05 abril 2007

Gato Fedorento lado a lado com o cartaz do PNR


O grupo de humoristas Gato Fedorento respondeu com humor ao cartaz do Partido Nacional Renovador (PNR), colocado na Praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, com um cartaz satírico a incentivar a imigração.

Ao lado do polémico cartaz xenófobo do PNR, colocado na quarta-feira passada, onde se pode ler "Basta de Imigração!", foi ontem colocada a mensagem dos Gato Fedorento: "Mais imigração!". Porque "a melhor maneira de chatear os estrangeiros é obrigá-los a viver em Portugal", completam os Gato.

À imagem do outdoor do PNR, o cartaz dos humoristas também tem um avião, mas aqui pode ler-se um mais caloroso "bem-vindos". E em vez do fundador e presidente do partido nacionalista, aparecem Ricardo Araújo Pereira, Tiago Dores, Miguel Góis e José Diogo Quintela, vestidos a rigor, parodiando a imagem do líder do PNR.

Os humoristas vão mais longe: "Com portugueses não vamos lá!", diz o cartaz. Porque se para uns nacionalismo é solução, para outros "é parvoíce".

Segundo o jornal Público esta acção de "humor de intervenção" é custeada pelos próprios elementos do Gato Fedorento.

9 comentários:

JOSÉ FARIA disse...

Bem pensado e lamentavelmente, BEM VERDADE!

citizenmary disse...

Boa iniciativa, talvez a única possível, uma intervenção com humor de qualidade sobre uma (chamar-lhe-ei) ideologia doente. Infelizmente com mais adeptos no nosso país que o que seria desejável. Respeito todas a opiniões, por princípio ético pessoal, mas esta vai contra a liberdade por isso nem a considero. Grande equipa do Gato Fedorento. O Mundo é de todos, tanto quanto eu saiba. Pelo menos, vale a pena lutar para que seja livre.

MRelvas disse...

Já não se pode brincar...


Gato Fedorento: câmara manda retirar cartaz
2007/04/05 | 20:37
Autarquia afirma que outdoor «não tem licença». Fotos

MAIS:
Gato Fedorento provoca PNR
A Câmara de Lisboa vai mandar retirar um cartaz do grupo humorístico Gato Fedorento colocado «ilegalmente» esta noite no Marquês de Pombal, que satiriza outro cartaz contra a imigração colocado pelo Partido Nacional Renovador (PNR).

Segundo uma nota do gabinete do vereador dos Espaços Públicos, António Proa, o cartaz dos Gato Fedorento, colocado ao lado do do PNR, «não possui licença camarária».

Caso a notificação para a retirada do cartaz não seja cumprida, a autarquia vai «proceder à sua remoção coerciva», que terá que ser paga pelo infractor.

Onde o PNR defende que «Basta de Imigração», com a imagem de um avião a descolar e a mensagem «Façam boa Viagem», os humoristas do Gato Fedorento contrapõem «Mais Imigração!», com a imagem de um jacto a aterrar acompanhado da legenda «Bem vindos!».

A sátira à mensagem do PNR estende-se a outras frases que os Gato Fedorento colocaram no cartaz: «a melhor maneira de chatear estrangeiros é obrigá-los a viver em Portugal» e «Nacionalismo é parvoíce».

As caras dos quatro humoristas surgem caracterizadas à semelhança do presidente do PNR, José Pinto Coelho, com bigode e pêra, e reproduzindo a sua expressão facial no cartaz que na semana passada originou polémica pela mensagem contra a imigração e que foi vandalizado no dia a seguir a ser colocado.

A nota da autarquia refere que em relação ao cartaz do PNR, cujas mensagens ficaram praticamente ilegíveis depois do vandalismo, «não tem capacidade legal» para o remover, ressalvando que «a lei confere total liberdade» às forças políticas e que a autarquia não pode agir «mesmo quando a razoabilidade e o bom senso assim o pareçam exigir».

Mário Margaride disse...

Há grande equipa do Gato Fedorento!

Sempre oportunos e eficazes.

Beezzblogger disse...

Sempre à frente, os Gato, estão a anos luz deste país, cada vez os admiro mais.

Mas parece que, há Portugueses, que se esqueceram que este é um povo de "Emigrantes", e com estas atitudes causam a esses por esse mundo profunda vergonha em serem Portugueses.

Parece que para alguns, reina o velho ditado "pimenta no cú dos outros, no meu, é refresco..."

Não tenho qualquer receio à "Imigração", exijo é do estado, a par do que se faz nos outros paíese lá fora que acolhem os nossos, as mesmas políticas de integração.

Abraços do beezz

Nicolaias disse...

Um bom humorista tem de ser inteligente.

Porém, se retiraram o cartaz do GF, se tiveram argumentos suficientes para o retirar, é porque, realmente, vivemos num estado dictatorial, apelando para tudo o que é negativo, desmoralizante e destruidor: se o cartaz do PNR, para além de campanha política, expressava uma opinião, porque é que o GF não pode fazer o mesmo?

Ou seja: não é o povo que está a eleger Salazar como a figura de Portugal: são meia dúzia de "gatos pingados" que, utilizando a TV do Estado, estão a querer fazer Portugal acreditar que maior parte do povo português é fascista, racista e até nazi: as manifestações de trabalhadores são terminadas com o cacetete, mas as manifestações xenofóbicas e nazis que já andaram, por várias vezes na cidade de Lisboa, essas, até escolta do cacetete tem.

Bem-vindos a um estado de ditadura hipócrita, uma vez que não é assumido, por covardia daqueles que nem postura possuem para serem ditadores, já que não estão, senão, seguir ordens de poderes multinacionais que exploram Portugal à revelia dos interesses nacionais!

Corja!

victor simoes disse...

Esquecem-se esses senhores, que com o êxodo migratório dos emigrantes ( portugueses que saiem do país, 150000 em 2006 ) e sem imigrantes ( extrangeiros que entram) , a economia de Portugal vai bater no fundo!
Quem vai trabalhar, para sustentar tanto sanguessuga e consumidor de oxigénio?

Um abraço

MRelvas disse...

Imigração é um assunto sério




Na sequência de um cartaz do PNR, os "Gato Fedorento" colocaram um cartaz na Praça do Marquês de Pombal,em Lisboa, ironizando o do PNR, dizendo estarem a fazer humor.
Ora bem, se colocarmos na rua o que nos vai na alma, em forma de humor,não haverá um sítio para circularmos.Mas confesso que os "Gato Fedorento" têm um sucesso no qual me revejo. Todos sabemos das simpatias políticas de Ricardo Araújo Pereira, o que democraticamente aceito, pedindo-lhe apenas que não estrague a sua carreira com isso, sem contudo perder a sua irreverência salutar . O PNR, "terá" cumprido as questões legais para afixar o referido "outdoor", mas os "gatos" não o fizeram.
Temos que analisar o problema da imigração com a seriedade que ela merece, não humoristicamente apenas.
Ainda na semana passada estive de férias em Albufeira e desafio aqui as autoridades a passarem a pente fino o "submundo" da hotelaria naquela área, com preponderância para a Rua Sá Carneiro, desde o Hotel Montechoro, até à Praia da Oura e contabilizem o número de portugueses que lá trabalham. Sim, é mais fácil, pois são muito poucos,quase nenhuns, sendo o restante, estrangeiros . Falo de moçambicanos, de cabo-verdianos, chineses,indianos, angolanos, guineenses,marroquinos, tunisinos, sul americanos, sul africanos, brasileiros (que fartura), bem como de cidadãos de leste... Desde os angariadores de restaurantes ("portuguese restaurant") que mal ou nem falam português, a empregados de restaurantes e bares, substituíram os jovens portugueses que emigram para outros países, sem emprego. Umas vezes porque não querem fazer aqueles serviços a baixo preço, outras, porque os estrangeiros o fazem sem os descontos legais e obrigatórios, "pagos" ao dia. Os empresários aproveitam o facto da ilegalidade destes imigrantes para os explorarem e os portugueses pela prática de preços "tão" baixos, livres da segurança social e de impostos, não têm emprego, migrando, ou emigrando.
Não estou de acordo com o cartaz do PNR, nem com o dos "Gato Fedorento", nem oito, nem oitenta, mas uma coisa ambos fizeram de bom, alertar a sociedade para a ilegalidade em que se encontram muitos cidadãos estrangeiros em Portugal.
O controle da imigração é uma necessidade. a bem da liberdade,da segurança e do emprego dos portugueses, mas sobretudo, para acabar com a exploração dos imigrantes que buscam melhores dias em Portugal... Bem como uma necessidade para o controlo do mercado paralelo que foge aos impostos.
Para não falar em outras irregularidades que vi e alguém parece não ver, naquelas bandas, tais como a higiene e conservação dos alimentos em determinados restaurantes, preçários em inglês e pouco português ...!! Talvez reflexos da campanha "Allgarve".
Albufeira, o Algarve, Portugal no seu conjunto, merece bem melhor.

in Aromas de Portugal

Cumprimentos
MR

MRelvas disse...

Ah ... esquecia-me: este texto foi publicado em CIDADANIA na última página do Diário do Minho -Braga

em 07ABR07

Cumprimentos

Mário Relvas

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas