto é, para implantarem um sistema baseado no Bigbrother, imaginado por George Orwell e descrito no seu livro «1984».
Nada acontece por acaso.

FMS disse...

Já mão uso IE há 5 anos...

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas