03 março 2007

A Justiça que temos! Na República do Bananal.

Na televisão passaram hoje dois casos, que nos deixam a pensar a todos os portugueses! O primeiro caso, noticiado no jornal da SIC, remete-nos para a história de um individuo que por um crime cometido há sete anos, foi condenado numa pena de 12 meses de prisão. Beneficiando de uma amnistia, o sujeito não foi preso. Hoje cinco anos após a condenação e depois de devidamente integrado na sociedade e recuperado socialmente, com testemunhos credíveis incluíndo o do próprio patrão, recebe ordem de prisão e tem de a ir cumprir!

Será que estamos num país dito civilizado, da Europa? Ou em qualquer república das bananas? E revoltante e um atentado, aos direitos do cidadão.

Mas os bananas que assim decidiram, se calhar foram os mesmos que soltaram pelo indulto, um empresário que não teria direito ao benefício. Também concerteza, os mesmos que permitiram que o China fosse colocado em liberdade!



Estamos mesmo numa república das bananas e de bananas




O Segundo caso passou-se à cinco anos no Hospital Santos Silva em Vila Nova de Gaia, desapareceu uma idosa de 71 anos Joaquina de Jesus, que tinha sido internada de urgência. Até hoje nunca mais apareceu. Ninguém soube dar conta do que sucedeu à senhora! A Polícia Judiciária tem o caso arquivado.

Entretanto a família move um processo judicial ao hospital, o mesmo é condenado a uma indeminização de 15.000 Euros ( a meu ver irrisória para tanta irresponsabilidade). O hospital recorre e é anulada a primeira sentença! Bem o caso continua nos tribunais.


Este caso é no mínimo de despudor e desrespeito pela família da idosa!

Quem são os responsáveis? Mais uma vez a culpa morre solteira e mais grave o mistério mantem-se!

Que Justiça temos? Em que país vivemos?

2 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Beezz,
República de bananas mas sem o fruto com esse nome. Sugiro a leitura de um post recente «RESPONSÁVEL PERANTE OS CIDADÃOS».
Temos que reconhecer a seriedade de Jorge Coelho que se demitiu de imediato de Ministro das Obras Públicas quando caiu a ponte de Entre os Rios. Mais ninguém colocou a sua responsabilidade perante os eleitores acima do seu apego ao mel do Poder.
Ninguém é responsável de nada nem perante ninguém. Todos são inimputáveis, imunes a julgamentos e críticas. E, entretanto vai-se esvaindo o dinheiro nacional para pagar as sentenças de tribunais europeus que condenam os erros dos nossos juízes. Eles erram e somos nós que pagamos a correcção desses. erros.
Mas dentro em breve deixa de haver juízes, porque o Governo está apostado em tirar trabalho aos tribunais, transformando os crimes em simples infracções administrativas punidas com coimas... «Das bananas» sim senhor, sem ofensa para os países onde elas são produzidas.
Abraço

MRelvas disse...

Victor acompanhei a referida notícia.

este país é mesmo um dos expoentes do terceiro mundismo.

Talvez culpa de Salazar ou do Alberto João Jardim!?...

Na verdade é que só há uma solução, uma reforma de FUNDO.Dar descanso a estes políticos pós 25Abril74 e encomendar outros, ou um chefe da banda capaz!

Eles vão para lá meia dúzia de dias e sabem que outros amigos o substituirão...continuando a ignorar a verdade, a corrupção, o compadrio e todas estas tretas que só não vê quem não quer!

E sabe os bananas não são eles...é o povo!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas