05 novembro 2007

SÓ PECA POR TARDIA...


Ponte de Lima:: ministério das Finanças rejeitou decisão da Geral de Aposentações e deu indicação para o caso ser reapreciado. Uma junta médica da ADSE considerou-a «incapacitada», mas outros clínicos disseram que era «muito nova para a reforma».

Funcionária foi trabalhar acompanhada pelo pai.
A funcionária da junta de freguesia de Vitorino de Piães, Ponte de Lima, vai entrar novamente de baixa médica, por indicação do Ministério das Finanças, até que a Caixa Geral de Aposentações proceda à reapreciação do caso, escreve a Lusa.

A informação foi prestada pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, que considerou que «ninguém pode ficar indiferente e insensível a esta situação», lembrando, porém, que a decisão foi baseada em pareceres médicos.

Ainda bem, mais vale tarde do que nunca, eu só quero aplaudir, mas onde estava o sr. Ministro nos outros casos de morte após as juntas médicas? Ah, já sei, estava ocupado a preparar o OE, e a ver como há-de sacar mais uns cobres aos Portugueses, por mim, só por esta atitude que DESCREDIBILIZOU, a CGD (que para mim desde os acontecimentos recentes, já não tinha qualquer credibilidade) até merece ser reeleito (eh eh eh), assim foi uma "Mea Culpa" disfarçada de bom samaritano. Parabéns, meu propagandista, agora vê lá se olhas pelos outros todos que foram obrigados a trabalhar doentes... Não vá o diabo tecê-las e a propaganda cai por terra...

2 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Beezz,
A necessidade de voltar atrás é prova de que errou no caminho.
O que fazem tantos funcionários chamados assessores, se deixam que tanta coisa saia errada?
Nos recuos são dadas explicações que nada resolvem nos problemas que afligem os portugueses, emendando erros pontuais ao arrepio da generalidade, mantendo as situações de injustiça e desigualdade.
Ainda não consta que passe a haver mais humanidade no funcionamento dessas juntas.
Continuamos à espera de que isto passe a funcionar bem.
Abraço

victor simoes disse...

Amigo Beez, antes de mais os melhores cumprimentos.
É sem dúvida, um problema que o nosso primeiro ministro José Socrates, prometeu esclarecer e resolver, à uns meses. Na verdade, as instruções de não atribuir aposentadorias, vem de cima e os clínicos que presidem a estas juntas, não querem perder o tacho e desagradar ao governo!
Tudo o mais, é tapar o sol com a peneira! Na verdade e no passado, muitas reformas foram atríbuidas aos xicos espertos! Agora, "pagam os justos pelos pecadores"!
O Governo tem é que ser honesto, e colocar gente competente, nestas juntas médicas, e só tem que exigir seriedade, competência e profissionalismo!

Um grande abraço.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas