15 agosto 2006

Falsas expectativas

O ano que terminou, foi infelizmente um ano triste em tragédias, devido aos inúmeros incêndios que assolaram o nosso país.
Tragédias essas, traduzidas em perdas humanas, e milhares e milhares de hectares de floresta queimada.
No entanto, gerou-se uma enorme expectativa, em torno das promessas governamentais.
Promessas essas, que anunciavam um substancial reforço de verbas, no combate aos incêndios.
Tanto no reforço de meios humanos, vigilância, e limpeza florestal, e se calhar a mais badalada, a aquisição de mais meios aéreos.
Todos os portugueses ficaram concerteza, expectantes, que seria desta vez, que a praga dos incêndos, iria finalmente levar um forte abanão.
Pura ilusão!
Nem sequer o Verão, tinha ainda começado, já estavamos novamente com os incêndios às costas!
De nada valeu a compra de novos meios aéreos, nem o reforço orçamental no combate aos incêndios, pois os incêndios continuam.
E como a montanha pariu um rato, tudo ficou como dantes!
Eles...os malditos incêndios, continuam a devastar a nossa Floresta, e a ceifar vidas humanas.
Infelizmente, o Governo...e em particular o ministro da Admnistração Interna, nada mais fizeram que criar nos portugueses, falsas expectativas!

1 comentário:

Bendix2006 disse...

O problema dos incêndios, não é só um problema de Portugal, deixem de bater no ceguinho. Vejam o que se passa, tb em Espanha (Galiza).
Na verdade, o problema está mesmo, na criação de expectativas e afinal as críticas deste governo ao anterior, que agora na oposição também crítica o actual!
Mais grave no proprio governo há desentendimentos, agora a culpa não é do Ministro da Administração Interna, mas do Ministro do Hambiente... enfim todos querem sacudir a água do capote, quando na verdade as acções deveriam ser bem coordenadas inter-ministérios e todos deviamos puxar a carroça para o memo lado, em lugar de cada um puxar para si.
Auscultem a sabedoria popular, ajudem empregando os jovens, os militares, os próprios corpos de bombeiros, os escuteiros, mas paguem, sempre saíra, muito, mas muito mais barato que todos esses meios de aluguer (com interesses) em ter trabalho.
Tenham meios de combate racionalizados e bem destribuidos, mas próprios, longe de todos interesses e lobys do negócio dos incêndios.
Porque será, que os pirómanos, apanhados sofrem todos (ou quase todos) de perturbações mentais, ou são pobres desgraçados que não têm onde cair mortos.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas