10 março 2007

É sábado, mais um dia da vida!


Está sol, um dia bonito, é sábado, fim de semana. Tudo parece correr bem.
Todos parecem contentes, felizes, mas o mundo continua em sofrimento.
A luz do sol tinge-se de nevoeiro, de escuridão.
O momento é triste, mais um homem que partiu.
Mais um pai de um jovem deficiente mental partiu na sua última viagem.
Aos 42 anos de idade, deixou este mundo e seu filho.
Aos 40 anos foi-lhe diagnosticado um cancro na cabeça.
Tudo na vida era jovem, tudo era esperança ainda para ele.
Dois anos depois baixa à terra fria, hoje, deixando o amigo do meu filho sem pai.
Que futuro viu ele para o seu filho nestes dois anos de sofrimento?
Que acontecerá quando partir a sua mãe?
Estas são as razões da injustiça da vida, acentuadas na injustiça dos homens!
Não ficará só o teu filho, o amigo do meu filho.
Os nossos filhos.
Até sempre!

5 comentários:

victor simoes disse...

Assim é MRelvas, o sofrimento está sempre presente nas nossas vidas. Mas quando faltamos, quando a vida se extingue, seria bom bom e partiriamos em paz, se soubessemos que os nossos filhos, dispõem de capacidade para se defenderem neste mundo dos homens!
À família do amigo do seu filho, ao Bruno também, a minha solidariedade e sentidos pêsames.

Um abraço

david santos disse...

São estas e outras, mas especialmente, estas, que nem para a morte nos deixam preparar. Embora sabendo que ela apenas nos acolhe, não mata, tememo-la mais, ainda, por o que a nossa ausência pode causar.
Parbéns

MRelvas disse...

Caros Victor e David, a impotênciua é terrível.A maior preocupação é o futuro.

Fui ao funeral e estava muita gente...

Ela pediu-me ajudem o meu filho...

O filho foi levado ontem para casa de uns familiares de modo a não perceber, agora ele vai sentir a falta de seu pai, pois ele ía buscá-lo á escola, era o seu herói.O jovem falava (como podia) no pai.Este rapaz além de ter uma deficiência mental não pode comer a nossa comida normal, mas apenas alguma.Não prova um doce, não come fritos...e tudo vê os outros fazerem!

No que me toca estarei presente, se Deus me der forças, que por vezes me faltam...neste mundo hipócrita e muito traiçoeiro.

Os anos passam depressa e vamos ficando longe dos dias de esperança e da força que tinhamos!

Também vou ficando sem capacidade de chorar e isso é muito mau, porque também leva o sorriso!

Abraços a todos
Mário Relvas

Beezzblogger disse...

Meu caro amigo Relvas, a dor de uma perda destas é imensa, mas a dor deste filho será maior, tem o amigo neste caso que ter força, e ajudar como puder, e olhe que sempre haverá no final de cada dia um sorriso na cra desta criança...

Asim será, pois acredito nas crianças...

Abraços do beezz

JOSÉ FARIA disse...

Força Amigo Mário Relvas!
Muito mais do que eu, o amigo deve conhecer bem melhor e pior a vida, entre a dôr e a felicidade e alegria!
A vida está repleta de ensinamentos os quais mais se4 fazem sentir nestes momentos. Momentos de despedida, para sempre, de amigos e entequeridos.
E quando a situação se complica com mais dramatismo real e sentido na pele e na alma, o ensinamento acompanhado de tristeza, descontentamento e revolta, faz-nos saltar a tampa!?
Mas aonde pára a Assistência social da Segurança Social Portuguesa!?

Nós por cá, somos assim e deixamos que assim seja, por muitos cuidados e juizos de valor que utilizamos antes de elegermos quem queremos para gerir bem o nosso Portugal!

Força, amizade e um grande abraço!
(Foi para arranjar, estou no Ciber...)

José faria

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas