20 abril 2009

PORTUGAL, UM PAÍS DE POBRES?

Recebi de um amigo, o seguinte texto, que decidi partilhar convosco, lido até ao fim, tem a sua lógica, mas eu tenho uma outra ideia sobre o assunto, muito mais realista do que a do autor do texto:

Estava há dias a falar com um amigo meu Nova-iorquino que conhece bem Portugal, o Eddie Cox, que alguns de vós conheceu da última vez que cá esteve num barbecue em minha casa… Dizia-lhe eu à boa maneira portuguesa de “coitadinhos” :

- Sabes Eddie, nós os portugueses somos pobres …

Esta foi a sua resposta:

- Joe, como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capaz de pagar por um litro de gasolina, mais do triplo do que pago eu? Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade, de telemóvel 80 % mais caras do que nos custam a nós nos EUA? Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por serviços bancários e cartas de crédito ao triplo que nos custam nos EUA? Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 US Dólares e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro? Podem dar mais de 8.000 EUROS de presente ao vosso governo e nós não. Joe, francamente não te entendo! Nós é que somos pobres: por exemplo em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 20% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes com estes 20%, pagais ainda impostos municipais.

Além disso, são vocês que têm “ impostos de luxo” como são os impostos na gasolina e gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até certos a 300 % do valor original., e outros como imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.

Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam, outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado. E vocês pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA…

Sois pobres onde Joe?

Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por adiantado e Bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e autarcas. Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e de Empresas ligadas ao Estado.

Deixa-te de merdas Joe, sois pobres onde?

Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou menos os vossos 2.370 €uros. Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e electricidade. Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.

Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.

Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro. Ou então, vocês Potugueses são uns estúpidos!

Que vou responder ao Eddie?

Por favor dêem-me sugestões.

E eu dou a minha, sugestão, ainda que toda a gente saiba, que neste mundo os Americanos, para terem este tipo de benesses, ou outras do género, expropriam, matam, roubam sem que ninguém levante a vós, ou sequer ouse contestar veementemente as suas acções, e porquê? Porque, na economia mundial, todos dependem dos espirros, das “ranhetas” dos Americanos.

Numa lógica do “tudo é terrorista”, sempre que se conteste, como fazem os povos árabes, a política externa dos EUA, servem-se do atropelo a tratados e convenções dos direitos humanos, para que a sua economia e o capitalismo sobreviva, arruinando outros, e muitos, milhares mesmo.

Para que o teu país, Eddie, seja tão pobre como dizes, e o meu, o meu miserável Portugal, tão rico, e tão cheio de coisas caras como descreves, cometem-se atentados terroristas, como a ocupação do Iraque, do Afeganistão, dos presos em Guantanamo, das atrocidades imensas em nome do “God bless America”.

Haja paciencia e paz de espírito, para aguentar esta vida…

Também publicado em: "Memorando Revolucionário"

5 comentários:

Beezzblogger disse...

.|. a observar os vossos comentários, com cordialidade e respeito.

Beezz

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Olá beezz, ma que post interessante e dificil de responder...hehehehe
admiro Portugal por ser um belo país e não acho que seja um país de pobres, pelo contrario para viverem tudo isso que o Eddie falou, os portugueses são é muiito bem de vida!!
Fique com deus!tenha um ótimo feriado!
Bjs

victor simoes disse...

Pois é Beez, em Portugal apesar de pobres a generalidade, segundo dados do Banco de Portugal, são 2Milhões os pobres em Portugal. Claro que este numero que reporta a 2006, já está desactualizado, com o aumento do desemprego o número de pobres aumentou. Portugal também é efectivamente um país de ricos, em que a riqueza é mal distribuida. A política é gerida em função das classes dominantes e dos jogos de interesse.

Um abraço

MaFa_R disse...

Eu diria antes que é um país de novos-ricos e de novos-pobres... que não sabem o que é a pobreza...
uns de uma maneira e outros de outra, atolam-se num pântano mal cheiroso!

Marcela Isabel Silveira CRN2: 6225P disse...

Oi Victor, David, Beez tem um selinho para vocês lá no meu blog!!
Tenham uma ótima semana e fique com Deus!
Beijos

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas