12 março 2007

POEMA DE DESPEDIDA


"POEMA DE DESPEDIDA"
É hora de partir, meus irmãos, minhas irmãs
Eu já devolvi as chaves da minha porta
E desisto de qualquer direito à minha casa.
Fomos vizinhos durante muito tempo
E recebi mais do que pude dar.
Agora vai raiando o dia
E a lâmpada que iluminava o meu canto escuro
Apagou-se.
Veio a intimação e estou pronto para a minha jornada.
Não indaguem sobre o que levo comigo.
Sigo de mãos vazias e o coração confiante.
Rabindranath Tagore
"Fim da minha colaboração no blog A Voz do Povo"

9 comentários:

Barão da Tróia II disse...

Até qualquer dia! Boa semana

Teresa Calcao disse...

E sempre triste ver partir um amigo....e as saudades com que ficamos forcam-nos a viver das recordacoes......sempre gostei de ler os teus(seus)artigos.
Um beijinho, ate sempre.

Conceição Bernardino disse...

Não se se valerá apena pedir que fique pois vou sentir a sua falta como pessoa e escritor...
Beijinhos
Para vocês e para o Bruno
Até sempre

ANTONIO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A. João Soares disse...

Espero que as razões desta decisão sejam ultrapassadas em breve.
Um personalidade tão definida e constante valoriza o local onde se manifesta, mesmo que não se concorde com algumas opiniões. A VOZ deixa de ser do POVO se passar a haver monotonia e uniformidade de opiniões e de atitudes. O Povo não pode ser uma massa inerte e amorfa, a avançar para onde os pastores o levam. Sem rebeldes activos não há povo.
Volta Mário. Ficamos à espera.
A. João Soares

Beezzblogger disse...

Não vou dizer volta, pois não quero que parta...

Perdem-se as opiniões,
perdem-se os temas,
perdem-se as razões
e aumentam-se os dilemas...

Abarços do beezz

MRelvas disse...

A todos os amigos agradeço os comentários e o apoio.

Continuarei a escrever no meu blog Aromas de Portugal.Um blog livre, com sentimentos, onde as esquerdas e as direitas são coisas que cada um escolhe, onde o amor, o carácter a lealdade, a fraternidade e a amizade são razões fundamentais da existência daquele blog.

Onde a preservação dos nossos valores de Portugal e seu verdadeiro e esquecido povo se reveja!

Ali falarei, ali defenderei todos, os deficientes em particular.

Abraços a todos

Mário Relvas

Papagaio da Suica disse...

ADEUS SERA PARA QUEM MORRE.
SER TEIMOSO E NAO DAR O BRACO A TORCER TAMBEM TEM O SEU QUE DE VIRTUDE POIS é ACREDITAR EM ALGO,
NAO ACREDITO E ATé APOSTO QUE VOLTA MAL OS SEUS IDEAIS FOREM TOCADOS. SAUDACOES DESPORTIVAS .
PARA LHE DAR PRAZER QUE GANHE O SEU BENFICA.ABRC.M.O

victor simoes disse...

Amigo MRelvas, a porta está aberta, em qualquer altura que deseje, é só entrar! Afinal meu amigo este blogue tem cá a sua costela e os leitores estão habituados e sentem a sua falta!
Mais que a minha, que não tenho sido assíduo a escrever. Também nã existe nenhuma obrigatoriedade de militância, é dentro da possibilidade e disponibilidade!

Um grande abraço.

PS: A gente também se encontra no aromas.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas