07 janeiro 2007

CUIDADO COM O QUE FAZEIS!

O Mundo treme de angústia
Anda à deriva sem norte
A guerra a fome a miséria
Arrasta os povos para morte

Senhores do Mundo e de todos
Cuidado com o que fazeis!
Quando o medo ganhar coragem
Ireis andar aos “papéis”

As lágrimas que o Mundo chora
De dor miséria e morte
Um dia darão as mãos…
Para dar ao Mundo, outra sorte

5 comentários:

MRelvas disse...

Lágrimas que o mundo chora...
que todos aqui no vozdopovo choramos com sinceridade mas com Fé de que consigamos dar as mãos na melhoria do mundo.

Se cada um de nós tiver a generosidade necessária para se aguentar e ainda auxiliar alguns,melhorariamos com toda a certeza o que ao nosso alcance e nossos olhos virem e sentirem!

Denunciemos...lutemos!

Com solidariedade

Mário Relvas

Beezzblogger disse...

O mundo está podre, caminhamos dia-a-dia para a degradação deste planeta, e nós não conseguiremos, por muito que lutemos, barafustar-mos, refilemos, não conseguiremos mudá-lo...

Abraços do Beezz

A. João Soares disse...

O estado do Mundo deve-se ao medo, à falta de diálogo, de confiança, de negociação. E quando estes sentimentos negativos dominam as pessoas e os Estados, a solução que se encara é ao medo da ameaça, a defesa e a guerra.
E, como o mundo é o somatório de todos nós, temos que ser mais optimistas e mais francos, sinceros e abertos, colocar amor e generosidade ond há medo e desconfiança. Depois de darmos esses exenm+mplos à nossa volta, começará a haver um ambiente mais agradável. E isto alastrará.
Pois claro, isto é uma utopia, mas uma utopia benéfica e realizável a longo prazo. Vamos por este caminho!!!
Um abraço
A. João Soares

MRelvas disse...

É no medo, na reacção ao mesmo que se faz a massa dos heróis!
Quem não sente a responsabilidade, o receio, quem desafia a morte sem necessidade, ou dever, é LOUCO, não HERÓI!

Mas neste mundo temos que ser corajosos, tenazes, sem deixarmos cair a nossa vontade, a vontade da realização, do sonho, da capacidade de nos erguermos!

Abraço
Mário relvas

Alexandra Caracol disse...

Gostei uito deste poema meu amigo e em especial do final.

Falar nas desgraças faz parte da realidade, mas acrescentar algo de positivo, como a esperança de dias melhores, é sempre bom.

Beijinho

Alexandra Caracol

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas