04 janeiro 2007

A morte de Saddam Hussein

O ex-líder iraquiano Saddam Hussein foi executado em Bagdade, depois de ter sido condenado à morte, por enforcamento, por crimes contra a humanidade. Os que defendem a execução dizem que o regime tiranico de Saddam justificava a medida. Os seus críticos, porém, afirmam que a execução de Saddam pode destabilizar ainda mais o Iraque e enfraquece o novo governo pelo uso da pena de morte, o que foi condenado por entidades de defesa dos direitos humanos e governos de várias partes do mundo.

E você, o que acha? Saddam merecia ser executado?
Foi uma medida correcta?
A Sua morte vai ajudar ou prejudicar o futuro do Iraque?
Dê a sua opinião.

(In - BBC Brasil)

13 comentários:

david santos disse...

Não. A pena de morte, só é aplicada em países de cultura duvidosa e em sociedades revestidades de medos e de dependências. Não se pode medir o tamanho dos criminosos. Criminoso é criminoso. Porque se assim fosse, Bush seria muito mais criminoso do que Saddam. No entanto, ele não merece, tal como todo o ser humano, a pena de morte.
Parabéns.

Ludovicus Rex disse...

Pessoalmente, penso que a morte de Saddam só serviu para acentuar a guerra civil que já decorre. E os contornos em que foi efectuada são deploráveis. Os USA deviam ter vergonha de proclamar a Democracia e a Liberdade. Saddam devia pagar de outra forma, não assim. Sou contra a Pena de Morte.

david santos disse...

Desculpa, Ludovicus. Só agora é que acabei de ler o texto.
A morte de Saddam, quanto ao futuro do Iraque, nem aquece nem arrefece, é a mesma coisa. Já quanto à estratégia do terrorismo norte-americano, ainda que ele tente por todas as vias e mais algumas, não consegue a guerra cívil entre os iraquianos. Admito que haja alguma luta entre colaboracionistas e patriotas, nada mais. Eles vem andam a chamar a isto luta sectária, mas esta, tal como em Saigão e toda a América Latina, não vai pegar, porque o povo iraquiano está a dar provas de muita maturidade política. Este povo sabe muito bem que os esquadrões da morte, tal como nas terras que já referi, são obra do terrorismo norte-americano: arranjar uma guerra cívil para se porem a milhas. Depois, os colaboracionistas, tal como em Saigão, é que ficam lá para pagar as "favas". O terrorismo norte-americano, em tudo quanto seja cobardia e traição, não recebe lições de ninguém.
Parabéns.

david santos disse...

Desculpa.
Mas afinal ainda não tinha acabado.
Se tiveres meios para isso, lê amanhã o "Pretória", da África do Sul. É um apanhado de tudo quanto eu escrevi ao longo destes anos, em vários jornaid portugueses e estrangeiros, acerca dos crimonosos, bandidos e assasinos que assassinaram uma Nação inteira. Caso não consigas, espero, dentro de trêz semanas, fazer-te chegar um exemplar às mãos.

MRelvas disse...

Saddam Hussein enforcado



Esta madrugada Saddaim Hussein,antigo ditador e líder do Iraque foi enforcado.
Este homem cometeu muitos crimes contra a humanidade.Autênticos massacres contra etnias específicas do seu país.Executou muitos cidadãos do seu país,que não concordavam com a sua política de governação do Iraque.
Não há dúvida alguma sobre estes factos.
No entanto poderá o homem "matar" outro em nome da justiça, feita por outros homens?
Esta interrogação persegue-me na medida em que outros ditadores continuam maltratando os seus povos de uma ou de outra maneira.São conhecidos.
Uns aplaudem a sua morte,outros irão elegê-lo como o mártire a seguir,causando mais mortes e destruição para a humanidade.
Volto a questionar a pena de morte!Em minha opinião sincera,depois de uma ocupação daquele país,por uma causa injustificada (armas de destruição maciça que não existiam),por países que se dizem democráticos,não seria mais justo a sua detenção perpétua?O problema que se punha era onde,em que local?No Iraque?Poderia amanhâ mudar o regime e Saddam voltar ao poder.Nos EUA?Com que direito?
Enfim,bom ano de 2007 para todos,mas reflictam nas incoerências do Homem.

posted by MRelvas at 11:57 AM | 8 comments links to this post

MRelvas disse...

"Saddam Hussein enforcado"
8 Comments -Show Original Post
Collapse comments


António Lisboa Gonçalves said...
Tema complexo este, não é?

Bom Ano de 2007 recheado com tudo o que deseje!

Cumprimentos.

Sábado, Dezembro 30, 2006 12:34:22 PM


victor simoes said...
Cometeu-se um outro crime, para além dos crimes cometidos por Sadam Hussein!
Sou completamente contra a pena de morte! Prisão perpétua, sim!
Acontece, que quem deu o poder a este homem foram os USA, e foram os mesmos que lho retiraram, não pela questão das armas nucleares e outras, que se dizia ter, mas pelo petróleo do Iraque! Esta, é hipócrisia americana.

Sábado, Dezembro 30, 2006 1:06:44 PM


ROÇA COISA É OUTRA LIMPA said...
Parabéns pelos números do Blog epelo trabalho de vocês todos.Quanto ao Saddan, também sou contra a pena de morte, não que eu seja uma santa pessoa, porém creio que mortos não pagam contas, dívidas.Prisão já seria o castigo ideal(?), visto que aí sim ele estaria pagando sua dívida diante de suas vítimas.
saludos!

Sábado, Dezembro 30, 2006 2:36:38 PM


Tondo Rotondo said...
Estic en contra de la pensa de mort, però en tot cas trobo curiosa una cosa: Saddam enforcado, e Pinochet? e tantos y tantos dictadores africanos?

Sábado, Dezembro 30, 2006 3:10:00 PM


Eleuterio Gálvez, el cónsul temerario said...
Mais uma vez, o Império ganou. Já poedemos ver como eles pagan ao mesmo personagem que fora-les funcional, útil para manter o control nessa regiao do mundo, que eles puderao tirar muito antes, cuando havia a guerra do Iraque-Irao, e assim puderram evitar tanto sofrimento ao povo iraquense. E nao direi mais porque alguem pode chamar-me do Pentágono perguntando por isto que escribo, e que numa fotografia satelital aparesce um manantial de petróleo no meu jardim.

Sábado, Dezembro 30, 2006 3:56:29 PM


the_hammer said...
A invasão do Iraque foi talvez o maior erro estratégico que os Americanos alguma vez cometeram: em nome de uma vingança pessoal George W. Bush pôs mais um país nas mãos do Islão fanático, que mais cedo ou mais tarde estará de armas apontadas ao Ocidente - disso não tenhamos dúvidas.
Quanto à questão da pena de morte aplicada a Sadam Hussein, devo dizer que concordo com esse castigo em determinados casos: um homem que tira a vida a outro, ou que viola uma criança, por exemplo, não pode, do meu ponto de vista continuar a ser considerado «humano» por nenhum Estado minimamente interessado em garantir a integridade dos seus cidadãos: o tratamento que merece é a morte, única forma de garantir que não volta a fazer tamanho mal a ninguém.
Mas no caso específico de Saddam Hussein o assunto é mais complicado: quem o condena à morte? Que legitimidade tem para isso? Até que ponto teve um julgamento justo e imparcial(basta que nos lembremos que o juíz era curdo e que dois dos seus advogados de defesa foram assassinados)?
Volto a dizer: a Guerra do Iraque foi um erro, e tudo o que se tentou fazer para a remendar levou apenas a vincar ainda mais esse erro.
E temo que passemos ainda muitas gerações a pagar por ele...

Sábado, Dezembro 30, 2006 4:42:56 PM


Beezzblogger said...
Os EUA perderam a guerra, estão a perder todos os dias, a única vitória(psicológica) era a morte de SADAM, mas desenganem-se os senhores AMERICANOS e seus aliados, porque as complicações só agora começaram, Olhem o IRÃO aí com Armas Nucleares, e quem os travará, será ISRAEL? Caminhamos a passos largos para uma 3ª guerra Mundial, pois enquanto SADAM foi Vivo, manteve um país Forte, com a invasão dos EUA mais Os Ingleses, foi a anarquia total, XIITAS, CURDOS, SUNITAS, todos querem o poder, mas este só será entregue, aliás como já está, aos que fizerem o gosto e os jeitos aos EUA.

Abraços do Beezz

Sábado, Dezembro 30, 2006 5:20:48 PM


A. João Soares said...
Permito-me aqui ind«serir o comentário que já coloquei noutro blogue. Tema omplexo, sujeito a muita controvérsia.
É curioso que muita gente chora a morte de um INDECENTE, e vai votar no referendo pela morte de muitos INOCENTES.
Mas o que interesse mais do texto deste post é que benefício tira a humanidade destas execuções?
O que de bom resulta daí? Há crimes hediondos, é certo, mas punição poderá ser outra que não a morte.
Em Portugal acabou-se com a pena de morte mas estamos no lado oposto, com penas leves, prisões que servem de escolas de aperfeiçoamento nas técnicas do crime, movimentos de apoio aos criminosos condenados a prisão, esquecendo o merecido apoio às vítimas.
A sociedade, em geral, cá e no mundo, está desumanizada, perdeu os valores que lhe davam rumo. E um rumo é indispensável, mesmo que não seja totalmente correcto, porque permite correcções e ajustamentos. E o que não existe não pode ser corrigido!
Feliz Ano Novo
A. João Soares

Sábado, Dezembro 30, 2006 7:31:23 PM

paulo disse...

Na minha opinião o sadamm deveria ter prisão perpetua para ter tempo para pensar nas atrocidades que mandou fazer e ao qual fechou os olhos aso crimes que eram cometidos em seu nome.

Zeca Paleca disse...

Poderá um ser humano, tirar a vida do outro?!!
Pagamos o mal com o mal, ou o mal com o bem?
BUSH também vai ser enforcado pela morte de tantos inocentes? E os deputados portugueses que votaram a favor da intervenção no Iraque? Também não são culpados pela morte de crianças, mulheres indefesas e de tanto ser humano no Iraque? Esses deputados vão ser enforcados?

UM ABRAÇO PARA TODOS DE : A VOZ DO POVO! QUE A PAZ VOS ACOMPANHE SEMPRE!

Visitem o blogue:
www.lusoprosecontras.blogspot.com

É um pouco diferente do vosso, mas também tem o seu espaço reservado para todos vós, meus Amigos.

Bem-hajam!

Mário Margaride disse...

A prisão perpétua, seria neste caso o mais adequaado. A morte do Saddam, só vai acentuar mais a violência, e a morte de inocentes
Como já o disse em post próprio, será que valeu a pena, a morte de Saddam? Será que o povo iraquiano tem paz e liberdade? Não tem! E tão cedo não terá.

Abraço

Mário Margaride

Beezzblogger disse...

Boa noite, sendo assim e já estando tudo dito, resta-me dizer, que moral tem os senhores que lhe deram o poder que ele teve, em perseguir os CURDOS 8Maioria da étnica no IRÃO) e os XIITAS (maioria étnica no IRAQUE), que moral dizia eu, tem esses senhores de aplicar a pena de morte a um testa de ferro que eles criaram?

Abraços do Beezz

disse...

O triste espectáculo da morte pela forca do Iraquiano representa antes de mais uma cena de vingança própria de sentimentos retrógrados.

O futuro do Iraque, não depende da morte deste ou de outro Iraquiano.

O seu futuro está desde há muito delineado, pelos do costume com a cumplicidade da comunidade europeia.

Notas prementes deste meu raciocínio, a posição da ONU, da Comunidade Europeia, dos Americanos (com os preparativos para o envio de mais invasores) dos judeus, com o afiar das espadas face ao Irão.

red disse...

A pena de morte mais não é que um acto de terrorismo de um ser humano contra outro ser humano. Penso que só a irracionalidade e uma consciência estruturada no revanchismo permite tolerar a pena de morte mesmo que o criminoso seja alguém tão repugnante como é o caso de Saddam. Evitando ter que escrever uma data de coisas novamente, convido à leitura do post, "a admirável civilização ocidental" no blog "Vermelho vivo"
Um abraço

Maria disse...

É complicado avaliar se uma vida pode pagar as vidas que tirou. A verdade é que vários dirigentes políticos o fazem, directa ou indirectamente.

Por sistema não concordo com a pena de morte. Primeiro argumento: possibilidade de erros judiciais. Segundo argumento: incapacidade de reunião de um júri imparcial e capaz de analisar situações globais.

Não há justiça possível em guerras. É o limite da desumanidade, este a que assistimos. Não pactuemos com ele. Mas também não vislumbro soluções. Não se encontram ao nosso alcance directo. A estrutura é demasiado pesada e fechada, o poder exercido demasiado eficiente. Já não é mau termos consciência dele e liberdade de expressão.

Que não passa por mediatizar, em horário nobre, um homem com uma corda ao pescoço, para descansar consciências...

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas