14 novembro 2007

MAIS VALE PREVENIR QUE REMEDIAR...

Olá a todos,

Na Quarta-feira dia 31 de Outubro, véspera de feriado, vim deixar os meus dois filhos do meio (tenho 4 filhos), de 5 e 4 anos, a casa por volta das 18.30 com a minha empregada que estava em casa com a mais pequena e voltei a sair para ir tratar de uns assuntos pessoais. Eram mais ou menos umas 19.00, quando recebo uma chamada de casa no meu telemóvel; era a minha empregada a perguntar-me se eu tinha pedido a alguém para vir buscar os meus filhos de 4 e 5anos, eu fiquei um bocado confusa na altura, e disse-lhe que não mas porquê, ela respondeu-me que estava um homem no intercomunicador do prédio a dizer que vinha buscar os meus filhos e que tinha mesmo dito o nome deles, comecei a ficar cada vez mais assustada e disse-lhe para lhe perguntar quem era ele e quem o tinha mandado ao que ele respondeu dizendo que era o João Pereira e que tinha sido a D.Marta (eu) que lhe tinha dito para vir buscar os meninos; ela ia-me contando tudo mas com o intercomunicador desligado, para ele não perceber e eu pedi-lhe para ela lhe perguntar para onde ele queria ir, porque estava na esperança que ele se tivesse enganado no andar e que por muita coincidência houvesse alguém com o mesmo nome que eu e com duas crianças com os mesmos nomes que os meus filhos, mas a minha empregada percebeu que era para lhe perguntar para onde ele ia com as crianças e quando ela fez essa pergunta, quem estava lá em baixo, não respondeu mais e ela ouviu um barulho que possivelmente era a porta da entrada a bater (talvez de alguém que tinha saído).
Claro que fui directa à esquadra mais próxima de casa, onde me disseram que não podiam fazer nada, nem tirar impressões digitais, nem sequer apresentar queixa porque, uma tentativa de rapto, não é considerado um crime e que a responsabilidade é toda dos pais, etc etc etc..basicamente além de me ter assustado ainda mais dizendo que estes casos são mais comuns do que se pensa, perguntaram-me a que Jardins públicos eu ia, ao que respondi ao Jardim da estrela e ao jardim da parada em campo de Ourique, e o Polícia disse-me que tem pedófilos referenciados nestes Jardins e que ele próprio já tinha visto um homem a tirar fotografias a crianças que não lhe eram nada.....Enfim isto para dizer que o perigo é bem mais real do que aquilo que eu pelo menos imaginava!

E é por isto que mando este mail com esta história inacreditável que se passou comigo e que como é obvio me deixou bastante assustada e muito preocupada.
Fomos aconselhados a ir directamente à polícia Judiciária e é o que vamos fazer amanhã, fora isto não há muito mais a fazer a não ser espalhar esta história pelo máximo numero de pessoas possível, 1º para estarmos todos com muita atenção porque pelos vistos isto não se passa só nos filmes e depois porque tenho esperança que alguém já tenha ouvido um caso parecido e me possa dizer alguma coisa ou ajudar de alguma maneira!

Peço por isso que espalhem este mail por todos os vossos conhecidos e amigos e que se alguém souber de alguma coisa me responda para o meu e'mail.

Obrigada,

Marta Lino


Não conheço a pessoa em questão, recebi por e-mail e achei interessante partilhar convosco, e mais vale prevenir que remediar, não vá o DIABO tecê-las.

3 comentários:

Mário Relvas disse...

Estranho... Será essa senhora divorciada? Cadê o pai?
Acho a história muito simples para rapto...

Mas como o beez diz, mais vale prevenir que remediar!

Abraço

Graza disse...

Anotado e passado!

A. João Soares disse...

Há tempos encontrei num blog de que perdi o URL, uma explicação para casos do género. A ideia com que fiquei é a seguinte. Estão a ser criados chips para identificar e encontrar pessoas. A sua utilização interessa a organizações totalitárias que estão em formação.
Pretendem começar por identificar todas as crianças.
Tem surgido muita resistência a esta ameaça à privacidade e liberdade das pessoas o que dificulta a expansão de tal utilização. Para anularem a resistência dos pais das crianças, estão a fomentar raptos diversos, por vezes sem outro motivo e que acabarão no aparecimento, na morte ou em qualquer acto obscuro. Perante esse perigo, os pais preferem utilizar o chip, fazendo o jogo desses poderes centralizadores e totalitários.
Isto tem lógica.
O controle das pessoas está em franco desenvolvimento e irá ser incrementado, se não lhes for feita face por uma opinião pública muito activa.
Estes casos devem ter a máxima publicidade.
Abraços

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas