04 janeiro 2007

CAMBADA DE ENERGÚMENOS

Exercer a cidadania, pode ser considerado hoje em dia, uma espécie de aventura, ou acto de coragem.
Tal é o perigo de fazer sentir a nossa indignação, perante algumas pessoas que cometem autênticos atentados, à nossa liberdade de circulação.
Passo a explicar porquê.

É que, todos os dias somos confrontados com autênticos atropelos, aos nossos direitos enquanto cidadãos, e peões.
Como por exemplo: os estacionamentos selvagens!
É carros em cima dos passeios, nas paragens dos autocarros, em segunda, e muitas vezes, em terceiras filas, que não respeitam o sinal verde para peões, etc, etc.
E quando chamamos a atenção dessas irregularidades.
Somos quase sempre, insultados, e nalguns casos...quase agredidos!

É que dá sensação... que temos de ver, ouvir e calar!...
Estou a referir o caso dos estacionamentos, por ser uma situação gritante, de atropelo, e de falta de respeito e civismo!
Por uma boa parte, dos automobilistas, em relação aos restantes cidadãos.
Muitas vezes, temos que andar pelo meio da rua, porque os automóveis, ocupam literalmente os passeios.

É um autêntico desrespeito pelos direitos dos outros cidadãos, por parte desses energúmenos.
Este comportamento de muitos automobilistas, e não são poucos!
É o reflexo, do enorme volume de acidentes nas estradas portuguesas.
Onde ninguém respeita ninguém. É o salve-se quer puder!

Depois admiram-se, de haver tantas mortes nas estradas portuguesas.
Às vezes dá a sensação, que muitos destes automobilistas!
Devem ter tirado a carta de condução, ou pelo telefone, ou pela Internet!
Tal é a burrice, que fazem na estrada.
São mesmo uma cambada de energúmenos!

4 comentários:

MRelvas disse...

Educação,civismo,formação!?

Onde estão?

cumprimentos amigo Margaride!






Mário Relvas

victor simoes disse...

Andam muitos nas estradas, mas os brindes eram no "JUÁ"!
A falta de civismo, circula por todo o lado, mas nas estradas portuguesas, na verdade, vemos automobilistas, que se esquecem que também são peões. Julgam estes senhores, que condutor bom, é o que prevarica e escapa à polícia... e quanto a estacionamentos, não entram com o carro dentro do supermercado, das lojas ou até no cinema, porque não podem.

A. João Soares disse...

Caros Amigos, somos uma socieddade de energúmnos como diz M Margaride, de bestas selvagens indomáveis.
O estacionamento nos pssseios é um atentado gritante aos direitos dos peões, afectando principalmente os deficientes em cadeiras de rodas e as pessoas que empurram carrinhos de bebé, que por vezes têm de recuar no passeio procurando um intervlo para sairem para a faixa de rodagem e por ela transitarem em longas distâncias. correndo grave risco de atroplamento.
As autoridades não tên sensibilidade para este facto, como explicarei em post.
Mas autoridades dão sempre maus exemplos: caso do juiz que ia do Algarve para Lisboa a mais de 200Km/h e o ministro que ia de Lisbo para o Norte a 212 Km/h, além de um deputado que foi detectado várias vezes com exceso de velocidade, no bom estilo de adolescente com carência de afirmação. São estes e outros os homens «exemplares» deste miserável povo.
Sugiro uma visita a quatro posts sobre segurança rodoviária no Do Mirante.
Abraçoa
João

Anónimo disse...

O problema não está em quem conduz nas estradas. Tomar um sintoma pela doença é falta de visão.

Tal como se diz nos países civilizados, "Nas estradas se vê o civismo dum povo", é apenas um sintoma ou demonstração da baixeza a que toda (ou quase toda) a população chegou, dirigida por uma oligarquia de corruptos malvados que eles próprios dão o exemplo a seguir e em que a impunidade se generalizou, assim como a irresponsabilidade (que nunca é deles, mas de ninguém ou quase sempre dos outros). E para que tudo assim passe e continuem a aproveitar-se da situação que criaram, esforçam-se por fazer crer à população que tem razões para se orgulhar desse estado de coisas, fazem dos escoiceadores de bolas heróis nacionais e ainda dizem que os portugueses têm uma deficiência em auto-estima.

Isto não resume todas as causas nem todos os problemas existentes, apenas foca os principais. Que mais se pode esperar duma situação assim implantada e imposta. As raízes estão nisto, na educação por pais incapazes de o fazer, na corrupção descarada e contínua, etc. Mas estão, sobretudo na desinformação de jornaleiros em aberto conluio com os corruptos, que além de os encobrir nem toca em assuntos que expliquem como se comportam os políticos e os povos de países civilizados e democráticos, tentando convencer todos que em Portugal se vive em democracia, mantendo assim um véu negro sobre os conhecimentos gerais para que o povo, que devia ser soberano, não tenha vontade de exigir que os políticos e a justiça lhe prestem contas. Fizeram dos portugueses um povo embrutecido incapaz de lutar por sair do buraco para onde o atiraram. Verdadeiro paraíso de corruptos, parasitas, canalhas e traidores.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas