19 janeiro 2007

MÉDICOS SEM CONTROLO

Em notícia vinda a público, no J.N. (Jornal de Notícias), e segundo a Inspecção-Geral de Saúde. Os médicos participam em congressos sem qualquer controlo, por parte das administrações hospitalares.

Como é do conhecimento público, não poderão ausentar-se mais de dois dias.
No entanto, isso não acontece. Os hospitais nem exigem relatórios, nem suspendem subsídios. É uma autêntica lei da selva. Onde os “senhores doutores”, fazem o que querem e lhes apetece, fazendo as chamadas acções de formação, patrocinadas pela indústria farmacêutica, sem qualquer controlo, nem por parte das administrações dos hospitais, nem pelo Ministério da Saúde.

Continuando a receber, como se estivessem nos hospitais a trabalhar.
Em 2005, o Serviço Nacional de Saúde gastou pelo menos, 3,366 milhões de euros com vencimentos e subsídios de refeição de profissionais ausentes do serviço, muitos dos quais não respeitavam o limite anual de horas previsto para o efeito, nem entregaram o relatório comprovativo da efectiva participação nos eventos
Segundo a Inspecção-Geral de Saúde

E curiosamente, o bastonário da Ordem dos Médicos, Pedro Nunes, não hesitou em dizer, que, passo a citar: “Não será muito polémico dizer que o corporativismo assenta que nem uma luva na classe médica. O passado está recheado de exemplos que atestam na afirmação, bastando para isso puxar pela memória e tentar recordar quantos médicos já foram condenados por suspeita de negligência.”

“Esta solidariedade cega”, dada pelo bastonário da Ordem dos Médicos, a todas estas irregularidades, por parte dos seus membros, é elucidativa!
E mais disse! “Que ficaria mais preocupado, se os médicos fossem mais corruptos que os políticos”.
Palavras para quê! São os médicos que nós temos em Portugal. Felizmente, Ainda há boas excepções, senão…estávamos todos tramados!

2 comentários:

Anónimo disse...

Sociedade "encostada".Burra, acéfola e incapaz de raciocinar,amigo Mário Margaride!

Tal como quando falo sobre o aborto,os médicos T~em possibilidade de fazer as IVG mas mandam-nas para os privados e ...

Abraço
Espero por si no Aromas que já não marca ponto "há uns anos"...

MR

victor simoes disse...

MMargaride, é o que temos uma classe altamente privilegiada, com força de "lobby" e agora para os colocar na ordem, vai ser um problema.
Vejamos, a questão de marcação de ponto, que é uma das boas medidas, do nosso muito querido ministro, ( perdão não é deste, pois Correia de Campos, aínda não fez nada de bom )os senhores doutores, querem estar a dar consultas no privado e serem pagos pelas horas não trabalhadas nos centros de saúde e hospitais!
Uma coisa os médicos têm razão, aínda não têm regalias de político.

Um abraço

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas