12 setembro 2008

HAJA CORAGEM...



Hugo Chávez manda os norte-americanos ‘al carajo’
«¡Váyanse al carajo, yanquis de mierda, que aquí hay un pueblo digno», afirmou Chavez publicamente. Além de insultar os EUA, o presidente venezuelano expulsou o embaixador de Washington num gesto de solidariedade com a Bolívia, e disse mais, mostrou solidariedade com todos os povos oprimidos pelos EUA, e o seu imperialismo

14 comentários:

david santos disse...

Bem, algumas palavras, ele podia utilizá-las em termos mais diplomáticos. Ele tem que se lembrar que não é o David Santos ou o bezz, é o Presidente da Venezuela. Sabemos que os governantes da USA são uma merda e uma seita de terroristas, isso sabemos e é verdade. Só que o Presidente da Venezuela, Hugo Chaves, tem obrigação de encontrar outros termos para dizer as mesmas coisas. Essa de “mierda” e “al carago” podia deixar ao nosso cuidado.
Quanto ao resto, ele, Hugo Chavez, demonstrou mais uma vez ser um verdadeiro revolucionário, patriota e solidário. Moralez, presidente da Bolívia, bem pode considerar-se um homem que tem verdadeiros amigos, pois Hugo Chavez não é um parasita qualquer. É um homem do tamanho do Mundo. Embora aquele português, aliás, venezuelano acelerado, não nos mostra, aparentemente, ter muito cuidado com a língua. Bem, também temos que ter cuidado com aquilo que a imprensa portuguesa nos escreve ou nos mostra, porque eu já li quer em blogues quer em outros meios de comunicação venezuelanos todo o discurso de Hugo Chavez e ele vai muito mais longe e com coisas bem ditas e sem frases "avenezueladas", mas disto a imprensa ocidental ainda não disse nada. Não devemos esquecer ainda, o significado que os latino-americanos dão àquelas palavras. Não têm, nem de perto, nem de longe, o mesmo significado que têm para os portugueses. Mas não são palavras eruditas, lá isso, não são.

Viva Hugo Chavez!!!

Vivam todos os homens que se levantam contra o terrorismo norte-americano!

Viva a Paz no Mundo!

Abaixo o terrorismo!

David Santos

lumadian disse...

Este individuo é um lunático, ordinário, descendente de uma cultura pobre em inteligência e educação. O que ele quer e o que os restantes querem já nós sabemos bem. Muito sinceramente em ignoro este tipo de gente que se gaba de ser isto e aquilo e quando vamos a ver são piores que os outros. A ele é que eu o mandava Al carajo!

Beezzblogger disse...

Desculpe meu caro Lumadian, mas se ele é lunático, o George W. Bush e os seus capangas serão o Quê? O terrorismo Norte-Americano tem de ser travado, e este ainda consegue dizer a viva voz, BASTA!!!

A revolução está em marcha.

Abraços do Beezz

Ludo Rex disse...

Haja coragem da Ameriaca Latina se libertar do jugo dos EUA
Haja Coragem!
Um Abraço

lumadian disse...

Não estou a defender os americanos, muito menos o Bush. Espero sinceramente que Obama seja o próximo presidente dos estados unidos. Agora, por amor de Deus, este tipo, tal como tantos outros provenientes da América latina deviam estar calados se olharem para todo o passado e para aquilo que fazem! Pena que na maioria das vezes digam uma coisa e falem outra, mas cá também há disso, não são é tão lunáticos nem ordinários.
Já todos vimos que este tipo de comentários são a única forma de ele aparecer!
Não existem países perfeitos, nem pessoas perfeitas, nem politicas perfeitas, mas mais cego é quem NÃO QUER VER!
obrigado.

Beezzblogger disse...

Não, mais uma vez, não posso concordar, ou então sou levado a crer que o que o meu amigo diz é por pura falta de informação.
Quem é que andou anos a fio a vender armas às FARC? Foi o Chavez? Não, foram os EUA.

Quem é que andou anos a fio a vender Armas ao exército Chileno (Pinochet) Para este se revoltar contra Salvador Alhende? Foi o Chavez? Não Foram os EUA.

E Na Geórgia, também andaram a meter o bedelho, só que saiu-lhes o tiro pela culatra. Muito mais lhe conto se quiser, mas para mim, e para muitos mais felizmente, os EUA são a causa de todos os males neste nosso mundo com a sua sede imperialista de controlar tudo e todos. E quer se goste ou não de Chavez, ele fez uma coisa absolutamente extraordinária sem precisar destes discursos inflamados como diz, para aparecer, e sabe qual foi? UNIU A AMÉRICA LATINA.

Passe bem, e obrigado por nos visitar.

Beezz

lumadian disse...

Quantos países neste mundo não vendem armas?
Jamais poderei concordar com as suas ideias, tal como você não irá concordar com as minhas, ambos temo pontos de vista diferentes.
Mas eu tento ver coisas novas, diferentes, por isso visito este blog com alguma frequência.
Acho que é um óptimo blog pela forma como é feito, mas tem um angulo de visão muito reduzido porque apenas vê para um lado.
Abraço e
Continuação de bom trabalho.

Beezzblogger disse...

Pode ser caro Lumadian, que se calhar fazia falta uma outra visão, como diz, mas não creio, e os colaboradores deste blog, são de opiniões diversificadas, todos eles tem a sua opinião, embora eu, você ou outro qualquer não sejamos obrigados a concordar. Mas com factos concretos, temos de dar a mão à palmatória, porque ninguém no mundo, como diz, trafica tantas armas como os EUA, ou então, volto a dizer-lhe que não está bem informado, a galinha dos ovos de ouro dos EUA são duas:

- ARMAMENTO
- PETRÓLEO

Se alguém ousa-se, e ousa muitas vezes, mas são mortos à nascença, em traficar armas, logo logo os EUA criariam uma maneira de cortar esse feito. Olhe-se o caso do IRÃO, a Corea do Norte, já para não citar mais, pois a lista seria longa. Não é que eu concorde com o tráfico desses países, mas também não concordo com o absolutismo Americano, nem com a sua arrogância.

Por tudo isto, vejo que é um apoiante acérrimo dos EUA, e respeito-o por isso, mas tenho pena que quando abrir os olhos seja tarde de mais. Eu já não me iludo com esses canalhas.

Passe bem e seja sempre bem-vindo.

Abraços do Beezz

Zé Paulo disse...

Afirmações como Hugo Chávez uniu a América Latina é querer criar um mito à força.
Nesta questão da Bolívia, o Chávez ficou tão preocupado com a boa performance democrática do colega Morales, que quiz aparecer mais do que o próprio facto, e para isso teve,de novo, fazer um papel ridiculo e insano,usando termos que têem sim, aqui na América Latina, o mesmo peso que tem para a ligua portuguesa, em Portugal, no Brasil, em Moçambique ou em outro Palop.
O Chávez falou um monte de besteira, além desse discurso que os militares bolivianos, que se mantêm apoiando Morales, mandaram um recado ao Chávez que não vão aceitar um único soldado de outro país em solo da Bolivia. Isto porque o Chávez, metido a Xerife, em um outro discurso, disse que mandaria o exército venezuelano para Bolivia se houvesse uma tentativa de golpe naquele país ou se matassem Morales.
Um pouco mais da minhavisão sobre esta questão, aqui: http://lanternaacesa.blogspot.com/2008/09/morales.html

Zé Paulo

Beezzblogger disse...

Pois, mas meu caro Zé Paulo, perfiro 10 Hugo Chavez, do que meio George W. Bush. E sabe porquê? É fácil, À muita hipocrisia dos EUA, e o Chavez não é perfeito, mas o bush e aa administrações americanas, à excepção da do JFK, foram todas deficientes até aos dias de hoje, por isso lhe limpara o sarampo.

Podem haver mil Chavez "insanos", que nunca serão piores que os EUA (administração) semeadores do terror, e das guerras no mundo.

Cts do Beezz

Zé Paulo disse...

Beezz,

Na verdade, não quero nem o Chávez nem o Bush a 100.000 km de distância!

Um abraço para si.

Zé Paulo

david santos disse...

Olá, Zé Paulo.
Estive a ver o seu blogue e cheguei à feliz conclusão de que não era um anónimo, tem nome, tem residência e tem País: o nosso glorioso Brasil. Caso assim não fosse, eu não estaria aqui a conversar com o meu amigo. Assim, tenho o maior prazer.
Quanto às palavras que diz terem o mesmo significado em toda a (americalatina), tem que me desculpar, mas não está certo. Aquelas palavras, em Espanha, por exemplo, País onde tenho passado grande parte da minha vida, nem uma nem outra palavra quer dizer nada. Nos cá em Portugal, em muitos poucos casos, damos-lhe importância, mas vós, aí no Brasil, só em casos de muita excitação é que lhes dais importância. Por isso, embora aquelas palavras nos aparente alguma rudeza, elas são nada. Mas não são nada em todo o mundo onde elas se dizem. Não lhe vou dizer que vá ver aqui ou acolá, porque sei que tem educação e preparação para saber que o que eu estou a dizer é verdade.
Quanto ao Chavez, está tudo dito: eu tenho uma opinião e o meu amigo tem outra. Nada a fazer. Já quando fala de Moralez, desculpe que lhe diga: é uma irresponsabilidade. Como se pode apoiar o terrorismo norte-americano, quando este quer derrubar um Presidente eleito com 64% dos votos do povo boliviano?
Neste aspecto, Zé Paulo, acho que a sua opinião é terrível! Muito má!
Pois apoiar Bush, que foi eleito fraudulentamente, como tenho a certeza que também sabe; e querer que um governo eleito com 64% dos votos do seu povo seja derrubado com o apoio do terrorismo norte-americano, desculpe, o meu amigo está muito errado. E mais: está esquecido da ditadura no seu próprio País, o Brasil. Que como sabe, nós portugueses, todos, penso que sem excepção, adoramos o Brasil.
As opiniões, ainda que contrárias de cada um, têm o valor que têm: zero. Mas a Democracia e a ditadura, não. Estas são coisas muito sérias.
Abraços.

David Santos

Zé Paulo disse...

Prezado David,

Não sei o caso da Espanha. Falo do Brasil, Portugal, Moçambique e outros Palop's que são os ambientes que conheço. Outros Palop's, por afinidade, como por exemplo ser casado com uma angolana. Moçambique, por lá ter nascido, Portugal, por ter a nacionalidade portuguesa, Brasil, por aqui viver desde 1975. As palavras "caralho" e "merda" têm sim o mesmo sentido, mas claro que elas têm o valor que lhes damos, pelo tom, pelo o que podemos querer transmitir. Posso até chamar a um querido meu irmão de "fdp" porque ele me deu um presente inesperado, e nesse caso o fdp será bem recebido pelo mesmo. Mas o "caralho" e o "merda" do Hugo estavam com toda a carga negativa que podemos ouvir e ver no video e nos telejornais.
Já sobre a Bolívia, me parece que o prezado David me interpretou mal, pois sou torcedor do Evo Morales e do seu governo, mesmo sabendo que vem cometendo alguns erros. Tanto quanto sou fã do Lula, no Brasil, mesmo sabendo que o mesmo também já cometeu alguns erros que eu não gostaria de ter visto. E não vejo onde possa ter percebido algum tipo de apoio da minha parte em relação, por exemplo, ao Bush!!!
Abraço.
Zé Paulo

david santos disse...

Caro zé paulo,

As minhas desculpas.
De facto, ainda que sem maldade, fui induzido em erro e não correcto na análise que fiz ao seu comentário, pois não era a ele que me queria referir.
Quanto às ditas palavras, embora não fosse o caso de Chávez, pois este quis dar-lhe algum sentido, mas elas não o têm. Nem aqui nem em parte nenhuma. Agora que o autor não as disse de boa-fé, lá isso, não. Quis, com elas, ofender alguém. Mas mais uma vez digo: estas palavras não existem, pelo menos como palavras com utilidade seja para o que for. Inclusive, para ofender. Isto, não importando o caso de Chávez, porque neste caso concreto, penso eu, era para ofender alguém.
Mais uma vez as minhas desculpas e o desejo de uma boa semana para si e para todos os que o rodearem.
Abraços.

David Santos

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas