07 abril 2007

Salgueiro Maia lembrado em Castelo de Vide

A memória do capitão de Abril Salgueiro Maia foi recordada hoje em Castelo de Vide, numa romagem ao seu túmulo organizada por camaradas de armas, amigos e familiares do militar que morreu há 15 anos.

QUANDO TUDO ACONTECEU...

1944: Em 1 de Julho, nasce em Castelo de Vide, Fernando José Salgueiro Maia, filho de Francisco da Luz Maia, ferroviário, e de Francisca Silvéria Salgueiro. Frequenta a escola primária em São Torcato, Coruche. Faz os estudos secundários em Tomar e em Leiria. - 1945: Termina a 2ª Guerra Mundial. - 1958: Eleições presidenciais. Delgado é «oficialmente» derrotado por Américo Tomás. - 1961: Começa a guerra em Angola. A Índia invade os territórios portugueses de Goa, Damão e Diu. - 1963: Desencadeiam-se as hostilidades na Guiné e em Moçambique. - 1964: Salgueiro Maia ingressa em Outubro na Academia Militar, em Lisboa. - 1965: Humberto Delgado é assassinado pela PIDE. - 1966: Salgueiro Maia apresenta-se na EPC (Escola Prática de Cavalaria), em Santarém para frequentar o tirocínio. - 1968: Integrado na 9ª Companhia de Comandos, parte para o Norte de Moçambique. - 1970: É promovido a capitão. - 1971: Em Julho embarca para a Guiné. - 1973: Regressa a Portugal, sendo colocado na EPC. Começam as reuniões do MFA. Delegado de Cavalaria, faz parte da Comissão Coordenadora do Movimento. - 1974: Em 16 de Março, «Levantamento das Caldas». Em 25 de Abril, comanda a coluna de carros de combate que, vinda de Santarém, põe cerco aos ministérios no Terreiro do Paço e força depois, já ao fim da tarde, a rendição de Marcelo Caetano no Quartel do Carmo. - 1975: Em 25 de Novembro sai da EPC, comandando um grupo de carros às ordens do presidente da República. - 1979: Após ter sido colocado nos Açores, volta a Santarém onde comanda o Presídio Militar de Santa Margarida. - 1984: Regressa à EPC. - 1989-90: Declara-se a doença cancerosa que o irá vitimar. É submetido a uma intervenção cirúrgica. - 1991: Nova operação. A última. -1992: Morre em 4 de Abril.

Ver toda a história em: vidaslusofonas

7 comentários:

Ludovicus Rex disse...

Um Homem com H grande, um capitão de Abril e um libertador. foi fiel a si mesmo até ao fim.
Homenagem bem merecida.
Amigo Victor, lhe desejo uma Boa Páscoa.
Um abraço

Mário Margaride disse...

Merece esta homenagem, este homem de uma enorme coragem e determinação.

Sem dúvida, um baluarte do Movimento das Forças Armadas, e do 25 de Abril de 1974.

Os grandes homens, não devem nunca ser esquecidos!

Um abraço

JOSÉ FARIA disse...

Obrigado amigo Vitor Simões!

Ninguém pode passar uma esponja sobre a verdade e realidade dos factos e acontecimentos que fortificaram a sociedade livre e democrtática do presente!

SAIBÁMO-LA DEFENDER!

Independentemente das facilidades que a nova sociedade, para todos, séria e socialmente responsável, deixa aos oportunistas e corruptos,(DESDE O CENTRISTAS AOS COMUNISTAS!) não se pode de maneira alguma pôr em causa a SOCIEDADE LIVRE E DEMOCRÁTICA por causa destes "marginais e opotunistas" formados e doutorados sem moral social!

A. João Soares disse...

Caro Víctor Simões,
Fez muito bem em trazer aqui esta homenagem a um homem que foi verdadeiro militar, sempre digno, humilde, sereno, sem ostentações de valor ou de poder, mas com a determinação e perseverança dos vencedores. Quem é realmente forte, não precisa de jactância nem de atitudes raivosas, basta-lhe a calma e o valor dos seus actos ponderados reflectidos.
Não devemos esquecer o bom português e forte militar Salgueiro Maia.
Feliz Páscoa
A. João Soares

victor simoes disse...

Uma boa Páscoa para todos vós amigos. Os grandes homens não morrem, perpectuam-se nas memórias do Povo e têm um lugar dignificante na História.

Um grande abraço

Beezzblogger disse...

Ao Capitão Salgueiro Maia, paz à sua alma, pois depois da batalha vencida, a paz é a única forma de se ostentar a serenidade.

Foi um dos muitos que nos libertou, a ele devemos a liberdade, a coragem e a audácia.

Viva Portugal, viva o 25 de abril de 1974, Viva Salgueiro Maia.

Abraços do beezz

MRelvas disse...

Caro Victor Simões,

já fiz duas Homenagens a Salguero Maia...uma delas aqui!

Por isso estou com esta.

Mas não podemos esquecer que o ideal de Slagueiro Maia ficou pelo caminho... entre burlas, jornais de ocasião e corrupção!

Desemprego... injustiça social e ...

Cumprimentos e resto de uma boa Páscoa!

Para "aqueles" que tanto bateram no Papa Bento XVI, recordo que hoje no Vaticano enumerou todas as guerras, com destaque para o Médio Oriente...CONDENANDO-AS!

Fica aqui este reparo para os "ateístas" que acusam o Papa de tudo e mais alguma coisa!!

Aqueles que falam em "Liberdade", mas só é "livre" quem pensa como eles!

Abraço
MR

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas