24 janeiro 2007

Pela Liberdade e Democracia - Solidariedade

Meus caros, serve este post para denunciar a falta de liberdade e de democracia, assim como o clima de terror e medo que se vive actualmente, num país irmão. Propriamente na Guiné-Bissau.
O Regime presidencialista de Nino Vieira, para além de no passado ter demonstrado, que é um ditador. Actualmente, aplica os métodos de eliminação física dos adversários, que outrora aplicou. E que levou à sua destituição, por meio de golpe militar.
A Europa, o mundo ocidental, tem culpa de este senhor continuar a governar os destinos do país e sobretudo Portugal, que lhe deu guarida durante muitos anos.
Solidariedade para com o povo da Guiné- Bissau, é o que se sugere a todos os Bloggers, no sentido de divulgarem o que se passa neste país irmão. Solidariedade para com "Didinho" - Fernando Casimiro, que na Guiné é procurado, pelo governo ditatorial, motivo: O CRIME DE SER UM HOMEM QUE AMA A LIBERDADE E O SEU POVO.
Divulguem, visitem e apoiem o Povo do país irmão da Guiné-Bissau.

6 comentários:

Ludovicus Rex disse...

Pela Liberdade e Democracia em qualquer ponto do Mundo, Sempre!
Um abraço

JOSÉ FARIA disse...

Cada vez mais há injustiça social,derivado à falta de valores e de consistência na defesa da Liberdade e Democracia.
O perigo contra essas grandezas da saúde das sociedades humanas continuam a mostra os dentes em muitas partes do Mundo.
A historia nada ensina aos corruptos que lutam por poderes de ditaduras.
A LIBERDADE, A DEMOCRACIA, A JUSTIÇA SOCIAL E A IGUALDADE E FRATERNIDADE, NÃO SE P+ODEM CALAR.


José Faria

Fernando Casimiro (Didinho) disse...

Caros amigos,
A Guiné-Bissau e os guineenses agradecem este vosso gesto de solidariedade.

A mudança na Guiné-Bissau é um processo irreversível, a vitória, cedo ou tarde será uma realidade.

Cumprimentos

Fernando Casimiro (Didinho)

MRelvas disse...

Caro Bendix,um execelente post.

Portugal foi culpado pela injustiça que atravessam os nossos PALOPS.Para lá da injustiça que se cometeu para quem lá vivia de origem europeia e que nada sabiam de política,comteu-se a injustiça para com os africanos que considero meus irmãos.Não tiveram culpa alguma das atrocidades que foram e são cometidas depois de independências dadas à força da irresponsabilidade de senhores que ainda hoje se pavoneiam na vida pública portuguesa com motoristas,casas,escritórios,fundações e luxos próprios de ditadores e não de democratas.

Estou solidário com a Guiné Bissau,onde tantos portugueses de então que serviram a bandeira portuguesa foram assassinados por terem sido Comandos e Portugueses abandonados.Aqui deixo um obrigada à associação de Comandos que recentemente fez chegar uma lista de nomes de mais ex-militares portugueses (na altura africanos da Guiné portuguesa) que abandonados à sua sorte pós independência foram sacrificados,deois de torturados.Muitos fugiram para o Senegal...A associação de comandos conseguiu com o embaixador português de então dezenas de vistos para trazer para cá estes elementos.Construiu a cooperativa Mama Sume e deu-lhes habitação e emprego.Hoje ainda há lá gente perseguida por motivos que se prende sempre com o mesmo.O "money",o pilingue,a cheta da treta e falta de valores.

Um abraço para os povos irmãos que sofrem por causa dos ditadores que os governam,mas não esqucendo a responsabilidade que cabe ao governo e a Portugal pela descolonização "exemplar"!

É contra isto que luto, que denuncio quando digo que o 25 de Abril de 1974 não foi feliz,perdeu-se nas maroscas da vida partidária.Das grandezas da estupidez de quem não estava preparado para governar tanta grandeza e responsabilidade!

A todos um bem HAJA!

Mário Relvas

Anónimo disse...

Viva o Povo Irmão da Guiné... A baixo ditadura daquele senhor criminoso.
Abraço
Paulo

A. João Soares disse...

Temos de estar solidários com o povo sofredor de um País que é pobre de recursos e, pelos vistos, de valores éticos e humanos dos seus dirigentes.
Não podemos esquecer da qualidade de quem em Portugal deu apoio ao Nino Vieira!!! São todos o mesmo!
Que o mundo civilizado não esqueça este povo pobre e mártir, esde os balantas aos Fulas, passando por inúmeras etnias desprotegidas.
Não podemos ficar calados.
A. João Soares

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas