28 março 2007

SALAZAR NUNCA FOI HONESTO

Salazar foi, sem sombra de dúvida, o maior corrupto existente em Portugal.
Contrariar esta afirmação é, no mínimo, estar a esconder algo ou a mentir. Salvaguardando, claro, os ignorantes. Só a estes, ainda que custe, é permitido ouvir dizer o contrário. Mas mesmo estes devem ser alertados para o erro que cometem ao afirmar uma posição contrária. Andam enganados. Ou a ser enganados por alguém.
Salazar construiu uma rede mafiosa e criminosa, como jamais algum tirano o conseguiu fazer.
Por exemplo: nas repartições públicas nunca um inferior hierárquico podia desmascarar os roubos efectuados pelos seus superiores. Se alguém se atrevia a denunciar a corrupção que lhe passava à frente dos olhos tinha, garantidamente, o desemprego, a perseguição e, não raras vezes, a morte.
No exército fascista que sustentou a tirania de Salazar, nunca um militar de patente inferior podia participar de outro com patente superior. Mas se porventura estes casos aconteciam, eram agentes da tenebrosa PIDE infiltrados para descobrir um ou outro inocente, que mais nada fazia, que ser um patriota.
Por tudo isto, ainda que o pintem de honesto, Salazar nunca foi honesto. Foi sempre um corrupto da pior espécie.

David Santos

12 comentários:

MRelvas disse...

David Santos o homem que anda por aí...

Esqueça o Salazar e o COMUNISMO!

Fale do que vai mal nesta "DEMOCRACIA" do pós 25 de Abril, Salazar morreu há 40 anos...ainda éo culpado pelas mediocridades deste diminuto rectangulo??

Enfim...

Viva Portugal e respeite a escolha do povo...

Os Portugueses fizeram UM VOTO de protesto aos "democratas" de língua e bolsos cheios...

A Dona Odete é tão democrata que acusou logo a RTP de ir contra a Constituição...até espumava de RAIVA!!!!

Será que ela se equece que é uma das responsáveis pela insatisfação e consequente escolha dos portugueses???

Para lá do teatro, sua especialidade, que fez ela para além de se ternizar na Assembleia da República, ao mesmo tempo que se aplica nos outros palcos...

Precisamos de actores activos na AR e não de actores (neste caso actriz) ensainado ali para o palco!!

O David nunca foi honesto, porque não diz toda a verdade!!

Ludovicus Rex disse...

E um tirano com mão de ferro que privou a liberdade de expressão de associação e muito mais...
Pela Liberdade e Democracia, Sempre!

david santos disse...

Não sei onde me viu a desrespeitar maiorias... bem, mas o meu amigo é que sabe. Agora esquecer o Salazar e o comunismo, isso, nunca. O primeiro, porque não deve nem pode ser esquecido. O segundo, porque é uma Instituição com muita dignidade, e aqui não estou a dizer que tenha mais que todas, mas tem mais que muitas, e faz parte da estrutura, agora existente, que ajudou, embora com muito sacrifício, a derrubar o tirano, Salazar, claro está.
Quanto a eu não ser honesto, paciência. Posso mostrar a minha declaração de rendimentos e fazer votos para que todos, mesmo todos honestos do mundo, sejam tão honestos como eu sou. Tenho a certeza que ninguém estaria a viver em melhores que outros.

A. João Soares disse...

Eu pensava que a VERDADE era inatingível e os filósofos andam desde o início da humanidade a tentarem aproximar-se dela.
Mas, por milagre, agora aparece um detentor único de toda a verdade que não admite que haja alguém que pense de forma diferente da sua!!!
Não admite que haja razões para o voto da maioria dos participantes no concurso. Isso não é democrático. Isso não é nem intelectual, nem democrática nem moralmente honesto. Certamente o Mário Relvas queria utilizar este adjectivo com esse significado.
Mas lá que a ideia peregrina do concurso foi muito estúpida, não há dúvida!!!
Tenham calma e não se zanguem. E, já assim, informo que participei em reuniões de alto nível em que estava Cunhal e gostei de ouvir as suas opiniões sobre os temas abordados, e não digo mais, por agora!!!
Cumprimentos
A. João Soares

david santos disse...

Olá, amigo João Soares! Então?
É evidente que sempre concordo com maiorias, incluindo a do Salazar, mas...Paciência! Não é que ela me agrade, mas... Já quanto à de eu não ser honesto, paciência, mas...
Para quem acompanha literatura de pessoas menos famosas, como é o meu caso, com um bocadinho de esforço conseguia ler o "Troca de Nome", claro que isto não é para beliscar ninguém. Eu nestas coisas entre pessoas, evito. Mesmo o texto ou poema, pois nem sei o nome que lhe ei-de dar, já o escrevi, há mais de trinta anos. Pelo menos no JN, já foi publicado há mais de 20, pela primeira vez, porque este mesmo texto, já lá foi publicado muitas vezes.
Mas vamos lá ao texto ou poema:

"TROCA DE NOMES"

Eu já tive um patrão
que me chamou de ladrão
da fortuna que não vejo
nem no tecto nem no chão
um dia fui procurá-la
a casa desse patrão,
mas ele não estava em casa
que por roubar está na prisão

Este texto, do David Santos, claro. Pois ele, David Santos, não tem o hábito, neste campo, claro, de fazer algo parecido com outros autores. Aliás, é fácil de ver, pelo menos naquilo que eu mais faço, poesia, não ter algo parecido com trabalho de outros autores. Não é que os que fazem textos ou poemas parecidos com os de outros autores, sejam melhores ou piores. Aliás, até acho nem haver melhores nem piores, cada um faz o que entende ser o seu melhor e só isso já é muito bom, fazer. Está publicado em muitos sítios, desde livros a jornais e revistas, quer em Portugal como no estrangeiro, nomeadamente, França, Grécia, Egipto, Chile, México, Malásia, enfim, nem sei em quantos países.
Claro que dava vontade de puxar por ele do bolso, mas eu gosto mais das pessoas, não sei se do que aquilo que elas merecem, mas eu sou assim e, assim, sinto-me bem.
Ah, conte comigo, para daqui por uns dias, ir lá ao seu blog pô-lo mal disposto. Não pode continuar nessa sua alcalmia. Vai ter que dar à perna.
Abraços, meu amigo e até breve.

Beezzblogger disse...

Corroboro e subscrevo as palavras do David Santos, aliás, quanto ao que o amigo João Soares disse acerca do que dizia Cunhal, agora apetece-me ouvir, sim , pois se teve o previlégio de privar com ele, diga-nos.

Quanto ao, que aqui o amigo Relvas escreveu, epá, sempre no seu tom, de que está zangado com tudo e todos, mas eu como já o conheço, sei que não é verdade, o amigo Relvas, é assim, destempera-se temperando-se, eu sei, ó amigo relvas não me leve a mal, mas por isso hei-de respeitá-lo sempre, pela frontalidade, pela convicção que tem.

Quanto ao amigo David, será sempre o meu escritor favorito, e pronto não digo mais nada.

Abarços a todos e bem hajam, pos refilar, abraços do beezz

JOSÉ FARIA disse...

Um grande abraço a todos!
Já agora gostaria de os informar que continu-o a leste.
Estou sempre a ler aque que "o povo é que o escolheu" (!?), o povo é que votou nele, no ditador que se escondia por detrás de tanta prisão e tortura aos nossos descontentes e explorados concidadãos,portugueses como nós, porventura páis e avós dos nossos leitores... Mas houve de verdade eleições? Foi o povo que escolheu o morto que mesmo sabendo-o morto ainda nos magoa a recordação doque foi e do que fez!?
Já agora quais foram os valores registados pela Comissão Nacional de Eleições?
Foi ao menos publicado no Diário da República o resultado do sufrágio!?
Quanto mais falamos nesta M... mais induzimos errada e enganozamente a juventude que não viveu nem conheceu a ditadura, a prisão e a tortura, como aqueles que no decorrer de quarenta e tal anos de tiranos, tiveram a ousadia de dizer publicamente"este país é uma merda". Mas foram torturados e mortos por isso mesmo, enquanto as esposas, família e namoradas os julgavam ainda presos em caxinas ou no tarrafal ou em parte incerta.
Deixemos esta conversa ou alertemos a juventude para que não vá na onda dos inconscientes e socialmente irresposaveis, sobre a paz e progresso de que necessitamos.
Exigir responsabilidade dos nossos políticos eleitos, não pode ser substituido por saudosismos fascistas!

Abraços de amizade a todos os amigos amantes de Portugal e do seu povo, dos seus concidadãos!

A. João Soares disse...

Amigo Zé Faria.
Concordo consigo quando exprime a ideia de que interessa mais, meditar sobre a situação presente a fim de prepararmos o Portugal dos nossos filhos e netos do que estarmos voltados para trás. Conduzir em marcha atrás não leva longe e tem sérios perigos. Tem sido essa a minha intenção na generalidade dos posts que aqui coloco e que têm poucos comentários, porque os visitantes preocupam-se mais com fofocas improdutivas que nada melhoram do que com os assunto verdadeiramente importantes para o futuro do País. Cada um gosta do que gosta. ´É democrático! Mas depois não venham novamente queixar-se de novos ditadores que eventualmente apareçam para tirar o País do pântano em que tem sido afundado nas últimas décadas.
O «falado concurso» foi a pior coisa que a RTP podia ter feito, apesar de nos ter habituado a programas sem interesse.
Cordiais saudações

MRelvas disse...

Que belo...foi preciso um concuirso televisivo para juntar este belo anipe de comentadores...

Perdoaraõ, mas não sou da vossa opinião.Sou ANTI-COMUNISTA...embora respeite democrtacicamente QUEM se ASSUME como tal.

Já escrevi que admirei Àlavro Cunhal por ser FIEL aos seus princípios, mesmo que os considere ERRADOS!!

Mas quando falo de HONESTIDADE amigos refiro-me ao amigo Beezz, que tem TODO o meu crédito por se relevar aqui no FÓRUM..."SEM AMARRAS"?Quem os outros?Não aceito porque só aceito a verdade!

Eu sou Patriota, revejo-me nos lados do centro direita e não preciso de ter qualquer receio de me afirmar menos (se calhar mais na prática) solidário, pelos ideais da fraternidade e outros.Ser de esquerda e muito menos da anti democrática dá qualquer razão de peso para ser justo, iqualitário, generoso, amigo fraterno...nada.Podiam tentar convencer as pessoas aceitando os seus argumentos, não observando apenas o IDEAL COMUNISTA!

Que fique bem claro, não me importo de partilhar ideias, de discutir diversidade, mas COM VERDADE!

Abraços

MRelvas

Anónimo disse...

Oh meu!
Estás mesmo convencido de que nunca? mesmo nunca? nunca mesmo?
Mas estás a usar as liberdades de poeta ou a falar como um homem a sério? Podes provar aquilo que estás a dizer?
Um poeta não precisa de provar nada, porque é irresponsável! Mas se não estás no papel de poeta, deves ser mais sério e honesto ao fazer afirmações!!! Provas mesmo que nunca? nunca mesmo?
Essa loucura de repetir cinco vezes num pequeno comentário o slogan «TIRANO BANDIDO ASSASSINO» merece consulta psiquiátrica e neurológica. Deve andar por aí o alemão Alzheimer!!!
Para um poeta conhecido em todo o mundo, estas certezas tão reiteradas são um descrédito. Vamos rezar por ti, oh meu!!!Com essas propagandas tão desajeitadas, os teus kamaradas nunca entrarão para o governo.
V~e se tens juizo.

Anónimo disse...

Caro da Vide

O comité central encarregou-me da espinhosa tarefa de te enviar este recado. Estamos gratos pela tua militância, mas não é vantajosa tanta agressividade e hostilidade e relação aos salazaristas, ao Relvas e a outros que parecem de direita. Para nós chegarmos ao poder, precisamos dos votos deles e de todos. Não poderemos, porém, contar com os votos daqueles que se sentirem ofendidos pelas tuas palavras. Temos de os trazer até nós oferecendo-lhes amigavelmente aquilo que desejam. A nossa ideologia procura a expansão à conquista de boas vontades, do aliciamento daqueles que ainda não estão connosco. Usamos uma metodologia de inserção, de unidade, e repudiamos a exclusão, os ódios e as ofensas, a não ser, excepcionalmente de forma pontual e muito criteriosa.
Vê se deixas de ser parvo com os teus exageros. Nisso, o Mário Margaride tem-se mostrado mais sensato e, já por duas vezes, retirou dois posts que não beneficiavam a difusão da nossa ideologia de esquerda democrática. Esta defende valores de que a direita gosta, desde que lhe sejam bem apresentados, pelo que é preciso saber fazer o marketing correcto.
E quero aproveitar a oportunidade para te pedir que tenhas mais cuidado com a forma como rediges os teus posts e comentários. Cometes muitos erros grosseiros, impróprios de um aluno do 1º ciclo. A prosa é gramaticalmente muito mais exigente do que a poesia, principalmente aquela que fazes, sem métrica, nem rima, nem ritmo de ideias. Comunicar bem é uma arte difícil e exige que se tenha ideias claras e bem estruturadas.
Na esperança de que possas melhorar a colaboração que podes dar à esquerda portuguesa, envia-te um abraço fraterno o amigo sempre ao dispor
Zé da Uva

Anónimo disse...

Artigo vergonhoso Salazar foi honesto e o maior Patriota. Corruptos são os politícos de Abril

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas