07 janeiro 2007

A CULPA É DA VONTADE...

A culpa não, não é do sol

Se o meu corpo se queimar

A culpa é da vontade

Que eu tenho de te abraçar

A culpa não, não é da praia

Se o meu corpo se ferir

A culpa é da vontade

Que eu tenho de te sentir

A culpa é da vontade

Que vive dentro de mim

E só morre com a idade

Com a idade do meu fim

A culpa não, não é do mar

Se o meu olhar se perder

A culpa é da vontade

Que eu tenho de te ver

A culpa não, não é do vento

Se a minha voz se calar

A culpa é do lamento

Que sufoca o meu cantar

António Variações

6 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Beezz,
A culpa é da vontde. Mas o mérito também é da vontade. Há quem diga que tudo aquilo que nos acontece é fruto da nosa vontade, da força anímica, do psíquico, das decisões que tomarmos. O nosso espírito, o nosso querer, o optimismo, são factores determinantes para a felicidade. Esta não depende daquilo que se tem, mas da forma como se encara aquilo que se é, aquilo de que se dispõe, mesmo que seja pouco. Querer muito, ser ambicioso destrói a felicidade de agora na esperança que amanhã se seja feliz, mas, por esse caminho, o amanhã será igual ou pior a hoje, com insatisfação e ansiedade.
A culpa é realmente da vontade.
Um abraço
A. João Soares

victor simoes disse...

Olá Beez.
António Variações, é bom recordar.
Reparei que não é só neste post, que aparecem uns códigos, de entermeio. Estás a usar algum editor? Convém retirar os códigos, desfeiam a apresentação.
Hoje também não sei o que se passou e os contadores, tinham sumido, recuperei o sitemeter. Mas acho estranho, os dois scripts, que tinha no fundo da pág. também desapareceram! Não sei o que se passou! Aínda ando a tentar saber.

Um abraço

( A Voz do Povo, está a ficar incómoda.)

MRelvas disse...

Oi beezz,

caro amigo esta foi a música que colocaste no vídeo que considerei o hino do Arômas de Portugal!

Daquele Pai que corre com o filho...

Bem haja ao António Variações que na sua diferença nos transmitiu FORÇA!

Um abraço

Mário Relvas

Alexandra Caracol disse...

Muito bonito meu amigo.

Nunca é demais recordar.

Beijinho

Alexandra Caracol

Mário Margaride disse...

António Variações, amigo beezz. Tinha consciência dos males que o consumiam, como a droga, e a Sida, por exemlo. Era um homem consciente, e avançado no seu tempo. Com as suas canções, tentava alertar consciências.

Foi bom, teres trazido aqui este texto, de António Variações. Nunca esteve tão actual!

Um abraço

M.Masrgaride

Conceição Bernardino disse...

Belo, simplesmente belo...
beijinhos

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas