26 agosto 2008

SÓ PARA RECORDAR.

Hás uns meses, não tenho a certeza de quantos, eu escrevi aqui que o terrorismo norte-americano, nomeadamente, o terrorista Bush, ainda ia deixar a Europa em “maus lençóis”, com uma guerra. Não disse, pois não tinha a certeza, quem seria a vítima. Aliás, o título do texto era mesmo este: “QUEM SERÁ A PRÓXIMA VÍTIMA?” Contudo, fui adiantando a hipótese de uma qualquer República da ex União Soviética. «Nada mais certo». Também tive o cuidado de dizer para que os lacaios do terrorismo norte-americano, concretamente, alguns governantes europeus, pensassem bem naquilo em que nos poderiam meter. Guerras não são brincadeiras. Somente terroristas como Bush e seus pares as desejam. Hoje, passados os tais meses, a Rússia, potência nuclear, acaba de reconhecer a Ossécia do Sul e não Ossétia como alguns teimam em chamar-lhe, mais a Abcásia, como países independentes. Uma cópia fiel daquilo que os terroristas ocidentais fizeram no Kosovo.
Fui muito criticado. Até por pessoas de quem nunca lhes soube o nome, tais eram as aberrações e anonimatos que na altura surgiram de alguns lados. E agora, como vai ser?
Meteram-nos ou não nos meteram em maus lençóis? A Rússia não é o Iraque. A Rússia não é a Sérvia. A Rússia não é um campo de pasto para mercenários americanos pastarem.
Espero que tudo corra bem, mas aquele bandido, Bush, de certeza que ainda vai deixar muita “água a ferver”. Espero, também, que os lacaios europeus não nos metam em aventuras em obediência ao bandido que até aqui os comandou. O desrespeito pelos tratados por parte do governo georgiano e a chacina por ele causada, não foi obra do acaso. Foi o pulsar do terrorista Bush que quer ainda ir mais longe. Ao governo da Geórgia, ele enganou. Mas à Rússia, penso que não irá enganar.

David Santos

3 comentários:

Bill Stein Husenbar disse...

Caro David, as relações internacionais entre o Kremlin e Washington nunca foram as melhores. Mas rebentou a guerra e imediatamente a Geórgia deixou um aviso aos americanos: que teria que retirar tropas do Iraque para os mesmos voltarem à Geórgia e defenderem o território. Obviamente que os americanos ficaram preocupados e não perderam a oportunidade de mostrarem à Russia que ali estão. É uma espécie de dois em um: mostrar que defendem a Geórgia e deixar um aviso aos rivais russos. Como isto vai acabar? É uma incógnita mas esperemos pelas eleições americanas e pode ser que algo mude... para melhor.

Um abraço.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

david santos disse...

Olá, Bill!
Eu também queria que o teu optimismo actual viesse a ser uma realidade no futuro. Mas, como tu sabes, o terrorismo americano, concretamente Bush, tudo irá fazer para que a Europa não fique em paz e não olha a meios para conseguir tais fins. Já o sistema antimíssil na Polónia foi uma provocação para que tudo continuasse em alvoroço depois da saída daquele bandido. Depois o Kosovo. Agora, e só para já, é povo da Geórgia que foi traído por um governo que se deixou ir no barco do bandido Bush que não tem respeito por ninguém. Mas espero que os teus pensamentos de agora venham a ser uma realidade para o futuro. Contudo, não podemos esquecer que, quer na Ossécia do Sul, quer na Abcásia, é assim que se escreve e não como vemos em alguns órgãos de comunicação, a população é na ordem dos 95% russos. Mas de uma coisa, eu não tenho dúvidas: são parte integrante da Geórgia, embora esses povos não tenham nada em comum. Os primeiros são oriundos duma mistura que vai desde russos, a sua grande maioria, mongóis, caucasianos até tártaros etc. os segundos; desde russos, abágios dos romanos e os abágios actuais, outrora nómadas e salteadores. Hoje as coisas não se passam bem assim, mas as marcas estão lá. Agora podemos considerá-los povos cultos, humildes mas, também, guerreiros.
De qualquer forma, foi o governo da Geórgia quem criou a confusão a mando do bandido Bush e de alguns dos seus lacaios europeus. Agora vamos ver como tudo irá acabar. Queria que tu estivesses certo. Mas será que Obama vai ser o próximo Presidente da USA? E Obama será o homem que todos nós esperamos dele?
Abraços.

David Santos

Beezzblogger disse...

Não, desculpe, amigo David, mas não. O Obama será mais um, se for eleito, e será mais um a favor dos ISRAELITAS, e aqui reside a principal questão. Quem fabrica armas, e detém as patentes do armamento Norte-Americano? Quem tem os bancos a falir em flecha nos EUA? Quem manda em 7% da produção petrolífera mundial???

Bem são todos os mesmos, ISRAEL!!!

Enquanto ISRAEL, cometer actos de puro terrorismo no mundo, contra muçulmanos, e outros, neste caso na Geórgia, o dedinho ISRAELITA está lá, este mundo será cada vez mais na mesma e para pior, de nada adianta OBAMA, McCAIN, CLINTON e outros nomes ou homens que sejam, todos pensam pela mesma cabeça, e quando começarem a pensar pela deles, se começarem, acabam como o JFK...

Abraços do Beezz

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas