18 abril 2009

O Equilíbrio Ômega-3 e Ômega-6

Existe grande número de trabalhos rigorosamente científicos que atestam a importância da escassez de ácidos gordurosos ômega-3 que veio se acentuando na maioria das dietas ocidentais no decorrer do século XX.
Os ácidos ômegas-3( ω-3) e ácidos ômega-6 (ω-6) são duas famílias de ácidos gordurosos poliinsaturados que são necessários para o crescimento, para as membranas celulares e para a produção de eicosanóides, que são mensageiros químicos que auxiliam na regulação da coagulação do sangue, da pressão sanguínea e da imunidade. Eles são necessários para o desenvolvimento ocular e do cérebro. Estes ácidos essências ( que não podem ser sintetizados pelo organismo )devem ser proporcionados pela dieta. É muito importante que eles sejam consumidos em proporção adequadas, 2 partes ou menos de ácidos ω -6 para 1 parte de ácidos ω- 3. Houve, no ultimo século, grande preponderância dos ácidos ômegas-6 e escassez dos ácidos ômegas-3 na nossa dieta, de 10 a 20 partes de ácidos ω-6 para 1 parte de ω-3.
O desequilíbrio entre os ácidos gordurosos essenciais esta sendo visto pelos cientistas com muita preocupação, pois acredita-se que a predominância dos ácidos da família ω-6 , juntamente com aumento do consumo das gorduras saturadas (animais), o alcoolismo, o tabagismo e a falta de atividade física, são responsáveis por muitas doenças atuais, como a arteriosclerose, a doença cardíaca coronária, a obesidade, o diabete, alguns tipos de câncer, a depressão e outras. Por isso, estão sendo feitas recomendações para enriquecer a dieta com produtos contendo ácidos ω-3 consumindo peixes (ou cápsulas de óleo de peixe), óleo de canola, semente de linho(linhaça),nozes Pecan, e verduras de folhas verdes e para reduzir os produtos que contêm ácidos ω-6 (principalmente óleos de vegetais ricos em ω-6, como óleos de milho, soja e de girassol, entre outros).
O homo habilis, nosso ancestral, viveu há 2 milhões de anos no Vale Rift da África oriental.
Ele deixou alguns instrumentos primitivos e por isso recebeu o nome de homem habilidoso. Alimentava-se com verduras, frutas e também carnes e peixes.
Na formação genética do Homo sapiens, uma das influencias mais importantes foi a alimentação. Um exemplo particularmente esclarecedor foi a evolução do cérebro humano, que triplicou de tamanho durante os últimos três milhões de anos. A pesquisa recente sugere que a dieta foi decisiva para permitir o aumento do tamanho do cérebro. Um cérebro maior e mais inteligente ocorre somente em condições ótimas. Grande quantidades de ácidos essenciais das famílias ω-6 e ω-3, foram necessários para a formação de uma estrutura ótima para o cérebro. Dessa forma, é explicada a expansão rápida do córtex cerebral em hominídeos, durante os dois últimos milhões de anos, graças à disponibilidade de um perfil de lipídeos contendo proporções iguais de ω-6 e ω-3. A algumas espécies de hominídeos tinham dietas em frutas, mas os nossos ancestrais diretos dependeram muito de peixe, abrindo a porta para a rápida evolução do cérebro. Esta sendo aceito que o acréscimo na disponibilidade de ácidos gordurosos essenciais de cadeias longas, especialmente ω-3, foram os impulsionadores do crescimento explosivo do cérebro; sem suas fontes abundantes , o complexo e único sistema nervoso humano não poderia ter se desenvolvido, independentemente de outros fatores.Mas, embora a nossa biologia tenha sido formada na era paleolítica, houve durante o último milênio, particularmente durante o último século, marcantes diferenças nos nossos hábitos e na nossa dieta. Elas iniciaram na Revolução Agrícola, há 10 mil anos e, especialmente, após a Revolução Industrial, no fim do século XVIII. Mas, não foram acompanhadas por mudanças na nossa biologia e na nossa genética. Portanto, uma alteração absoluta e relativa dos ácidos ω-3 e ω-6 ocorreu nos alimentos das sociedades ocidentais, durante os últimos 100 anos. Existia um equilíbrio entre ácidos ω-3 e ω-6, durante milhões de anos em que ocorreu a história evolucionaria do gênero Homo, e as alterações dietéticas ocorreram em resposta a essas influencias dietética. As alterações dietéticas que ocorreram durante os últimos 100-150 anos é um fenômeno totalmente novo na evolução humana.
Foi somente a partir da Revolução Industrial que as mudanças no consumo de alimentos ocorreram rapidamente. Essas mudanças são refletidas principalmente no aumento de consumo de gordura animal e nos desequilíbrios de ácidos ω-3 e ω-6. Nossa propensão para fritar sem motivos os alimentos aumenta o conteúdo de gordura. Assim, os humanos cozinharam seus alimentos durante varias centenas de milhares de anos, e possivelmente durante mais de um milhão de anos. Enquanto cozinhar no vapor e assar foram técnicas comuns, a fritura não.
Desenvolvemos suprimentos em proteínas, o que é útil em termos de crescimento. Mas em termos de gorduras, somente foi desenvolvida a gordura não essencial ( trans por exemplo) além dos ácidos ω-6 , amplamente presentes nos óleos vegetais processados; enquanto tornaram-se escassas as fontes de ácidos ω-3. Nossa fisiologia hoje é feita para funcionar com a dieta da Idade da pedra. Mas as mudanças mais importantes ocorreram em relação ás gorduras, com o seu impacto no metabolismo lipídico e nas funções endócrinas. Por isso os cientistas acreditam que surgiram mudanças fisiológicas responsáveis por muitas doenças modernas, como aterosclerose, depressão e câncer. Conforme eles acreditam, há muitas discrepâncias entre a nossa dieta atual e a dos nossos ancestrais embora nossa biologia seja a mesma; a maior delas está na falta de ácidos ω-3 e no excesso de ω-6.

Ficou claro, portanto , que houve um declínio na qualidade da nossa dieta. A maioria dos nutricionistas concorda que a dieta que foi adotada pelas sociedades ocidentais, durante o último século, contribuiu para o acentuado aumento de freqüências da doenças coronária, da obesidade, do diabetes e de alguns tipos de câncer. Conforme Alexander Leaf, médico do Masachusetts General Hospital e professor da Universidade de Harvard, “ somente neste século, estas doenças se transformaram em problemas de saúde dominantes”.
Por fim é recomendado a todos que aumentem a ingestão alimentos ricos em ω-3, consumam mais frutas e verduras diariamente, incluam feijões, ervilhas e nozes na alimentação , óleos de canola e oliva são bem vindos e diminuam as fontes ω-6 ,( frituras), gorduras trans, e óleos ricos em ω-6 como óleo de milho, soja e girassol.

Fonte: Livro Ômega-3 e ômega 6 o equilíbrio dos ácidos gordurosos essenciais na prevenção de doenças. Dr. Luis Alberto Fagundes.

12 comentários:

victor simoes disse...

Olá Marcela, antes de mais saudo-te com as boas vindas ao Voz do Povo, com o desejo de óptimos posts como este com que nos acabas de brindar.

Relativamente ao comentário a este texto e à temática da nutrição, gostei das explicações sobre a problemática dos desiquilibrios na nossa dieta que se verificam actualmente na desproporção no consumo dos ácidos agordos essênciais, ( ω-3) e (ω-6).
Gostaria de salientar, o ritmo de vida a que estamos sujeitos, pois o homem, volta a ser escravo do trabalho, sendo este um factor que leva também as pessoas a não se alimentarem convenientemente. Opta-se por comer rápidamente e mal, muitas vezes optamos, pela chamada "comida de plástico", hamburgueres, cachorros ( hot dog's), pizzas etc. A maior parte das empresas não atribuem tempo suficiente,para que os trabalhadores se alimentem bem, um exemplo há empresas que laboram em regime de turnos, em que os trabalhadores (operários)apenas têm 15 minutos - isto acontece na Europa, dita do primeiro mundo!
Outro problema, são os salários neste nosso primeiro mundo, e em populações urbanas, os alimentos como o peixe é mais caro que a carne, as frutas e legumes caríssimos, para salários miseráveis pagos ao operário, salários que não acompanham a inflação, nem se ajustaram ao ritmo do mercado global Europeu. As pessoas optam assim, por não comerem a tradicional fruta de sobremesa, para economizarem na refeição.

Bjs

Saozita disse...

Marcela, faço minhas as palavras do Victor, relativamente às boas vindas ao nosso Voz do Povo.
Gostei imenso deste teu post,pois é sempre bom aprender como coisas simples, o caso dos ácidos gordos essênciais são importantes na manutenção de uma boa sáude.
Parabéns.

Beijinhos

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Olá Victor, eu é que lhe agradeço a oportunidade de postar no Blogg, fico felis em saber que gostou do post e fiquei encantada com a sua visão realista da nossa sociedade atual colocada de maneira muito inteligente.
Bjs

Olá Saozita, obrigada é um prazer postar aqui no blog, e com certeza concordo com você é importantissimo equilibrio dos ácidos essenciais e para mantermos a boa saúde.
Muito obrigada pela sua presença no meu blog,adorei seu comentario volte lá sempre.
Beijus

Ana Martins disse...

Olá Marcela,
antes de mais, bem vinda ao blogue!

Quanto ao post parabéns por ele, é de grande interesse para todo e qualquer leitor.

Beijinhos,
Ana Martins

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Olá Ana, muito obrigada!!
Que bom que gostou.
Beijinhos

Gigi disse...

Nossa Marcela, peixe é tudo de bom!
E devemos mesmo equilibrar alimentação.
Bem que Jesus ensinava a pescar, e sem dúvidas a alimentação antiga era bem mais saudavel!!
Parabéns!
beijos!

Beezzblogger disse...

Olá Marcela, Bem Vinda, e antes de mais deixe-me apresentar como o responsável pelos comentários aqui, é que sou o moderador, também faço postagens, mas sou também como já referi o moderador.

Quanto ao post em si, espero que nos tragas mais destes e deste género, para que possamos estar cada vez mais informados.

Beijos do Beezz

david santos disse...

Olá, Marcela!
Felicito-te por estares connosco e pelo tema que aqui nos trazes. Embora pouco conhecedor, admito ter aprendido algo que para mim era, de algum modo, desconhecido.
Parabéns e bom Domingo.

David Santos

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Olá Beezz, com certeza trarei mais post deste gênero para manter todos bem informados.
Bom domingo beijos

Olá David, obrigada e fico feliz pelo post ter ensinado algo útil!
Bom domingo bjs

E convido todos a conhecerem meu blog:

http://marcela-nutricao.blogspot.com/

Fiquem a vontade!

david santos disse...

Olá, Marcela!
Há muito tempo, penso que logo na altura que o teu blogue apareceu, eu, até com bastante assiduidade, passo por lá.
Abraços e uma boa semana.

David Santos

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Oi David, gosto muito do teu blog Só Verdades é muito bonito assim como os post.
Seja bem vindo no meu.
Fique com deus, abraços e boa semana!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas