12 março 2007

Roubou bebé para segurar relação...


A mulher suspeita de ter raptado a bebé de Penafiel terá agido para «segurar a relação» que tinha com o companheiro, apurou o PortugalDiário junto de fonte policial. A mulher com 37 anos terá fingido a gravidez e, para não ser desmascarada, foi ao Hospital de Penafiel, no dia 17 de Fevereiro, para roubar um bebé.

Para não levantar suspeitas junto da família e vizinhos, ter-se-á afastado durante uns tempos, tendo aparecido mais tarde já com a criança.

Fonte da PJ referiu ao PortugalDiário que a senhora confirmou perante a Judiciária a autoria do rapto e que ficou detida, devendo ser ouvida por um juiz na terça-feira, ao que tudo indica no Tribunal de Penafiel.

A mesma fonte referiu que a criança também esteve nas instalações da PJ, tendo de seguida sido entregue a uma instituição ligada à Segurança Social.

A bebé não chegou a deslocar-se ao hospital, dado que a instituição de acolhimento referiu ter médicos que poderão analisar o seu estado de saúde.

Os investigadores tencionam ainda ouvir durante esta terça-feira o companheiro da suspeita e a irmã daquela e não descartam a possibilidade de a detida ter beneficiado da cumplicidade de pessoas próximas.



Ver mais em Portugal Diário



É inadmissível que num país que se quer fazer passar por ser do 1º Mundo (anda lá perto), se passe este caso com a maior das naturalidades, ainda bem que as pessoas mais chegadas à raptora, tem mais decência do que esta...

2 comentários:

MRelvas disse...

Caro beezz, um caso que merecia uma adopção se o Estado desse vazão aos pedidos.Por vezes há razões que a razão desconhece...

Mas algo ainda não foi explicado sobre o que levou aquela mulher a fazer isto...ou explicado como deve ser.

É um crime bárbaro que causou um profundo sofrimento aos pais daquele bebe!

Mas, volto a repetir, bárbaro é também tantas crianças estarem fechados em casas e colégios à espera de adopção!

Quem sofre são as crianças!

Abraços
MR

Lusófona disse...

Tantas mulheres parindo, sem ter condições para elas próprias.
Tantas mulheres abortando, sem querer responsabilidades.
Tantas mulheres querendo filhos, sem poder gerar.
Vivemos num mundo cheio de contrastes, vivemos em países de 1º, 2º,3º,4º....mundo, não interessa...cada qual com os seus dilemas, seus problemas... há "coisas" inadmissíveis que fazemos há séculos, espero que num dia próximo possamos acordar..

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas